Grécia poupa Igreja Ortodoxa das medidas de austeridade

do Valor Econômico

Padres ganham
salário do governo
A revolta de grande número de gregos contra as medidas de austeridade adotadas pelo governo contrasta com o silêncio de uma instituição que foi poupada dos cortes: a poderosa Igreja Ortodoxa.

Uma nova taxa sobre terras afeta todos os gregos, mas isenta a igreja, que é a segunda maior proprietária de terras do país, com um patrimônio avaliado em mais de 1 bilhão de euros.

Os padres são funcionários públicos e seus salários, mesmo reduzidos agora, mantêm-se elevados.

Não são apenas eles os privilegiados: a lista inclui os armadores gregos. A navegação marítima contribui com 6,7% do Produto Interno Bruto, mas as atividades dos armadores são isentas de impostos. Seus acionistas tampouco pagam impostos sobre dividendos.





Itália vai cobrar imposto das propriedades comerciais da Igreja
fevereiro de 2012

Isenções fiscais da Igreja.

Comentários

  1. A Grécia já foi um bom lugar. Há uns 2000 anos atrás.

    ResponderExcluir
  2. Uma bela burrice do governo grego, a Grécia está passando por uma forte resseção, e a arrecadação de impostos da igreja com certeza ajudaria o país a ter mais recursos para enfrentar a crise. A menos que, eles possuam o mesmo mal que atinge o nosso "querido" país, uma poderosa bancada religiosa, que está tentando ditar as nossas leis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala de burrice e escreve "resseção".

      Excluir
  3. Com tanta igreja se oração fizesse milagre eles não estariam em crise. Por isto parem de ser bobos e faz eles pagar os impostos já.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Hipocrisia...Tem em todos os lugares !!!!!!!!

    A Grécia já foi foi um bom lugar...Há uns 2000 anos atrás(2) !!!!!!!!

    Robson Kvalo

    ResponderExcluir
  6. Eu pessoalmente acho que as medidas ditas 'austeras' são na verdade ainda brandas.
    A matéria do Valor Econômico não é clara já que refere-se em boa parte a Monte Athos que quer dizer 'autônomo' que é uma espécie de 'Vaticano Ortodoxo' sem independencia 'formal' mas faz séculos que o governo grego não manda lá. É pequeno mas local de austeridades ascéticas e cheio de obras de arte.
    Eles vão se manter bem mesmo sem dinheiro de Athenas, caso fosse necessário a ortodoxia do mundo inteiro (inclusive do Brasil) ajudaria contudo duvido que será preciso pois a comunidade é autosustentável e já provou isso como quando da invasão dos turcos agora, se o governo grego questionar a autonomia de Monte Athos, o que ocorre na Basílica do Santo Sepulcro seria brincadeira de criança, batalhas ocorreriam da noite para o dia; o povo grego é belicoso, incluindo os padres...
    Força Grécia!
    HELLAS!

    J.Zizuel

    ResponderExcluir
  7. A Grécia já foi foi um bom lugar...Há uns 2000 anos atrás(3) !!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. A grecia não é laica, a igreja ortodoxa é a religião oficial do país, já era de se esperar uma coisa destas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário