Ataques evidenciam a desonestidade de criacionistas

do leitor WillPapp (foto) a propósito de
Colégio adventista ensina dilúvio em aula de história

Willian Jorge Vasconcellos
Desde o julgamento Kitzmiller vs. Dover ocorrido em 2005 na cidade de Dover, Pensilvânia, os ataques dos cristãos criacionistas fundamentalistas ao Estado laico vêm se repetindo, não apenas nos EUA, mas, infelizmente, também aqui, no Brasil.

É notável a falta de ética e de honestidade por parte desses cristãos. Não se trata de impedir que o cristianismo seja pregado e praticado. Trata-se de não permitir que a ciência seja contaminada e estragada por conceitos religiosos irracionais.

Há que se manter as coisas em seus devidos lugares. Há espaço para a religião e para a ciência. E cada qual deve respeitar o espaço da outra.

A ciência se ocupa com aquilo que ela pode observar. Crenças religiosas envolvendo fenômenos paranormais fantásticos não fazem parte do escopo da ciência.

É simples de entender: se existem seres superiores neste planeta que curam a cegueira, o câncer, a AIDS, a hanseníase e qualquer outra doença, por que, então, eles não provam esses seus poderes diante de uma banca de cientistas dentro do método científico?

São risíveis os “argumentos” do criacionismo e os “argumentos” dos criacionistas para o ensino do criacionismo.

Não há o porquê se falar sobre respeito às religiões, nesse caso. O criacionismo almeja ser tratado como matéria científica. E se assim deseja deve provar, cientificamente, os seus argumentos.

Mas o movimento criacionista é pior do que ridículo e risível; ele é, também, desonesto porque invade o espaço da ciência, nas escolas e nas academias, para espalhar nonsenses, para lavar o cérebro dos incautos e enfiar-lhes crenças primitivas ridículas, para transformar escolas em igrejas, enfim.

Muçulmanos de universidade britânica rejeitam a evolução.
novembro de 2011

Evolução e criacionismo.      Posts de leitor.

Comentários

  1. VEJA O QUE ACONTECEU DE VERDADE NO CASO DOVER: http://www.youtube.com/watch?v=0S3fpnbDtgg

    E AGORA, QUEM EH DESONESTO AQUI!?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crendices. Tem que ser muuuuiiiito tolo pra acreditar numa pseudo-ciência como essa piada de intelligent Design, o correto seria chamar de stupid design.
      Vai rezar em vez de estudar. Ciência não é pra todos.

      Excluir
    2. Temos um novo troll por aqui...

      Excluir
    3. Sendo o "intelligent design" verdadeiro, por que seria o deus cristão ou bíblico o responsável por ele? E não qualquer outra divindade ou "força cósmica" ou blá blá blá?

      Excluir
    4. Acho que troll que digita tudo em caixa alta devia ser banido no ato.

      Excluir
    5. Joseph Martinez

      Esse vídeo segue a lógica dos cristãos criacionistas fundamentalistas e desonestos. Não apresentam provas e apresentam desinformação.

      Só para lembrar que o juiz John E. Jones III era um cristão luterano, na época do julgamento, e continua sendo, ainda hoje.

      Excluir
    6. Minha nossa, o humorista TheDocil está por aqui???

      Excluir
  2. Muito bom o texto. se eles provassem um milagresinho já seria suficiente, curar uma cárie já seria suficiente.
    Deus até poderia ajudá-los, afinal ele é amigo deles.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. No Estado Laico, os médicos do SUS, por exemplo são proibidos de receber dinheiro diretamente dos pacientes e quando decidem entrar em greve, o que resta para o paciente fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Analista Man

      Você está enganado. Direito a greve não é algo do Estado Laico; é algo do estado Democrático.

      Estado Laico significa ser neutro em relação as religiões. Só isso.

      Excluir
    2. Então, no Estado Democrático, o que resta para o paciente fazer?

      Excluir
    3. Analista Man

      Reclamar. Se houver prejuízos acionar a Justiça e processar o Estado, o hospital e os médicos.

      Excluir
    4. É, no caso a reclamação deveria ser no sentido de modificar a lei, de modo que seja permitido o paciente pagar o atendimento, como se fosse num hospital particular.

      Excluir
    5. Analista Man

      Não. A reclamação seria para que se divida, de maneira mais justa e necessária, os impostos recolhidos para que os salários dos médicos sejam compatíveis com o mercado de trabalho atual e, com isso, eles não precisem fazer greve.

      Excluir
    6. Mesmo, aumentando o salário, que é por hora, quando o médico vê uma fila bem grandona pra atender, ele começa a ficar insatisfeito com essa situação todo dia, uma fila grandona, que faz o médico ultrapassar o horário de atendimento, surgindo daí a idéia do agendamento, no qual o paciente tem que ligar para marcar uma data para ser atendido.

      Excluir
    7. Analista Man

      Isso é especulação. A meu ver, o médico não se incomoda em trabalhar, na verdade, os médicos de hoje tem 3 empregos para poder ter um bom salário. Se apenas 1 emprego garantisse um bom salário a fila de pacientes não o incomodaria.

      Excluir
    8. Não se incomada se estiver dentro do horário previsto, mas quando a fila é bem grande, o horário acaba sendo ultrapassado.

      Excluir
    9. Analista Man

      Nesse caso, o problema não é do médico; é da direção do hospital que marca as consultas. Ela deveria saber calcular qual é a quantidade de pacientes que um médico pode atender, de modo que essa consulta seja uma boa consulta. Se necessário, a direção do hospital deve alocar mais médicos fazendo novas contratações.

      Excluir
    10. É, e quando a direção do hospital não faz novas contratações, faz o agendamento, marcando uma quantidade máxima a ser atendida num dia. Aí, o paciente que está com pressa, tem que esperar bastante.

      Excluir
    11. Adorei a discussão de vocês, mas não entendi aonde o Analista Man quer chegar '-'

      Excluir
    12. Aleatório,

      Quero chegar na idéia que se o paciente fosse atendido por Deus, não precisaria recorrer ao Estado, que é burocrático. Se Deus não atende, então reforça a idéia de que não existe ou que não está se importando com os doentes.

