Pular para o conteúdo principal

Proposta contra ensino religioso é ‘imperdoável’, diz ex-ministro do STF

Grau: Procuradoria produziu um panfleto anticatólico
Em artigo publicado no Estado de S.Paulo, o ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Eros Roberto Grau (foto), 70, criticou a proposta da PGR (Procuradoria-Geral da República) para que o ensino religioso nas escolas públicas seja declarado inconstitucional. Para ele, a iniciativa, de cunho anticlerical,  “é simplesmente imperdoável”. 

Afirmou que a ação direita de inconstitucionalidade não tem fundamento porque o parágrafo 1º do artigo 210 da Constituição garante que “o ensino religioso, de matrícula facultativa, constituirá disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental”.  Para ele, a PGR não se resumiu em produzir “apenas um panfleto anticlerical”, mas também uma agressão à liberdade.

Disse que a proposta tem um viés anticatólico porque a Procuradoria só se interessou em denunciar a suposta inconstitucionalidade após o governo e o Vaticano terem assinado em 2008 um acordo pelo qual o Brasil se obriga a respeitar a importância do ensino religioso.

Argumentou que o acordo contém o que está na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, aprovada em 1996. “Bastou a celebração [do acordo] entre o Brasil e a Santa Sé para que à Procuradoria-Geral da República o ensino religioso passasse a parecer incompatível com a Constituição...”

Escreveu que a PGR, após 14 anos de inércia, pretende que o STF declare "que o ensino religioso em escolas públicas só pode ser de natureza não confessional, com proibição de admissão de professores na qualidade de representantes das confissões religiosas".

Ele discordou do entendimento da PGR de que o ensino religioso seja ministrado apenas como formação cultural por professores  não vinculados à religião. “Ensino religioso é ensino ministrado por professores confessionais, observada a pluralidade confessional do país.”

Escreveu que “a laicidade do Estado não significa inimizade com a fé” e que Constituição, promulgada “sob a proteção de Deus”, “não reduz a laicidade estatal a ateísmo".

Eros Grau é católico.

fevereiro de 2011

Comentários

Anônimo disse…
Nem todo Ministro do STF é imparcial, e basta observar a formação de Graus para ver essa "defesa" a religião. De resto, só lamenta-se que um membro da alta corte do país, que deveria estar ciente dos fatos, diga isso.
Anônimo disse…
Ainda bem que Grau se aposentou, porque é menos um voto certo no STF a favor dos religiosos.
Anônimo disse…
Essa ´´brigada´´ contra o ensino religioso nas escolas é arquitetada pela bancada de deputados CRENTES...pra barrar a hegemonia católica secular....

Desconfiem ? é tudo a mesma bosta...
Anônimo disse…
O Brasil sempre foi um país católico. É curioso observar que não se admitem mais instituições que ensinam as pessôas a terem principios, carácter, honestidade e propriedade. Será o PT por traz disso, ou uma sociedade que adoeceu não tém era nem bera. Vale tudo, qualquer coisa que traga beneficios ou vantagens materiais imediatos, O brasileiro antes de tudo tornou-se um esperto, um aproveitador. Sentimentos mais refinados? Pra quê não servem pra nada. Parabéns! Eliminem a religião. Vamos ver no que dão os Big Brothers e os Pedros Biais da vida.
Anônimo disse…
Mais um idiota achando que moral é exclusivo da religião
Toma Vergonha! disse…
"Curiosamente", o Paulopes "esqueceu" que o artigo 19 não tem porcaria nenhuma a ver com o que o magistrado estava falando.

Não há nenhuma relação de dependência/aliança no ensino religioso para o Paulopes "curioso" querer citar artigo 19.

A proposta da Procuradoria-Geral da República é acabar com o ensino religioso nas escolas públicas, o que é um absurdo pois o parágrafo 1º do artigo 210 da Constituição, conforme assinalou corretamente o Eros Grau.

Quer rasgar uma folha da Constituição ao mesmo tempo que usa a outra, né Paulopes?
Anônimo disse…
Ensino religioso é matéria fecal não deve fazer parte da grade disciplinar das escolas e sim da privada.
Anônimo disse…
^
A sua cabeça é que deveria ser colocada na privada e alguém devia puxar a descarga.

