CRM condena Abdelmassih em mais um caso de abuso sexual

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, em reunião plenária do dia 3 deste mês, condenou Roger Abdelmassih à pena de cassação do exercício profissional ad referendum em processo de conduta ética no qual a ex-paciente e advogada Crystiane Cardoso de Souza (foto), do Rio, figura como vítima de abuso sexual.

Trata-se da segunda condenação do CRM ao especialista em fertilização in vitro. A primeira ocorreu no dia 23 de julho – a vítima desse caso pediu que o seu nome não seja divulgado.

Na cassação de agora, Abdelmassih foi enquadrado em seis artigos do Código de Ética Médica da resolução do CFM (Conselho Federal de Medicina) 1.246/88.

Dois artigos são do capítulo dos direitos humanos, o 42 (“praticar ou indicar atos médicos desnecessários ou proibidos pela legislação do país”) e o 55 (“usar da profissão para corromper os costumes, cometer ou favorecer crime”).

Três artigos fazem parte do capítulo da relação do médico com pacientes e seus familiares: o 56 (“desrespeitar o direito do paciente de decidir livremente sobre a execução de práticas diagnósticas ou terapêuticas, salvo em caso de iminente perigo de vida”), o 63 (“desrespeitar o pudor de qualquer pessoa sob seus cuidados profissionais”) e o 65 (“aproveitar-se de situações decorrentes da relação médico/paciente para obter vantagem física, emocional, financeira ou política”).

O sexto artigo, o de número 98, refere-se ao capítulo da remuneração profissional: “Exercer a profissão com interação ou dependência de farmácia, laboratório farmacêutico, ótica ou qualquer organização destinada à fabricação, manipulação ou comercialização de produto de prescrição médica de qualquer natureza, exceto quando se tratar de exercício da Medicina do Trabalho”.

Crystiane disse que se sentiu “confortada em saber que o CRM reconheceu” a verdade dela ao decidir por unanimidade pela “cassação do registro desse monstro chamado Roger Abdelmassih”.

Agora, ela aguarda a sentença criminal que deverá ser anunciada até o final de setembro pela juíza Kenarik Felippe, da 16ª Vara Criminal de São Paulo.

Mais de cinquenta pacientes acusam Abdelmassih na Justiça de abuso sexual. O ex-médico afirma ser inocente. Ele ficou preso preventivamente de 17 de agosto a 23 de dezembro de 2009.

Crystiane foi uma das poucas mulheres que saíram do anonimato para tornar pública a sua acusação, em reação a uma das alegações de Abdelmassih de que estava sendo denunciado por ex-pacientes “sem rosto”.

No começo de 2009, Crystiane fez o seguinte relato à revista Gloss: “[O médico] passou a mão nos meus seios, na minha vagina e chegou a colocar o pênis para fora [da calça]. Graças a Deus neste momento alguém tentou entrar no quarto. Ele me soltou e corri para o banheiro. Fiquei lá, chorando.”

Antes de sair a primeira condenação, Abdelmassih protocolou no CRM pedido de renúncia à medicina, o que foi interpretado por advogados como uma manobra para se livrar do tribunal de ética da entidade, mantendo aberta uma brecha para uma possível volta à atividade médica. O pedido não foi aceito.

O ex-médico poderá recorrer das duas condenações – até agora – do CRM. Quando foi anunciada a primeira cassação, um dos advogados de Abdelmassih disse que seu cliente faria uso do direito da apelação.

A este blog, Crystiane disse: “Após lavar a minha alma através da denúncia, consegui me livrar do monstro que ainda atormentava a minha mente e finalmente tive a coragem de me submeter a outro tratamento de fertilização e estou grávida de trigêmeos”.

CRM comunica a Crystiane a cassação do médico

Comentários

Anônimo disse…
Parabens Crystiane!

