Pondé escreve que o comunismo matou mais gente que o nazismo

Título original: A mulher, o bebê e o intelectual

por Luiz Felipe Pondé para Folha

Os comunistas mataram muito mais gente no século 20 do que o nazismo, o que é óbvio para qualquer pessoa minimamente alfabetizada em história contemporânea.

Disse isso recentemente num programa de televisão. Alguns telespectadores indignados (hoje em dia ficar indignado facilmente é quase índice de mau-caratismo) se revoltaram contra o que eu disse.

Claro, a maior parte dos intelectuais de esquerda mente sobre isso para continuar sua pregação evangélica (no mau sentido) e fazer a cabeça dos coitados dos alunos. Junto com eles, também estão os partidos políticos como os que se aproveitam, por exemplo, do caso Pinheirinho para "armar" a população.

O desespero da esquerda no Brasil se dá pelo fato de que, depois da melhoria econômica do país, fica ainda mais claro que as pessoas não gostam de vagabundos, ladrões e drogados travestidos de revolucionários. Bandido bom é bandido preso. A esquerda torce para o mundo dar errado e assim poder exercer seu terror de sempre.

Mas voltemos ao fato histórico sobre o qual os intelectuais de esquerda mentem: os comunistas (Stálin, Lênin, Trótski, Mao Tse-tung, Pol Pot e caterva) mataram mais do que Hitler e em nome das mesmas coisas que nossos intelectuais/políticos radicais de esquerda hoje pregam.

Caro leitor, peço licença para pedir a você que leia com atenção o trecho abaixo e depois explico o que é. Peço principalmente para as meninas que respirem fundo.

"(...) um novo interrogador, um que eu não tinha visto antes, descia a alameda das árvores segurando uma faca longa e afiada. Eu não conseguia ouvir suas palavras, mas ele falava com uma mulher grávida e ela respondia pra ele. O que aconteceu em seguida me dá náuseas só em pensar. (...): Ele tira as roupas dela, abre seu estômago, e arranca o bebê. Eu fugi, mas era impossível escapar do som de sua agonia, os gritos que lentamente deram lugar a gemidos e depois caíram no piedoso silêncio da morte. O assassino passou por mim calmamente segurando o feto pelo pescoço. Quando ele chegou à prisão, (...), amarrou um cordão ao redor do feto e o pendurou junto com outros, que estavam secos e negros e encolhidos."

Este trecho é citado pelo psiquiatra inglês Theodore Dalrymple em seu livro "Anything Goes - The Death of Honesty", Londres, Monday Books, 2011. Trata-se de um relato contido na coletânea organizada pelo "scholar" Paul Hollander, "From Gulag to the Killing Fields", que trata dos massacres cometidos pela esquerda na União Soviética, Leste Europeu, China, Vietnã, Camboja (este relato citado está na parte dedicada a este país), Cuba e Etiópia.

Dalrymple devia ser leitura obrigatória para todo mundo que tem um professor ou segue um guru de esquerda que fala como o mundo é mau e que devemos transformá-lo a todo custo. Ou que a sociedade devia ser "gerida" por filósofos e cientistas sociais.

Pol Pot, o assassino de esquerda e líder responsável por este interrogador descrito no trecho ao lado, estudou na França com filósofos e cientistas sociais (que fizeram sua cabeça) antes de fazer sua revolução, e provavelmente tinha como professor um desses intelectuais (do tipo Alain Badiou e Slavoj Zizek) que tomam vinho chique num ambiente burguês seguro, mas que falam para seus alunos e seguidores que devem "mudar o mundo".

De início, se mostram amantes da "democracia e da liberdade", mas logo, quando podem, revelam que sua democracia ("real", como dizem) não passa de matar quem não concorda com eles ou destruir toda oposição a sua utopia. O século 20 é a prova cabal deste fato.

Escondem isso dos jovens a fim de não ter que enfrentar sua ascendência histórica criminosa, como qualquer idiota nazista careca racista tem que enfrentar seu parentesco com Auschwitz.

Proponho uma "comissão da verdade" para todas as escolas e universidades (trata-se apenas de uma ironia de minha parte), onde se mente dizendo que Stálin foi um louco raro na horda de revolucionários da esquerda no século 20. Não, ele foi a regra.

Com a crise do euro e a Primavera Árabe, o "coro das utopias" está de volta.

Essência do totalitarismo está em querer fazer o 'bem para todos'.
julho de 2011

Artigos de Pondé.

Comentários

  1. Luiz Alberto Amaral Nardi30 de janeiro de 2012 05:25

    Parabéns Pondé! A esquerda infestou os ambientes acadêmicos do mundo todo. No Brasil, nas universidades em geral, não se pode sugerir a leitura de autores chamados "conservadores" ou propor uma palestra com algum pensador que não tenha os ideais esquerdistas.Creio que o bom estudante e o intelectual que mereça este título (pois por aqui todos andam recebendo título de doutor) deve ler, e ler muito. Principalmente ler os contrários num esforço mental para refutá-los ou enfim, admitir que estão certos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não se esqueçam de ler 1984, me deu náuzeas, e germinal de emile zola. vale a pena. ai vc ve o que um partido totalitário, sem oposição é capaz de fazer. meu deus nos livre deste povo que prega direito a invasões de terras alheias, e outras. mas veja se eles dividem algom seu com algeuem?

      Excluir
    2. O Comunismo é Anti - Religioso, o que difere de Ateismo, poi ser Ateu significa não crer em Deus ou deuses, ser Anti- Religioso Comunista é perseguir de todas as formas possíveis os religiosos. prova disso é a guerra civil espanhola:
      Comunistas e Anarquistas x Nacionalistas e Monarquistas religiosos.
      percebe -se tambem na perseguição comunista aos ortodoxos.
      Na Coria do Norte e China a bíblia é proibida, e cristãos são presos e mortos diariamente.
      É óbvio que as ideias comunistas não se adequam com nenhuma religião, principalmente se tratando dos ensinamentos de Jesus.
      De fato os ateus só são ateus.... não significa que são inimigos dos cristãos ou de outras religiões....repito só são ateus....Comunismo = sistema "socialista", Ditatorial, Anti-Religioso e Materialista.

      Excluir
    3. Nazismo: Nacionalismo, racismo, centralismo.
      Fascismo:Nacionalismo, centralismo e corporativismo.
      Comunismo: Internacionalismo, socialismo e anti-clericalismo.

      Excluir
    4. Mesmo que responsabilize o nazismo pelas mortes da Segunda Guerra Mundial o comunismo terá ainda um salda superior de 50 milhoes de mortos.

      Excluir
    5. O povo é alienado, conhece a matança de seis milhões de judeus por Hitler, mas desconhece que o comunismo matou 100 milhões, ou seja,
      matar 6 milhões por racismo é pior que matar 100 milhões pelo dito "socialismo".
      hora, eles acham que matar por racismo é ilegitimo, mas matar por luta de classes é légitimo. Matar pelas duas razões são ilegitimas.
      Sou Ati- comunista e anti- nazista pelas razões acima por mim proferidas.