      Excluir
    13. Essa foi de última! Analista Man, vc já foi atendido por deus hj? Dê o seu testemunho.

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Eu acredito na criação divina, através da evolução. Houve pessoas honestas em sua crença religiosa, como o Padre Teillard de Chardin, que apoiavam o evolucionismo. Não há o menor problema. Ensinar o criacionismo no programa curricular como científico, é claro que deve ser proibido, pois está errado. O aluno deve aprender ciência na Escola, e religião -se quiser - em casa e na Igreja. Tudo isto é muito claro e está muito delimitado. A invasão dos espaços, e a confusão entre as delimitações destes, é que é problemática. Isso não é porém privilegio do fundamentalismo religioso, nem só das Igrejas. Todos os segmentos, todas as instituições HUMANAS falham nesse aspecto, do corporativismo em excesso. Os radicalismos são alimentados, por quem sustenta o interesse na manutenção de uma ordem padronal arbitrária. Há inclusive muitos religiosos e cruzados agora militando inquisitorialmente nesse movimento ateísta cuja bandeira é a SUPREMACIA DA CIÊNCIA. Depois da ira de DEUS , CHEGOU A IRA DOS ATEUS. De tanto ser doutrinada nesse blogue pela propaganda religiosa ateísta, acabei assistindo com meus filhos os chatissimos videos de Richard Dawkins, intitulados na versão do youtube de Escravos da Superstição, e Inimigos da Razão. Uma tendenciosa e beligerante cruzada anti-religião, anti-igrejas, como se os problemas do mundo, o mal das injustiças sociais e econômicas devessem sua causa à fé; não à própria radicalização do fundamentalismo materialista e financista, da corporatocracia, do industrialismo tecnocientificista, da própria ciência. Como um pastor eletrônico, um missionário puro e investido da mesma infalibilidade papal; São Hawkins prega a cruzada pela liberdade e supremacia da ciência...A ciência que é sempre boa, sempre ISENTA, ao passo que a fé é má e venal. Ao destruir as religiões junto com a homeopatia e a Nova Era, investindo com arrogância contra Deepak Chopra e outros gurus da "anti-cientificidade"; vemos o Cátaro Hawkins pregar o fervor religiosíssimo da Deusa Razão Imune e Onipotentemente confiável...Só ela conduzirá o Homem ao Paraíso. E NADA de se falar dos milhões da industria farmacêutica e do placebo...O problema da saúde no mundo não é falta de dinheiro nem de médicos. MAS EXCESSO DE MAGIA E DE FÉ. SANTO DAWKINS, CRUZADOS ATEUS! Nossos novos Salvadores chegaram, saudemo-los com fé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tissya moto

      É interessante esse seu posicionamento. Os incomodados são os primeiros a reclamar, como você fez. E o incômodo é saber que, embora o ateísmo não represente nem 10% da população mundial, ainda sim, ele está incomodando.

      A religião, ainda, é a força majoritária que influencia o comportamento humano. Presidentes destruíram países inteiros tendo por base ideias religiosas, inclusive os países com visões distorcidas do comunismo, nos quais o ditador achava-se, a exemplo dos reis e faraós, especial. A religião promove a ideia de que existem pessoas especiais e essa ideia é um perigo.

      As pessoas não são iguais. Sabemos disso. Mas, há quem se ache especial e, quando isso acontece e quando os outros que a cercam começam a corroborar essa ideia, o caos toma lugar. Estamos cercados de pessoas que se acham especiais: padres, pastores, missionários, apóstolos, pregadores, videntes, enfim, pessoas que acham que possuem algo que as diferencia das demais: o poder de se comunicar com o "algo". Esse algo pode ser muitas coisas; muitas coisas de origem religiosa. Pode ser algum Deus, alguma força, alguma energia, algum espírito, alguma entidade, algum ser alienígena e etc. Essas pessoas especiais, ora, merecem tratamento especial. Elas não estão sujeitas as leis comuns a todas as pessoas comuns. Ela é especial e, por isso, não está sujeita a essas leis. E quanto a moral? Também, não. A moral das pessoas comuns não a abriga e nem obriga. A pessoal especial tem uma moral especial que os comuns não têm capacidade de entender.

      Acho que está claro que ser especial, nos moldes que eu apresentei, é algo que, desde o início da humanidade, vem provocando terríveis conflitos, guerras e destruições. Lembremos-nos da bíblia. Lá há a narração de que Deus escolheu um povo especial: os judeus. Mais tarde, Deus escolheu outro povo especial: os crentes.

      A religião, como eu já disse, promove e fomenta a ideia de pessoas especiais. Por isso, a religião que temos hoje é perigosa. É uma religião que segrega, que exclui e que obriga as pessoas a aceitarem ideias primitivas ridículas. E ai daqueles que não aceitarem...

      Somos ateus, mas, não somos representados pelo Richard Dawkins. Não temos representantes. Somos diferentes, mas, não somos especiais e nem achamos ninguém especial.

      Excluir
    2. A IRA DOS ATEUS.... (barulhos de trovões) sexta-feira, nos melhores cinemas!

      Já que vc adora um drama e escreve bem, devia escrever um bom livro detonando todos os ateus por estar dolorida com o Dawkins. Ia ter muito sociopata por aí que compraria.

      Excluir
    3. Só sei que os problemas de saúde que tenho como miopia e hipertensão ocular só foram curados ou controlados através de fármacos feitos em escala industrial. A indústria farmacêutica tem seus podres como qualquer instituição humana, mas nenhum outro meio, seja homeopatia ou reza, é capaz de curar tais afecções (não que eu tenha utilizado tais meios, obviamente seria perda de tempo e de dinheiro). A Ciência funciona, simplesmente.

      tissya moto, postei um vídeo bem interessante em outro post, dá uma olhada:
      http://www.youtube.com/watch?v=sbSDHrlW2nY

      Excluir
    4. Não há problema em se ensinar criacionismo na escola, desde que o professor explique que essa é uma das teorias ou tentativas de de explicação para a existência do mundo e da vida, dentre outras.