Depois a pessoa ia ter que limpar a louça da privada que ficaria toda lambrecada pela sua cabeça descendo em espiral.
Anônimo disse…
religioso revoltadinho detectado.
Já repararam que religiosos mediocres contestam sempre ataando a pessoa ou um grupo específico, ao invés da idéia?
Anônimo disse…
Se vc não tem argumentos fique calado religioso imbecil e mentecapto.Vc é mais um que fazem parte da imensa massa de manobra alienada que as igrejas enche maquiavelicamente as cabeças com excrementos.
THiAGO disse…
Curioso mesmo é que em milhares de escolas no Brasil, professores de certas matérias como biologia, história etc, ensinam impunimente, "em nome da laicidade do estado" o ateísmo e anticlericalismo mais odiento e odioso. Isso é "liberdade de expreção e democracia"; já ensino religioso denota "dependencia ou aliança"... Risível vossa colocação meu caro Paulo Lopes! Parece mesmo que a incoerência e demagogia estão na "medula" dos ateus e laicistas... PONTO PARA EROS GRAU, ZERO PARA OS ATEUS!
Anônimo disse…
>>> "Já repararam que religiosos mediocres contestam sempre ataando a pessoa ou um grupo específico, ao invés da idéia?"

E que idéias você demonstrou ter para que fossem atacadas? Você não tem nenhuma, meu filho!

Você só deu um chilique de ateu revoltadinho, cuja cabeça foi entupida de excrementos por algum professor medíocre revoltado com salário baixo e que em vez de ensinar coisa útil fica em sala de aula falando besteira contra religião.

É você mesmo que vai servir de massa de manobra desses políticos aproveitadores.

Então é melhor mesmo que você siga o conselho dado pois o que vai dentro da sua cabeça é fecal. Parece até que seu intestino está no lugar do cérebro.
Ricardo disse…
Se o Estado brasileiro é laico porque a Constituição deve garantir um "ensino religioso"? Os que a redigiram já começaram fazendo uma tremenda confusão, pra variar.
Essa discussão toda tem menos a ver com ateus versus religiosos do que com o fato de nossa Carta Magna ser uma bagunça, muitas vezes ininteligível e contraditória.
Anônimo disse…
Esses medíocres com as faculdades cognitivas,reflexivas,interpretativas e racionalizativas deterioradas denominados religiosos crentes com retardo mental severo por desfuncionalidade neuropsicossistemática da mitologia bíblica só sabem xingar,atacar,blefar e desqualificar os outros em suas colocações de maneira incrivelmente agressiva e deselegante justamente porque são desprovidos de quaisquer argumentos convincentes para dar amparo intelectual aos seus pontos-de-vista e depois os outros é que são adjetivando os outros de chilicosos sendo eles os maiores achacados que existem na face da terra.São totalmente incapazes de construir um único argumento que seja coerente e não seja fantasioso ou ilusionista pois vivem nessa utopia da mística eternalidade da magia divinal.
Anônimo disse…
Acho bom mesmo acabar com esse ensino religioso de merda, que é só cabide de emprego pra uma classe alienada e despolitizada, satélites de padres e híbridos de freiras, licenciados naquelas supostas faculdades de ciências religiosas, que são as tais "teologias"...Um bando de alienados, infra-humanidades pedagógicas, cujo nível já não é lá muito bom.A maior parte é de viados enrustidos e vitalinas malmadas, pomposos em sua "pose" de éticos, moralistas e repressores da sexualidade...O teor das aulas é de simples prédica...da moralidade mais elementar, que devia ser ensinada em casa, pelos pais, ou em âmbito privado. Além, é claro, de muita alusão ao pseudo favoritismo da Igreja Católica pelos pobres, que é como sabemos o marketing da bondade de araque mais bem sustentado pela mídia confessional, em todo o planeta. Como se não transbordassem as provas de que o Vaticano tem sido nos últimos 50 anos, a MAIOR LAVANDERIA DE DINHEIRO DO PLANETA. Quem duvidar, leia Vaticano S.A. E rápido, pois, como não está na lista dos mais bem vendidos e é esgotado em todas as livrarias, é sinal que a tchurma nazikatholik tá retirando o das estantes de alguma "limpa e miraculosa" forma...
Anônimo disse…
Lukretia,