      Excluir
    6. As ideias comunistas são de um bom tempo antes da criação da união sovietica, ou seja so porque ninguem teve capacidade para colocar uma boa ideia em pratica quer dizer que essa ideia seja ruin,não me lembro de ter lido nada que Marx escreu que dissese que para emplantar o cumunismo teriamos que matar 100 milhoes,o comunismo é muito muito mais do que stalin, mao , fidel.

      Ainda hoje o comunismo nunca foi realmente tentado e falar das mortes do começo do seculo realizada por barbaros como os citados "comunistas" parece discurso de quem acha que almento no salario minimo mata a fome na Africa,ou sera que o mundo esta tão maravilhoso assim ? Bom deve estar quando se esta sentado assintindo um bom jornal nacional tomando um café quentinho enquanto le seus novos emails...
      Dai de cima os problemas paracem bem menores.

      Excluir
    7. ainda bem né (: viva o comunismo

      Excluir
  2. Já, já vai aparecer um troll para tentar ligar ateísmo ao comunismo. 3, 2, 1...
    Ateísmo é somente não acreditar em deuses ou "crença" que deuses não existem.
    Rodrigo*

    ResponderExcluir
  3. uuuuuuuuuuuuuuuhhhhhh

    o comunismo uhhhhhhhhhhhhhh

    ResponderExcluir
  4. Por essas que digo que o Pondé é só mais um Olavete. Isso obviamente vem do Olavo de Carvalho.

    Certa vez peguei o número de mortos por Cuba em uma matéria (não lembro se de jornal ou de algum blog tipo Reinaldo Azevedo) e resolvi pesquisar.

    Encontrei um site de um grupo anticastrista (se não me engano na Flórida), e quando vi o número de mortos, vi que era bem maior. Aí descobri o macete: ELES SOMAM OS MORTOS DOS DOIS LADOS, INCLUSIVE O EXÉRCITO DE CUBA!!!

    É uma maravilha. Assim sendo, podemos colocar todos os mortos na Europa, os soldados dos mesmos inclusive, na conta da Tríplice Entente. Queria ver França e Inglaterra posando de boas-moças depois disso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Isso obviamente vem do Olavo de Carvalho."

      Universotário comunista detected.

      Excluir
    2. "Universotário comunista detected."


      Olavete detected.

      Excluir
  5. Deus matou muito mais gente que o comunismo. Então Deus ainda é o melhor. Eu sou o Senhor e não dou minha glória pra ninguém, Eu sou O Maior Assassino da humanidade

    ResponderExcluir
  6. Aliás, Mao Tse-tung matou muita gente sim, mas o número oscila entre as fontes que é uma beleza. Ninguém fala que Mso Tse foi perseguido, ao ponto de se esconder no deserto. Além disso, ninguém fala das invasões japonesas, nem dos piratas ingleses.

    Estes últimos mudaram o sistema de produção, cantaram os donos de terras para ficarem do seu lado em troco de muito dinheiro (mentira, claro), fazendo com que chineses matassem chineses. Depois ficam fazendo filminhos mostrando tudo lindo e perfeito no passado chinês, só para apagar a história.

    Aí quando se trás a tona a verdade, falam que você é comunista, assassino, antissemita (isso não foi Alemanha?) A próxima agora é tentar eliminar os milhares de radicais da Direita Católica dos países nórdicos (alguém aí se lembra de Anders Breivik) da conta do Neoliberalismo, dizendo que eram comunistas.

    Pra terminar nunca notaram que tanto o Breivik,quanto o Alvaro Dias, quanto Jair Bolsonaro têm sorrizinho de lifting. Seria plástica? UI!!!

    Diuliça, Diuliça, assim você me mata...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poutz, já começou a palhaçada de colocar Breivik como "Direita Católica" e, pior, colocar "Direita Católica" em "Neoliberalismo". E depois junta Breivik, Dias e Bolsonaro no mesmo balaio. Sem critério algum...

      Excluir
    2. Nos paises Nórdicos predomina o protestantismo, vá estudar e geografia. Os Católicos nos países nordicos são menos expressivos e tem pouca participação política. Por acaso é Bento XVI o tutor de Breivik.

      Excluir
  7. "Deus matou muito mais gente que o comunismo."

    Se Deus não existe, ele não tem culpa de nada...

    Eu também sofro com as esquerdas por estudar numa universidade pública. Muitos professores são marxistas e não aceitam críticas a Karl Max!

    Quando abro a boca pra ir contra a corrente, já me lançam um olhar fulminante contra "o aluno de direita, massa de manobra da Globo, da Veja e de todo o PIG", bem como outros infindáveis tíulos que já arrumaram pra mim.

    É difícil ser de direita no Brasil. É como se eu fosse ateu numa família de crentes fanáticos.

    Ricardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sei exatamente o q vc passa! e olha q nao sou da area de humanas. tive pelo menos uns 3 prof. q fic avam lá doutrinando, o povo da sala venerando eles. falta lógica no q eles falam, mas são cheios de ofensas pessoais. As vezes q fui chamada de burguesa eu nem conto, a mais original foi "filha de dono de engenho" hahahahaha teve um professor q inclusive foi o professor homenageado da minha turma, q no 2o dia de aula veio c essa "vcs sabiam que antes de fidel cuba era uma ditadura, mas ai fidel..." depois dessa eu me recusei a assistir aula só fui fazer prova. ele corrigiu a prova dele baseado em suas crenças pessoais. teve 2 ou 3 pessoas q se revoltaram, mas a maioria falava q eu tava exagerando em relação ao comportamento desse imbecil. ele era contra capitalismo,ficava lá pregando contra o consusmismo mas tinha 2 casas de veraneio, e levava o povo p tomar cachaça lá. deve ser por isso q foi o homenageado. esses comunistas são facilmente comprados e manipulados. e eu acho q em vez de tentar fazer esses pseudo-intelectuais enxergarem algo, a direita devia arranjar um jeito de manipular eles tb, criando ideologias, essas dicotomias simplistas (veja é ruim, CC é bom; rico é ruim, pobre é bom...)... é facil pow, não é dificl. até lula conseguiu.

      Excluir
    2. esses comunistas são facilmente comprados e manipulados. SIM os FALSOS
      a direita devia arranjar um jeito de manipular eles tb, criando ideologias, essas dicotomias simplistas (veja é ruim, CC é bom; rico é ruim, pobre é bom...)...
      Nossa na real isso já star sendo feito com uma grand eficiencia certo ? caso contrario os proletarios do mundo já teriam feito como a burguesia na rev. francesa(quando a burguesia ascende socialmente o poder no status quo eliminando a aristocracia) e tomado o poder! :F
      Desculpe mas muito lumpemproletariado ou burgues esse teu texto.Não é justo q até hoje não se tenham liberdade,igualdade e fraternidade que foram tanto prometidas pelos Burgueses, ou vc ve esses valores no cotidiano ?
      Lino

      Excluir
    3. A Igreja Católica inventou as seguintes instituições:
      Universidade e o Sistema Universitário.
      Sistema moderno de assistência social.
      Método científico.
      Inquérito jurídico.
      Há, mas a escola da esquerda só ensina sobre a inquisição, mesmo assim ensina-a errada.
      Um cachorro late sobre a inquisição e nunca leu uma incíclica papal da época da inquisição.

      Excluir
    4. Muitos se dizem de direita, mas come no prato da esquerda, o discurso anti-católico é da esquerda otários. A Igreja católica foi umas das principais instituições inimigas do comunismo.
      Por acaso vocês não sabem que o atentado a João Paulo II tem o dedo comunista?

