Marie tinha 13 anos e estava doente quando foi estuprada por um padre

Até hoje Marie Collins não se
recuperou do ataque do padre 
A irlandesa Marie Collins (foto), 65, aos 13 anos de idade teve de ser internada em um hospital. Era a primeira vez que ficava longe de sua família. Quando o padre do hospital apareceu à noite para rezar e ler a Bíblia, ela se tranquilizou um pouco. Mas então foi submetida a um trauma que abalou a sua vida para sempre. O padre a estuprou.

Acompanhada de um psiquiatra, Marie contou o seu drama nesta terça-feira (7) na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, em um simpósio para discutir a pedofilia na Igreja Católica promovido pelo Vaticano.

Marie disse que, antes do estupro, o padre a tocou e fotografou o seu corpo. Quando ela insistiu em recusá-lo, ele disse que “era um padre e que nada o que fazia podia ser considerado como errado”.

Marie disse ter ficado confusa, porque “as mãos que abusavam do meu corpo à noite eram as mesmas que me ofereciam a sagrada hóstia na manhã seguinte”.

Anos depois, ela soube que, após ter obtido alta, o hospital descobrira que o padre “era um especialista em abusar das crianças internadas” e que a única “punição” da Igreja foi transferi-lo de paróquia.

Contou que por um bom tempo achava que a culpa era dela, e não do padre violentador. “Eu me afastei da minha família e amigos, evitava o contato com eles porque estava convencida de que eu era uma pessoa má.”

Casou-se aos 29 anos, mas psicologicamente continuava destroçada. Mal conseguia cuidar do filho. Adquiriu a síndrome de pânico e se enfurnou em casa.

Aos 47 anos, falou pela primeira vez sobre o abuso ao seu médico, que lhe recomendou que denunciasse o padre. Ela procurou o sacerdote de sua paróquia e sentiu como se estivesse sido violentada pela segunda vez.

Além de não revelar o nome do abusador, o sacerdote disse que a responsabilidade de tudo que tinha ocorrido podia ser dela. “Essa resposta me destroçou e fez com que ressurgissem os sentimentos de culpa e de vergonha", disse. Marie ficou mais dez anos sem tocar no assunto. Nesse período, teve de ser internada várias vezes por causa de sua depressão.

Mais recentemente, quando os casos de padres pedófilos vieram à tona na Irlanda e em outros países, ela tomou coragem para denunciar de novo o violentador. Disse ter ficado preocupada com a possibilidade de o tarado ter continuado a atacar as crianças.

Ela escreveu uma carta ao arcebispo de sua diocese contando tudo, mas a resposta demorou em chegar. E só chegou porque Marie estava disposta a tornar o caso público, independentemente do que a Igreja pudesse ou não decidir.

A suspeita dela se confirmou: o padre estuprador estava dando aula de catecismo às crianças. Ele acabou admitindo ser um pedófilo e foi finalmente afastado das atividades clericais.

No simpósio, a bispos e arcebispos de mais 100 países, Marie disse que só sentiu aliviada quando o seu agressor foi levado à Justiça. Mesmo assim, embora tenham se passado 50 anos, ela lembra do abuso todos os dias. “Nunca poderei escapar disso.”

O cardeal William Levada, presidente do simpósio, informou que nos últimos dez anos a Congregação para a Doutrina da Fé recebeu denúncias de mais de quatro mil casos de pedofilia cometidas por padres. Por se tratar de uma informação oficial, é de se supor que os casos tenham sido muito mais.

Marie foi convidada a dar o seu testemunho no simpósio só depois de ter falado à imprensa, entre outras coisas, estar decepcionada com a não resposta de uma carta que enviara ao papa Bento 16.

“O papa culpa a secularização da sociedade irlandesa e a má interpretação da lei canônica, mas ele não assume qualquer responsabilidade pelo papel do Vaticano no encobrimento de abusos', disse. "Não há o reconhecimento de que se trata de um problema mundial da Igreja."




Com informação das agências.

Castigo do Vaticano a padre pedófilo se restringe a 'uma vida de oração'
fevereiro de 2012

Casos de padre pedófilo.

Comentários

  1. Porque deus nunca interveio para proteger essas crianças inocentes dos abusos sexuais da ICAR ??

    ele não é onipotente , onipresente e onisciente ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe qual será a resposta?

      "- Stalin era ateu!!" ;)

      Excluir
    2. Teoricamente ele é. O que quer dizer que ele vê as coisas, mas não se importa ou gosta disso. O que faz dele também doente e pervertido.
      Ou inexistente, isso explica melhor as coisas.

