Pular para o conteúdo principal

Polícia encontra fotos, mais vídeos e textos religiosos do atirador

Uma das sete fotos
A Secretaria de Segurança Pública do Rio divulgou hoje mais material encontrado no computador de Wellington Menezes de Oliveira (foto), 23, o atirador de Realengo. São sete fotos (em algumas delas ele  empunha uma arma), cinco vídeos e textos com citações religiões. 

Não foi divulgado até agora o conteúdo desses textos e, dos vídeos, foi liberado um curto trecho no qual Oliveira responsabiliza o bullying pela matança que ele faria no dia 7 de abril em uma escola no bairro de Realengo.

O vídeo termina com a advertência dele de que o seu exemplo poderá ser seguido por outras pessoas. "Se permaneceram [autoridades escolares] de braços cruzados [em relação ao bullying], estarão forçando a mais irmãos a matarem e a morreram (sic)", disse.

Afirmou, na última gravação, que estava saindo de sua casa para o hotel Shelton, em Campinho, de onde partiria para o ataque.

"Se permanecerem de braços cruzados..."


"Me lembro das humilhações"


Leitura da carta de suicídio



'Fique com Deus. Amém'


Treino para matança






Com informação da Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro.

Sobrinho afirma que o atirador não tinha histórico de violência.
abril de 2011

Caso do atirador de Realengo.

Comentários

  1. Não foi a vontade de Deus. Se hoje choramos, Deus está muito mais triste do que todos nós juntos. O sofrimento de um ser humano e uma morte trágica, nunca foi e nunca vai ser vontade Deus. E precisamos entender isso.

    A morte dessas crianças é fruto do pecado de outras. Fruto do descaso político, da negligência de outros, mas nunca culpa de Deus. Tds nós somos chamados a rezar pelos falecidos e suas famílias, e fortalecer os abatidos.

    Que Deus nos abençoe

    ResponderExcluir
  2. Então esse Deus é fraco e inútil.

    ResponderExcluir
  3. Complementando o comentario acima. A morte dessas crianças também é fruto de uma cultura incompetente, a religiosa, que deixa tudo nas mãos de algum deus, deixa as pessoas na inércia, impotentes, sem que se levantem para mudar o que há de ruim.

    ResponderExcluir
  4. Uau, agora devemos pagar pelos pecados dos outros? Que hipócrita, anon das 15:16.

    ResponderExcluir
  5. Deus não é fraco, mais você é!

    Culpar Deus pela nossa incopetência e erros é FRAQUESA!

    Se seu se viceia em drogas, será que a culpa é sua? Mesmo conversando e ensinando à ele o certo e o errado.

    Temos o livre arbitrio não somos bonecos de ventriloco!

    ResponderExcluir
  6. 17:18 Não em nehum momento falei que devemos pagar pelos erros dos outros apenas disse que a natureza humana é falha podemos escolher o queremos fazer! A nossa grande fraqueza é simplismente querer uma resposta pra td, se nosso casamento vai mal é culpa de Deus, se adoecemos a culpa é dele tbm, se um maluco entra numa escola e mata td é dele né! É sempre mais facil jogar culpa td nele né! Ele não matou em nome de Deus, ele matou em nome de sua propria arrogancia e estupidez para com o próximo, ele não aguentou seu proprio fracasso, ficou emocionalmente fragil e se perdeu em seus proprios delirios de que seria considerado martir pelas outras pessoas! Este tipo de gente que afirma matar em nome de Deus, são apenas pessoas que ñ aceitam seu proprio fracasso!

    ResponderExcluir
  7. correção: Simplizmente

    ResponderExcluir
  8. Os religiosos querem porque querem justificar o injustificável.O DNA desse caso é o do fanatismo de uma mente confusa tomada por pensamentos religiosos.Isso é inegável e óbvio!!