Voce é um travesti, "profissional do sexo". Confere?
Anônimo disse…
Olha, com esse nome Lukretia, tem pinta de ser travesti.
Anônimo disse…
O caradinha deve gostar de travestis igual ao queridinho dele o MalaHIPOCRISIA.
Anônimo disse…
Estou nesse blogue há mais tempo que você meu caro, e sou comentadora cadastrada, com email assinalado; você, quem é? Meu avô era membro honorífico da Augusta Fraternidade, e meu pai teve a hereditária concessão de pertencer à Ordem De Molay; e você, vem de onde? Todo mundo sabe que Lukretia é um nome italiano, aliás, da ilustre irmã de César e filha do grande Roderico; e o seu nome, é desses clientes de xabecos? Agora , se como profissional do sexo você se refere às prostitutas, estranha-me, pois não diz o seu Gzuis que elas entram em primeiro lugar no Reino dos Céus? Por que você tem preconceito contra elas? Queria ser uma delas não é? Tá explicado o seu ódio pelos gays, querido, é amor recalcado. Você inveja a masculinidade deles, que em você foi castrada, provavelmente pela mãe...Daí sua associação imediata à feminilidade ser o travesti, a mãe com mamadeira e tudo, tal qual a dama com o faisão de Da Vinci. Não tenho nada contra os gays, pois como empresária do turismo dependo deles. Eles fazem a alegria do mundo, são ótimos hóspedes e encontram-se na área de viagens como oe melhores cicerones e guias. Já deixei bem claro aqui noutras vezes que preferiria mil vezes ter um filho gay que pseudo macho, viado enrustido como você e homofóbico. Meus comentários, minha postura enquanto crítica e comentadora nesse blog, é contra o obscurantismo d as religiões, pois sou atéia. Você é quem tenta subverter a lógica para juntar-nos todos no mesmo balaio, onde talvez só esteja você: crente, e viado.
Anônimo disse…
Somente as prostitutas que se arrependem entram no céu, ignorante!

E que grande porcaria que é essa De Molay... organização inútil que só serve para armar conchavos e beneficiar seus associados prejudicando quem é mais competente do que eles.

"...pois como empresária do turismo dependo deles."

Agora Lukretia confessou que é empresário de TURISMO SEXUAL. Uma espécie de proxeneta dos homossexuais de programa. Não é à toa que os defende: MONEY TALKS!

Como é divertido dar corda para essa gente que acaba traindo a si própria com suas palavras revoltosas.
Anônimo disse…
Céu não existe seu ignorante, apenas no esgoto putrefato que é a parte interior da sua cixa craniana.Seu rábula anti-gay hilário desesperado e revolto.Homofobicos religiosos são risíveis.
Anônimo disse…
PS cixa é uma gíria recifence quer dizer vala.Sua caixa craniana é um cixa.SKRUB AFF.Será que vai compreender adoraria saber rsrsrs....
Anônimo disse…
PS recifense ou recifence.Explica sabichão.
Anônimo disse…
Genteeeeee esse cara é um imbecil mal-amado.Vamos ignorá-lo.
Anônimo disse…
Ensino religioso para mim é excremento.
Gibíblia para mim é para ser usada para auxiliar minha higienização quando defeco.
Anônimo disse…
Ensino ou doutrinação religiosos são drogas piores que o crack.Ensino religioso é matéria sólida ou líquida que os animais racionais expelem do corpo pelos canais naturais. Senhores seres bibláis.Simples assim.
Anônimo disse…
Fala do teu acondicionamento e do teu rebuscamento emocionais e da estruturação reativa do teu egocentrismo biopsicossistemático e psicossexual da tua libido verdadeira e não da falseada ou adulterada que grotescamente exibe o teu discurso depauperado.Seu sujeito jactante e arrogante.Ensino religioso é curral,é pocilga,é lama,é desobjetividade,é obscenidade, é fecalidade,é porcaria,é morbidez,é burrice.
Ateu Bocó disse…
Gente, vamos ignorar esse cara porque não temos argumentos para combatê-lo.

O dono do blog já recusou o nosso pedido pra censurar o tal evanjegue.

Tampouco adianta xingar o catolinazista porque ele só ri da gente.

Eu proponho criar o MAGDA, Movimento dos Ateus-Gays Desprovidos de Argumentos.

