Milena dos Santos Nascimentos, vítima do atirador do Realengo

Milena dos Santos Nascimento (foto), 14, estava no 6º ano. Waldir Nascimento, seu pai, disse que ela não faltou este ano nenhum dia à escola por gostava de estudar.

Na escola, ela tinha duas irmãs, Tainá, 14, e Helena, 12, que nada sofreram, mas presenciaram a tragédia. Tainá se salvou porque um professor a colocou em uma sala e a trancou e Helena fugiu para o auditório, cuja porta foi bloqueada por uma barricada.

O pai não culpou o governo pela falta de segurança na escola. "O atirador podia ter feito o mesmo em uma praia." A família passou a considerar a possibilidade de voltar para a Bahia.

O corpo de Milena foi sepultado por volta das 14h30 de sexta-feira (8) no cemitério do Murundu, na Zona Oeste do Rio.

> Perfil no Orkut da Milena.

Vítimas do atirador da escola do Realengo.

Caso do atirador do Realengo.

Comentários

  1. Temos que acabar com essa violência ! ! Uma tragédia, um horror ! ! Cade nossos governantes?

    ResponderExcluir
  2. Aos pais...
    Que Deus ilumine e dê muita força a vocês.
    Abraços... Adriana
    Nova Odessa/São Paulo

    ResponderExcluir
  3. Senhores:
    E pensar que tivemos a chance de desarmar a população e deixamos passar, por razões unicamente politicas!
    Com certeza isto não teria acontecido!
    Gidalti Lourenço
    S.J.Rio Preto - SP

    ResponderExcluir
  4. Precisamos de mais segurança nas nossas escolas, repudiamos assim como a presidenta Dilma este ato de horror, mas ao invés de pedir um minuto de silencio para as vitimas peço a ela ou algum deputado que tanto ganha do nosso bolso que criem (se é que já não existe), uma lei que exija que em cada escola publica tenha uma ronda escolar efetiva,pois se já houvesse evitaria com certeza este horror e não teríamos tanta gente chorando agora!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Busca neste site