Pular para o conteúdo principal

Religião foi criada por quem queria poder, diz padre espanhol

Castro disse que Jesus pôs
 os homens acima das religiões 
Enrique de Castro (foto), 68, da Espanha, mostrou, mais uma vez, por que é tido como um padre que não comunga com a ortodoxia católica. Em recente entrevista, torpedeou a própria igreja – não só a católica, mas todas.

Ele disse que Jesus não criou igreja alguma, reprovou as atividades comerciais dos templos e desautorizou os sacerdotes como intermediários de Deus. Para Castro, a igreja foi inventada por um "astuto" com o propósito de tomar o poder.

Ele afirmou que Jesus colocou o homem acima das leis das religiões. Tanto que, disse, os evangelhos não têm códigos morais. De maneira geral, as pessoas não entendem as escrituras, falou.

Castro é chamado de “padre vermelho” por suas ideias inspiradas no marxismo. Ele cuida dos marginalizados da periferia de Madri, além de incomodar o clérigo com suas opiniões desconcertantes.

Ela afirmou, por exemplo, que para Deus não há distinção entre crentes e descrentes. Para ele, essa história de que o fiel obtém milagre – como a cura – graças a sua fé é conversa fiada. Disse que Deus concede milagres às pessoas independentemente de sua religião, se tiverem.

Com informação do site do La Voz de Asturias, entre outros.

maio de 2011

Comentários

  1. Isso não é nenhuma novidade.Somente com um detalhe:O padre distorce um monte de coisas mas fala o fundamental ao dizer que religião foi criada por homens.Ademais ele peca ao não afirmar que Jesus é um ser mitológico criado a partir de outras bases de mitologização anteriores a ele e mesmo que tenha existido no máximo foi um homem comum.

    ResponderExcluir
  2. Na verdade a religião relaciona-se com o poder a partir de sua própria fonte, ou seja, a magia; numa tentativa de controlar ou prever acontecimentos, e instrumentalizar a realidade, foi que os primeiros humanos evoluídos inventaram junto com a arte a religião. Afirmam e parecem concordar neste único ponto todos os cientistas sérios da antropologia, que as origens da religião estão intrinsecamente ligadas à evolução da consciência mágica da humanidade em direção ao pensamento pré-racionalizados, aquele que conta com causas e antecedentes relacionados, valendo-se contudo do simbolismo. De acordo dom DURKHEIM, em As Formas Elementares da Vida Religiosa, o homem primitivo encantava-se com tudo, a simples visão das coisas, o som dos pássaros, tudo lhe parecia arrebatador e o envolvia num constante êxtase. Aos poucos, os mais inteligentes, ou mais comunicativos e entre estes não podemos descartar os mais espertos, aproveitaram-se das maravilhas sensoriais e estéticas para configurá-las segundo padrões simbólicos e éticos de que se apropriaram, segundo mitos, lendas, ritos e cultos, para benefício de interesses, exploração, ou simples justificação da violência e do poder de uns sobre os outros, ou dos poucos sobre o restante, das minorias sobre os demais. Por semelhante raciocínio a religião tende a tornar-se obsoleta, ou desnecessária, quando o mágico, o maravilhoso, até mesmo o sagrado e o chamado profano, forem vistos e considerados como simples aspectos evolutivos da natureza humana sensorial e racional. O que não quer dizer que a religião deva desaparecer. Apenas o seu poder deverá retroceder, limitando-se ao imaginário, ao fabuloso e ao fantástico, que suas próprias origens lhe permitem sempre com certo encanto e emoção reviver.

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus do céu, o cara aí de cima é muito chato aauhauhauha todo santo texto do indivíduo possui essa mesma estrutura verborrágica....
    Parece um bonequinho falante, que tenta reproduzir todo o discurso que foi "armazenando" dentro de si. Sobra proselitismo babaca e falta concisão e sobriedade na escrita meu rapaz. Desculpa, mas alguém tinha que dizer: você é- ou se tornou- um babaca.

    David

    ResponderExcluir
  4. ahuauhauhauhauhauhauha
    já percebi também.

    ResponderExcluir
  5. religião uma vírgula.
    o que o padre e os ateus se esquecem é que se falou do Cristianismo/Catolicismo.

    ResponderExcluir
  6. divertindo com ateus23 de outubro de 2011 15:31

    'Padre' comunista.

    Ok, sabemos como isso funciona, temos nossos Boffs e Bettos.

    ResponderExcluir
  7. É esse o verdadeiro Cristianismo!!!

    ResponderExcluir
  8. jesus é o garoto propaganda moises o malandro davi o salafrario e assim por diante mas tem o chefe da mafia

    ResponderExcluir
  9. o padre deve se sentir uma ovelha negra. Pensa que tá abafando de radical... hahaha

    agora bora falar da inexistencia de jesus, cadê?

    ô povo estranho...

    hahahaha

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

No governo Biden, fundamentalismo cristão tende a retornar a sua insignificância

Empresário bolsonarista Luciano Hang, sua mulher e mãe estão internados com Covid-19

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade