Jornal dá destaque às críticas de ateus ao encontro de ateus

Stíphanie: "Queremos o fim do preconceito"
por Paulo Saldaña, do Estado de S. Paulo 

Mesmo sem ser uma questão assim tão nova, o debate sobre a inexistência de Deus reaparece hoje em 22 Estados do País, provocando a costumeira polêmica. Com debates, palestras, bate-papos e até shows de humor, o 1.º Encontro Nacional de Ateus ocorre após ter levantado na internet uma oposição até improvável: a crítica mais ferrenha e numerosa veio de ateus descontentes com a ideia de que um encontro se confunde com a criação de uma religião... de ateus.

As primeiras ideias desses encontros, "para conhecer pessoas que pensam igual", foram da estudante gaúcha Stíphanie da Silva (foto),  de 22 anos, aluna do primeiro ano de Física na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Stíphanie faz parte da Sociedade Racionalista, organização que se compromete a defender ceticismo, laicismo, ciência e ateísmo.

"Queremos o fim do preconceito contra nós, que não acreditamos em religiões, e fazer com que os ateus percebam que não estão sozinhos", diz. Stíphanie afirma que o preconceito existe e é forte. "Quando estava na 8.ª série, estudava em uma escola católica e questionaram o que Deus significa para nós. Respondi que era desnecessário e acharam um absurdo, fui mandada para a psicóloga e tudo mais."

Encontro de ateus é união de quem quer o avanço da sociedade.
por Israel Chaves em fevereiro de 2012

Na internet, a estudante participa de um debate acalorado sobre a existência do Todo Poderoso, a importância das religiões e outros temas com gente de todo o País. A argumentação evoluiu até o ponto em que ela e outros racionalistas quiseram levar para a vida real toda a troca de ideias que ferviam nas redes sociais. "Nas conversas nas comunidades do Facebook, sempre insistimos para nos conhecermos. E o sucesso desse encontro está no fato de ser simultâneo, não é isolado em uma cidade."

Pelo Facebook, convocou no mês passado colaboradores pelo Brasil. Os representantes nos Estados trataram de arrumar um espaço para o evento e cuidar da agenda do dia - que é livre, pode ou não ser definida previamente e não tem horários fixos para começar e terminar. A única regra é que seja aberto a todos.

Usando a internet como aliada, promoveram um "tuitaço" no fim de semana passado que colocou o 1.º Encontro Nacional dos Ateus entre os três assuntos mais comentados no Twitter. Na esteira da divulgação, apareceram as críticas no microblog. "Olha uma nova religião aí, gente", postou @brunoibaldo. "O problema dos ateus é que parecem que vivem em função disso. Hello, vcs estão fazendo a mesma coisa que os religiosos...", escreveu @oimilla.

Segundo Stíphanie, os encontros têm a ver com liberdade e respeito a ideias que vão da legalização do aborto à defesa de um Estado laico de fato, além do preconceito que sofrem outras religiões, como a umbanda, e grupos, como homossexuais. Mas é do posicionamento pessoal em relação às religiões e Deus que os encontros mais se ocuparão.

"Queremos que o ateu saia do armário", diz Stíphanie, referindo-se à frase do cientista britânico Richard Dawkins, autor de Deus, um Delírio e crítico voraz e reconhecido das religiões.

O empresário paulista Thiago Sprovieri, de 27 anos, diz que sua saga para "sair do armário" durou dez anos. "Eu fiquei escondido por muito tempo. Sou ateu e para me assumir foram dez anos", diz ele. "Desde que finalmente assumi, sofro preconceito até hoje. Não posso nem falar perto da minha família sobre isso."

O empresário é o organizador do encontro na cidade de São Paulo, ao lado de Fabrício Alves. Ambos também são da Sociedade Racionalista. Na capital paulista, o evento começa às 12 horas, no Planetário do Parque do Ibirapuera.

Entre os debates haverá, no meio da tarde, um show de comédia stand-up sobre o ateísmo. Às 18 horas se falará sobre o tema em torno do qual se criou tanta polêmica: "Os ateus devem se unir?" Sprovieri defende. "Acho que as críticas ao fato de nos unirmos vêm de gente muito radical. O encontro é para conhecer gente nova, ganhar amigos."

O comerciante Ulisses Fonseca, de 45 anos, de Campinas, postou um vídeo no You Tube em que critica a postura do grupo. "Também não acredito em Deus, mas essa ideia é absurda. Eles têm a necessidade de que a ciência seja uma segurança como a que Deus dá para os fiéis", diz ele. "Quem é ateu não precisa ficar se confrontando, provocando."