      Excluir
    5. É possível ser da direita e ateu, mas é impossivel ser da direita e anti-religioso, já falei qual a diferença.

      Excluir
  8. E sim, sou de direita e ateu.

    Ricardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o roberto carlos era da lateral

      Excluir
  9. O problema de Pondé é que sua escrita é generalizadora, um ataque ad hominem. Dizer que ser de esquerda é ser cego ou conivente com os crimes do comunismo é de uma covardia ímpar, uma coisa não te necessariamente ligação com a outra. Pode-se ser de esquerda sem buscar respaldo nas ditaduras comunistas. Só pelo fato de alguém não defender capitalismo liberal isso o torna um adepto do catecismo marxista? Claro que não.
    Outra do Pondé é dizer que as faculdades estão cheias de "doutrinadores de esquerda", isso não é necessariamente uma verdade. Essa acusação demostra a covardia intelectual do Pondé, se um estudioso acadêmico desenvolver uma visão crítica de algum aspecto do capitalismo ele, e os "intelectuais" de direita, logo partem para a descaracterização do debate ao jogar um estigma sobre o pesquisador (de novo o ataque Ad Hominem). Discutir profundamente os temas eles não sabem, ou simplesmente não querem.
    Só para mostrar como o argumento do Pondé é covarde ao extremo vamos invertê-lo: "Toda e qualquer pessoa que defenda a diferenciação de classe, que seja teísta (como o Pondé)e que não seja de esquerda é nazista e é herdeira e divulgadora dos crimes do Nazismo."
    Dá pra entender agora como o Pondé foi desonesto?
    Essas Olavetes não tem jeito mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é que em cursos de humanas, predominam os pensamentos socialistas e marxistas. Não digo baseado em estatísticas, mas no que vejo na universidade onde estudo, UEM.

      Excluir
    2. Você, então, usa de evidência anedótica.

      P.S. - O fato de prdominarem marxistas nos cursos de humanas não teria algo a ver com o fato de que é impossível conhecer as mazelas da Acumulação Primitiva do Capital e ainda compactuar com uma ideologia de direita? No meu caso, sim. Eu resisti o quanto pude, mas ao tomar contato com os fatos históricos, tive de mudar meu modo de pensar. Quem conhece a História não consegue engolir o discurso da direita. Mesmo que tampouco engula o do comunismo.

      Excluir
    3. O que é difícil é aparecer alguém da direita para me explicar por que é que as mortes em GRANADA, CHILE, Guatemala e Filipinas nunca vão parar nessas contas de números de mortos...nunca vão para a conta da direita...acho que Reagan era esquerdista...aliás...fomos nós os esquerdistas que inventamos a miséria e a exploração humana para poder discursar contras os inocentes capitalistas. E eu não sou Marxista, sou anarquista.

      Excluir
    4. USP = Universidade Socialista Paulista.
      kkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    5. Acredito que José Geraldo Gouvêa conhece a história de outro planeta e não do nosso.

      Excluir
  10. Concordo com o Pondé que o comunismo é ensinado como a salvação da humanidade e frequentemente os mais jovens, normalmente mais revoltados e revolucionários, são facilmente atraídos pelas ideias socialistas de "consertar o mundo" e "tornar o mundo igualitário". Li no final de semana o Manifesto Comunista, de Marx, e é horrível como algumas pessoas acham correto o que está escrito lá e concordam com os "passos para instaurar o comunismo".

    Os líderes comunistas mataram muita gente? Sim. Massacres são regras e não exceções na história humana. O comunismo é ruim e utópico por causa das suas tentativas falhas? Na minha opinião não. É falho por essência. Isso porque o capitalismo, em seu início, também matou e mutilou muitas pessoas, mas nem por isso ele deve ser considerado o demônio na terra por essência.

    Já me considerei, quando adolescente, petista e simpatizante com o socialismo. Mas um dia a gente cresce e percebe que o mundo é um lugar mais complexo do que achávamos e que não existem soluções para todos os problemas e que nem tudo que parece problema é, de fato.

    Ah sim, não sou "de direita", mas sou liberal e defendo a liberdade individual. E sou ateu, por considerar isso parte desta liberdade.

    Ah sim, quando o Pondé cita o texto chocante, tenta apelar à emoção, e não à racionalidade do leitor. Que filósofo, hein Pondé?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já fui também um marxista, e depois fui ver que o Ocidente, campo em que floresceu as ideias socialistas, foi feito a 'Ferro e Sangue'. Não foi nada 'na boa', como acreditaram os flower powers da década de 60.

      Hoje também sou mais a favor do liberalismo. E ainda me considero um homem de esquerda.

      Excluir
  11. Pura falácia. Gostaria de ver os dados dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz! Se você ainda não viu os dados, como sabe que é falácia?

      Esquerdistazinho idiota.

      Mas Pondé não precisou de muitos dados para concluir que comunismo é pior que nazismo, só precisou usar aritmética básica.

      Excluir
    2. A aritmética básica é aquela que não leva em conta as chamadas "guerras sujas" e "operações negras"...é aquela que não leva em conta a deposição dos governos eleitos como o do primeiro presidente do Irã? Que coloca na conta do pinochet os mortos no Chile? Aquela que não leva em conta guatemala, granada, grécia, nicaragua, libéria...é aquela que só leva em conta as mortes do nazismo não as do facismo e do franco na espanha...a aritmética básica é aquela que prefere chamar o que te questiona de "esquerdistazinho idiota"...afinal é mais fácil ofender para dar razão ao pondé...amigão...só os mortos da era reagan dá o mesmo número que o stalin...pode pesquisar que os dados estão lá.

      Excluir
    3. A esquerda não domina a aritmética.

      Excluir
  12. Os textos do Pondé sempre se caracterizaram pela banalidade. O homem está sempre falando de jantares pomposos, de maridos fracassados, de comportamentos prosaicos e sempre usando para isso um vocabulário saído diretamente dos livros da Glória Kallil. Em seus artigos são comuns os termos "cafona", "brega" e outros quejandos.

    Dessa vez, no entanto, a banalidade do Pondé se transformou em desonestidade. Negar que o comunismo produziu milhões de mortos seria negar a própria história. Fato. Entretanto, colocar num prato da balança os crimes cometidos por todos os líderes comunistas e no outro somente os crimes cometidos pelos nazistas é de uma má-fé que faria corar qualquer charlatão que faz do religião o seu negócio. Se o Pondé quer fazer uma comparação honesta, deveria colocar no outro prato da balança todos os crimes que foram cometidos por regimes ditatoriais de direita, seja no Chile sob as ordens de Pinochet, seja na Espanha sob o comando do general Franco, seja em Portugal sob os auspícios de Salazar. Regimes esses, diga-se de passagem, que sempre contaram com o entusiasmo e o apoio dos setores mais conservadores das sociedades locais, o que inclui, claro, a Igreja Católica.