Quem quer se filiar comigo?
Concí Sales disse…
Já vi esse filme antes: o acordo entre o governo estadual, e a nada santa sé arquiepiscopal, chefiada por um Cardeal. Pela concordata, dondocas alienadas recebendo um título de nível superior válido só em território estadual, quando a Lei exige em toda a federação, seriam empossadas como diretoras de escolas públicas. Refugiados chilenos e argentinos vieram ensinar sociologia para padrecos boyolas adeptos da teologia da libertação, repetindo suas bravatas conservantistas e demagógicas. Claro, COM TODA A CONTRADIÇÃO, porque o Vaticano prepara para dirigir os TEUS, pragmáticos ATEUS, senão não daria certo! Além do que, por trás de cada fradeco pobre tem um cardeal andando de BMW. Assim como por trás deste pobre evanjegue, tem malafeitas, ronronares, pedirmaiscedos de jatinhos...de cinco milhas de dólares pra cima!Empossadas as dondocas, empregados os socialistas, sobraram mais demagogias conservantistas para os pobres e classe médias, bregas como são no geral, repetirem pras crianças e jovens a pseudocristandade, cujo dogma central é o sangue e o assassinato.

EXPLICAR RACIONALMENTE COMO UM DEUS INFINITO, DE PRESUMIDA PERFEIÇÃO, CUJA CARACTERÍSTICA PRINCIPAL É EM NADA SE LIMITAR OU FALTAR...PODE SE OFENDER E APLACAR COM O ASSASSINATO DO PRÓPRIO FILHO E DERRAMAMENTO DE TODO O SEU SANGUE ... é pra próxima lição do ensino religioso na escola, que começa depois do carnaval. Amém.
Cristão de mente jumental disse…
Desconexão e ruptura da nitroglicerina do meu retalho nazibiblimitológico.
Anônimo disse…
O caráter pode ser definido como o resultado do conjunto de qualidades morais individuais.
De acordo com a índole ou educação,há pessoas de caráter e pessoas de mau caráter e isso nada tem a ver com ensino religioso.Muitos dos chamados indivíduos de mau caráter estão justamente dentro das religiões e igrejas praticando os mais sórdidos crimes e é justamente a religião que vive a patrulhar a vida dos outros diuturnamente.
Anônimo disse…
Os religiosos quando estão sem argumentos partem para a agressão.É fácil desmascarar essa turma basta contradizer suas teses com bons argumentos e eles começam a prevaricar,ironizar,xingar,ofender....
Coisa de PERDEDOR.
Anônimo disse…
Meu, essa coisa de religião em escola, num dá ninguém, véhi, todo mundo sai da sala, praticamente não é obrigatório. Tem a turma que diz que não quer assistir e pronto. Ano passado, por exemplo, a "matéria" chegou ao debate entre PT e Serra, Deus e o diabo, nordestinos e paulistas. Respectivamente.
Anônimo disse…
É deviam acabar com essa merda de ensino religiooso mesmo nas escolas trocar isso por algo mais proveitoso.porcaria não produz nada de proveito que não seja sujeira.
Anônimo disse…
Ora, ora, ora, a nazikatholik troll, que muda de sexo fingindo que é homem, quando é na verdade uma inteligente discípula de Orlando Fedelho, ex-TFP, e cujo fake as vezes é Thiago, mas todo mundo sabe que é a esperta Ariadne, resolve agora atacar a ordem De Molay como financiadora de conchavos e prejudicadora de carreiras...Traiu-se querida, só mesmo a sua carreira de intemeleca frustrada, pela sua temeridade de afirmar ser Olavo de Carvalho um filósofo brasileiro lhe desgraçou...Não o bullyng acadêmico que você alega fizemos contra você...Por que não ficou em Portugal, se lá era tão bom? Mais cuidado com o vazamento, querida.
Goteira!
Mateus Caruccio disse…
Nao adianta. Qualquer blog com comentarios abertos ao "povão" acaba na valeta... A internet deveria exigir "carteira de habilitação" dos usuários.
Ricardo disse…
caruccio,

Se a internet exigisse "carteira de habilitação" não teria usuários. Noventa por cento do que se escreve na web é merda. Cabe ao usuário criterioso filtrar o que lê, sob o risco de sofrer um colapso nervoso.
Anônimo disse…
Imperdoável é, num Estado laico, lermos, no preâmbulo da Constituição brasileira, que "Nós, representantes do povo brasileiro, (...) promulgamos, sob a proteção de Deus"; além de encontrarmos, em diversas repartições públicas, tribunais, casas legislativas, etc,crucifixos e outras representações cristãs, desprezando todos os outros credos não-cristãos, abundantes neste Brasil continental e multicultural, o que revela um enorme desrespeito à diversidade e à histórica tolerância deste País.
Anônimo disse…
Ensino religioso não traz nada de valioso e prático para a vida cotidiana das pessoas pois é fabuloso e fantasioso.
Anônimo disse…
lukretia,

