Pular para o conteúdo principal

Mulher fumante tem mais chance de adquirir transtorno mental

As fumantes correm maior risco de sofrer de TMC (Transtorno Mental Simples) em relação àquelas que não fumam. E as que sofrem desse tipo transtorno têm maior predisposição para adquirir o vício de fumar. O TMC é caracterizado por sintomas como esquecimento e dificuldade de concentração.

Essa é a conclusão da pesquisa de mestrado da psicóloga e mestre de saúde pública Danuta Medeiros. Ela constatou que entre os homens o tabagismo não funciona como agravante para a ocorrência do TMC.

A pesquisa teve como base 3.350 entrevistas domiciliares com homens e mulheres com idade a partir de 16 anos feita em 2003 pelo serviço municipal de saúde de São Paulo.

O TMC é de difícil diagnóstico porque seus sintomas passam despercebidos ao serem confundidos com os da ansiedade, insônia e dor de cabeça, por exemplo.

Para Danuta, a constatação de que as fumantes estão mais afeitas à doença poderá ajudar os médicos no diagnóstico, além orientar as autoridades nas campanhas de prevenção.

Ela lamenta que a associação entre esse tipo de transtorno e ao tabagismo seja visto como “frescura” pelo senso comum.

Com informação da Agência USP.

maio de 2010

Comentários

Anônimo disse…
Transtorno mental acompanhado de um cancer no pulmão....

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Deputado estadual constrói capela em gabinete. Ele pode?

Ateu manda recado a padre preconceituoso de Nova Andradina: ame o próximo

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Mescla da política e religião intimida ateus no Brasil. E defendê-los e defender a razão

No noticiário, casos de pastores pedófilos superam os de padres

Padre associa a tragédia das enchentes ao ateísmo de gaúchos. Vingança de Deus?

Como as memórias são armazenadas em nosso cérebro?

Marcha para Jesus no Rio contou com verba de R$ 2,48 milhões

A prefeitura do Rio de Janeiro liberou R$ 2,48 milhões para a realização ontem (sábado, 19) da Marcha para Jesus, que reuniu cerca de 300 mil evangélicos de diferentes denominações. Foi a primeira vez que o evento no Rio contou com verba oficial e apoio institucional da Rede Globo. O dinheiro foi aprovado para a montagem de palco, sistema de som e decoração. O pastor Silas Malafaia, um dos responsáveis pela organização da marcha, disse que vai devolver R$ 410 mil porque o encontro teve também o apoio de sua igreja, a Assembleia de Deus Vitória em Cristo. “O povo de Deus é correto”, disse. “Quero ver a parada gay devolver algum dinheiro de evento.” Pela Constituição, que determina a laicidade do Estado, a prefeitura não pode conceder verba à atividade religiosa. Mas o prefeito Eduardo Paes (PMDB), que compareceu à abertura da marcha, disse que o seu papel é apoiar todos os eventos, como os evangélicos e católicos e a parada gay. A marcha começou às 14h e contou com sete trios