    Há outra coisa que também me chama atenção. Em um de seus livros, Carl Sagan faz uma observação interessante: nos países comunistas, todos os crimes são atribuídos ao comunismos, enquanto, nos países capitalistas, os crimes quase nunca são atribuídos ao sistema capitalista. A culpa é sempre de indivíduos ineptos e de decisões ruins dos governantes. Nada se diz sobre um sistema que vive da exploração do homem pelo homem, que condena a uma vida de pobreza e de miséria a maior parte da humanidade, que põe na mão de 1% dos homens quase toda a riqueza que é produzida coletivamente. O Pondé, é claro, como um intelectual de direita, refestela-se com os crimes do comunismo, mas não diz uma palavra sobre os crimes que o capitalismo cometeu desde que surgiu.

    Eu não nego que o comunismo foi um desastre onde quer que tenha sido implantado, mas eu duvido que o comunismo foi mais deletério para o mundo do que é o capitalismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns! Finalmente um comentário são nesse blog.

      Ps: Para um blog de ateu essa demonização do comunismo beira a religiosidade.

      Excluir
    2. Vai estudar o que é capitalismo zé ruela kkkkkkk
      Foi o pior comentários de todos, dizer que o Capitalismo é pior que o comunismo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk não consigo parar de rir

      Excluir
    3. Deixe de ser burro, crimes individuas são crimes capitalistas. Se são crimes feitos pelo estado(comomunista ou não) não podem ser crimes capitalistas, pois esses crimes, assim como o sistema, são feitos por um individuos. ^.^!

      -sou liberal

      Excluir
  13. E antes que digam que todos lideres comunistas eram ateus.
    Vejam vídeo do guarda costas pessoal de Stalin, que diz que ele rezava em uma capela particular.
    http://www.youtube.com/watch?v=LnQx1as6160

    Achar que as pessoas deixaram de acreditar em deuses, só pq estado comunista dizia que as religiões eram usadas para amansar o povo e impedir a “revolução”, é de uma imbecilidade colossal.

    Ateus não rezam...
    Rodrigo*

    ResponderExcluir
  14. Prezado Luis Felipe Pondé,
    Que artigo fabuloso, parabéns
    Eduardo

    ResponderExcluir
  15. Bom, o "comunismo" era formado por mais de um estado e durou mais tempo. Óbvio que matou mais gente. Partindo para o achismo e extrapolação, quantas pessoas Hitler teria matado se tivesse conseguido fazer o nazismo durar o mesmo que o comunismo? E se ele tivesse invadido a Inglaterra ou expandido até a Africa/ Ásia/ América?

    Acho que a única coisa que dá pra igualar é a veneração pelo líder de estado, algo em comum entre todos esses regimes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sinal que devemos cuidar para que o comunismo nunca perdure....

      Excluir
  16. Me comovi com seu artigo Pondé! É daqueles que "entram por uma orelha e saem por outra". Fabuloso.

    ResponderExcluir
  17. Rotina: Comunismo dos genocídios é uma deturpação

    http://lucianoayan.com/2012/01/29/rotina-comunismo-dos-genocidios-e-uma-deturpacao/

    ResponderExcluir
  18. Leiam o Livro Negro do Comunismo, que não foi escrito por nenhum religoso mas sim por pesquizadores franceses e tirem suas dúvidas.

    ResponderExcluir
  19. “Precisamos odiar. O ódio é a base do comunismo. As crianças devem ser ensinadas a odiar seus pais se eles não são comunistas.” (V. I. Lênin)

    “Somos favoráveis ao terror organizado – isto deve ser admitido francamente.” (V. I. Lênin)

    “O comunismo não é amor. É o martelo com que esmagamos nossos inimigos.” (Mao Dzedong)

    “O ódio intransigente ao inimigo, que impulsiona o revolucionário para além das limitações naturais do ser humano e o converte em uma efetiva, seletiva e fria máquina de matar: nossos soldados têm de ser assim.” (Che Guevara)

    “Até agora os camponeses não foram mobilizados, mas, através do terrorismo e da intimidação, nós os conquistaremos.” (Che Guevara)

    “Aos slogans sentimentalistas da fraternidade, opomos aquele ódio aos russos, que é a principal paixão revolucionária dos alemães. Só conseguiremos garantir a Revolução mediante a mais firme campanha de terror contra os povos eslavos.” (Friedrich Engels)

    “A principal missão dos outros povos (exceto os alemães, os húngaros e os poloneses) é perecer no Holocausto revolucionário… Esse lixo étnico continuará sendo, até o seu completo extermínio ou desnacionalização, o mais fanático portador da contra-revolução.” (Karl Marx)

    Isso é o comunismo!

    ResponderExcluir
  20. No próprio manifesto falam que vão usar força, armas, etc.
    Quem leu sabe.

    ResponderExcluir
  21. sem falar que todos esses eram ateus né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso Izaque achei que você fosse um troll mais refinado.

      Excluir
    2. Sabe lê, fanfarrão?

      "os comunistas (Stálin, Lênin, Trótski, Mao Tse-tung, Pol Pot e caterva) mataram mais do que Hitler e em nome das mesmas coisas que nossos intelectuais/políticos radicais de esquerda hoje pregam."

      - Ou seja, mataram por poder, não por religião (ou falta dela).

      Me dê um exemplo de comunismo matando em nome do ateísmo e não do comunismo em si. Mostre fontes e dados, não apenas afirmações vazias.

      Já ouviu falar em Cruzadas, Inquisição, caça às bruxas, noite de São Bartolomeu?

      Ateus podem não ser santos, mas os cristãos também estão loonge de serem. Entenda!

      Excluir
    3. De novo, o papo é tentar "inocentar" o ateísmo, alegando que os comunistas mataram, não em nome do ateísmo, mas do próprio comunismo (comunismo que tem o ateísmo e o materialismo como centro e motor de sua ideologia, vejam só que coincidência desagradável).

      Então, se os ateus que usam esse "argumento" conseguirem ser honestos, terão também de inocentar o Cristianismo em relação à inquisição, cruzadas, etc. Afinal, a Igreja cometeu deslizes, mas não foi em defesa do Cristianismo ou de Deus, mas dela mesma.

      De qualquer forma, a Igreja Católica, em séculos, não foi responsável por um número de mortes que chegue nem perto das dezenas de milhões de mortes promovidas pelos ateus comunistas em poucas décadas.

      Deve ser porque os ateus são mais competentes em tudo, claro.

      Excluir
    4. Qual a sua fonte que diz que o ateísmo e materialismo são o centro da ideologia comunista? Em que parte do "Manifesto do Partido Comunista" de Karl Marx diz isso?

      Acho que você nem sabe o que é comunismo, muito menos o que é materialismo.

      Muito fácil você fazer afirmações vazias sem mostrar fontes e textos que comprovem a sua afirmação. Isso é desonestidade intelectual.

      Mais patético que isso é tentar justificar um erro com outro, dizendo que o ateísmo matou mais que o cristianismo, logo os ateus são imorais assassinos e os cristãos uns santos imaculados e honestos. É essa a sua lógica de merda?

      Existem ateus bons e ruins, e também existe cristãos bons e ruins. Somos todos seres humanos, e todos sujeitos a erros e acertos.

      Acontece que ninguém nunca falou: eu te mato em nome do ateísmo.

      Mas muitos já clamaram: Eu te mato, em nome de Jesus Cristo.

      Isso faz toda a diferença.