Calma SANTA! Fica brava não! Não quiz te ofender, pois na verdade não te considero atoa, digo atéia e sim uma "SANTA" sobre a proteção do "ILUMINADO" Paulo Lopes...
Anônimo disse…
Crentinho,ao invés de ficar defendendo o indefensável e atacando inutilmente os outros trollando todo mundo com humor de quinta e ironia baratíssima vai dar uma visitinha no post sobre a tragédia no Japão.Se fores bom de argumento,o que não parece,explica razoalmente bem o motivo daquela brincadeirinha de péssimo gosto de fanáticos religiosos de uma comunidade crentóide imbecil do orkut sobre o tsusami no Japão.
THiAGO disse…
Concordo plenamente quando alguém acima disse que os comentários "acabam na valeta". Esses laiscistas fazem questão de descer o nível a todo momento, e utilizando os termos mais esdruxulos... Sugiro manterem a fleuma ou pelomenos o respeito!
Anônimo disse…
Quem abaixa o nível absurdamente são os religiosos mas para eles eu deixo a frase de José Guilherme Mequior.
NENHUM EXÍLIO PODE SERVIR DE ÁLIBI PARA A ESTERILIDADE INTELECTUAL.
Repito,os piores ataques que eu li aqui neste blog em diversos posts partiram de RELIGIOSOS CRISTÃOS.
Anônimo disse…
Esdrúxulo é inventar uma mentira sofismática sugerindo existir uma tal aliança ateus-gays-céticos-agnósticos para destruir a fé cristã e para subsequente implementação de um regime de permissividade sexual onde até a pedofilia e a bestialidade estariam legalizadas.ISTO sim é jogar qualquer debate na valeta e tem sido estratagema recorrente aos religiosos.
Anônimo disse…
Esdruxulice é fazer uso de um sarcástico,indecoroso,impolido e falso eufemismo para referir-se ao particular das intimidades sexuais alheias como o fazem alguns religiosos de forma bem deselegante neste post e em outros deste blog.
Um camarada que chegou ao STF através das armações do Sarney e Lobão... ÓBVIO que vai falar merda. Tá lá por esquema e não por competencia.

Esperavam o que? Uma analise decente sobre o assunto? Ele vai entrar no populismo e ficar do lado da maioria bitolada evangelica.
Anônimo disse…
As tais esdruxulices subracitadas pelo senhor religioso como desfiguração do debate eu retruco o desmascaramento da pseudofé.
Acredito que existem mudanças mais urgentes a fazer como sensibilização para uma neutralidade dessas vias de ritos psicodegradativos e de subpragmatizações de uma radicalidade de posturas e para um convívio pacífico,menos agressivo.Céticos e crentes,religiosos e irreligiosos,gays e héteros e entedimento de todas as nuances e pluralidades humanos visando a uma maior tolerabilidade com as diferenças.
As questões de crenças,religiões,sexualidades e orientação sexual,combate ao bullyinge cidadania e civilidade não podem ficar de fora.
Anônimo disse…
Esse bitolismo evangelicista não pode predominar de modo algum.Isso seria antidemocrático.
Anônimo disse…
A laicidade escolar é imprescídivel.
Sugerir uma engedrar uma aliança ateísta com gays e outros para engessar ou enganchar a possibilidade de estabelecimento de uma didática escolar religiosa exclusivista.Pecado para religioso tem uma significação para quem não é tem uma outra.Para religiosos é a transgressão de algum preceito.Agora,para os que não são religiosos ou não pertencem a alguma igreja pecado tem outra simbolicidade.Sua emblematicidade e significado divergentes do sentido dado pelos primeiros.Para ateus e céticos ou irreligiosos pecado provavelmente nem existe.
Anônimo disse…
Não existe aliança alguma para obstar religiosidade de ninguém.Isso é rídiculo.
Anônimo disse…
Religião é bagulho.Não presta pra nada que preste a não ser para domínio de massas.
Anônimo disse…
Corrigindo
Sugerir que se quer engendrar uma aliança entre ateus,gays etc para intentar engessar ou enganchar a possibilidade de uma didática escolar religiosa é estupidez.
A laicidade da escola é imprescindível.
brito (@kbritu) disse…
Acredito que o foco aqui é o Ensino Religioso nas Escolas Públicas. Então, o Sr.ex ministro do STF Eros Roberto Grau, foi no mínimo inconveniente ao defender a parte que lhe convinha sobre o Art.33 da L9394/96
Aqui na íntegra
Art. 1º O art. 33 da Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com a seguinte redação:

"Art. 33. O ensino religioso, de MATRÍCULA FACULTATIVA, é parte integrante da formação básica do cidadão e constitui disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental, assegurado o respeito à DIVERSIDADE cultural religiosa do Brasil, vedadas quaisquer formas de PROSELITISMO.