A escolha do data não foi gratuita. Hoje, 12 de fevereiro, comemora-se o (não oficial) Dia do Orgulho Ateu. A inspiração vem do dia de nascimento do naturalista britânico Charles Darwin (1809-1882), autor de A Origem das Espécies. À obra se atribui a invalidação de parte do discurso religioso - Darwin, entretanto, não se dizia ateu, mas agnóstico (aquele que não acredita em Deus, mas não descarta totalmente sua existência).

Mais sobre o encontro   Ateus brasileiros famosos   Ateísmo

Revista destaca a importância da internet na mobilização dos ateus.
fevereiro de 2012

Comentários

  1. O que me chamou atenção foram as críticas totalmente desorientadas. Se eu fosse adepto a alguma teoria da conspiração diria que essas críticas foram plantadas com o propósito de promover o encontro.

    @brunoibaldo,@oimilla: Qualquer reunião de pessoas com interesses em comum é uma religião ? Ou, como disse Ulisses Fonseca, é uma idéia absurda ? Pensem nisso.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Ateus tem que se unir sim!! Estamos assistindo evangelicos foramando bancadas no congresso ganhando cada vez mais membros. Não vai demorar muito para o Brasil se transformar numa teocracia vivendo sob o jugo das decisões de fanaticos religiosos para direcionar os rumos do Estado. Estamos nos unindo para fazer valer o laicismo sob o qual foi erigido a nossa Constituição. Se não nos unirmos seremos governados por eles e é isso que temos urgentemente evitar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou evangélico, e acredito que nós estamos sim, crescendo cada vez mais, entrando no congresso e tudo mais, concordo em partes;
      Primeiro: Acho que você não deveria colocar "teocracia", ninguém quer transformar a democracia nisto, ninguém vai obrigar ninguém a acreditar, ou a seguir dogmas religiosos o u algo do tipo. Segundo: A nossa constituição, os nossos valores, estão se perdendo cada vez mais na nossa sociedade, sem uma base ideológica de lei, como a bíblia que eu sigo por exemplo, este mundo iria ficar bem pior do que é hoje, todo mundo iria fazer o que bem quisesse ou dar na telha(as pessoas iam pensar, já que não existe um Deus, então vou fazer o que quiser, a única coisa que pode acontecer é eu ser preso, ou então morto mesmo), isso para pessoas desmotivadas, que não tem o que seguir nem nenhum tipo de ideologia, pessoas que perderam tudo na vida, que não tem um motivo para viver(um professor meu que é ateu já disse isso pra mim, que se ele tivesse uma doença terminal, ele iria cometer crimes iguais ao do gta san andreas, kkk).
      Agora a questão de manipulação, é uma verdade crua e nua, isso acontece à um bom tempo, clero, burguesia, enfim, nós devemos participar mais da sociedade em que vivemos e também nos unirmos mais, os seres-humanos em geral, e é isso que acontece nas igrejas, nós temos esta união, conversamos com nossos pastores, temos participação nos seus ideiais, mas eu acredito que ninguém vai impor uma adoração ou algo do tipo, se não estaríamos negando aquilo que todos nós temos, o livre arbítrio de decisão, você escolhe se quiser seguir.

      Excluir
    2. Mundo lindo e idealizado o seu.
      É mais do que óbvio o que os evangélicos fariam caso atingissem a maioria no governo. Seria algo próximo ao governo islâmico. A maioria de evangélicos é de ignorantes, e consequentemente fanáticos.
      Quanto à "bíblia como guia moral" basta citar os países de maioria ateu que possuem os mélhores índices de qualidade do mundo

      Excluir
    3. Como disse pastor Ricardo Gondim:"DEUS NOS LIVRE DE UM BRASIL EVANGÉLICO". Esses seguidores da doutrina pentecostal do norte-americano CHARLES FOX PARHAM querem sim transforma o Brasil se não numa teocracia, mas que o Estado olhe para o cidadão com os olhos da religião. NÃO QUEREM O ABORTO. NÃO QUEREM O CASAMENTO GAY. PERSEGUEM E SÃO ICONOCLASTAS DA IGREJA CATÓLICA E DAS RELIGIÕES AFRO. Transformaram a África numa "TERRA MALDITA". Além de estorquirem o Estado com a MARCHA PARA JESUS. Vejam que o prefeito do Rio entregou ao safado do malafaia mais de 2 milhões de reais!!!!
      PARA OS RELIOSOS: A Europa esta cada vez menos religiosa. Igrejas históricas sendo transformadas em hotéis, bibliotecas, bares, escola. E nem por isso virou uma Sodoma! PRAGA (Republica Tcheca)40% de sua população são ateus ou não tem religião! No entanto além de ser uma das cidades mais lindas do mundo, tem um índice de violência insignificante.