      Excluir
    3. Acho que não Avelino.

      Acho mais provável que a resposta seja: "ele não era um cristão de verdade".

      Excluir
    4. Os crentes costumam não aparecer em posts como esse.

      Excluir
    5. estas pessoas são engraçadas! ninguem pensou em procurar a polícia!
      voce acha que algum padre iria querer ferrar o outro?
      quantos padres homossexuais vemos hoje, algo incondizente com o exemplo, bíblico de sodoma, ou seja, a igreja repudia o coito anal. então padre gay é impensável, mas tem um monte deles. sempre vem algem acusar, voce não sabe o que fala, mas o comportamente de um homem gay, os trejeitos, etc. é facilmente identificável(perdão nada contra os gays, tenho um monte de amigos gays).
      a cantora sheaney o connor(perdoem o erro, mas sabem de quem estou falando) denunciou anos esta vergonha, e foi duramente perseguida. hoje, deveriam dar um prêmio a ela pela coragem.
      wrl

      Excluir
    6. desculpem, mas completando, então se a igreja, finge que não vè, fecha os olhos para estes, faz o mesmo para estupradores e abusadores.
      não só de crianças, mas de mulheres, até de coroinhas.
      caso de policia não de reclamar na igreja.
      ela esperou 30 anos. aqui, no Brasil, esta prescrito a décadas.

      Excluir
    7. Os entendidos em ciência dizem que doze anos em diante a pessoa atinge a idade da razão, consequentemente todos pecaram e estão afastados da glória de Deus.Com exceção dos com menos idade. Havendo uma conversão na juventude, fica mais difícil de ser violentada (eu disse mais difícil)a não ser se for manietada, ou se aceita docilmente. Esta senhora quando menina fosse convertida, (e temos vários testemunhos de menisas que são instrumento nas mãos de Deus), estaria livre de ser molestada..

      Excluir
    8. Sabe qual será a resposta?

      "- Stalin era ateu!!" ;)

      (2)

      Excluir
    9. AnônimoFeb 8, 2012 09:00 AM

      Os entendidos em ciência dizem que doze anos em diante a pessoa atinge a idade da razão, consequentemente todos pecaram e estão afastados da glória de Deus.Com exceção dos com menos idade. Havendo uma conversão na juventude, fica mais difícil de ser violentada (eu disse mais difícil)a não ser se for manietada, ou se aceita docilmente. Esta senhora quando menina fosse convertida, (e temos vários testemunhos de menisas que são instrumento nas mãos de Deus), estaria livre de ser molestada..


      eu já li muito absurdo
      e esse é mais um
      e espero sinceramente que nunca alguma mulher ou criança de sua família seja molestada ou estuprada por nenhum doente imbecil

      mas espero mesmo!!!!!!
      do fundo s]do meu coração
      ninguém tem culpa de ter alguém como vc, na família

      Excluir
    10. Realmente, como disseram os Cristãos não costumam aparecer em post, não sei porque talvez por medo de expor sua real opnião sobre o assunto. Eu como Cristão tenho a minha opinião baseada na palavra de Deus que diz que “Deus nos deu live arbítrio”. ”Tudo nos é licito mais nem tudo nos convém.”
      ROMANOS 3.4 De maneira nenhuma! Seja Deus verdadeiro, e mentiroso, todo homem, segundo está escrito: Para seres justificado nas tuas palavras e venhas a vencer quando fores julgado.
      3.5 Mas, se a nossa injustiça traz a lume a justiça de Deus, que diremos? Porventura, será Deus injusto por aplicar a sua ira? (Falo como homem.)


      As pessoas optam por uma vida desregrada e quando colhem os frutos de uma sociedade desequilibrado elegem Deus como culpado de suas escolhas, contudo, e se Deus não desse oportunidade para os seres humanos, e se Deus condenassem, todos pelos seus pecados, erros e desejos. Enfim se Deus não desse uma oportunidade aos seres humanos de serem diferentes os mesmos diriam “Deus injusto”, “impiedoso”.
      Deus em sua infinita misericórdia nos da uma chance de redenção e isto claro, vivendo e sofrendo as dores dos frutos que nós mesmos plantamos, porque tudo o que o ser humano planta ele colhe, se ele planta sofrimento Ele vai colher sofrimento, esta é a lei de Deus, mais Deus como Pai que é dá aos seus filhos a oportunidade de se redimirem dos seus erros, porque por mais “Santo” que o ser humano se mostre este tem pecados grotescos e por mais grotesco que seja o ser humano carece de misericórdia e compaixão (Lembrando este não ficará livre de colher os frutos do seu pecado e sofrer o tanto quanto merece pela sua atitude).
      ________________________________________Romanos 3.8 E por que não dizemos, como alguns, caluniosamente, afirmam que o fazemos: Pratiquemos males para que venham bens? A condenação destes é justa.
      3.11 não há quem entenda, não há quem busque a Deus;