§ 1º Os sistemas de ensino regulamentarão os procedimentos para a definição dos conteúdos do ensino religioso e estabelecerão as normas para a habilitação e admissão dos professores.

§ 2º Os sistemas de ensino ouvirão entidade civil, constituída pelas DIFERENTES DENOMINAÇÕES religiosas, para a definição dos conteúdos do ensino religioso."

Art. 2° Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 3° Revogam-se as disposições em contrário.

Brasília, 22 de julho de 1997; 176º da Independência e 109º da República.



MATRÍCULA FACULTATIVA. a criança não é obrigada a assistir estas aulas, isenta de reprovação seja por frequência ou média.

Assegura a DIVERSIDADE CULTURAL RELIGIOSA do Brasil, e não somente uma forma de crença(ensino cristão) como se costuma fazer.

Algumas coisas sobre PROSELITISMO
O proselitismo (do latim eclesiástico prosélytus, que por sua vez provém do grego προσήλυτος) é o intento, zelo, diligência, empenho ativista de converter uma ou várias pessoas a uma determinada causa, ideia ou religião (proselitismo religioso).
Durante a visita ao Brasil, o Papa usou o conceito de “proselitismo” três vezes. Em duas delas, na fala aos bispos reunidos na Catedral da Sé, Bento XVI se referiu à abordagem de “seitas cristãs”. Na terceira, durante a missa campal no Santuário Nacional de Aparecida, recorreu à idéia para negar que a Igreja Católica seja “proselitista”, com intenção de marcar contraste exatamente com as “seitas” às quais havia se referido na Sé.( é, e nós acreditamos! )

Vamos fazer valer a lei a nosso favor também.
Como Prof. de História eu acredito que aulas de religião terão valia se forem ensinadas por professores preparados, e capazes de manter uma neutralidade de credo em sala de aula, assim como o conteúdo didático ser diverso, ensinando sobre as mais diversar formas de crenças no brasil, respeitando o aluno e suas crenças.
Sou Ateu. Porém, não sou contra ter religião, sou contra enfiar religião guela abaixo.
Anônimo disse…
Pelos comentários nota-se que vocês não sabem o que é esta disciplina e seu ensino na escola. Apesar de trabalhar com matemática vejo que a professora na escola trabalha valores,uso de drogas, educação, como se deve comportar em sociedade entre outros, já que não precisa ser professor para saber que as famílias não fazem mais esse papel.Graças a Deus sou CATÓLICA e somos uma igreja organizada na evangelização e não precisamos de pagar e exirgir de autoridades a imposição religiosa. Não vivemos mais na idade Média onde a Igreja e o Estado caminhavam juntos. Tenho uma grande preocupação no fato de que se a família não passa esses valores e a escola também não como é que essas crianças e adolescentes vão aprender isso? Com um traficante de drogas ou de sexo? Cuidado, talvez dar uma de intelectual ou moderno demais pode ser perigoso tanto como cavar nossa própria sepultura......
Mauro disse…
Eu sou a favor do ensino religioso nas escolas,mas somente a religião do ''Unicórnio Rosa Invisível''.A unica religião verdadeira do universo, "Como todas as religiões, a Sagrada Religião do Unicórnio Rosa Invisível se baseia tanto na Lógica como na Fé. Temos Fé que Ele é Rosa; pela Lógica sabemos que é Invisível, porque não podemos vê-Lo."
Aceitem a ''URI'' e todos serão felizes. hehehehheh
Headbanger Ateu disse…
Ensino Religioso em escolas públicas não tem lugar em um estado laico. O preâmbulo constitucional é passível de alteração e não há nenhum motivo lógico para não alterá-lo. O art 210 § 1° não é cláusula pétrea, logo, sendo passível de alteração por meio de emenda. O preâmbulo constitucional entra em conflito, no que se diz respeito ao laicismo do Estado, com o artigo 19, inciso I. Trata-se de questão a ser formalmente discutida.