      Excluir
    5. AnônimoApr 26, 2012 02:22 AM

      Não. O criacionismo não é uma teoria. Não ao menos do ponto de vista científico. Ela jamais passou pelo escrutínio do método científico (como toda teoria aceita hoje em dia), então não tem esse status.

      E também não é uma teoria para um crente radical. Para ele, é a única verdade.

      O criacionismo não cabe nem em aula de história. Para mim, ao menos, o surgimento da vida e a diversidade das espécies cabe à biologia (e suas ramificações). Quando eu tive história, meu professor falou sobre vários povos da antiguidade e quando chegou nos Hebreus, até explicou a diferença entre monoteísmo e politeísmo, porque cabia. Mas em momento algum tocou nesse assunto, completamente descabido. A história fala daquilo documentado e que pode ser explicado. Óbvio que eles usam hipóteses e teorias, mas para tudo existem evidências e estudos.

      Excluir
    6. Se o criacionismo deve ser ensinado em algum lugar, então teria que ser nas aulas de literatura, pois nada mais é que uma historinha de um livro velho.

      Excluir
    7. Como dizia aquele filme..."Fé demais não cheira bem"...

      Charles

      Excluir
    8. tissya moto:

      Os ateus representam uma pequena parte da nossa sociedade, ou seja, eles não representam uma ameaça a vocês religiosos, e não sei o porque de tanto incomodo. Talvez porque não gostem de ter sua fé confrontada.

      A intolerância, normalmente, parte dos religiosos, pois quando os ateus pensam em se revelarem como ateus, estes já estão sendo ofendidos por muitos religiosos, eu sei porque já sofri com esse tipo de desrespeito, e olhe que sou agnóstico. Ou seja, os religiosos dão o primeiro golpe, e quando os ateus atacam com intolerância os religiosos, eles estão aplicando um contragolpe.

      Excluir
    9. Por culta de jornalistas, em algum lugar no passado, as pessoas começaram a confundir hipótese com tese, e tese com teoria. Daí pastores desonestos como Silas Malafaia se referir à Teoria da Evolução (que na verdade é Teoria da Seleção Natural) como uma Teoria (ou, na cabeça dele, uma hipótese).

      Excluir
  6. Este deus seja o qual for nunca bate com minha razão. Por exemplo porque ele curaria uma pessoa com doença de chagas?? Se ele é tão onibondoso como dizem seria mais fácil ele acabar com o inseto barbeiro transmissor da doença de chagas inseto que ele mesmo projetou pra quando picar o homem o contaminar com uma doença sem cura. Realmente isto é muito inteligente e malvado também kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus admitiu que também cria o mal.

      Isaías 45:7
      Eu formo a luz e crio as trevas; faço a paz e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.

      Excluir
    2. Se ele cria o mal porque ele quer livrar as pessoas do mal ?

      Excluir
    3. Eu percebi que milagre é uma balela quando me falaram que se deus fizesse milagre ele deveria conseguir curar uma pessoa com um câncer bem avançado e sem tratamento médico.

      Gostei quando essa pessoa me falou que se deus era tao poderoso poderia fazer uma pessoa sem um membro voltá-lo a ter. Perdeu uma perna e o milagre lhe devolveu.

      Outro exemplo do que seria um verdadeiro milagre: O sujeito nasceu cego e deus lhe deu a visão pela primeira vez.

      Outro bom milagre seria se uma pessoa tem síndrome de dawn ou mal de parkinson.

      O engraçado que eles só conseguem fazer milagres de curas de dores nas costas, prisão de ventre, dor de cabeça. Esse deus é bem fraco nos seus milagres. Muitas dessas curas são acompanhadas por tratamentos médicos.

      Gostei da sua ideia Will, quando aparecer algum milagreiro ele deve provar perante uma comunidade de cientistas e profissionais da saúde para ver se é legítimo, caso isso não ocorra é fraude e o sujeito não pode fazer propaganda alguma de suas poderes sobrenaturais.

      Excluir
    4. GILSON - PR,

      "Gostei da sua ideia Will, quando aparecer algum milagreiro ele deve provar perante uma comunidade de cientistas e profissionais da saúde para ver se é legítimo, caso isso não ocorra é fraude e o sujeito não pode fazer propaganda alguma de suas poderes sobrenaturais."

      É por isso que ninguém nunca levou o prêmio de 1 milhão de dólares do James Randi (em inglês, direto da James Randi Educational Foundation): http://www.randi.org/site/index.php/1m-challenge/challenge-faq.html

      Excluir
    5. AnônimoApr 25, 2012 08:22 PM,

      Eu imagino que se Deus aplicasse somente o mal, Ele ficaria sozinho no Universo e como Ele não deve gostar disso, então Ele também aplica o bem.

      Excluir
  7. Porque você não comentou sobre a Campanha ateia que oferecia pornografia por Bíblias e que foi um fracasso nos EUA e quando eu coloco a reportagem você não aceita, imparcialidade zero, isso mostra o respeito dos ateus pela opinião contrária. Que DEUS lhe abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É para você Paulo Lopes!