      É muito duro e difícil falar isto e reconhecer isto mais este é o pensamento de Deus (Romanos 3.23 pois todos pecaram e carecem da glória de Deus,) por que o mundo é vitima do mundo, vitima de uma sociedade que exibe, investe e e defende a sensualidade, infelizmente a mulher é valorizada pelo corpo que tem e os seres humanos que não conhecem a VERDADE vivem em função de prazer e não medem esforços por um momento de prazer pessoal, todos vitimas das escolhes feitas pelos seres humanos.
      Acredito que uma pessoa que comete uma atrocidade destas com certeza tem que pagar a justo medida do seu ato e por fim sofrer as consequência do seu impulso insano, contudo, os mesmos carecem de perdão e misericórdia porque são peixes pequenos vitimas dos peixes maiores. Mais uma peça no sitema.
      Daí você se pergunta e qual a razão para se existir qual a razão para escolher ser de Deus ou não se todos somos pecadores:
      Simplesmente estamos em uma faculdade para receber como diploma a salvação, se agente passar nas provas é claro. Todos somos pecadores mais somente aqueles que pagarem o preço de não viver segundo as suas vontades e desejos e viver apenas para servir a Deus (algo que não é fácil) somente estes serão dignos de entrar no Reino dos Céus. Onde a gloria é tanta que nem olhos viram, nem ouvidos ouviram nem jamais penetrou em coração humano aquilo que Deus tem preparado para nós.

      Excluir
    11. eu nao sei mais o que precisa acontecer pra igreja catolica para de encobrir os casos. ninguem tá aqui pra detonar a catolica, pois pode acontecer em qq lugar.
      MAS ENCOBRIR NA CRA DE PAU COMO O PAPA ANJO TA FAZENDO?
      ESSE CARA É UM DESGRACADO. TA NA CARA Q ELE PREOCUPA MAIS COM O PODER DO QUE COM A DOR DAS PESSOAS.
      Q TIPO DE BIBLIA ESSES CARAS ANDAM LENDO? VCS PODEM ATE HJ CONSEGUIR ESCAPAR AQUI, MAS O INFERNO AGUARDA VCS...

      Excluir
    12. Os entendidos em ciência dizem que doze anos em diante a pessoa atinge a idade da razão, consequentemente todos pecaram e estão afastados da glória de Deus.Com exceção dos com menos idade. Havendo uma conversão na juventude, fica mais difícil de ser violentada (eu disse mais difícil)a não ser se for manietada, ou se aceita docilmente. Esta senhora quando menina fosse convertida, (e temos vários testemunhos de menisas que são instrumento nas mãos de Deus), estaria livre de ser molestada..


      Como disse a Rita Candeu, eu já li MUITOS ABSURDOS vindos deste religiosos bestiais e ignorantes, mas o escrito acima superou todas as outras boçalidades que eu já li ou ouvi em toda minha vida!! O escrito acima me soou tão surreal que eu li umas 3 ou 4 vezes pra ter certeza se eu realmente havia entendido!Eu simplesmente não conseguia acreditar no que eu estava lendo!! "Os entendidos em ciência" JAMAIS diriam tamanha burrice, até mesmo pelo fato da maioria não ter qualquer sinal da inútil religião!!

      "Esta senhora quando menina fosse convertida, (e temos vários testemunhos de menisas que são instrumento nas mãos de Deus), estaria livre de ser molestada"

      E como o anonimo explica os coroinhas, freiras e outras pessoas religiosas e convertidas que já foram estupradas??

      ÉS MESMO UMA BESTA-FERA!! TOMARA QUE DEUS NÃO USE NENHUM MEMBRO DE SUA FAMÍLIA PRA TE PROVAR O QUANTO VOCÊ ESTÁ ERRADO. QUE NENHUM INOCENTE PAGUE PELOS SEUS PECADOS E BURRICE!!