    ResponderExcluir
  9. Isso foi um declaração de guerra é melhor dar mais atenção aos jovens marginalizados nas escolas e universidade. Não sou capaz de culpalo por seus atos, apenas quem abdica a vida tem o direito de matar. A morte é rapida mas o bulliyng é o inferno na terra. Foi uma tragedia mas ele não é o unico monstro.

    ResponderExcluir
  10. Existe uma campanha contra o bullying e contra a homofobia escolar encampada pelo MEC.Advinha quem são os principais opositores do projeto????Sim,eles mesmos; os evangélicos e suas igrejas com seus preceitos e doutrinas e lero-lero bíblico.E se observarmos direito, é justamente a igreja quem mais estimula o bullying e o preconceito e é quem mais obstacula qualquer ação para combater essa vergonha que acontece de forma violenta entre as crianças e adolescentes nas nossas escolas.Querem produzir outros Wellingtons.

    ResponderExcluir
  11. Se isto não for ritual religioso ( mussulmanos) o que seria. O problema e que apesar de laico, o Estado compactua e necessitavda religião pra manter. Manada sob controle....

    ResponderExcluir
  12. Ele mesclava cristianismo ou biblismo com islamismo e doutrinas das tj bem como pregações de pastores evangélicos deixando mais do que claro que tudo foi motivado mesmo pela religião ou pela veemência extremista de alguns de seus ensinamentos

    ResponderExcluir
  13. olha só a foto, tá vestido como uma testenunha de jeova, não como um muculmano.

    ResponderExcluir
  14. Povo louco!
    Religião degenerada!
    Sociedade perdida!
    Fanatismo imbecil!
    Mentes deturpadas!
    Mundo deteriorado!
    Fé estúpida!

    ResponderExcluir
  15. Religião é o caminho para alienar mentes sadias e escravizá-las e de tirar de nós a responsabilidade pelo que acontece no mundo.Isso foi tão longe que até deram nossos defeitos a um suposto criador tornando-o ainda mais implacável,insensível,julgador,vingativo e egocêntrico do que o ser descrito na bíblia.
    Eis o ser humano comum:ARROGANTE,ALTIVO,DESUMANO,INSENSATO,INCONSEQUENTE E IRRESPONSÁVEL.A consciência coletiva vai criando esse tal(ä)¨armagedom¨terreno com as armas da própria neurose religiopata!!!

    ResponderExcluir
  16. Que religião o que,o cara é doente mental,num tem nada a ver com religião.
    E sim com uma doença que ele tinha, e que não foi acompanhado como deveria pelo estado,foi colocado em uma escola "comum" sofreu e buscou algo para justificar a existencia patética do ser humano...
    Ps:O estado devia ficar de olho nessas pessoas,não devia deixar estuda-los em locais que tem pessoas "comuns" e que consequentemente vão agredi-lo,rejeita-lo e etc,digo isso pois estudo em uma faculdade que tem um esquisofrenico e ele realmente deveria estar sob controle,o que não é.
    Eles sofrem muito preconceito e etc,no final acabam fazendo essas coisas.;.

    ResponderExcluir
  17. Pensem os ateístas,se começarmos a expalhar que não há deus e afins,o número de pessoas que se matariam e matariam outros,pois não haveria limites,não há um "punidor"um "vigia",ou seja,essas pessoas já não tem medo de nada "natural",vao ameaçar essas pessoas como?mata-los?
    não há como vencer esse inimigo,o inimigo que entra com uma arma e mata todo mundo e depois se mata,vai fazer o que contra ele?não dá pra vencer.
    Já vi o Sarney dizendo que é hora de fazer um peblicito pra proibir venda de armas de novo,eu pergunto:se algum funcionário da escola estivesse armado,não teria sido evitada a tragédia?
    1 funcionário armado,com treinamento mínimo,teria evitado a morte de 12 crianças inocentes,já que o matador não tinha treinamento algum.
    Desde quando bandido obedece lei?nunca vai obeceder.
    Eu sou a favor no dia que o Sarney listar o nome dos seguranças dele, e provar que eles não estão portanto armas de fogo,agora proibir a arma para pobres enquanto os ricos continuam com força,não confio em um estado em que o poder de fogo fica concentrado apenas nas mãos do estado,isso me parece uma ditadura,me deixa com muito medo.

    ResponderExcluir
  18. Ele não era doente mental reconhecido por autoridades médicas!!!Ele premeditou fria e cautelosamente tudo o que iria fazer.Doentes mentais agem ,unica e exclusivamente pelo impulso!!Religiosos são tão pilantras que mesmo com todas as evidências apontando para um ato tresloucado cometido em nome da RELIGIÃO querem negar.Mas isso já era esperado.Entretanto, eles esqueceram que a psiquiatria e a psicologia estão á disposição.A ciência está aí para desmenti_los

    ResponderExcluir
  19. Arma nunca foi garantia de segurança!!!Quem pensa assim está redondamente enganado...

    ResponderExcluir
  20. Anônimo das 13:39 garanto que vc não sabe a diferença entre esquizofrenia e psicopatia.Pessoas iguais a vc deveriam ficar caladas.

    ResponderExcluir
  21. Religião é desserviço à sociedade.

    ResponderExcluir
  22. Se isso não for fanatismo religioso nada mais é...

    ResponderExcluir
  23. FUNDAMENTALISMO JUDAICO, CRISTÃO E MUÇULMANO ORIGINARIAMENTE É O MESMO: A ÉTICA DO DERRAMAMENTO DE SANGUE.

    "Todas as coisas se purificam com sangue. Pois sem derramamento de sangue não há remissão"(Hebreus 9,22)
    Os hebreus não foram obviamente os primeiros povos a utilizarem a matança e a efusão ou aspersão do sangue como ritos de comunicação com o divino, mediante a imolação cruenta ou sacrifício. Mas a instituição da Lei Mosaica como referendada no derramamento do sangue é ocorrência ímpar, singular, para o estatuto de uma ética do derramamento do sangue, e com o referendo do Divino ordenamento. A tese é análoga ao talião, matou , deve morrer. O problema está em que , sendo todos os homens mortais, julgaram os fundamentalistas que A MORTE ENTROU COMO CASTIGO NO MUNDO. Ou seja, pela morte o homem era necessariamente um ser pecador e culpado, por isso(?) Deus o condenara a morrer, como a todos os demais seres vivos. Uma questão porém subsistia...Como resolver o problema ético dos culpados que ainda continuavam vivos? Ou das inconfessáveis faltas que pesavam na consciência? Ou das demais impurezas da natural existência? Criou-se então a substituição, a morte vicária ou representativa, no caso, pela vítima a ser imolada. Podia ser o filho primogênito, a filha virgem, mas com o tempo este interdito foi também substituído pelo animal , vítima cruenta, ou até por frutos da terra, vítima pacífica. Aparentemente um anacrônico ritualismo, mas subjacente ao mesmo perpetuava-se a crença perigosa: que a culpa se redime COM O SANGUE,e PIOR, DE VÍTIMA INOCENTE.

    ResponderExcluir
  24. ÉTICA DO SANGUE OU FUNDAMENTALISMO JUDAICO CRISÃO E ISLÂMICO.