Nada se ganha com a difusão do ensino religioso em escolas públicas, muito menos com a iconoclastia religiosa nas mesmas e em outras repartições públicas. Há apenas mera contradição e violação ao laicismo do estado. A educação nas escolas públicas não deve tratar de religiões. É direito inviolável e constitucional não nos interessarmos por elas. Cabe às instituições religiosas o ensino das religiões, em seus devidos locais de culto. Que são também assegurados pela CF.

Não há razão para que as leis, na prática, não sejam obedecidas e apenas privilegiem uma maioria. A invocação de que as maiorias brasileiras são católicas ou evangélicas não pode ser utilizada em desrespeito à liberdade de qualquer pessoa. Sejam religiosos de outros credos, sejam ateus e agnósticos.


Basta de proselitismo religioso! Basta de corrupção, ignorância, preconceito e má qualidade de educação! Viva o Estado Laico! Exija sua prática, pois em teoria ele já existe! Mobilize-se! Lugar de religião é na igreja!
Anônimo disse…
Isso só podia partir da cabeça de um b**** de um icariano, que temn titica no lugar do cérebro, afinal ele usa o coração para pensar, se usasse o cérebro, seria outro pretexto argumentativo. Por que será que esses icarianos preferem a hipocrisia à assumir seus erros ideológicos? Primeiro menciona estado laico, depois acha que é estado ateu, pois é: mais uma contra a ICAR. Igreja Católica justa com o estado laico? Quanta contradição!
Anônimo disse…
"Eros Grau é Católico"
Maneira interessante de tentar desacreditar as declarações de Eros Grau. Se é católico é parcial.
Mas porque o dono do blog não declara a ideologia de cada um que escreve aqui?
O raciocínio é: todos os que defendem o catolicismo o fazem porque são católicos e, logo, suspeitos. Por outro lado, os que escrevem contra são seres superiores que não seguem qualquer religião ou ideologia e, logo, apenas proferem opiniões isentas.
Realmente é muita seriedade e isenção.
Anônimo disse…
materias como geografia, portugues, ciencias, matematica, etc. nao nos conduz a pensar se vamos para um inferno ou para um paraíso???
é a materia religião?? te conduzira a chegar em qual raciocino???!!!????!!!
Anônimo disse…
Seria legal ensino religioso ensinar a historia e os pensamentos religiosos de varias religioes. Mostra tambem comparando a evolucao historica ao lado da religiao e quantos morreram em nome da fé. Isso faria aumentar o numero de atues.
Anônimo disse…
A pessoa critica o Vaticano de esquemas e fala garbosamente que seu pai foi da ordem DeMolay, que faz exatamente o que critica.

E ainda tem a cara-de-pau de chamar os outros de hipócrita?

Neste país tá é precisando de hospício!
Anônimo disse…
Vital Silva:
Fingir imparcialidade só serve pra enganar os coitados que acreditam nela.
Wikipédia disse…
Religião (do latim religare, significando religação com o divino
Anônimo disse…
O Brasil é um pais LAICO. A liberdade de pensam ento e de culto esta em nossa Constituição. O Ensino Religioso deve ser ministrado nas Escolas Brasileiras por professores com formação pedagógica. O Ensino Religioso e não Ensino da Religião. Religião se estuda nas Igrejas e organizações religiosas. O que desejo deixar claro, é a necessidade dos estudantes a ter este contato com o Ensino Religioso de maneira constitucional, um conhecimento das religiões e sua participação na sociedade e sua influência. Oa Brasil é um Pais laico, e como laico, deve respeitar os principios da liberdade. Jabes Oliveira Moura-Ph.D em Administração de Negócios e Doutor em Educação
Anônimo disse…
Ele me lembra muito a linha de raciocínio seguida pelo comentarista Willian Papp, aqui do blog!
Anônimo disse…
anônimo, você deve ser um santo! E, provavelmente, a Igreja Católica é a única que salva, e não a fé!
A inquisição deve ser uma mera fábula!
Os escândalos no Vaticano são intrigas das outras denominações!

