Grã-Bretanha condena muçulmanos que pregam a morte de gays

da BBC Brasil

A Justiça britânica condenou nesta sexta-feira (20) três muçulmanos por incitar o ódio aos homossexuais, ao distribuir um folheto pregando a pena de morte aos gays em uma mesquita da cidade de Derby, em  2010.

Ali, Ahmed e Javed querem a
sociedade livre dos homossexuais
Ihjaz Ali, 42, Kabir Ahmed, 28, Razwan Javed, 27, na foto, também distribuiram o material em caixas postais da cidade.

A condenação, cuja pena só será anunciada no próximo dia 10 de fevereiro, é a primeira baseada em uma lei anti-homofobia que entrou em vigor em 2010.

Os folhetos mostravam um manequim enforcado e traziam orações islâmicas.

No folheto, os três religiosos defendiam que a pena de morte era a única forma de livrar a sociedade da homossexualidade. Os réus justificaram a ação no tribunal como um ato público contra a parada gay da cidade.

O folheto dizia ainda que a palavra gay era o acrônimo de God Abhor You (em inglês, Deus abomina você).

Os três homens disseram que sua intenção não era ameaçar ninguém, mas disseminar a visão do Islã sobre a homossexualidade.

Um dos depoentes do caso, que é homossexual, disse no tribunal que recebeu os folhetos ofensivos duas vezes em sua caixa postal.

Ele disse ter se sentido "horrorizado" na primeira vez. Na segunda ocasião, chamou a polícia após ler a defesa da pena de morte para os gays no material.

"Eles me fizeram sentir horrorizado na minha própria casa. Às vezes eu penso se não vou encontrar uma carta bomba na minha caixa postal ou ser atacado na rua", disse.

Muçulmana sugere uso de mulheres 'importadas' como escravas sexuais.
junho de 2011

Fanatismo islâmico.    Intolerância religiosa no mundo.

Comentários

Anônimo disse…
Se ele vier ao Brasil com certeza será atacado na rua. Ele sente medo? Se viesse ao nosso país aí sim saberia o que é sentir medo de verdade por ser gay.
Igor disse…
Parabéns à Inglaterra pela decisão!
Luan Cunha disse…
"Os três homens disseram que sua intenção não era ameaçar ninguém, mas disseminar a visão do Islã sobre a homossexualidade."

- Ou seja, ódio! Apenas ódio!

Ódio, um dos alicerces das religiões!

Aliás, parabéns a Grã-Betranha, país evoluído, pela decisão justa!
Anônimo disse…
Corretíssimo!.É assim que tem de ser.Esses abusos devem ser punidos.Enquanto isso, aqui no Brasil azul-anil o Malafa continua financiando a sua militância fanática anti-gay.
Avelino Bego disse…
Parabéns à Inglaterra pela decisão! (+1)

Chega dessa onda de ódio, com o invólucro da "bonda e razão religiosa"...
Anônimo disse…
Cadeia nesses sociopatas da fé!
Joshka disse…
Enquanto isso os nossos Bolsanóia's, Malafaia's, Dep.João Campos et caterva continuam soltos e enrustidos...
Anônimo disse…
Religião e paz são palavras que não se misturam os dogmas e crendices e fanatismos não permite a paz.
Jeff disse…
Será que se o Malafaia morasse lá ele também seria julgado ?
Anônimo disse…
Vou comecar a distribuir folhetos para matar religiosos.
Anônimo disse…
A única paz que o islã traz é através da submissão do mundo inteiro aos seus dogmas atrasados...

mas, não vou ser injusto, isto vale para as demais religiões.
Jefferson Barros disse…
Eu tenho visitado seu blog todos os dias por pura curiosidade, e as vezes causa mal estar a quantidade de ódio que os ateus pregam, diferente dos sites cristão(as vezes até com hipocrisia) que só pregam amor, esperança, familia, o seu blog é recheado sobre assuntos anti-cristão e anti-familia (tipo homossexualismo), se vocês não crêem em DEUS tudo bem, ele não vai deixar de existir por causa disto e vocês tem tuda a liberdade para dizer se acredita ou não, agora, que bom se vocês criarem um pouco de amor no coração e pararem de olhar tanto os defeitos dos outros, afinal, todo mundo erra, e assim como teve ateus que contribuiram com alguma criação para nos facilitar a vida, também tiveram inúmeros religiosos que contribuiram para o bem da humanidade. Que a paz esteja com todos, acreditem vocês nela ou não.
Yuri disse…
E ele não vai existir pq vc acredita nele ou pq um livro ridículo da idade do bronze diz que ele existe.

Desde quando homossexualidade é anti-família? Só na cabeça de religiosos lobotumizado é que isso faz sentido, parece que vcs não pagam o dízimo só em dinheiro mas em sanidade mental tb.

Se vc não gostou dessa notícia deve ser pq estaria querendo divulgar planfetos incitando ódio aos homossexuais tb. O amor cristão me emociona.
Avelino Bego disse…
Jefferson Barros Jan 21, 2012 05:55 AM
Eu tenho visitado seu blog todos os dias por pura curiosidade, e as vezes causa mal estar a quantidade de ódio que os ateus pregam, diferente dos sites cristão(as vezes até com hipocrisia) que só pregam amor, esperança, familia, o seu blog é recheado sobre assuntos anti-cristão e anti-familia (tipo homossexualismo),
-----------------------------

Sabe, esses trolls/fakes deveriam parar com essa desculpa esfarrapada "tenho visitado seu blog por pura curiosidade..."