    Para expiar uma suposta falta original do homem, caracterizada pela incompreensão dos fundamentalistas religiosos, ante à própria finitude natural humana experimentada na morte, a própria existência foi forçada a redimir-se pela culpa de viver (?) com o derramamento do sangue de substitutos, criada assim a ética do sangue ou a lógica do sacrifício.
    Católicos foram por séculos doutrinados nessa teologia da morte sacrificial redentora, solenemente eternizada pelo rito da missa.Os protestantes, dissidentes impropriamente chamados evangélicos, quando mais coerente seria nomearem-se neocatólicos, ou antiromanos; conservaram intacta, porém sem o dogma sacramental; A DOUTRINA DO SANGUE, A ÉTICA DO SANGUE, com a pressuposta remissão das faltas pela efusão do fluido vital, e a necessária aceitação deste pela divindade, como expiação universal de todas as culpas. A todo momento, ouvimo-los ainda hoje predicarem acerca do sangue; louvarem o miraculoso poder do sangue; estão sempre a moralizarem com o sangue; repreenderem seus inimigos com o sangue; e a reivindicarem sobre si, como proteção fantástica, e curas milagreiras, o sangue; desde cirurgias, até a um simples mal estar psicológico, invocam como remédio a divindade do sangue! Claro que tudo simbólico, metanarrativa, racionalizado. Mas o Inconsciente não apreende assim, como a consciência, para "ele" o simbólico é o real...e "entende" muito mais do que conscientemente o podemos, a simbologia do sacrifício e do sangue...Utilizemos o raciocínio lógico. Um deus tem sangue? Não , pois o sangue é atributo animal, e o homem, por ser animal, é que o possui...Não há pois necessidade "moral" de se utilizar com fim "espiritual" algo que é naturalmente animal. Precisaria um deus de sangue, para purificar ou perdoar quem quer que seja? Não, pois a remissão de faltas por sangue, não é divina, mas humana crença, idéia regressiva, arcaica, inconsciente e encontrada até nos cultos mais primitivos; arquétipo da psique religiosa original, atavismo da pré-consciência da humanidade primeva, ainda recém-saida do âmbito da pura animalidade; claro resquício vestigial, da CULPA PELA MORTE E PELA MATANÇA dos semelhantes humanos, e também dos semelhantes animais...Pois nesta época não estava ainda tão bem definida a separação entre humano e animal... Encontramos estes vestígios no xamanismo, no totemismo, no tribalismo, na feitiçaria e na antropofagia. Só em fundamentos anacrônicos, ultrapassados e obsoletos como os do pensamento supersticioso, mágico e regressivo, é que poderíamos ainda encontrá-los redivivos; como no do substituto mágico (testemunho) ou expiador; quer a vítima “reparadora” seja homem, animal ou um simples objeto; idealizado e imaginado na representação ou simulacro, até mesmo num simples boneco, como ainda hoje no vodu observamos. Portanto, a ética do sangue é fruto do primitivismo mágico, do fundamentalismo mais retrógrado, mais arcaico, e desnecessário, “fundamentado” no derramamento do sangue. Fundamentos para o que assim pressupomos? Procurem-nos nos textos sagrados, ou melhor, no sangue. ( Biblia Sagrada, Tradução de João Ferreira de Almeida, Sociedade Bíblica do Brasil, 1969, Brasília – DF; Marcel MAUSS, “Essai sur la Nature et La Fonction Du Sacrifice” ,Editions de Minuit, 1968; DURKHEIM, Emile , “Les Formes Elementaires de La Vie Religieuse”, Presses Universitaires de France – PUF, Paris, 2008). cruenta, portanto uma ética fundamentada no derramamento do sangue.