Parabens pelo seu processo junto ao CRM e pela gravidez!!!
Isabella disse…
Que máximo, Crystiane, comemore quadruplamente! Parabéns por tudo.
Anônimo disse…
Cada vez mais tenho nojo desse velho doente.
Mas a justiça está sendo feita. Parabéns Crystiane. Por tudo. Valeu a pena.
Anônimo disse…
Obrigada por sua coragem e determinação.Parabens pelos trigemeos.....!
vana386 disse…
MEU NOME ,VANUZIA LEITE LOPES(VANA LOPES)

PARABENS CRYSTIANE!!!ESTA CONDENACÃO EH UM ACALANTO AOS NOSSOS PRANTOS.

SEGUE UM COMENTARIO QUE FIZ ANTERIORMENTE ABAIXO POIS ES CRYSTIANE UMA PESSOA ILUMINADA COM A GRACA DE DEUS!!!

A SEGUIR TRANSCREVO COPIA DO MEU COMENTARIO EM OUTRA NOTICIA=

MEU NOME,VANUZIA LEITE LOPES(APELIDO VANA LOPES)

SE AINDA VALE A PENA COMENTAR ALGO SOBRE este sujeito roger abdelmassih,

APENAS PENSO QUE esta criatura QUERIA poder ,dinheiro ,brilho!!!EU CREIO QUE ...SE PUDESSEMOS BRILHAR ,TODOS NESTE PLANETA , COMO UMA VELA ACESA...APENAS UMA VELA...O SOL SERIA DESNECESSARIO.

SENDO ASSIM,EXISTE APENAS UMA LUZ INIMAGINAVEL,QUE EH DO NOSSO CRIADOR POR QUEM ME CURVO DIARIAMENTE.TENHO CERTEZA QUE DEUS IRA ILUMINAR A JUIZA PARA QUE ELA PERCEBA O QUANTO EH IMPORTANTE A SENTENCA PARA NOS,VITIMAS,QUE CALADAS ESTAMOS ESPERANDO..ESPERANDO...

QUANTO AOS BENS deste sujeito(LETRA MINUSCULA DE PROPOSITO por ser ele um ser pequeno),CREIO QUE ele NUNCA TERA DINHEIRO SUFICIENTE PARA PAGAR OS DANOS IRREPARAVEIS QUE TIVEMOS.PENSO QUE TODAS NOS QUEREMOS JUSTICA NO SEU SENTIDO MAIOR,ISTO SIGNIFICA ELE ENCARCERADO!!!

E TENHO FE QUE DEUS VAI ILUMINAR A JUIZA PARA QUE A MESMA TOME A DECISAO MAIS JUSTA POSSIVEL.ENFIM O QUE EU QUIZ DIZER EH QUE PODEMOS BRILHAR COMO MUITOS DE NOS NESTE MUNDO JA BRILHARAM E AINDA BRILHAM,TODAVIA JAMAIS DEVEMOS TER A PRESUNCÃO DE SERMOS INATINGIVEIS EM NOSSOS ERROS.

- A JUSTICA NÃO EH CEGA...MIOPE ..AS VEZES..MAS ELA VIRA..TENHO CERTEZA.

PS= SE esta pessoa,roger,ACREDITA QUE AINDA PODE ESCREVER UM LIVRO...AH MEU DEUS...ATE AGORA ele AINDA CONTINUA SE ACHANDO INOCENTE,VITIMA!!!ele eh sim, PRESUNCOSO ,SOBERBO,E UM criminoso COVARDE ,MOTIVO MAIOR PARA SER SENTENCIADO.

OBS= A GRAVIDEZ da dona larissa,FOI PREMEDITADA, por ele,PARA COMOVER..PARA SER UM ALVARA DE SOLTURA...QUE PENA TENHO DESTA CRIANCA.
Anônimo disse…
Por mais que seja justa a nossa causa, é necessário que a justiça esteja dentro de nós. (Agostinho Neto). Não é destilando ódio, revolta, que irão conseguir fazer justiça, a qual na visão equivocada do senso comum é vingança. Já entregaram à Justiça, por que não aguardam a reparação do dano segundo os meios legais? Cuidado com todo esse ódio inútil porque isso dá câncer...
Anônimo disse…
ACredito na inocencia do Dr. Roger, trabalhei na clinica por varios anos, em alguns desses na relação direta com a paciente e nunca vi nada, aliás não tinha chance e tempo de acontecer essas coisas...