O pouco que a Bíblia diz sobre a 'última ceia' é inconsistente


por Austin Cline, do About.com

A “última ceia” de Jesus tem sido objeto de inúmeros projetos artísticos ao longo dos séculos, mas a Bíblia diz muito pouco sobre ela. E ainda assim as poucas referências são inconsistentes entre si. Não há nos evangelhos um relato preciso sobre o que de fato aconteceu nesse jantar.

A idéia de que a “ultima ceia” foi uma refeição pascal, celebrando o sacrifício de um cordeiro para salvar os hebreus quando estavam em cativeiro no Egito, é tida como uma importante ligação entre o cristianismo e o judaísmo. Mas nem todos os autores dos evangelhos parecem concordar com isso.

Para Marcos 14:12, Mateus 26:17 e Lucas 22:07, a "última ceia" ocorreu no primeiro dia da Páscoa. Mas para João 19:14, ela se deu no dia anterior, até porque, segundo consta na Bíblia, Jesus foi crucificado no primeiro dia da Páscoa.

A última ceia teria sido a oportunidade em que Jesus disse aos apóstolos que seria traído por um deles, que seria entregue aos soldados romanos. Mas em que momento isso ocorreu? Mais uma vez a Bíblia é inconsistente.

Em Marcos 14:17-21, Mateus 26:20-25, João 13:21-30, Jesus fala da traição durante a ceia. Em Lucas 22:21-23, fala depois.

Jesus falou da traição antes ou depois da ceia?

Deus ficou satisfeito ou não com a sua criação? A Bíblia é contraditória.