    ResponderExcluir
  25. Perfeito. Entendi tudo. Entendi, sério mesmo. Caiu a ficha, como se diz. Eu tinha muita dificuldade de entende DE ONDE surgiu esse negócio de matar para dar vida, ou tirar a vida de um para não tirar de todos, esta morte substituta, como o texto acima diz. Agora eu entendi. Foi preciso primeiro que a morte deixasse de ser vista como natural consequência da vida. Teria que ser a punição de Deus para os pecadores. Assim a morte justificaria a vida considerada culpada, pela simples culpa em que transformou o morrer! Que loucura! Mas faz todo o sentido, absolutamente. Eu lembro de uma frase que minha vó dizia solenemente: "o salário do pecado é a morte". Quer dizer, o sujeito podia até gozar, ser feliz, mas um dia tinha que "pagar" por seus desatinos, "expiar" a culpa pela própria vida levada com dor ou felicidade...Porque pagaria com a morte. O sangue aplacaria a ira do Deus terrível, que condenou todos a morrer, uma vez que todos LHE SÃO DEVEDORES...Da vida! Com razão os filósofos e pensadores não puderam crer num tal deus! Porque não era deus, mas um gênio maligno, um deus de "provas", como no Gênesis, ou de apostas, como queria Pascal! O que eu também jamais iria imaginar, mas tudo ficou mais claro quando li o post do psicanalista, é que a violência exterminadora é a encarnação do anjo da morte; aquele mesmo que o suposto Deus mandou sobre todos os primogênitos, eliminando em todas as casas ONDE NÃO HAVIA O SANGUE, os primeiros filhos! Realmente, senhor Pascal, não faz diferença de que lado apostar; em quaisquer das probabilidades, estamos todos perdidos! Então a crença no SEM DERRAMAMENTO DE SANGUE NÃO HÁ REMISSÃO, justifica todos os tresloucados atos dos fanáticos assassinos (a própria origem do nome refere-se à uma seita) e fundamentalistas perigosos; pois estão executando a justiça reparadora do seu deus. O que não ocorreria, por exemplo, se em vez de sangue ou dinheiro, a justiça fosse contemplada como cidadania, igualdade de oportunidades, paridade, isonomia, educação e cultura - coisas que se pedem a Deus, não ao Estado, nem à sociedade-; e consequentemente, mais felicidade e VIDA para todos. Entendi tudo. Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  26. Vcs deveriam acordar pra vida pessoal,vão acreditando em tudo o que a tv fala vão.Tá na cara que isso foi conspiração,o rio tá ficando famoso altos filmes com atores de hollywood lá e até velozes e furiosos 5 vai passar lá,vcs não acham isso coincidência demais?Isso é a msm coisa ki aconteceu lá nas torres gêmeas nos eua e a tv fez parecer que foi ataque terrorista,mas isso é coisa dos illuminatis as autoridades políticas sabiam o dia e a hora que isso ia acontecer mas é um sacrifício ki o demônio da piramide dos illuminatis pediu o filme 2012 mostra tbém uma parte do rio de janeiro,os illuminatis estão planejando alguma coisa pra 2012,Agora raciocinem comigo...Comparem o que aonteceu no japão com o filme 2012? seria uma previsão? ou eles já sabiam que isso ia acontecer? querem saber mais pesquisem na net sobre "a nova ordem mundial" e pesuisem também sobre o "haarp" que vcs vão entender melhor o que se passou no japão,uma coisa é certa eu não acredito em NADA eu disse absolutamente NADA do que a televisão fala pq eles passam as coisas pra gente da forma que eles querem que vc pense eles mentem a televisão,os jornais,as revistas etc...etc...etc...são tudo manipulado pelos illuminatis então vcs tem ki acreditar só na bíblia

    ResponderExcluir
  27. Essa pobre criatura tão humilhada, bullyingnada e pura, devia era ter puxado o gatilho da última foto e pronto.
    Simples assim.

    ResponderExcluir
  28. Querer eximir a religião e suas ¨verdades¨absolutas e ïnquestionáveis da culpa de atos tenebrosos e terríveis como esse e muitos outros é no mínimo desonesto!!

    ResponderExcluir
  29. Religiões não resolvem nada, só atrapalha , confunde,causa guerras, sofrimentos ,falta de raciocínio crítico, o pouco dezenvolvimento humano e social conseguido até hoge, é graças À ciência, religião é sinõnimo de superstição e mitologia...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Bolsonarista se recusa a tomar vacina e morre de reinfecção de Covid-19

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Cobrado por aluguel de templo, Valdemiro diz não ter contrato social com a Igreja Mundial