      Excluir
  22. Ñ me interessa se comunismo matou mais, nazismo matou mais, se ateísmo matou mais, religião mataram mais. O importante q HOUVERAM MORTES, com as mais ridículos motivos.

    Que tal deixarem de repetir os erros e tentar viver numa sociedade decente (somos um povo heterogêneo, com diferentes cores, crenças/ñ crenças, etnias etc) e focar no mais importante: o bem estar da população???

    Até faço uma pequena provocação: se o comunismo (q todos dizem q foi o ateísmo) matou e a religião tbm matou, ñ seria fundamental o secularismo? Sim pq, usando essa costumeira comparação, ateísmo com política e religião com política deu a msma merda???
    Reflitam.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem estar da população? kkkkkkkkkkkkkk

      Como medir isso?

      Excluir
  23. Intelectuais de direita confundem propositadamente Comunismo e Marxismo. Pois há uma corrente comunista que há muito tempo conhece os perigos do Marxismo. Os comunistas libertários liderádos por Nestor Makhno foram traídos na Ucrânia e na espanha, Massacrados em Kronstadt. A Razão porque o capitalismo e o comunismo autoritário e a União Soviética se entenderam tão bem é que ambos são autoritários! A guerra fria foi uma farça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas pseudo intelectuais de direita que produzem lavagem para um público acrítico chafurdar argumentam que o fato de alguns regimes de esquerda terem sido genocidas implica que a esquerda é toda genocida.

      Esses caras adoram apontar o dedo para Stálin (que foi, sim, um monstro), mas não falam nada do colonialismo europeu e seus massacres. Os países capitalistas de hoje, que eles idolatram, assentaram sua riqueza sobre o sangue do resto do mundo. O capitalismo é filho da escravidão, da pirataria, de desocupações à la Pinheiro numa época em que nem havia ONU e nem Anistia Internacional.

      Mas feio é o comunismo, que degringolou para a ditadura enquanto tentava construir uma utopia.

      Excluir
    2. Sem o colonialismo europeu seu tataravô não teria comido uma índia e vc não estaria aqui mostrando como é ignorante um pensador da esquerda.
      leia Frei Vicente Salvador( maior Históriador do descobrimento e colonização do Brasil).
      Notícia boa é que ele é do século 17 e nesta época ele não estava contaminado ideologicamente pelas <>.

      Excluir
  24. É coisa de curintiano.

    ResponderExcluir
  25. Luan Cunha, você é ridículo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummmmmm... acho q tem alguem querendo uns beijinhos ;-)

      Excluir
    2. Concordo, só que já sou muito bem comprometido. ;-)

      Excluir
  26. Eu até entendo quem é marxista.Pelo menos marxista do fundo do coração.Sentir empatia pelo outro é o que nos faz humanos.Então,de certa forma devemos ou deveríamos sentir algo quando vemos miseraveis passando fome,ou gente perambulando tal como zumbi,viciados em crack.


    Agora,Professores Universitários que ainda são marxistas radicais,para mim,a despeito de sua cultura e instrumentalização,só podem ser duas coisas:

    1)Adolescentes de 15 anos em corpo de 45,que ainda não entenderam que um ser humano é na verdade um animal.E um animal mau ou pelo menos egoista,que luta pela sua sobrevivência.E que toda vez que tentamos forçar a igualdade,alguém se aproveita disso,porque sempre tem alguém mais inteligente,mais poderoso e mais...mau.E que quando a "gente" ganha "eles" perdem.Sempre alguém perde.E que o excluido e o pobre merece sim uma vida melhor,mas ele não é bom só por ser excluido ou pobre.Pode ser o maior cretino do mundo.E poderia ser o maior predador capitalista do mundo se tivesse a oportunidade.

    2)Gente mal-intencionada mesmo.Gente que quer poder ou fama através da força das suas idéias,mas que no fundo,no fundo não dão a mínima aos pobres e aos trabalhadores.

    Não conheço a fundo a biografia Slavoj Zizek,mas me impressionou a sua entrevista na Roda Viva.No início do Programa chamaram-lhe de Doutor.Ele responde algo mais ou menos assim:-Não me chame de Doutor,isso me distancia do que sou,um operário.

    Ora,o que tem a ver a rotina de um pensador com a de um operário?Mesmo que aquele pretensamente defenda este? Slavoj Zizek por acaso trabalha 8,9,18 horas por dia??Faz trabalhos braçais exaustivos,limpa privada dos outros??

    Bem,que eu saiba ele vive confortavelmente,deve tormar vinho caro,e vive num sofisticado e estimulante ambiente acadêmico,MUITO distante da vida de um operário.Não sei se se encontra na minha definição 2) mas muitos,muito mesmos se encontram.

    De certa forma desprezo Che Guevara,não por discordar absolutamente de suas idéias,mas pelo emprego de violência horrível.Agora,podem acusar ele de muitas coisas,menos de falso ou de ter vivido uma falsa vida.Acusação que pode ser aplicada a muito acadêmicos da esquerda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Violência nunca é justificável, e isso vale para os dois lados.

      Excluir
    2. para compreender qualquer coletivismo é preciso compreender a inveja.

      Excluir
  27. Não sei porque dar credibilidade a esse cara. Deveria por os vídeos do olavo de carvalho também, porque os dois sao iguais, membros Opus Day.
    Se é para somar deveriam somar todas as ditaduras de direita que houve no mundo, espanhola, chilena, brasileira, argentina etc.
    Existem fotos e filmagens que comprovam os acontecimentos do nazismo, mas do comunismo russo só tem disses e quase nada de comprovações, como documentos, fotos filmagens. Muitas fotos que mostram alguma coisa de sofrimento do povo são ainda do período czarista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não existe foto que comprove a historia da grecia antiga nem video e nem por isso não existiu e também dizer que o comunismo massacrou não quer dizer que a direita é perfeita

      Excluir
    2. não existe foto que comprove a historia da grecia antiga nem video e nem por isso não existiu e também dizer que o comunismo massacrou não quer dizer que a direita é perfeita

      Excluir
  28. É incrível a distância que separa o Pondé que começou a escrever na Foia há alguns anos e o de hoje. No começo ele parecia ser interessante, alguém que trazia algo novo, um pensador instigante, ácido, às vezes cínico, em meio a uma maioria sem sal nem açúcar, que se limitava a discutir a pauta da semana. E não estou me referindo a política, absolutamente, e este é o problema. Lentamente, e com muita má-fé ele acabou se transformando em mais um arauto da patética direita brasileira, obviamente seguindo uma agendinha ridícula, mais até do que a da esquerda. Eu me pergunto se a mudança já estava prevista desde o começo ou foi algo que ele incorporou através dos anos, ao granjear a confiança do meio que o publica (porque o público, obviamente, não o interessa)

    ResponderExcluir
  29. A Esquerda marxista não conseguirá nada, até porque o pensamento de Marx, em seus fundamentos, está bem defasado. O que acontece é que essas crises não tem solução. Os países vão ter que pagar as contas que fizeram e vão ter de amargar recessão, sim.

    E o marxismo não dá certo porque a economia não pára, e a sua teoria, apesar de querer dar conta dos movimentos da modernidade, ela pressupõe uma certa estabilidade. Sempre haverá de ter crises econômicas em qualquer lugar onde haja economia. Não é culpa de capitalismo nem de socialismo, mas de decisões equivocadas, ou decisões que, ao seu tempo, pareceram acertadas, mas que acabaram dando errado. Ou seja, simplesmente uma tragédia. Como a que ocorreu no Sarriá com a seleção 'dream team' do Telê Santana.

