Professor de escola islâmica espanca menino até a morte

da BBC Brasil

Saiful Syazani Saiful Sopfidee
Saiful foi acusado de
furto de R$ 3,70
A polícia da Malásia está investigando um professor de uma escola islâmica acusado de espancar até a morte um aluno de 7 anos.

Na quinta-feira, o estudante Saiful Syazani Saiful Sopfidee (foto) teria tido suas mãos amarradas a uma janela e teria sido espancado por duas horas, após ter sido acusado de furtar o equivalente a R$ 3,70 de um colega.

Na sexta-feira, o menino deu entrada em um hospital com múltiplos ferimentos na cabeça e havia sofrido uma hemorragia interna. Após ter entrado em coma, ele foi transferido para a unidade intensiva do hospital.

No domingo, ele acabou morrendo, em decorrência dos ferimentos sofridos.

O pai da criança disse ter ficado chocado ao ver o corpo do menino, cujo rosto estava coberto por hematomas.

O professor de 26 anos se entregou para a polícia na sexta-feira e poderá ser acusado de assassinato, crime que pode ser punido com a pena de morte por enforcamento.

Os jornais da Malásia disseram que o episódio foi o maior caso de violência nas escolas nos últimos 15 anos.

Jovem que matou homossexual idoso afirma ter sido orientado pela Bíblia.
março de 2011

Fanatismo islâmico.     Intolerância religiosa no mundo.

Comentários

Anônimo disse…
É a religião, senhores...
DaNiLo ... disse…
"Os jornais da Malásia disseram que o episódio foi o maior caso de violência nas escolas nos últimos 15 anos"


Nos últimos anos? E reclamam do sistema de ensino brasileiro. IUAHuiahiuAhiuauia

Paulo disse…
Manda esse professor pra mim que eu faço um "carinho" nele...