      Excluir
    2. Jefferson, vou responder por mim mesmo. Este blog, me parece, ouvi dizer, é de um jornalista chamado Paulo Lopes. Tanto que, se você olhar o endereço do blog, verá http://www.paulopes.com.br. Penso eu que ele tem total liberdade de colocar o que bem entender. Well, se eu tivesse um blog também faria isso. Se quer imparcialidade, procure a revista Veja ou a Folha de S. Paulo. E sobre a notícia, num site gospel (http://noticias.gospelprime.com.br) há os seguintes comentários sobre esta (transcrevo aqui):

      [sic]
      "A BIBLIA É CATEGORICA EM COLOCAR DIANTE DO MUNDO UMA VERDADE QUE OS ATEUS DESCONHECEM .EM JOÃO 8:32 , CONHECEREIS A VERDA DE E A VERDADE VOS LIBERETARA, DA VONTADE HUMANA QUE SÃO PROSTITUIÇÃO MENTIRA DEPRAVAÇÃO, COMO UMA PESSOA NA SUA RAZÃO TROCARIA UMA VERDADE DIVINA POR PENSAMENTOS VAZIOS DE PESSOAS QUE NÃO SABE DISTINGUIR ENTRE O CERTO E O QUE LEVA O SER HUMANO AO MAIS BAIXO CALÃO DO RESPEITO PELO SER. QUE DEUS TENHA MISECORDIA DE VOCES, PORQUE COMO OUTRORA MUITOS POVOS FORAM DESTRUIDOS E ANIQUILADOS POR DEUS O MESMO DEUS HÁ DE FAZER JUSTIÇA DAQUELES QUE NÃO CREEM NA SUA EXISTENCIA."

      [sic]
      "tambem Jesus disse; em João 8:44; vois sois filhos do diabo! Diga isto! pra quebrar a destes incircuncisos!"

      [sic]
      "Fracassou, porque eles já são um fracasso e vivem atoa!!!"

      [sic]
      "SÃO FRACASSADOS E ATÔA MESMO!"

      [sic]
      "ATEUS IDIOTAS! QUANDO ESTIVEREM FRENTE A FRENTE COM O DEUS TODO PODEROSO NÃO HAVERÁ UM DE VOCÊS QUE VAI CONSEGUIR PARAR DE PÉ!"

      [sic]
      "Acaso você sabe a definição da palavra idiota? creio que não, pois idiota é a pessoa pouco inteligente, ignorante, tolo. É isso exatamente o que é um ateu, quem não acredita na existência de Deus é tolo, ignorante, pouco inteligente. Pensou???"

      Belos exemplos de amor cristão, não é? A parábola do bom samaritano e o "dar a outra face" mandam lembranças!

      Excluir
    3. E o qie é qur te faz pensar que o paulopes representa a opiniao de todos os ateus?

      Excluir
  8. Queri J Tadeu
    Que tal falar da pedofilia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedofilia dos padres católicos ou dos muçulmanos em casamentos arranjados?

      Excluir
  9. Querendo ou não, o mundo será cada vez mais secular.Podem fazer ladainhas, ofensas, demostrar toda raiva pra cima dos ateus. Cada vez mais o mundo esta perdendo a crença na religião, seja ela qual for. Alias, é só postar algo sobre ateismo que os cristãos ficam furiosos. Se continuara assim, queridos...o Hades os espera...Que Alá os preteja....

    ResponderExcluir
  10. Se a "ciência" se ocupa do que pode observar,
    como ela pode dizer o que aconteceu a bilhões de anos , quando nem amebas existiam?(Imaginação)
    Para os cristãi serem desonestos, terão muito a aprender com os evolucionistas, os fósseis falsos que o digam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A.Porto

      - Proterozóico

      É o período da história da Terra que começou há 2,5 bilhões e terminou há 544 milhões de anos. Muitos dos eventos da história da Terra e da vida ocorreram durante o proterozóico, os continentes se estabilizaram, os primeiros fósseis abundantes de organismos unicelulares surgiam nesta época. No proterozóico médio veio a primeira evidência de oxigênio na atmosfera.

      - Vida no Proterozoico

      O aparecimento das primeiras formas de vida unicelulares avançadas e multicelulares coincide aproximadamente com o início da acumulação de oxigênio livre; tal poderá dever-se ao aumento da disponibilidade dos nitratos oxidados que os eucariontes usam, ao contrário das cianobactérias.

      - Localidades de sedimentos proterozóicos no mundo

      - Formação amarga das molas - Os mais velhos fósseis de eucariontes vêm desta formação da Austrália central.

      - Montes de Ediacara - os fosseis de animais mais antigos foram descobertos nesta localidade australiana em 1946

      - Terra Nova - fosseis misteriosos da costa de Terra Nova.

      - Escala de Nopah - a rocha sedimentar a mais antiga da região sul da Califórnia com 1,5 bilhão de anos com alguns depósitos mais recentes ricos em estromatolitos.

      - Mar branco - situado na costa do norte da Rússia, este foi um local de pesquisa da fauna vendiana.

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Evolu%C3%A7%C3%A3o_da_vida_e_forma%C3%A7%C3%A3o_da_Terra

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Proteroz%C3%B3ico

      Mais alguma pergunta?

      Excluir
    2. Os que simplesmente negam a evolução e o Big Bang provavelmente são os piores alunos da classe. Se simplesmente questionassem, e fossem estudar, mas não, simplesmente inventam mentiras (deve ser influência da mitologia cristã) e creem também sem questionamentos em um livro escrito há milênios. Vamos estudar mais, cambada!

      Excluir
    3. Qual o cálculo utilizado para saber que são bilhões de anos?

      Excluir
    4. Normalmente utilizam carbono 14 e outros elementos.
      É só descobrir qual o período de meia-vida da radiação do elemento e comparar com o nível de radiação que é encontrado no fóssil.
      Escrevi de cabeça então posso ter confundido alguma coisa.
      Pesquise sobre carbono 14 e sobre datação de fósseis que vc vai ter uma idéia melhor.

      Excluir
    5. Mário e Juana, pelo que sei o cálculo é feito basicamente através de datação radiométrica de rochas e meteoritos. Sugiro ir à uma biblioteca pública e procurar um livro de geologia. Li um muito bom e com linguagem acessível, além de ilustrações bem feitas, chamado "Para Entender a Terra". Há outro que dizem ser bom, apesar de eu não ter lido, chamado "Geologia Geral", não sei qual o autor. Se souber inglês, indico este link: http://pubs.usgs.gov/gip/geotime/age.html

      Sobre como é feita a datação radiométrica, acho que um bom livro de Química do 2o. Grau pode esclarecer algo.