      Excluir
  4. Religião e coisa de tolos, tudo que nega seus dogmas, lhes tira a força, a qual não querem perder. Os manda-chuvas para se dar bem, os seguidores, por que tem vergonha de assumir a burrice.

    ResponderExcluir
  5. Pra mim o encontro sempre foi pra algo do tipo: "olha só, nós existimos, somos parte da sociedade e temos ideias totalmente opostas, mas as pessoas não percebem isso". Aliás "O problema dos ateus é que parecem que vivem em função disso. Hello, vcs estão fazendo a mesma coisa que os religiosos..."? É óbvio que isso faz todo sentido, porque sempre quando você vê otakus se reunindo no AnimeFriends, a primeira coisa que você pensa é que todo mundo ali perde todo o seu tempo sendo otaku e que querem criar uma religião de otakus. ¬¬

    ResponderExcluir
  6. Mba'e la porte chamigos ha chamigas kueras!!!
    A problematica sempre e o extremismo seja de qual seja o lado. Acho importante sim uma melhor organização, debates e compartilhamento de ideias, isto não transforma em religião um movimento. O problema visivel e pessimo deste movimento e que a maioria ainda muito jovem e sem uma bagagem maior de conhecimento e vivencia do que de fato e ser ateu, pode acabar criando uma nova corrente ateista, uma discinencia ateista como ocorre com as religioes. E notavel a influencia ideologica de revoltosos feministas e adptos do movimento gay nesta nova visão ateista. A defesa do aborto e da bestialidade que são aguma das defesas mais praticada por essas correntes ateista, nada tem haver com os ateus autenticos. Então quero deixar a minha opinião que ateus não são afavor de aborto como defente esse movimento ateista feminista e juvena. Desculpe-me os erros da gramatica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A defesa do aborto e da bestialidade que são aguma das defesas mais praticada por essas correntes ateista"

      Parei de ler dessa imbecilidade.

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkk, que povo ignorante

      Excluir
  7. Estou de pleno acordo com Stíphanie, no que ala está fazendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é ala, meu irmão. É Alah.
      Ouça o Azaan!

      Excluir
  8. Paulo Lopes, muito obrigado por dar destaque ao meu post, não esperava isso.

    Ao José Reis:

    "O problema visivel e pessimo deste movimento e que a maioria ainda muito jovem e sem uma bagagem maior de conhecimento e vivencia do que de fato e ser ateu, pode acabar criando uma nova corrente ateista, uma discinencia ateista como ocorre com as religioes."

    José Reis, usando e abusando da falácia do escocês, hein? O que seria um ateu "de verdade"? É isso que eu digo, ateus são tão diferentes entre si quanto macumbeiros e testemunhas de Jeová, porque ser ateu é unicamente não acreditar em deuses. Ponto final. O que ser jovem tem a ver com o assunto? É verdade que os mais jovens, por não terem experiência, podem ter visões equivocadas sobre muitos assuntos. Mas isso é irrelevante, se o moleque não acredita em deuses, é ateu e pronto. Não tem como ser mais ou menos ateu, ser ateu do jeito certo ou errado.

    "E notavel a influencia ideologica de revoltosos feministas e adptos do movimento gay nesta nova visão ateista. A defesa do aborto e da bestialidade que são aguma das defesas mais praticada por essas correntes ateista, nada tem haver com os ateus autenticos."

    Deixando de lado sua clara repulsa aos que desejam direitos iguais, o que diabos é "defesa da bestialidade"? Não entendi a que bestialidade se refere. O que eu imagino ao ler sua declaração é que você está sugerindo que existem ateus por aí defendendo que as pessoas se matem com pedaços de pau para ficar com os melhores pedaços de carne, melhores mulheres e melhor lugar na caverna.
    E o que diabos é um ateu autêntico?

    "Então quero deixar a minha opinião que ateus não são afavor de aborto como defente esse movimento ateista feminista e juvena."

    Alguns são. Outros não. Ninguém pode falar por todos. Isso inclui você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao Israel Chaves:
      Onde ta a falácia do escocês?
      Não questiono a verdade do ateu, ate porque o que e verdade para um ateu.

      Excluir
    2. Verdade é a alternativa correta ou mais provável, dentre várias outras, dado as evidências.

