Filósofo lança universidade secular com professores ateus

Grayling é autor da Bíblia laica
O filósofo britânico A.C. Grayling (foto) criou a primeira universidade do mundo voltada para estudos seculares e não religiosos. Os professores serão ateus proeminentes, como Richard Dawkins.

A universidade vai lançar uma revista de temas seculares, o qual também será a primeira no gênero.

Grayling é o autor do The Good Book: A Humanist Bible ("O Livro Bom: uma bíblia humanista, na tradução literal). Escrita na forma de Bíblia, com capítulos e versículos, o livro se baseia em pensadores da tradição laica do Ocidente e do Oriente. Não há previsão para o lançamento da versão em português.

Sobre a nova universidade, Sally Quinn, do Washington Post, indagou: “Depois de milênios de estudos religiosos, é tempo para as universidades abraçarem também estudos seculares?”.

Com informação do Washington Post.

Comentários

  1. Espero que dê certo e faça muito sucesso, essa é uma das melhores idéias já tidas. Era exatamente o que estava faltando, educação de verdade e não essa porcaria que ensinam por aí.
    Espero um dia poder enviar meus filhos para fazer intercâmbio nessa universidade.

    ResponderExcluir
  2. QUEM ME DERA ter sido educado em uma instituição secular. Em minha época de escola era proibido NÃO REZAR na fila, antes de entrar pra sala de aula.

    ResponderExcluir
  3. "Crube" dos bolinhas ateu, kkk!

    Pra que fundar uma Universidade secular, não bastam as nossas que estão infestadas de esquerdopatas marxistas!!!

    Quer algo mais secular do que isto...

    ResponderExcluir
  4. Adoraria estudar numa universidade desta ,o ambiente deve ser magnifico.

    ResponderExcluir
  5. Sim, imagine nos vestiários e banheiros(que ambiente magnífico). Em tempo, já vejo á Imagem do "todo poderoso" Friedrich Nietzsche no altar

    ResponderExcluir
  6. Poxa, preciso comprar esse livro, mesmo que seja em inglês, quem sabe no futuro eu faça intercâmbio por lá? Meu curso está só começando.

    ResponderExcluir
  7. Parece uma boa ideia, mas acho que colocar como pré-condição para ser professor, ser ateu é tão estranho quanto colocar como pré-condição ser Cristão, Budista ou adorador da Grande Batata gigante.

    Ainda acredito que no futuro os critérios para contratar uma pessoa é a eficiência dela, como ela é como pessoa e como ela se relaciona com as outras pessoas. Mas talvez isso seja apenas uma esperança inocente =x

    ResponderExcluir
  8. The Good Book: A Humanist Bible

    http://www.amazon.com/Good-Book-Humanist-Bible/dp/0802717373

    ResponderExcluir
  9. Parece uma boa ideia, mas acho que colocar como pré-condição para ser professor, ser ateu é tão estranho quanto colocar como pré-condição ser Cristão, Budista ou adorador da Grande Batata gigante.

    Ainda acredito que no futuro os critérios para contratar uma pessoa é a eficiência dela, como ela é como pessoa e como ela se relaciona com as outras pessoas. Mas talvez isso seja apenas uma esperança inocente =x [2]

    ResponderExcluir
  10. Ser ateu não é pré-condição, é consequência. Coincidência os ateus serem mais proeminentes, eficientes e/ou terem melhor relacionamento com as pessoas(as não-insanas)?

    Aliás, como um religioso não-secular se relaciona com outras pessoas de religião diferente(ou de mesma religião) sem(ou até) matá-las?

    ResponderExcluir

Postar um comentário