Deus fez tudo sozinho ou foi com Jesus? A Bíblia é contraditória

por Austin Cline
para About.com

A Bíblia é inconsistente sobre a criação dos céus e da terra. O Antigo Testamento é claro ao afirmar que Deus criou tudo sozinho. Mas o Novo Testamento diz que Deus e Jesus criaram tudo juntos.

Então, qual é a parte da Bíblia que está correta? O Antigo ou o novo Testamento?


Antigo Testamento

Gênesis 1:1: “No princípio criou Deus os céus e a terra”.

Isaías 44:24: “Assim diz o Senhor, teu redentor, e que te formou desde o ventre: Eu sou o Senhor que faço tudo, que sozinho estendo os céus, e espraio a terra por mim mesmo;”

Novo Testamento

João 1:6-10: “Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele. Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz. Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu”.

1 Coríntios 8:6: “Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós também”.

Essa inconsistência se deve a conflito de teologia: o judaísmo é monoteísta rigoroso e o cristianismo introduziu na Bíblia a ideia de uma Trindade.

Há cristãos que tentam acabar com a inconsistência com o argumento de que, pela Trindade, Deus, Jesus e o Espírito Santo são unos.

Mas o fato é que não há nenhuma menção no Antigo Testamento do envolvimento de alguém que possa ser Jesus na criação.






Mais contradições da Bíblia

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Bíblia não condena aborto nem a poligamia, afirma estudioso

Alunos devem ler a Constituição, e não a Bíblia, afirma professor

O pouco que a Bíblia diz sobre a 'última ceia' é inconsistente



Receba por e-mail aviso de novo post
EDITOR DESTE SITE

Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado.
Trabalhou no jornal centenário abolicionista
Diario Popular, Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras publicações.