Pular para o conteúdo principal

Arcebispo teme que após casamento gay haja poligamia

Para Dolan, próximo passo
 será o casamento múltiplo
O arcebispo Timothy M. Dolan, do Estado de Nova Iorque (EUA), lamentou que esteja se confirmando a “voz profética” da Igreja Católica quanto ao “barateamento do vínculo matrimonial”. Assim, disse, após a aprovação do casamento entre homossexuais pelo Senado daquele Estado, o que pode vir é a permissão para a poligamia.

Escreveu em seu blog que o “próximo passo” será “outra redefinição [da família] para justificar os múltiplos parceiros e a infidelidade”.

Para o arcebispo,
existe uma teofobia
Disse que a igreja faz agora esse alerta como o fez antes da aprovação do divórcio e do casamento de gays. “Novamente tocamos o sino da torre avisando sobre essa última diluição da autêntica compreensão do casamento.”

Escreveu que a igreja nunca será antigay, mas manterá para sempre a sua luta contra a homossexualidade e a favor do tradicional casamento.

O que existe na verdade, segundo Dolan (foto), é “uma teofobia – o ódio de alguns por Deus, pela fé, pela religião e pela igreja”. Afirmou que, pelo que vem ocorrendo, logo em alguns Estados americanos e países “os fiéis serão perseguidos, ameaçados e levados aos tribunais devido à sua convicção de que o casamento é entre um homem e uma mulher".

Com informação do blog do arcebispo Timothy M. Dolan.

maio de 2011

novembro de 2010

Comentários

  1. Ah, os delírios de uma mente homofóbica ao estilo Julio Severo..!

    ResponderExcluir
  2. Claro, o que eu poderia esperar? Na verdade, o que os gays poderiam esperar? Humpf...

    ResponderExcluir
  3. Oba! Assim, poderei casar com vários garotinhos! Ah gente desculpa, vocês sabem que ser homo é o mesmo que ser pedo, e o bispo tá se segurando pra não correr atrás dos boyzinhos dele assim como eu... :3

    ResponderExcluir
  4. E daí? Os mórmons e os muçulmanos já praticam a poligamia e o mundo não está pior por causa disso. Sem falar que muitos casamentos monógamos entre cristãos não passa de fachada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que o mundo esteja bastante pior do que poderia ser devido aos mórmons e muçulmanos, e, não apenas pelos seus hábitos poligâmicos...

      Mas, o fato é, este pastor idiota está pegando um "temor" real, sob o ponto de vista de um cristão acéfalo, que é o homossexualismo e ligando ele, mesmo sem que haja nenhuma vinculação de forma alguma, com a possibilidade disto levar à poligamia, que, praticamente ainda existe apenas por que algumas religiões a promovem.

      Excluir
  5. "A igreja não é antigay, só contra a homossexualidade." Palmas!

    Tem países do oriente em que existe a poligamia e não existe casamento homossexual, isso prova que ter múltiplos parceiros não é coisa de gay. Poligamia refere-se a várias mulheres. Poliandrogia, vários homens.

    ResponderExcluir
  6. Não tenho muita simpatia por casamento, porém a maior aberração é justamente o celibato imposto aos padres,certamente evitaria muitas dessas vergonhas que tem passado a igreja católica, além disso seria bom pros padres para verem como é estar casado e infeliz...se eles iam defender a união eterna...Ah, muito boa a ilustração.

    ResponderExcluir
  7. "a igreja nunca será antigay, mas manterá para sempre a sua luta contra a homossexualidade e a favor do tradicional casamento."

    Nunca li coisa mais incoerente que essa. Quer dizer que eles não tem nada contra os homossexuais, só não querem que eles sejam homossexuais? Isso é incabível. Agora as igrejas estão inventando cada desculpa esfarrapada para não parecerem homofóbicas, mas acabam parecendo mais hipócritas do que já são.

    Essa mania de que a igreja ama os homossexuais, mas abomina a homossexualidade é balela. Tenta se assumir dentro de uma igreja para vê até onde vai o "amor cristão" deles. É claro que você vai ser discriminado, mesmo subliminarmente, você vai ser tratado com diferença, como se fosse um doente, um pobre coitado.

    O que mais me intriga é que eles não tem mais nenhum argumento para se justificarem, então fazem sensacionalismo barato e teorias conspiratórias ridículas com o único intuito de chocar a população para serem contra os homossexuais. É como Julio Severo faz, que afirma que vai se instalar uma "ditadura gay", que homossexualidade é a causa da pedofilia, que somos portadores de doenças, que somos promiscuos e nojentos, que somos incapazes de amar nossos parceiros, que só queremos destruir as famílias e outras barbaridades. Uma mentira dita várias vezes se torna verdade, e engana grande parte da população ingênua que acredita em tudo que bota goela abaixo. Eles sabem muito bem que argumentos bíblicos já não são mais suficientes, então eles procuram "satanizar" os gays para que sejam segregados ainda mais.

    Simplesmente lamentável. Líderes religiosos são pessoas realmente nojentas...

    ResponderExcluir
  8. Os padres pedófilos não o preocupa muito né?!

    ResponderExcluir
  9. A Igreja ainda pensa que é a última bolacha do pacote!