    A Europa, tão bonita, tão luxuosa, tão erudita, tão afrescalhada, vai ter que amargar falta de investimentos sociais, economia informal muito crescente, criminalidade, todas essas coisas. Porque, socialistas ou não, todos temos que tomar medidas econômicas, e, numa ditadura, é fácil apontar a culpa para um traidor, e não para a própria burrice do ocupante do cargo. E isso vale tanto para Hitler como para Stálin.

    Não há lugar seguro no mundo. E o fato do soalismo não ter sido 'plenamente realizado' retroalimenta a imaturidade de vários acadêmicos aqui no Brasil, cujas noções econômicas, na melhor das hipóteses, remontam ao século XVII.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino que o amigo pela sua afirmação seja expert em Marx? Sobre o problema da ideologia alemã, o que o amigo me diria? e a questão da mais valia é uma observação válida ou inválida na opinião do catedrático?

      Excluir
    2. Amigo, a 'defasagem' do Marx se refere ao fato dele fundamentar sua teoria no que Heidegger chamou de 'metafísica moderna', ou Filosofia do Sujeito. Nietzsche vai, nas dissertações que compõem a Genealogia da Moral, demonstrar que o sujeito é uma ficção da Gramática. Não se pode dar 'super-poderes' ontológicos a uma função sintática.

      A descrição que ele faz da modernidade é válida, mas sua noção de Ideologia vem da tradição metafísica iniciada por Platão que, na entrada da modernidade, a Metafísica vira ciência e a distinção entre real e aparente vira real e ideológico. O ideológico é o aparente necessário. O que Marx está propondo, como teoria social (ele é mesmo um dos pais da sociologia), é que há limites da razão que são produzidos por um tipo de sociedade, sendo que, mudando a estrutura social e política, talvez esses limites, ou a ideologia, possa desaparecer. É a grande inovação dele na História da Metafísica.
      O problema é que denunciar a Ideologia que possa estar presente em uma certa estrutura social pode facilmente levar a dogmas, como se vê nos marxistinhas que abominam as relações de mercado e desconfiam de filósofos pessimistas, confundindo-os com ideólogos de direita.
      Sinto muito para o anarquistazinho aí, mas a história humana é a história de seus crimes, a mais valia existe (afinal de contas, Marx está certo, em relação aos clássicos), e não sei se se pode afirmar que vivemos em um 'sistema' econômico político e social. Ou seja, nós NÃO vamos sair do que você e qualquer outro burrinho de plantão chamam de 'capitalismo'. Vamos passar a eternidade nisso aí.
      Passar bem.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  30. todo tipo de governo não presta...mas comunismo... o peste maléfica que só produziu ditadores.

    PUNK NOT DEAD

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Este caso aconteceu no Jornal da Cultura e a cara de espanto que a Maria Cristina Poli fez foi de puro desconforto dela e do outro convidado.


    http://nacional-socialismo.com/Realismo_comunista.pdf

    http://www.4shared.com/office/lodFfBUW/O_LIVRO_NEGRO_DO_COMUNISMO_-_C.html

    http://rarosdanet.blogspot.com/2010/12/download-soviet-story-documentario_6178.htm

    ResponderExcluir
  33. Tem mais agora sobre o porco fedorento do Che que estampa a camisa de vários otários

    http://ultradireita.wordpress.com/2010/03/19/o-verdadeiro-che-guevara-e-os-idiotas-uteis-que-o-idolatram/

    ResponderExcluir
  34. Pondé é um caso perdido, e os que concordam com ele ainda mais.

    Quer dizer que só porque alguns ditadores de esquerda cometeram atos de grande violência e massacres (use os termos que quiser, não me importa), isso implica em que toda a esquerda é responsável por isso?

    Pondé comete aqui a falácia da composição, claramente. Mas nem é tão grande o problema de cometê-la, se ele pelo menos fosse bastante honesto para usar o mesmo critério com a direita. Valem os mortos do comunismo, mas não valem os do colonialismo capitalista? Não valem os mortos das guerras civis latinoamericanas insufladas pelos EUA?

    Eu nem me importo com a acusação ao ateísmo. Há muito tempo já não espero que Pondé tenha honestidade suficiente para fazer distinções sutis. Ele produz sua lavagem e os seus leitores chafurdam nela sem criticar.

    O que me importa é a acusação ser destinada a um lado só.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc José Geraldo Gouvêa. Pondé é pura Falácia!

      Excluir
  35. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  36. A questão não é de concordar ou não, vc ateus não acreditam em Deus por não ter provas de sua existência vá lá.
    Mas n acreditar na história, em informações de fontes primárias e de testemunhos de pessoas que viveram sobre a bota comunista já é muito fanatismo.

    Vcs ateus se entregam ao defender o comunismo. ideologicamente vcs estão ligados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que tal vc explicar como não acreditar em deus nos torna comunistas?
      Sério, qual é a ligação lógica entre ateísmo e comunismo? Nenhuma!
      Por isso temos ateus de direita e de esquerda, libertários e marxistas. Ser ateu não diz nada sobre a sua orientação política ou o seu sistema econômico "preferido".

      Excluir
  37. o problema é que o que se chama de socialismo e/ou comunismo não tem nada com a teoria de karl marx.
    o que teve foi um grupo de espertos que percebeu o potencial da idéia e uoutro monte de idio...ehhh...militantes prontos para seguir o lider destemido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, segundo sua interpretação, ainda está por surgir os predestinados que irão saber decifrar corretamente o catecismo marxista e criar um mundo melhor? É isso, ou entendi tudo errado. Se for o caso, por favor, corrija-me.

      Excluir
  38. O pondé realmente "chuta o balde" na folha,ele é um cara super inteligente e que eu admiro,entretanto,ele usa esse espaço na folha pra dizer o que pensa com uma visão muito "genérica",é óbvio que o espaço não permite aprofundar essa questão.
    Digo isso porque acompanho o professor pondé nas palestras e nunca me interessei em ler qualquer artigo seu na folha,e quando tive oportunidade de ler pensei "putz esse cara é malandro" mas não tem nada a ver com o professor pondé.

    ResponderExcluir
  39. "Esses caras adoram apontar o dedo para Stálin (que foi, sim, um monstro), mas não falam nada do colonialismo europeu e seus massacres. Os países capitalistas de hoje, que eles idolatram, assentaram sua riqueza sobre o sangue do resto do mundo. O capitalismo é filho da escravidão, da pirataria, de desocupações à la Pinheiro numa época em que nem havia ONU e nem Anistia Internacional"

    Mas os dois(capitalismo e comunismo) são feios né,bem feios.E daí que tentavam(comunistas) construir uma utopia?Ingenuidade que se transformou em monstruosidade.E isso é imperdoável:prometer e não cumprir.


