Para um quarto dos americanos, religiões estimulam o ódio

25% não se lembraram
nada de bom das igrejas
Um quarto dos americanos apontou como efeito mais negativo das religiões cristãs a fomentação do ódio, fanatismo, intolerância e falta de compaixão.

Foi o que apurou pesquisa feita por telefone com 1.000 adultos entre os dias 16 e 22 de agosto pelo The Barna Group, entidade que que se dedica ao acompanhamento da religiosidade nos Estados Unidos.

Os pesquisadores não induziram os entrevistados a se manifestar de maneira positiva ou negativa. As perguntas foram neutras.

Os evangélicos (48% do total deles) se mostraram os mais críticos quanto às distorções causadas pela igreja.

Do total dos entrevistados, 19% citaram como contribuição positiva o fato de os cristãos ajudarem os  pobres. Nesse percentual,  os evangélicos tiveram pouco peso: apenas 11% deles destacaram esse tipo de  assistência social.

Entre todos entrevistados, ou seja, entre as pessoas das mais diversas religiões, incluindo as não cristãs, 25% disseram não se lembrar de qualquer contribuição positiva para a sociedade dos cristãos nos últimos anos e 11% afirmaram que não houve nada de bom.

Com informação do Christian Post.





Pastor diz que sua igreja é para hipócritas e fracassados
outubro de 2010

Estatística das religiões.


Comentários

  1. Os outros tres quartos devem achar que os ateus estimulam mais a violência.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo10/26/2010

    A biblia é um manual de :

    ODIO
    INVEJA
    PEDOFILIA
    INCESTO
    ESCRAVIDÃO
    HOMOFOBIA
    MACHISMO
    VIOLENCIA
    INTOLERANCIA etc etc

    Um dos livros mais abominaveis da humanidade e ainda por cima mentiroso porque segundo ele o mundo tem por volta de 6 mil anos.........muito aquem dos 13 bilhões de anos que a ciencia prega...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo10/23/2012

      a ciência não prega, ela se baseia em pesquisas para chegar às conclusões.

      Excluir
    2. São aproximadamente 4,6 bilhões...

      Excluir
  3. Anônimo4/12/2011

    Isso significa que o amigo de cima nunca leu a bíblia e ainda trata teologia com base em contos de fada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo7/09/2012

      concordo com vc a maioria dos ateus ou anti-biblicos nunca leram ela e criticam baseando em historias....

      Excluir
    2. Anônimo10/23/2012

      Muito pelo contrário. Se a gente critica a bíblia é porque já a leu e conhece cada pedaço daquele conto de fadas. Eu APOSTO que vocês é que nunca leram a bíblia pra poderem continuar seguindo com suas crenças.

      Excluir
  4. Anônimo4/12/2011

    Nossa, ele está comparando um livro escrito a pelo menos 2400 anos atrás com a ciência conteporânea. É um anacronismo que demonstra uma total ignorância epistemológica. Vá estudar amigo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo10/23/2012

      O que esses dois termos (anacronismo e ignorância epistemológica) têm a ver entre si nessa sua sentença? Não se faça de esperto se não sabe nem o que tá falando. Por que você considera um livro antigo como possuidor de toda a verdade? Temos pergaminhos egípcios MAIS ANTIGOS QUE A BÍBLIA venerando os deuses egípcios e nem por isso vemos pessoas venerando-os. Tudo isso é mitologia, cristianismo é só uma mitologia contemporânea, daqui a alguns anos o veremos apenas como uma mitologia do passado, onde pessoas doidas acreditavam em homens brotando do barro e mulheres de costelas.

      Excluir
  5. É bom lembrar que não são apenas as religiões cristãs que estimulam o preconceito e o ódio.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Historiadora diz que Moisés não existiu. E sofre ameaças de morte