      Excluir
    6. Leandro, carbono 14 tem meia-vida bem mais curta, cerca de 5.730 anos (http://en.wikipedia.org/wiki/Carbon_14).

      Excluir
  11. Caro Willpapp,

    Concordo com o Estado Laico. Todavia, o Estado não pode ser laico com relação ao conteúdo pedagógico. Há de se ter uma base específica que erga o conhecimento a ser ensinado. Em caráter de ensino não há como ficar sobre o muro. E aqui é que está baseada minha crítica. Neste ponto o estado não é laico, ele é evolucionista, secular. Isto não por conta do evolucionismo ser totalmente científico, há muita especulação dentro da evolução, mas por ele não corroborar com a religião a priori. Ou seja:

    O estado é laico. Como você disse, isto significa que ele não se posiciona sobre a religião. Logo, o melhor método de ensino para esta visão é aquele que a priori, antes da investigação, sucumbi qualquer concessão ao que venha da religião.

    Não é uma questão de ser ou não científico. Um bom uso da razão e do bom senso demonstra tanto as irregularidades do evolucionismo quanto do criacionismo.

    Uma crítica mais profunda seria ao teor do seu texto. Ele está impregnado de um fanatismo secular que te impede de enxergar a própria vulgaridade de algumas informações que você coloca como universal.

    Abraço,

    Marcos Vital

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos Vital

      Vejo com indignação, revolta e nojo o que os cristãos fundamentalistas fazem para tentar transformar esse país em uma teocracia Esse meu texto revela o meu modo de pensar em relação aos ataques que os cristãos criacionistas perpetuam contra o Estado laico. Não há para onde fugir. Isso seria covardia; e eu não me acovardo.

      O Estado Laico é importante para todos, crentes ou descrentes. O Estado Laico só não interessaria aos seres que almejam uma visão única de vida, um mundo com apenas uma única opinião, um mundo como já houve no passado. Um passado conhecido como a Idade das TREVAS.

      O criacionismo enquanto crença religiosa é algo que devemos respeitar. Mas, não é disso que estamos falando. Estamos falando de um criacionismo que tenta se misturar à ciência. Criacionismo ou Design Inteligente não fazem parte da ciência. Ponto final. Pensar o contrário mostra-nos duas coisas: ignorância ou desonestidade (temperada com fanatismo). Para o criacionismo ser matéria cientifica - como biologia, física, química, etc. - é necessário que ele seja submetido e passe pelo método científico. O que não ocorreu.

      A Teoria da Evolução estuda o FATO evolução. A evolução ocorre debaixo de nossos narizes. É só observar. A Teoria da Evolução possui lacunas, perguntas não respondidas? Sim. Mas, isso não a desclassifica como teoria científica. A ciência se esforça em nos dar respostas sobre os fenômenos observáveis. A evolução é um fenômeno observável.

      Uma Terra de 6.000 anos, dilúvio, arca de Noé, um mundo onde as plantas surgem antes da luz e a luz antes das estrelas não são, por serem absolutamente e visivelmente irracionais e ilógicos, objetos de estudos científicos. São, no máximo, crenças.

      A escola deve ensinar ciência e, até mesmo, por que não, religião. Mas deve deixar absolutamente bem claro o que é “ciência” e o que é “religião”. Criacionistas fanáticos trabalham com a desinformação, quer por motivos de ignorância, quer por motivos de desonestidade e vestem o criacionismo com roupagens que, a primeira vista, parecem ser de ciência. Dizer a crianças que a arca de Noé é algo “científico” é de uma gigantesca e profunda ignorância e desonestidade.

      Como apresentado, é difícil não ver ignorância e desonestidade nas atitudes dos cristãos criacionistas. Como eu disse, eu não me acovardo e falo o que precisa ser dito “doa a quem doer”. Não é mais possível deixar os religiosos covardes e desonestos quietos. É necessário reclamar, bradar para que todos ouçam e para que se impeça a tentativa de transformar esse país em um Estado Teocrático.

      Excluir
    2. Caro Willpapp,

      Como já disse antes, concordo com você quanto ao estado laico. Acho realmente que uma teocracia seria muito ruim. Digo isto sendo cristão, pedagogo, teólogo e pastor, além de amante da ciência e da filosofia.

      Vejo com bons olhos a força da crítica ateísta, pois nela ha verdade. Há um vislumbre do que deveria ser certo dentro da religião.

      Todavia, tenho que discordar de algumas generalizações que você faz. Tais como a evolução é fato. E todos podem ver debaixo dos seus narizes. Discordo. A micro evolução é fato e ocorre com alguns organismos se colocados nas condições necessárias. Porém, falar sobre a universalidade da evolução é quase uma blasfêmia. O importante a ser dito é que não há nada melhor hoje que tente explicar cientificamente algumas coisas. Infelizmente.

      Outra coisa: criacionismo e evolucionismo não são ciências. são métodos pelos quais a ciência tenta explicar a vida, o universo, o homem etc. Eles são os softwares (sistemas) que regem o cpu da ciência. Aqui está um erro primário: Colocar a evolução como se ela mesmo fosse ciência. Isto me incomoda. A ciência é muito maior que o evolucionismo e o criacionismo.

      Você disse: "A escola deve ensinar ciência e, até mesmo, por que não, religião. Mas deve deixar absolutamente bem claro o que é “ciência” e o que é “religião”."
      Concordo plenamente. Mas o problema esta justamente em definir o que é ciência e o que é religião. Acho que deveríamos conversar sobre o que é religião e ciência, o que achas?

      Excluir
    3. O que se costuma chamar de "macroevolução" nada mais é do que a evolução numa escala de tempo maior. É difícil para uma pessoa (que vive no máximo 120 anos, se tiver muita sorte) que não estudou suficientemente o assunto imaginar uma Terra com cerca de 4 bilhões e meio de anos (ou 4,5*10^9 anos).

