Fumo é a causa de 40% das mortes de mulheres com até 65 anos

da Agência Brasil

Mulher fumante No Brasil, 40% das mortes de mulheres com menos de 65 anos são causadas pelo consumo de tabaco. A informação é Inca (Instituto Nacional do Câncer).

Por isso as entidades envolvidas na campanha do Dia Mundial sem Tabaco deste ano (31 de maio) vão dar ênfase às consequências do fumo na saúde das mulheres.  

A campanha vai chamar a atenção sobre as estratégias que a indústria do tabaco usa para atingir as mulheres. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), elas hoje são o principal alvo da campanha publicitária dos fabricantes de cigarros.

O cigarro mata por ano mais de 5 milhões de pessoas - entre as quais 1,5 milhão de mulheres.
Se não forem tomadas medidas urgentes, alerta a OMS, o uso do tabaco poderá matar mais de 8 milhões de pessoas até 2030, das quais 2,5 milhões serão mulheres. A maior incidência será entre a população de baixa renda.

O mundo tem 1 bilhão de fumantes - entre eles, 200 milhões de mulheres.

Enquanto o tabagismo cai entre os homens, em alguns países aumenta o número de mulheres fumantes.

A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), realizada em 2008 pelo IBGE, mostra que no Brasil o tabagismo está caindo. Mas queda é menor entre as mulheres do que entre os homens.

Vídeo usa imagens fortes em campanha antitabagista
setembro de 2009

Mais sobre o cigarro.