    Aliás quase todo cara que diz que tem soluções para o mundo,não importa a ideologia,é geralmente um grandissimo filho da p*ta,que se chegar ao poder,vai provavelmente proteger sua família e seus amigos.Não adianta,sempre haverá piramides,um dominando o outro.E este outro vai sempre estar esperando sua chance de "vingança"

    Penso eu que Pondé sabe disso,e sabe que o capitalismo é uma m*rda também.Pelo menos se for um sincero niilista como diz ser.Então pode-se considerar que esse texto era apenas uma resposta aos que o criticaram após ter ido ao tal programa de Tv.Ou então,ele é um salafrário,que usa de sua erudição apenas para defender a sua classe(pelo que sei é rico).Mas se for o segundo caso,é o que se espera da maioria das pessoas mesmo,os poderosos de maneira monstruosa tentando se manter no poder e os dominados esperando sua chance de cometer coisas ainda mais horríveis.

    ResponderExcluir
  40. Decerto o comunismo matou mais gente do do que o nazismo. Contudo você muito bem se contabilizasse quantos milhões o capitalismo já matou de fome, miséria e inanição nos confins das Américas, Africa ou Asia. Com certeza muitos milhões a mais do que ambos os primeiros sistemas políticos citados.Que tal pensar nisso!

    Havia escrito meu texto antes de ler o que o Anônimo publicou acima. Ratifico o que ele escreveu !


    Ricardo Zanoni

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba, até a África entra no cômputo capitalista? Lá já havia miséria e guerras tribais antes do colonialismo e, ademais, o comunismo foi mais atuante lá do que o capitalismo.

      Enfim, como já disseram, dificilmente as sociedades humanas deixarão de ser injustas, porque o ser humano é falho e desigual. O que parece certo hoje, amanhã se prova errado. Ainda assim o comunismo é uma FDPtice que só fode mais a situação já precária (nem venham com essa de que o mundo comunista mataria menos que o capitalista).

      Excluir
    2. Sim. Por que não?

      Quando você afirma que o comunismo foi "mais atuante" lá que o capitalismo você esquece o maior crime que já se cometeu nesse mundo, a "Partilha da África", no século XIX, durante a qual as potências europeias competiram pela anexação de colônias por lá. Durante mais de cem anos a África foi um playground dos europeus, que usaram seus nativos para travar guerras em seu nome. Até hoje o capitalismo está firmemente enraizado na exploração da África (petróleo nigeriano, por exemplo).

      Quem fodeu a situação já precária do continente africano não foi o comunismo, que lá só tentou fincar o pé muito porcamente no Congo Francês, na Etiópia, na Tanzânia, em Angola, em Moçambique e na Líbia de Kadafi; foi o capitalismo do Congresso de Berlim, do Estado Livre do Congo, de Cecil Rhodes e da Legião Estrangeira.

      Excluir
    3. No final não importa tanto se é 'capitalismo' ou comunismo. No geral, se a economia é fortemente controlada, a nação degringola. Note a forte correlação entre índice de liberdade econômica e índice de desenvolvimento humano. A liberdade econômica (e outras liberdades também) na África é fortemente reprimida; não à toa possuem IDH péssimo.

      Ainda assim liberdade econômica só funciona onde há substrato cultural que a apoia. O capitalismo pode ser péssimo (rumo a catástrofes mundiais), mas também pode ser funcional. Já o comunismo sempre é desastre na certa. Melhor apostar no que se tem do que no que não se tem. Eles erram tentando construir uma utopia, sim. Seria melhor que tivessem deixado os sonhos evanescentes de lado para tentar construir qualquer coisa com base no que já foi feito que realmente funcionasse.

      Excluir
    4. A África seria colônia quer dos européus, quer dos árabes, quer dos comunista, pelo simples motivo de serem mais fracos militarmente, economicamente e políticamente.
      As coisas não giram em torno da econômia, mas de um aglomerado de sentidos sociais.
      Tribos são engolidas por Impérios, Independente se se esse Império seja socialista, comunista ou escravocrata.

      Excluir
  41. Rodrigo Cesar Marques diz:

    Olha, neste texto ele apelou. Botar no mesmo balaio, "Pinheirinho", Stalinismo e Salvoj Zizek foi ruim hein? Ainda mais fazer de "Pinheirinho" (um dos casos mais podres da politica social brasileira dos ultimos tempos) um espantalho e associar a "vagabundos"......eu, hein...Filososfo que defende o mal-estar, to fora

    ResponderExcluir
  42. AnônimoJan 30, 2012 05:53 PM

    Você tocou no ponto nevrálgico. Eu nunca tomei conhecimento do Pondé professor, apenas li alguns ensaios (pouquíssimos) que ele publica na imprensa dita "highbrown". Mas, mesmo assim, eu percebi um abismo enorme entre um e outro. Adaptar-se para escrever ao grande público é uma coisa, mas o modo ridiculamente tendencioso como ele escrever é de espantar. Eu não entendo como isso ainda não afetou sua vida acadêmica. Pelo jeito, a "fama" granjeada num veículo de grande circulação é mesmo um grande intrumento para apaziguar os ânimos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Tenho a impressão que Pondé escreve esses artigos minutos antes do prazo, sem o menor apreço. É incrível como seu texto é genérico e raso. Dá até desgosto de ler. Parece propaganda ideológica de quinta. Ele deve querer contrabalancear a propaganda ideológica populista da esquerda.

      Excluir
  43. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  44. Mal redigido. Conteúdo superficial. A "Folha" deveria escolher melhor seus articulistas ou continuará a perder leitores.

    ResponderExcluir
  45. Como geógrafo tenho autoridade e crédito em afirmar que o "mundo" é uma construção humana e como tal exige neste empreendimento transformações fisiográficas, biológicas e humanas. O falso ecletismo do sr. Pondé não possibilita a visibilide deste "mundo" em perpétua mudança. Disto decorre um discurso incoerente e falso do autor. Texto que não exige reflexões. Perdi o meu tempo nesta leitura desnecessária. Não soma. Subtrai em todos os sentidos.

    ResponderExcluir
  46. Nao sei se algum de voces ja percebeu, mas Ponde parece a reencarnacao de Schopenhauer! nota-se claramente a semelhanca!

    ResponderExcluir
  47. Gente sempre pisa na jaca quando tem que lidar com o poder ,pode ser de direita de esquerda ,de centro, do inferno!
    É sempre a mesma coisa: subiu ao trono vira tirano sanguinario, dono da razão ,senhor da verdade.E tome matança...Agora vão contar os mortos? Tenha santa paciência!
    Será que não importa muito mais saber que sociedades prosperaram e são invejadas, copiadas, tidas como referência hoje em dia?(NÃO É CUBA OU A RÚSSIA EU GARANTO)
    A Europa está em crise?Quantas vezes esteve antes?
    Agora... que ninguém leia: Ô povinho CHATO essa gente de esquerda! Discurso gasto, moral idem.

    ResponderExcluir
  48. Dito cujo estudante de ciências sociais de uma UF13 de fevereiro de 2012 15:39

    Que palhaçada é essa de medir política através de número de mortos? Vida nunca foi valor em política, não se deixem enganar, isso é usado para afastar qualquer um da teoria política por trás do nacional socialismo, por exemplo. O filósofo fala que no comunismo mataram mais, mas ainda afirma que mataram durante o social nacionalismo, e é essa a intenção dele, haja vista a reação dos brasileiros perante os últimos acontecimentos. Ele sabe que o comunismo é falido e sustentando por pessoas facilmente manipuladas, o seu embate continua sendo contra o social nacionalismo, e isso não é de se espantar sabendo quem controla a mídia pela qual ele publica seus escritos. Seguindo a semiótica de Peirce, eu diria que isso se trata de uma negação por abdução. Sempre alerta!