      Esta é a questão: aceitar a evolução agindo durante bilhões de anos significa aceitar que a Terra tem bilhões de anos. E isso vai de encontro com o relato do Gênesis. Daí ou se nega simplesmente esse fato ou se interpreta o Gênesis de forma alegórica, o que pode ser muito dolorido para a religião. Católicos e Anglicanos demoraram décadas para reconhecerem a segunda opção. Você sabe disso, só não quer admitir. Quer um exemplo: por que somente a evolução, a idade geológica da Terra e o Big Bang são alvo de críticas por parte dos criacionistas? Por que não também outras teorias (aliás, tenha consciência do que significa "teoria científica"), como a teoria atômica, teoria da relatividade, ou tantas outras que existem? Você já sabe a resposta: porque as outras não vão de encontro ao relato bíblico. Reflete sobre isso, mas reflita mesmo.

      Excluir
    4. Inicialmente, vamos ver algumas definições sobre religião e ciência em dois dicionários:

      religião
      s. f.
      1. Culto prestado à divindade.
      2. [Por extensão] Doutrina ou crença religiosa.
      3. [Figurado] O que é considerado como um dever sagrado.
      4. Reverência, respeito.
      5. Escrúpulo.
      6. Comunidade religiosa que segue a regra do seu fundador ou reformador.


      ciência
      (latim scientia, -ae, conhecimento, saber, ciência)
      s. f.
      1. Conjunto de conhecimentos fundados sobre princípios certos.
      2. [Figurado] Saber, instrução, conhecimentos vastos.


      http://www.priberam.pt/dlpo/

      (re.li.gi.ão)
      sf.
      1. Crença na existência de forças ou entidades sobre-humanas responsáveis pela criação, ordenação e sustentação do universo: Há religião em quase todas as sociedades humanas.
      2. Forma particular que essa crença assume com base em cada uma das diversas doutrinas formuladas: Apesar de serem de religiões diferentes, casaram-se.
      3. Existência vivida em obediência estrita aos princípios de um sistema religioso: Ela trocou os prazeres do mundo pela religião.
      4. Respeito ou reverência às coisas sagradas; FÉ; PIEDADE: Ela não tem religião.
      5. Fig. Concepção de vida ou atitude diante do mundo: Falar mal dos outros vai contra a minha religião.
      6. Vínculo a uma forma de pensamento ou crença que encerra uma concepção filosófica, ética etc.
      7. O que se considera dever sagrado, obrigação: Tem a religião do trabalho.


      (ci.ên.ci:a)
      sf.
      1. Atividade humana baseada em conceitos e princípios desenvolvidos racionalmente e na utilização de um método definido, por meio do qual se produzem, se testam e se comprovam conhecimentos considerados objetivos e de validade geral: as novas descobertas da ciência.
      2. Conjunto desses conhecimentos voltado para determinado ramo de atividade, ou para determinada categoria de fenômenos: a ciência médica.
      3. Conjunto dos conhecimentos e práticas de conhecimento, esp. a respeito do mundo natural, em determinada época, sociedade etc.: a ciência da Grécia antiga: a ciência medieval: os avanços da ciência moderna.
      4. Informação precisa ou ideia consciente a respeito de algo: tomamos ciência do fato
      5. Conjunto mais ou menos amplo e coerente dessas informações e ideias, formado por reflexão e estudo, ou por observação e experiência
      6. Restr. Instrução ou erudição pessoal; saber, sabedoria
      7. Restr. Conjunto bem desenvolvido de conhecimentos práticos e técnicas de ação, dos quais depende a habilidade e capacidade de bem realizar algo; aplicação de conhecimentos científicos a determinada arte ou atividade: a ciência do artesão; a ciência de bem escrever: um trabalho que não exige muita ciência.: ciência culinária
      8. Fig. Talento, mestria; domínio e bom uso de saber (inato ou adquirido) e habilidade: "[Para fazer corda de viola com a tripa,] tem que rapá [raspar] a carne que tem por dentro. Por cima é uma pele muita fina... vira do avesso e vai rapano com muita ciência, quase não é passado unha, só com a força do dedo." (Manoel Severino de Moraes, (depoimento a etnomusicólogos), http://www.caboclovioleiro.hpg.ig.com.br/imaviola/coxo.htm (acesso, novembro de 2007)))


      http://aulete.uol.com.br/site.php?mdl=aulete_digital

      Podemos resumir todos esses conceitos da seguinte forma:

      Religião é um conjunto de crenças. Ciência é um conjunto de conhecimentos.

      CONTINUA...

      Excluir
    5. Vejamos, agora, o que significa crença e conhecimento.

      crença
      s. f.
      1. Fé religiosa.
      2. Confiança.
      3. Opinião.


      conhecimento
      s. m.
      1. Ato ou efeito de conhecer.
      2. Noção.
      3. Notícia, informação.
      4. Experiência.
      5. Ideia.
      6. Relações entre pessoas não íntimas.
      7. Trato.
      8. Recibo de contribuição paga.
      9. Escrito representativo da fazenda recebida a bordo de um navio.


      http://www.priberam.pt/dlpo/

      (cren.ça)
      sf.
      1. Ação ou resultado de crer (com ou sem razões, motivos, confirmação objetiva etc.); estado mental de quem crê: Não perde a crença na vitória final.: crença na astrologia
      2. Fé religiosa [ antôn.: Antôn.: ceticismo, descrença. ]
      3. Aquilo que uma pessoa ou grupo consideram como verdadeiro (crenças filosóficas)
      4. Profunda e íntima convicção; CERTEZA; CONFIANÇA: Nada abala sua crença na Justiça. [ antôn.: Antôn.: desconfiança, descrédito. ]