E mais, seus argumentos só podem ser encarados como irônicos, idiotas no mínimo.

O tópico trata de ódio contra minorias e você me vem com esse papo de "anti-família"?
Avelino Bego disse…
Jefferson Barros Jan 21, 2012 05:55 AMQu Que a paz esteja com todos, acreditem vocês nela ou não
-----------------------

Outra forma provocativa, digna dos trolls: associar a crença em lendas em paz/amor.


Jefferson Barros deve ser fake da mesma pessoa que cria os vérios trolls que invadem esse blog.
Anônimo disse…
O Paulo só tem um blog sobre religião, só isso.
Os caras vem chegando e dizendo que ele é contra cristão e tudo mais sendo que a unica coisa que ele faz é postar notícias!
Anônimo disse…
Eu conheço alguns homossexuais e eles são bacanas não sei porque pregam tanto ódio com esses indivíduos.
Eustáquio disse…
"Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus."
Romanos 3:23

Se todos, gays e não-gays, vestissem a camisa GAY = God Abhors You, a realidade da vida poderia muito mais facilmente ser compreendida e faria muito mais sentido quando olhássemos uns para os outros, não acham?
Amigos ateus, atentem para isso: pessoas religiosas não argumentam, seu discurso já vem fragmentado e empacotado em frases colhidas da bíblia, sem qualquer senso-crítico; eles repetem trechos como se ali contivesse verdades insuspeitas e absolutas. Não tenho mais me dado ao trabalho de responder à incapacidade de eles sustentarem suas opiniões e de participarem sobriamente de um debate que prime pelo rigor racional. Eles creem, de modo até ingênuo, que para todas as questões mais importantes, até mesmo fundamentais da vida, a bíblia tem a resposta! Não vão além dela. Mas sinto dizer que a bíblia não foi inspirada por Deus, foi escrita, forjada pelas mãos de muitos homens. Os quatro evangelistas cujos nomes figuram na naquelas páginas não são as pessoas que alegam ser. Isso é consenso entre os especialistas há mais de um século. Em outras palavras, para que não fique dúvida: Os evangelhos de Marcos, Mateus, Lucas e João dos quais diz a Igreja terem sido discípulos de Jesus não foram escritos por eles... estes nomes foram ali colocados por outras pessoas. A bíblia foi escrita em grego e discípulos de Jesus, ignorantes que eram, falavam em aramaico e quase nada poderiam saber sobre grego, certamente não o necessário para compor narrativas. E os possíveis autores seriam pessoas das classes mais favorecidas da época, que exibiam um grau maior de instrução. As narrativas, quando comparadas, estão repletas de contradições e revelam visões conflitantes sobre quem foi Jesus. A história de Noé é certamente uma fábula, e o mesmo pode-se dizer do Êxodo. Escusa dizer o mesmo de Adão e Eva. Finalmente o poder ideológico. O que é o pecado senão um mecanismo de controle, empregado para a obediência, submissão, para garantir que nunca faltem adeptos para seguir a doutrina, para abraçá-la e defendê-la? O pecado é um instrumento da expressão de poder da Igreja, pelas mãos do sacerdote. O pecado representa ruptura com a "Vontade de Deus" e a "Vontade de Deus" não é senão a vontade do sacerdote. E o que é Deus senão a condensação num conceito de um aparato ideológico que tem feito, até hoje, distinções, separações, cisões na humanidade. Se o meu deus não é o deus de Abraão e de Jesus Cristo, então instaura-se um conflito. Que provas um religioso como nosso amigo pode dar para garantir que o seu deus é o deus verdadeiro (supondo-se, como ele crê, que ele exista - note que essa crença não se sustenta quando atentamos para o modo como o mundo é, funciona)? Basta-me o silêncio agora...
Anônimo disse…
Porque 'é do ser humano ser arredio ao que é diferente' e se a esse receio inato você juntar um dogma, uma 'excusa' justificando que o diferente é errado, que deve ser evitado e até mesmo odiado e combatido, você já tem a explicação.

Eles se sentem ameaçados por algo que é diferente, mesmo sendo uma porção tão pequena da população eles ainda acreditam que gays 'ameaçam' a 'família' e a 'continuação' da raça humana, como se os 90%+ da população hetero não fossem o suficiente para dar continuidade e continuar aumentando a população no mundo....
Anônimo disse…
Enquanto isso os nossos Bolsanóia's, Malafaia's, Dep.João Campos et caterva continuam soltos e enrustidos...

enrustidíssimos
Anônimo disse…
Esses três tem cara de bandido mesmo. Se investigar mais um pouquinho com certeza vai aparecer indícios de que planejavam algum atentado. Tem que ficar na jaula...

Marcel
Anônimo disse…
de todas as religioes a islamicas é a mais aterradora.
Rony Hackerss disse…
Parabéns ao Governo Britânico,tinha que colocar pena de morte pra esses terroristas!!

-------- Busca neste site