    ResponderExcluir
  49. Primeiro, direita eh situacao, esquerda eh oposicao. No brasil pt eh direita e dem e psdb sao esquerdas.

    A discussao sobre o comunisto soh tem sentido para um historiador ou pastor da igreja universal do marx, pois o comunismo nao existe mais na terra, para mim nunca existiu, sempre foi usado como desculpa por ditadores interessados em garantir seu poder e precisavam de um discusso facil e comovente, igual a religiao. Nenhuma ditadura comunista buscava o verdadeiro comunismo, jah que sempre existia a aristocracia do partido que vivia melhor que o povao.

    Cuba por exemplo eh um ditadura pseudo comunista, tem uma aristocracia do partido que vive bem enquanto o povao se estrepa. Cuba, hoje, vive das migalhas dos capitalismo americano, de prostitutas, de resorts e de favores de outros ditadores.

    Aceitando ou nao o mundo eh capitalista e continuara assim por um bom tempo. Gracas ao capitalismo as pessoas tem remedios, internet, mcdonalds, carros, viagens da cvc, bbb, livros, mp3 pirata, etc. Ah, mas nao sao todos iguais? Beleza, mas se fossem iguais estariam em pior situacao do que sendo diferentes.


    Querer criticar o capitalismo na internet tomando coca cola e comendo cheetos eh igual discutir moralismo em um puteiro ou defender os vantagens eticos do vegetarismo em uma churrascaria.

    Qualquer pais mimnimanente evoluido nao discute se o capitalismo eh bom ou ruim, mas qual capitalismo eh melhor.

    "esquerdistas", os que acham que o "social" eh superior a liberdade para mim sao dons quixotes que combatem moinhos.

    ResponderExcluir
  50. Luciano Costa Azevedo André28 de fevereiro de 2012 08:52

    Outro dia ouvi um relato mais ou menos assim:

    "Um dia vi dois policiais caminhando. Um deles ao ver um bebê atirou contra este. Após o assassinato, ambos continuaram a caminhar e davam risadas de deboche".

    Esta estória foi contada por Paulo Lins e aconteceu numa favela de um país politicamente democrático e com economia de livre mercado: BRASIL.

    De maneira nenhuma vamos omitir nossa crítica contra o horror ocorrido em países ditos comunistas. Porém, a opressão está longe de ser exclusividade de tais países. Querer comparar qual foi o pior - comunismo ou nazismo - é falta de bom senso.

    ResponderExcluir
  51. Atras do "nazismo", se esconde o assassino comunista judeu que exterminou 100 milhões de pessoas no Gulag do comunismo judaico do judeu Karl Marx!

    ResponderExcluir
  52. Gosto dos textos do Pondé,mas agora ele está sendo muito tendencioso, deveria explicar quantos morrem de fome ,quantos morrem com doenças no continente africano por culpa da exploração CAPITALISTA; lá não perdoam nem pele de animais,tudo é lucro e vida é lixo...e lá todos sabem que não é Comunismo.

    ResponderExcluir
  53. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  54. Simpatizo com as ideias marxistas e com a esquerda no geral, mas apoiar dogmaticamente uma instituição, independentemente da vertente que segue, é uma atitude de heteronomia e manipulação (concordo neste ponto). A questão, acho eu, não é comparar quem causou mais danos, pois a imoralidade é algo torpe e condenável, em qualquer medida; tanto a Alemanha Nazista quantos os países ditos comunistas causaram mal considerável. A questão, é que esses países, apesar de terem representado uma opção ao sistema capitalista, não representaram o socialismo, e muito menos o comunismo -não cabe à um comentário explicar porque, mas um conhecimento mínimo sobre o marxismo e sobre a história contemporânea deveria bastar. Camarada Pondé, que denuncia a ignorância quanto à dita história contemporânea e repudia a manipulação, deveria elevar a sua capacidade de observação à um nível mais auto, e se policiar. O uso da palavra "comunismo" não cabe aqui, e usá-la é uma tentativa, mesmo que inconsciente, de manipular os leitores, fazendo-os associar as ideias comunistas em si -e não os delírios megalomaníacos de Stalin, Mao Tse-Tung, enfim, dos "líderes revolucionários" (estes sim, caberiam aqui)- à um mal para a humanidade.
    O nazismo foi um mal. A URSS foi um mal. A China é um mal (chamá-la de socialismo ou comunismo, é de uma insensatez imensa). O capitalismo é um mal equivalente ou ainda maior, se pensarmos em função da abrangência dos danos e/ou da quantidade de pessoas que são danificadas: quantas pessoas não morrem, são lesadas ou sofrem por conta do sistema capitalista? É visível que o autoritarismo e a falta de liberdade existem neste, ao fazermos uma análise mais profunda da contemporaneidade, só que não se apresentam tão explícitos. Discursos lacunares como os contidos neste texto, são uma representação em menor escala disso.

    ResponderExcluir
  55. O Pondé ataca os profs renomados e os intelectuais pq ele sabe que não é e nem nunca vai ser um intelectual de verdade, aqui no Brasil ele tem prestigio somente entre leigos, enquanto intelectuais de esquerda e profs como Chaui, Boff, Santos, Furtado, Buarque, Florestan, Sader, etc que são respeitados e aclamados em toda america latina e Europa) ele so tem espaço na midia pq a midia só da espaço pra "intelectual" que cuspa na esquerda (Jabor é um belo exemplo). Veja o livro dele que piada, foi encomendado ahhuauah. Chamar de comunismo estes regimes que ele citou é demonstrar total ignorancia conceitual do termo, sera que um "professor" de Filosofia da maior uni da am latina nao sabe sequer que comunismo seria a etapa final do socialismo? Sera que ele nao sabe sequer que jamais algum pais chegou a este estagio? Sera que ele nao sabe mesmo, ou sabe mas erra de proposito para induzir os leigos a crer nesse absurdo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. graças a Deus kkkk, nenhum pais chegou ao ! estagio final do socialismo, comunismo"

      Excluir
  56. o comunismo e a pior doutrina da historia. criada pelo judeu porco marx. feita para exterminar pessoas inocentes

    ResponderExcluir
  57. Acredito que qualquer sistema que tenha as suas bases implementadas na exploração e na usura é detestável. A humanidade precisa acordar para os problemas que criou durante sua tragetória até os dias atuais. Simplesmente aceitar e achar que 'é assim mesmo' é como sentar em cima da própria merda e esperar que não feda!

    ResponderExcluir
  58. O comunismo matou mais gente, antes , durante e depois do nazismo, mas só os nazistas foram julgados em nuremberg, porque não foram julgados também os comunistas?
    O pior mal da humanidade é o comunismo, tanto o comunismo anterior à queda do muro, como o atual comunismo, feito com base em Gramsci, a revolução cultural, que será pior, pois destruirá as bases da sociedade, familia, religião, instituições democraticas etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois não qurem serchamados de olavetes, que mimimi ultrapassado!

      Excluir

Postar um comentário

Busca neste site