      (co.nhe.ci. men.to)
      sm.
      1. Ato de conhecer algo pela razão, pela experiência ou pela informação recebida: Não temos conhecimento de outro planeta em que haja vida.
      2. Compreensão, percepção intelectual dos fatos e relações entre eles (relativos a determinado assunto ou parcela da realidade)
      3. Domínio de um assunto, uma técnica, uma arte etc: Os conhecimentos de francês o ajudaram bastante durante a viagem
      4. O conjunto do que é conhecido, sabido por alguém, ou por um grupo, ou em determinado campo de atividade, determinada época: A Enciclopédia tinha o objetivo de reunir todo o conhecimento humano.
      5. Instrução, erudição: Seu conhecimento é enciclopédico [Tb. us. no pl.]
      6. Capacidade ou faculdade de conhecer, de formar, reunir e organizar informações a respeito da realidade, dos acontecimentos
      7. Relação não muito profunda entre pessoas: Travaram conhecimento durante o serviço militar mas depois não mais se encontraram
      8. Pessoa com quem se tem relação pessoal ou social; CONHECIDO
      9. Consciência de si, da própria existência e das percepções e relações com o mundo em redor
      10. Jur. Aceitação de uma causa para julgamento, por um juiz ou um tribunal: A Segunda Câmara não tomou conhecimento da apelação
      11. Com. Documento representativo de mercadoria entregue a empresas transportadoras para levá-la ao destino
      12. Designação de certos documentos contratuais ou de recibos relativos a depósito ou transporte de objetos (bagagem, mercadorias); esp. aqueles que podem ser negociados como representativos da própria mercadoria
      13. Ant. Relação sexual, cópula, esp. entre homem e mulher


      http://aulete.uol.com.br/site.php?mdl=aulete_digital

      Parece-me claro que crença se diferencia de conhecimento.

      Crença é uma opinião, é um achar, é um acreditar em algo que não encontra correspondência na razão e nem na realidade.

      Conhecimento é algo que se obtém pela razão e pela observação da realidade.

      Creio que com essa rápida consulta aos dicionários as noções de religião e ciência ficaram bem esclarecidas, a ponto de não poderem ser confundidas. Qualquer confusão me cheira a má fé.

      Excluir
    6. Marcos Vital

      Outra coisa: criacionismo e evolucionismo não são ciências. são métodos pelos quais a ciência tenta explicar a vida, o universo, o homem etc.

      A Teoria da Evolução é uma teoria científica. O criacionismo é uma crença religiosa.

      Eu já apresentei os argumentos que sustentam essa minha afirmação.

      Refute-os apresntando os seus argumentos que sustentam que criacionismo é uma teoria científica.

      Excluir
    7. Não acho que estamos falando de uma briga científica, já deixei isto claro. Para mim a questão está baseada na pressuposição por trás das teorias. Vejamos o que diz o filósofo e escritor Olavo de Carvalho, que elaborou um artigo para o Diário do Comércio que foi publicado no dia 20 de fevereiro. O artigo tem como título "Por que não sou um fã de Charles Darwin"

      "...Ninguém mais, entre os autoproclamados discípulos de Darwin, acredita em “seleção natural”. A teoria da moda, o chamado “neodarwinismo”, proclama que, em vez de uma seleção misteriosamente orientada ao melhoramento das espécies, tudo o que houve foram mudanças aleatórias. Que eu saiba, o mero acaso é precisamente o contrário de uma regularidade fundada em lei natural, racionalmente expressável. O darwinismo é uma idéia escorregadia e proteiforme, com a qual não se pode discutir seriamente: tão logo espremido contra a parede por uma nova objeção, ele não se defende – muda de identidade e sai cantando vitória. Muitas teorias idolatradas pelos modernos fazem isso, mas o darwinismo é a única que teve a cara de pau de transformar-se na sua contrária e continuar proclamando que ainda é a mesma.

      Todos os celebrantes do ritual darwiniano, neodarwinistas inclusos, rejeitam como pseudocientífica a teoria do “design inteligente”. Mas quem inventou essa teoria foi o próprio Charles Darwin. Isso fica muito claro nos parágrafos finais de A Origem das Espécies, que na minha remota adolescência li de cabo a rabo com um enorme encantamento e que fez de mim um darwinista, fanático ao ponto de colocar o retrato do autor na parede do meu quarto, rodeado de dinossauros (só agora compreendo que ele é um deles). Agora, graças à amabilidade de um leitor, tomei conhecimento dos estudos desenvolvidos por John Angus Campbell sobre a “retórica das ciências”. Ele estuda os livros científicos sob o ponto de vista da sua estratégia de persuasão..."

      Abraço,

      Marcos Vital

      Excluir
    8. Caro willpapp,

      Obrigado pelo dicionário,mas ainda estou tentando procurar nele a ligação entre evolucionismo e ciência. Definir o que é ciência e religião não é difícil, todavia, o problema não está na definição e sim na hiperbolização de algumas coisas. Tais como o evolucionismo e até mesmo o criacionismo. Essa elevação do evolucionismo à cátedra de ciência não pode ser corroborada pelo bom senso. Por exemplo: A ciência pragmática pode muito bem caminhar sem o evolucionismo. Fazer remédios, construir engenhosidades, criar novas técnicas cirúrgicas, etc, estas coisas não necessitam de um embasamento evolucionista. Minha esposa é pesquisadora de novos medicamentos de uma industria farmacêutica. Sempre pergunto a ela o que o evolucionismo tem a ver com a rotina de trabalho dela e ela diz: "A mutação de alguns vírus e nada mais". Intrigo-me. Eu digo e a teoria científica? Ela responde, isto é papo teórico. "Na ciência pragmática as teorias de explicação da vida não fazem o menor sentido."

      e outra coisa implícita no seu pensamento: Parece-me que você só aceita o conhecimento se ele vir de meios científicos (você está preso ao século XIX?). Logo, você não admite conversa. Porém,como eu disse: Ciência para mim é algo pragmático, prático, dá resultado. Logo,não posso considerar toda esta especulação evolucionista como ciência. Torcer os dados, sem querer, por conta dos seus próprios preconceitos é normal. Um conselho: "Permita-te enxergar além das lentes que você tem utilizado, lentes que te limitam, você tem olhos sãos, porque somente utiliza-lós com a ajuda de uma lente só se existem várias com respaldo epistemológico?"