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Nova espécie de ave descoberta na Caatinga tem origem em variações do São Francisco

BC muda cédulas do real, mas mantém 'Deus seja Louvado'

Louvação fere o Estado laico determinado pela Constituição  O Banco Central alterou as cédulas de R$ 10 e R$ 20, “limpou” o visual e acrescentou elementos de segurança, mas manteve a expressão inconstitucional “Deus seja Louvado”.  As novas cédulas, que fazem parte da segunda família do real, começaram a entrar em circulação no dia 23. Desde 2011, o Ministério Público Federal em São Paulo está pedindo ao Banco Central a retirada da frase das cédulas, porque ela é inconstitucional. A laicidade determinada pela Constituição de 1988 impede que o Estado abone qualquer tipo de mensagem religiosa. No governo, quanto à responsabilidade pela manutenção da frase, há um empurra-empurra. O Banco Central afirma que a questão é da alçada do CMN (Conselho Monetário Nacional), e este, composto por um colegiado, não se manifesta. Em junho deste ano, o ministro Marco Aurélio, do STF (Supremo Tribunal Federal), disse que a referência a Deus no dinheiro é inconcebível em um Estado moderno, cuja

AdSense desmonetiza página do texto 'Ateísmo significa libertação do medo do sobrenatural'

Pastores do Malafaia têm salário de até R$ 20 mil, casa e carro

Pastores mais habilidosos  estão sendo disputados  pelas igrejas Silas Malafaia, 53, informou que o salário dos pastores de sua igreja, a Assembleia de Deus Vitória em Cristo, vai de R$ 3.000, para iniciantes, a R$ 20.000, com benefícios que incluem casa mobiliada, escola para filhos e plano de saúde. Pastores com experiência têm direito a carro do ano. É a primeira vez que um líder religioso neopentecostal revelou o salário dos pastores. Na falta de maiores informações, os valores citados por Malafaia podem ser tomados como referência do mercado de salários dos pregadores da Bíblia. As perspectivas desses profissionais são as melhores possíveis, considerando que não precisam ter formação universitária. Um professor de ensino médio não ganha tanto, nem sequer um médico em início de carreira, por exemplo. “Mas é preciso saber ler a Bíblia, pregar, explicar”, disse Malafaia à jornalista Daniela Pinheiro, que escreveu para a revista Piauí de setembro reportagem sobre o pastor.

Em vídeo, Malafaia pede voto para Serra e critica Universal e Lula

Malafaia disse que Lula está fazendo papel de "cabo eleitoral ridículo" A seis dias das eleições, o pastor Silas Malafaia (foto), da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, gravou um vídeo de 8 minutos [ver abaixo] pedindo votos para o candidato à prefeitura de São Paulo José Serra (PSDB) e criticou a Igreja Universal e o ex-presidente José Inácio Lula da Silva. Malafaia começou criticando o preconceito que, segundo ele, existe contra pastor que emite opinião sobre política, o mesmo não ocorrendo com outros cidadãos, como operários, sindicalistas, médicos e filósofos. O que não pode, afirmou, é a Igreja, como instituição, se posicionar politicamente. “A Igreja é de Jesus.” Ele falou que tinha de se manifestar agora porque quem for para o segundo turno, se José Serra ou se Fernando Haddad, é quase certeza que será eleito, porque Celso Russomanno está caindo nas pesquisas por causa do apoio que tem recebido da Igreja Universal. Afirmou que apoia Serra na expectativa de

Livro conta em 300 páginas histórias de papas das quais poucos sabem

Padre explica seu vídeo sobre mulher apanha porque quer

O padre cantor Fábio de Melo tem tentado nos últimos dias, nas redes sociais, rebater as acusações de que é machista.

Eleição de Haddad significará vitória contra religião, diz Chaui

Marilena Chaui criticou o apoio de Malafaia a Serra A seis dias das eleições do segundo turno, a filósofa e professora Marilena Chaui (foto), da USP, disse ontem (23) que a eleição em São Paulo do petista Fernando Haddad representará a vitória da “política contra a religião”. Na pesquisa mais recente do Datafolha sobre intenção de votos, divulgada no dia 19, Haddad estava com 49% contra 32% do tucano José Serra. Ao participar de um encontro de professores pró-Haddad, Chaui afirmou que o poder vem da política, e não da “escolha divina” de governantes. Ela criticou o apoio do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus do Rio, a Serra. Malafaia tem feito campanha para o tucano pelo fato de o Haddad, quando esteve no Ministério da Educação, foi o mentor do frustrado programa escolar de combate à homofobia, o chamado kit gay. Na campanha do primeiro turno, Haddad criticou a intromissão de pastores na política-partidária, mas agora ele tem procurado obter o apoio dos religi

A física moderna sugere que o tempo não avança, é apenas uma ilusão