      Excluir
  2. Se essas coisas aconteceram aos montes em plena era de secularização das sociedades (pelo penos na teoria) imaginem quando a igreja era a toda-poderosa instituição que mandava e desmandava...

    ResponderExcluir
  3. Esse lance de inventar o celibato foi útil pra preservar as reiquezas da Igreja, mas acabou com o sossego dos padrecos.

    ResponderExcluir
  4. Vocês falam como se deus não fosse ideológico, como se existisse de fato, isso soa como um lamento e não convence o crente, ele vai ter sempre uma resposta e para ele não importa se faz sentido ou não, pois ele não quer mudar de opinião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar". Carl Sagan.

      Excluir
    2. Não é preciso convecer o crente, basta fazer perguntas. Onde está a mão de Deus?

      Excluir
  5. A hipocrisia da ICAR me enjoa, padres pedofilos que recebem simplesmente a “punição” de serem trocados de paróquia, e o papa fica dizendo para os fieis se oporem a secularização quando ele mesmo é um maldito hipócrita que acoberta casos de padres tarados. O pior é que esses pedofilos em sua grande maioria ficam impunes.

    ResponderExcluir
  6. O olhar dela! Olhar de quem sente uma dor profunda e antiga. De certa revolta, dureza. A 'alma( mente)' fica dura, rude, congela a dor lá num canto para tentar ir seguindo a vida, sobreviver. A coisa, apesar de algumas alegrias experimetadas e qdo se tem a sorte de ter tido alegrias, fica lá sempre presente nos neurônios, não se desligam, conseguem aparecer até nas lembranças felizes e agradáveis, pegam carona em todas as conexões, não há como formatar a mente e deletar tais memórias, nem com PNL, nem hipose, nada. Perfeita definição de assombração por um fantasma. O máximo que sobreviventes conseguem é recalcar os fatos, mas como toda experiência ruim esses teimam em vir à memória sem esforço para acessar tais lembranças. Já vi tantos olhares assim como o dela, de quem carrega uma culpa que não é sua. Não sabemos, às vezes, o porque de tal olhar tão triste, nem sempre as vítimas contam a origem de sua tristeza e/ou revolta. Bem buscadas, não duvido que quase todas estejam ligadas a algum tipo de abuso, levado aos 'finalmente' ou parado nas 'preliminares', na bolinação, o que não faz muita diferença quando a criança cresce e se dá conta do que aconteceu, tem consciência da extensão da afronta nunca reparada; ou punida tão leve que soa impunidade. Qdo chegam ao ponto de ter noção do que passou/passaram, nem terapia ajuda. Mesmo hoje em dia, quando as terapias estão mais comuns do que há 10, 20 ou mais anos, são lembranças que não há como apagar salvo pela morte e por isso muitos apelam para essa estrema forma de libertação. Estranhamente, ou nem tanto, não é só o sentimento de culpa que as vítimas carregam contando ou não o que aconteceu, mas sobretudo contando, tornando público, mesmo após os fatos ocorrerem e então são crianças ainda, uma coisa que perpassa todos os casos que conheço é aquela sensação ' eu sei que sou vítima, sei que todos sabem disso agora, mas então por que continuo achando que me olham com uma mistura de coitadismo e desconfiança, ainda mais quando erro em outras coisas, como todo mundo, por que essa incômoda sensação de que além de vítima de abusos tenho de ser perfeito em tudo o mais, doce e sociável, manso, educado e dedicado aos estudo ou trabalho,não dar 'motivos' de queixas, na busca pela aceitação dos outros como uma forma de resgate?'. No estilo ' foi abusado/a, mas que bom cidadão se tornou apesar do que passou'!
    Não faz muita diferença quando o abuso vem dos pais, do pai em especial, de parentes e de vizinhos, conhecidos, amigos, de padres ou pastores. A revolta e a dor são iguais. O que está desigual é o castigo qdo os abusos vêm de religiosos porque na cabeça das crianças, sobretudo as criadas em ambientes com algum tipo de religiosidade, religiosos deveriam ser sempre o modelo da pureza, da defesa da inocência, do nunca fazer o mal pra ninguém e a verdade é que não são modelo para nada a não ser para mentira. O abuso físico compete com o mental/intectual qdo se mente pra uam criança sobre Deus, anjos e quejandos. Não é como descobrir que Papai Noel não existe, é só fanstasia e descobrimos coisa melhor que é saber que o presentinho vem de alguém muito mais legal, o pai, a mãe, os avós...