      Excluir
  9. No post abaixo criticaram a psicóloga de posar para uma foto diante da sede do conselho de psicologia, Meu Deus que ofensa ! onde já se viu isto um Bíblia em frente a sede!

    Agora representantes de ateus vai em frente a uma igreja com um Banner centenas de vezes maior que que um livro e com uma dezena de "fiéis" normal né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato é que ela era representante da classe psicologa lendo a biblia em frente ao orgao regulador de sua propria profissao. O que nao é o caso dos ateus. E ciencia e crença nao deveriam se misturar.

      Excluir
    2. Nao é o fato de ler a biblia mas o fato de que no contexto ha conflito entre o que prega a religiao evangelica fundamentalista ( hja vista que ja tem evangelicos e igrejas para gays) e o que fala a ciencia tradicional da psicologia.

      Excluir
    3. Gente!!!! Ateu é NÃO ACREDITAR EM DEUS.Ponto. Nada de neoateu, ateu radical, ateu à favor de "bestialidade" (????), ateu isso, ateu aquilo. O sujeito pode ser ateu e ser contra o aborto! Não gostar disso, concordar ou não concordar com mil coisas.. Só!!!
      nÃO NOS COMPAREM COMA INTOLERÂNCIA dos religiosos. UNs amam a VirgemMaria, outros odeiam a Virgem Maria.

      Excluir
  10. De fato ateismo caros colegas não é religião não existe doutrinas e nem dogmas a ser seguidos ,você quer uma bíblia dos ateus eu vou te dar é um livro de 5 mil páginas em branco depois que você acabar de ler quem sabe você não vira ateu.

    Engraçado que nas mídias sociais são os crente que se encomoda com os ateus e nos vive perseguindo.

    ResponderExcluir
  11. "Stíphanie da Silva, de 22 anos, aluna do primeiro ano de Física"

    Sustentada pelos pais, patricinha e acha que pode mudar o mundo.
    Vai fundo menina.Até a última mesada.
    Muitos ateus tem que trabalhar para ganhar a vida e não tem tempo e nem vontade de participar desse encontro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O desespero está batendo forte, hein? Seus esforços em tentar fazer sei lá o que você está tentando, são patéticos...

      Excluir
    2. "Sustentada pelos pais, patricinha e acha que pode mudar o mundo."

      Você quer desqualificar as atitudes de uma pessoa simplesmente por que é uma mulher,jovem e estuda?
      Dá um tempo, ou procura fazer melhor!

      Excluir
    3. Ele inventou que ela é patricinha sustentada pelos pais sem ao menos conhece-la, mais normal eles fazem isto com alguém que eles também dizem existir sem nunca ter conhecido , deve ser vício , Mais ufa pelo menos ele não disse que ela é sustentada por dizimo e que seu pai é pa$$tor

      Excluir
  12. Porto,

    "Sustentada pelos pais, patricinha e acha que pode mudar o mundo."

    Como você teve acesso à informação de que ela é sustentada pelos pais? E qual é o nexo causal [ligação] entre ela ser sustentada por terceiros e a ação dela de promover um evento bem sucedido num país de dimensão continental? Qual necessidade do uso dessa falácia?

    Por que deduziu que ela é uma patricinha? Mesmo sendo, qual a necessidade de atacar a pessoa citada? Você entende que isso também é uma falácia e que assim você não argumentou nada [apenas foi grosseiro e injurioso]?

    "Vai fundo menina.Até a última mesada."

    Você nunca foi sustentado? Nasceu trabalhando?

    "Muitos ateus tem que trabalhar para ganhar a vida e não tem tempo e nem vontade de participar desse encontro."

    Agora fala em nome de terceiros sem autorização?

    Quando for argumentar, ao menos não se desespere em ofender a pessoa que argumentou contrário a você. Ataque o argumento oposto. É o mínimo que se espera num debate/comentário...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pré-julgamento do A. Porto é tipico de quem "tem deus no coração".

      Excluir
    2. Como eu disse, é desespero. Ele não tem mais o que falar, diz a primeira besteira que vier na cabeça.
      Quase vejo ele batendo os pés e dizendo que ela é feia, boba e cabeça de mamão.

      É o que acontece quando o cara não sabe pensar sozinho.

      Excluir
  13. O palavrinha chatinha que alguns ateus adora usar heim; falácia, fica parecendo evangelicos sitando versiculos da biblia.Tudo e falácia cacete...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falácia significa um vício na argumentação. Se você comete uma falácia, como a que acabou de fazer, então o debatedor opoente pode sim argumentar contrariamente ao seu argumento demonstrando a falácia.