      Examina-te a ti mesmo e à aquilo que te concebes.

      Abraço,

      Marcos Vital

      Excluir
    9. Marcos Vital.

      Ora, é necessário saber definir as coisas. Crença e conhecimento, como eu já demonstrei, são coisas diferentes. Não há problemas em se ter crenças. Não, senhor. Todos nós temos crenças. Mas crença não é conhecimento.

      Não me admiro com as declarações de sua esposa. Afinal, há cientistas no mundo criacionista. Cientistas, também, podem ter crenças e seguirem a uma religião. Tudo bem. O que não está bem é tentar desinformar os incautos divulgando que uma crença religiosa – criacionismo – faz parte da ciência; que criacionismo é científico.

      Ademais, o erro do seu pensamento é achar que a evolução, só e somente, ocorra no mundo micro. Não. Evolução ocorre entre as espécies. Em todas as espécies de todo o mundo; quiçá, de todo o universo. Evolução é uma regra para a sobrevivência, não do indivíduo, mas, sim, da espécie. Quando o meio muda, a espécie, para sobreviver, deve se adaptar a ele e para isso deve mudar, deve evoluir.

      Vamos analisar algumas das suas afirmações e da sua esposa:

      “Essa elevação do evolucionismo à cátedra de ciência não pode ser corroborada pelo bom senso”.

      É interessante esse termo que você usou: bom senso. A definição desse termo é equilíbrio nas decisões ou nos julgamentos em cada situação que se apresenta. Que instituição teria mais equilíbrio para o julgamento e tomada de decisões do que a Ciência? A Ciência, ao contrário das religiões, não aceita nada que não possa ser, exaustivamente, de modo a adquirir uma certeza que beira 100%, provado. Se o importante é o equilíbrio, com certeza, os preceitos religiosos, tais como o criacionismo, não podem ser a melhor escolha.

      “A ciência pragmática pode muito bem caminhar sem o evolucionismo”.

      “Na ciência pragmática as teorias de explicação da vida não fazem o menor sentido.”

      Ledo engano. A ciência pragmática não se encerra no fazer, apenas, remédios. A ciência pragmática é muito maior do que isso. O estudo da evolução de determinadas espécies de animais nos mostra as transformações que o meio ambiente, no qual esses animais residiram, sofreu. Isso é importante para o estudo do clima e, com isso, conseguirmos fazer previsões climáticas que nos ajudarão, por exemplo, na agricultura.

      “Parece-me que você só aceita o conhecimento se ele vir de meios científicos”.

      Mais um engano. Não confunda conhecimento com conhecimento científico. Para mim, conhecimento é aquilo que se retira de algo ou alguma coisa e que possua correlação com a realidade e que, além disso, deva ser válido e provável para qualquer um. Por exemplo: a inércia. A inércia existe e pode ser provada que existe. Ela pode ser mostrada com riqueza de detalhes, com abundância de exemplos visualizáveis para quaisquer olhos. Outro exemplo: culinária. “Fazer” arroz é algo que exige uma série de procedimentos. São procedimentos que podem ser demonstrados e ensinados. Pode-se provar que tais procedimentos levam a um resultado: a do arroz cozido. Cozinhar arroz é um conhecimento.

      Já crenças não podem ser demonstradas, provadas. Como se prova que alguém, alguma vez, andou sobre as águas, sabendo-se que é impossível realizar tal feito? Prova-se se demonstrando isso. Um sujeito vai até um lago e para todas as pessoas presentes ele demonstra que pode andar sobre as águas. Simples não. Não havendo provas, não havendo demonstrações tal afirmação não se pode chamar de conhecimento. Lendas, mitos, estórias, crenças são atributos mais compatível com tal afirmação.

      Sem uma separação séria entre crença e conhecimento corremos o risco de voltarmos a uma época onde uma cárie levava a morte e onde a loucura, a esquizofrenia era tratada com exorcismos.

      Sou aberto ao diálogo, mas, tendo em mente a célebre frase do apresentador Bill Maher, que é, mais ou menos, assim: “não é necessário ouvir os dois lados de um debate quando um dos lados é um monte de asneiras”.

      Paz.

      Excluir
  12. errata: não é "como universal" e sim: "como universais".

    ResponderExcluir
  13. Ótimo texto, Willpapp. Muito bom, nada a mais para acrescentar.

    ResponderExcluir
  14. A tal da tolerância dá nisso, dá espaço para esses canalhas sem nenhum tipo de ética. A pretexto de sua liberdade de credo, eles querem pregar suas idiotices como se fossem verdades cientificas.
    Como a lei protege as religiões de qualquer ataque ou refutação, os religiosos confundem tolerância com concordância, acham que ninguém os contesta porque concordam com eles.
    http://amarretadoazarao.blogspot.com.br/2012/04/ressuscitem-nero-ou-destruam-as-escolas.html

    ResponderExcluir
  15. Prezados ateus: a religiao esta em baixa no mundo. kkkkk
    No seculo XX foram para o museu: máquina de escrever, e máquina fotografica. No século XXI irão para o museu radio, e as religioes do mundo kkkkkk

    ResponderExcluir
  16. Eu quero esta morto e enterrado se a teocracia for instaurada no Brasil.
    Amém.

    ResponderExcluir
  17. _É uma utopia sem tamanho dizer que há espaço para a ciência e a religião! _Desde quando???? _Esta afirmação é uma grande farsa! _Diga como? _De que forma?
    _Ridículo e primitivo foi o que acabei de ler!
    _Acerca do que é ridículo..., defina-se algo que gira em torno de falas sem nenhuma propriedade e que saem do nada para chegar a lugar algum, quando se extrapola toda a ignorância existente e se pretende tapar o sol com a peneira.

    ResponderExcluir
  18. _Como é???? _A ciência e a religião tem seus espaços garantidos??? _De que forma??? _Esta afirmação é uma grande farsa!
    _Ridículo é o que acabei de ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vai chorar na cama que lá é quente, crenTOLA inconformada!

      Excluir

Postar um comentário