    A matéria não diz, não esclarece, mas gostaria muito de saber como a senhora Marie lidou com a religião depois de tudo, se continuou indo a cultos, respeitando padres, etc., se se tornou descrente e por aí vai. Será que se tornou ateia ou tem medo de ser para que não digam ' tá vendo, já tinha mesmo índole para a heresia, por isso passou o que passou'?

    Não sei se me fiz entender e desculpe por ter-me alongado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente, voce se alongou bastante!!! mas enriqueceu muito o post!! valeu a pena!

      Excluir
    2. Chorei ao ler o que escrevestes. Nao ha terapia que resolva um trauma assim. E quanto mais o tempo passa, parece que mais a ferida doi.

      Excluir
    3. Muito bom o texto.Vale ler e pensar.Pena mesmo é q o "Anônimo8 de fevereiro de 2012 15:00" q escreveu aqueles absurdos com certeza não terá sensibilidade suficiente para ler, e entender q ele é um idiota não podendo ser comparado nem aos animais.

      Excluir
  7. Deus é amor.
    Mais um tarado apareceu!
    Quando não é padre é pastor.
    Mas Stalin era ateu!

    ResponderExcluir
  8. mais uma vitima culpada por ter sido abusada! até quando a sociedade vai encarar assim? o padre seguiu a vida, abusando de criancinhas, saciando seu prazer doentio!!! E a Marie? Essa foi condenada a viver angustiada e com lembranças horrorosas e traumatizantes!!! Até quando a vítima será punida e o agressor somente transferido ou ter a pena de passar o dia com rezas??? Basta! Por favor, basta!

    ResponderExcluir
  9. Mas uma vez que a criança nasce e é batizada a alma dela já esta salva, daí padres e pastores podem fazer o que quiserem com o corpo. A lei? Pra que respeitar a lei dos homens se já existe a divina?

    ResponderExcluir
  10. Normalmente um padre (mais antigamente) ussufruia de muito respeito por ser quem era, e por isso era muito difícil
    provar algo contra eles.
    Mas felizmente as coisas estão mudando.

    ResponderExcluir
  11. Ainda não consegui descobrir quem é esse sádico dito deus (sic) e quem é o diabo. Mas pelo que vejo fico com o diabo ele é mais justo e benevolente. Amém!

    ResponderExcluir
  12. Por 50 anos ela se recolheu na autopiedade e impotência.
    Por 50 anos ele continuou a abusar de crianças
    Por 50 anos a Igreja Católica protegeu este criminoso.
    Por 50 anos muitas estórias como a dela se repetiram.
    Por 50 anos a família dela nada fez.

    De quem é a culpa?
    Quem foi que fez o que não devia ou deixou de fazer o que devia?

    Ela deixou de gritar e espernear para não ser estuprada?
    Ela era culpada por sugerir sensualidade feminina, mesmo sendo uma criança?
    A Família dela cria mais no padre que na própria filha?
    A Administração do Hospital deixou de denunciá-lo à Polícia?
    Transferi-lo para outra missão, era o que a ICAR deveria ter feito?
    A culpa é do pai dela, por não ter dado alguns socos e pontapés no sacerdote?
    A culpa é de quem decidiu que padres devem ser celibatários?

    Ou será que a culpa é do estuprador?

    ResponderExcluir
  13. Estuprador tem que apanhar antes de morrer empalado, estuprador pedófilo tem que apanhar mais e ter umas escarificações feitas com ferro de marcar gado. Estuprador pedófilo que usa da batina como "escudo" tem que ser castrado a marretadas antes...

    ResponderExcluir
  14. pra tudo isso existe solução um cacetete de policial e um canto de mesa seria a melhor solução. em segundos estariam todos curados

    ResponderExcluir
  15. Uma coisa que eu não entendo mesmo e não engulo de jeito nenhum. Se a pedofilia é crime e dá cadeia, porque os padres pedófilos não vão pra cadeia? Ser padre confere imunidade judiciária assim como confere a imunidade tributária?

    ResponderExcluir
  16. A questão é que deus não existe, e os padres, como qualquer homem, tem seus 'desejos' carnais. Vivem como se não precisassem de sexo,como se fossem santos, quando na vdd precisam como qualquer outra pessoa. E acaba dando nisso aí: padres comendo as fiéis ou as criancinhas. Claro que são uns monstros por fazerem isso... Mas fico me perguntando se é coincidência que existam tantos pedófilos nessa religião.

    ResponderExcluir

Postar um comentário