    ResponderExcluir
  10. Pelo que lembro, a bíblia não tem nada contra a poligamia, ou me enganei? O cara quer vender o peixe e nem conhece direito o que defende...

    ResponderExcluir
  11. Olha a cara do gordinho!
    "- Acho que eu vi uma criancinha!"

    ResponderExcluir
  12. Embora não goste de relações poligamicas, deveria ser um direito de todos tanto homens quanto mulheres. Qual o problema?

    ResponderExcluir
  13. Se rolar divórcio, vai ser um problema daqueles...

    ResponderExcluir
  14. assinando em baixo todas as postagens até agora

    e destacando a pérola do Bispo:

    "Afirmou que, pelo que vem ocorrendo, logo em alguns Estados americanos e países “os fiéis serão perseguidos, ameaçados e levados aos tribunais devido à sua convicção de que o casamento é entre um homem e uma mulher"."

    é pra rir?
    deve ser porque não dá pra levar à sério uma declaração desse teor

    ResponderExcluir
  15. “os fiéis serão perseguidos, ameaçados e levados aos tribunais devido à sua convicção de que o casamento é entre um homem e uma mulher". Ridículo isso!
    Sinceramente,qual o problema na poligamia?É algo tão condenável assim[não religiosamente falando]
    Parafraseando os cristãos:"EU NÃO ODEIO DEUS,RESPEITO COMO QUALQUER OUTRA LENDA,SÓ NÃO CONCORDO COM ESSA PRÁTICA".

    ResponderExcluir
  16. Belos comentários até aqui..fico com todos e reafirmo, por mais que tentam não vão impedir a realidade do amor entre homossexuais...ele existe, é real. Pena de quem finge não ver!

    Que bom que o homem, apesar de tudo, está (continua) evoluindo!

    ResponderExcluir
  17. Mi-mi-mi da Igreja não deixa de ser sua econômica justificação. Ela está angustiadíssima, porque agora, destronados os "tios", homossexuais passam a não ter importância alguma nas famílias milionárias e ricas, que são as que LHE interessam. Sim, porque com a aprovação do casamento gay, os homossexuais deixam de ter como única opção "digna" o serem padres, ou deixarem suas fortunas para a Igreja, como numerários, legionários, catecúmenos e outras hierárquias posições sociais semi-religiosas e leigas. Deixarão para os lolitos, os efebos, os "maridos" seus amantes, não para o Banco Vaticano.

    ResponderExcluir
  18. Na verdade , a jogada da Igreja, como todas as estratégias políticas sociais e econômicas da Santa Sé; visa a garantir seu perpétuo patrimônio financeiro alicerçado sobre o inamovível estatuto moral. Sim, porque é PELO CASAMENTO que os gays estão a lutar, e casamento é um território e patrimônio (matrimônio!) da Igreja. É PELA FAMÍLIA, homoparental, homoafetiva, que os gays estão a lutar, e família é um território e patrimônio eclesiástico. Então, ela (a Igreja) esperta e profética, já deixou uma brecha em seu Direito Canônico. Depois de 200 anos um costume praticado, adquire naturalmente força de Lei. Daqui a dois séculos eles aprovam o sacramento homossexual e retornam retumbantes ao seio da sua Mãe Igreja os filhos prediletos desta.

    ResponderExcluir
  19. Concordo com o Ricardo: "Os mórmons e os muçulmanos já praticam a poligamia e o mundo não está pior por causa disso."

    ResponderExcluir
  20. Quando eu leio,algo sobre pastores e bispos da igreja catolica,falando sobre defesa da familia,eu fico imaginando a quantidade de familias,que eles ajudaram a destruir,com o apoio ao nazismo,com a inquisição,e quando acobertaram e ainda acoberta,a pedofilia.Pra mim é uma hipocrisia,quere abri a boca pra fala de moralidade,quando os piores atos de imoralidade a igreja catolica,esconde nos seus porões,com milhares de vitimas da pedofilia,atos praticado por padres que abusavam e ainda pregavam nos sermões da igreja,distribuindo ostea,batizando e realizando casamentos.Nem um deles eram punidos,apenas tranferidos pra outra paroquia,pra continuar seus atos de horror.Tanto sofrimento essa instituição causou e ainda causa,e ainda querem servi como padrão pras familias,do mundo inteiro.Um povo que acoberta pedofilo,que cala a boca de suas vitimas com dinheiro,e ameaças,que não revela o numero de vitimas e de pedofilos,tem que ficar com a boca fechada,sobre direitos civis de gays,das mulheres,etc...e so abri nos seus sermões pra continua inludindo,o povo que gosta de acreditar nesse tipo de gente.

    ResponderExcluir
  21. engraçado sao pessoas vir postar possiveis post idiotas, mais postam em anonimo. eu acho que o erro começa por seres religiosos, depois vem toda estrutura de familia , acham que sao aberracoes, enfim, conheço muita gente é muito mais HUMANO que muitos que se diz contra, ou sejam, homofobicos por aqui.. enfim!! esqueçe um pouco a religiao, e passa a viver a vida que verão como melhora tudo..

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Associação Humanista Americana retira prêmio de Dawkins por ele questionar pessoas trans

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Governo de Angola suspende as transmissões da TV Record