      Se você não sabe argumentar sem ser falacioso, vai ser sempre rebatido com esse argumento, que é válido e torna seu argumento nulo.

      Excluir
    2. "Na lógica e na retórica, uma falácia é um argumento logicamente inconsistente, sem fundamento, inválido ou falho na capacidade de provar eficazmente o que alega. Argumentos que se destinam à persuasão podem parecer convincentes para grande parte do público apesar de conterem falácias, mas não deixam de ser falsos por causa disso." (Wikipédia)

      Se quiser aprender mais a respeito e diminuir o número de falácias que porventura costuma cometer:
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Falácia

      Excluir
    3. Chato mesmo, José Reis, é escrever "sitando".

      Excluir
    4. Conheço o significa a aplicabilidade desta palavra chamigos. O que eu disse anterior e que alguns ateus usa essa palavra como os evangelicos usa versiculos biblicos...

      Excluir
    5. Ok, e eu respondi demonstrando a necessidade de se usar a palavra, quando em um debate. =)

      Excluir
    6. Se não gosta que digam que você comete falácias, não as cometa. Simples, não?

      Excluir
  14. O mundo será mais feliz quando finalmente a religião deixará de existir. Essa praga criado pelo homem para infernizar e manipular o próprio homem.

    ResponderExcluir
  15. Hehehe
    Então todo seminário e congresso é uma forma de religião! -_-' ir num show de rock é religião, ir numa convenção de algum partido político é religião... -_-'

    A questão é mais profunda do que parece, se quisermos garantir nossa liberdade de crença ou não-crença naquilo que é diferente da maioria, temos sim que nos mobilizar, socializar e nos unir como pensadores e colaboradores a construir uma melhor sociedade.

    Ateísmo não implica em apatia social.

    ResponderExcluir
  16. Uma minoria tem que se unir, sim! Os ateus que criticam os demais que se unem, parecem estar muito satisfeitos com a realidade em que vivemos, repleta de preconceito e ignorância. As pessoas tem o direito de serem instruídas a "cair em si e acordar" e a meu ver, aos céticos cabe essa função na sociedade.

    ResponderExcluir
  17. É por isso e outras que religiosos não poderão ser nunca pessoas de bom senso. Eu não sigo a bíblia e nem por isso faço o que dar na telha. Religiosos pensam que a referência da moralidade está neste livro, por sinal, muito mal feito. E sem querer ser arrogante, não consigo entender como pessoas em pleno século XXI não enxergam tantos erros e contradições e absurdos. E o pior dos absurdos é falar que ateus reunidos vira religião. Pessoas se reúnem quando têm algo em comum, coisa mais natural e lógica. Quando vejo as reportagens da cracolândia, logo penso, esse pessoal tem algo em comum. Pelo que certas pessoas falam aqui, outros povos que não seguem a bíblia devem ser bárbaros, como os japoneses, por exemplo.

    ResponderExcluir
  18. Gostaria de levar pessoas religiosas a sério. Alguns falam que se não fosse a bíblia cada um faria o que desse na telha. Eu não sigo este livro e não vivo comendo fígado de criancinhas, estuprando, matando etc. Agora vejo pastores, padres, bispos e outros, envolvidos nestes tipos de crimes e até mais graves. Basta assistir aos telejornais e verão que isso é corriqueiro. A maior prova disso é os nossos presídios, vai lá e pergunta se tem algum ateu. Quase a unanimidade vai dizer que acredita em deus. E outro absurdo, quando ateus reunidos, vira uma religião? as pessoas se reúnem quando têm algo em comum, é muito simples.

    ResponderExcluir
  19. incrível como ainda têm pessoas que acham que ser ateu é ter que seguir uma cartilha, um mandamento. Se a menina queria se reunir com outras pessoas que dividiam com ela a mesma ideia, que mau tem nisso? ela é livre para fazer o que bem entender. Se houve pessoas que queriam se encontrar com ela, o que que tem de não-ateu, ou de religioso nisso? A única máxima que há entre os ateus é: todos, absolutamente todos, não acreditam em um deus( o que é óbvio), afora isso, cada um segue sua própria maneira de pensar e escolhe com quem se relacionar. simples man!

    ResponderExcluir
  20. Thiago Sprovieri não é aquele gordo fracassado ? kkk Ele se apresentou como empresário? auhahuahuahu!

    Que piada! rs

    ResponderExcluir

Postar um comentário