Papa nomeia arcebispo para limpar ordem de padre devasso

da AFP 

O Papa Bento XVI nomeou nesta sexta-feira o arcebispo Velasio de Paolis (foto), especialista em direito e economia, comissário dos Legionários de Cristo, com a finalidade de endireitar a influente congregação e desmontar o controvertido sistema de poder de seu fundador, o falecido mexicano Marcial Maciel, afastado por pedofilia.

O novo "delegado pontifício" da congregação mexicana é de nacionalidade italiana, tem 74 anos e ocupava o cargo de presidente da Prefeitura para Assuntos Econômicos da Santa Sé, um espécie de Ministério da Economia do Vaticano.

O anúncio de sua nomeação foi feito na sala de imprensa do Vaticano, em um comunicado de duas linhas, que também anunciou que o pontífice se encontra de férias em Castel Gandolfo, em Roma.

De Paolis, que durante cinco anos, até 2008, foi secretário do Supremo Tribunal da Santa Sé, conta com uma notável experiência no campo jurídico e econômico e deverá colocar em ordem o enorme patrimônio econômico da entidade religiosa, cujo fundador, o mexicano Marcial Maciel, foi acusado de abusos sexuais.

Pouco conhecido pela imprensa, ele figura entre os religiosos próximos ao secretário de Estado, Tarcisio Bertone, e terá o espinhoso trabalho de controlar diretamente a congregação ultraconservadora, presente em quase todos os países latino-americanos, além da Espanha e Itália.

O Papa anunciou em maio que iria nomear um delegado externo para os Legionários com o objetivo de "acompanhar e ajudar" a congregação "no caminho da purificação", depois de ter comprovado o "comportamento objetivamente imoral" de seu fundador.

O padre Maciel, morto em 2008, aos 87 anos, foi denunciado por abusos sexuais de menores e manteve relacionamentos com duas mulheres, com as quais teve vários filhos.

Maciel, que até a sua morte dirigiu com mão de ferro os Legionários de Cristo, congregação fundada em 1941 no México, era pai de uma menina, fruto de um relacionamento secreto, cuja existência foi reconhecida em 2009.

De Paolis substitui o superior geral, o mexicano Álvaro Corcuera, cujo futuro não foi definido no comunicado.

Não se exclui a possibilidade de outros altos dirigentes da Legião, muitos deles mexicanos, sejam substituídos.

Em 1º de maio deste ano, Bento XVI anunciou a reformulação da Legião e de sua ala laica, o Regnum Christi, e condenou firmemente a vida "sem escrúpulos" de Marcial Maciel depois de receber o informe dos bispos que realizaram a inspeção.

Entre os assuntos que De Paolis deverá encarar estão os regulamentos autoritários da entidade e a total obediência imposta pelo fundador aos membros.

O Vaticano advertiu em maio que vai redefinir o carisma da congregação, "revisar o exercício da autoridade, que tem que estar a par da verdade" e "preservar a fé entusiasta e o zelo missionário dos jovens".

A Santa Sé destaca que "grande parte" dos membros da congregação desconhecia os danos causados pelo fundador que "criou a seu redor um mecanismo de defesa que fez dele uma pessoa quase impossível de atingir durante muito tempo".

Em maio de 2006, Bento XVI obrigou Maciel a "renunciar a qualquer Ministério Público" e "a retirar-se a uma vida de oração e penitência".

Por isso, descartou-se um juízo canônico pela idade avançada e o precário estado de saúde do religioso.

A organização está presente em 22 países e reivindica 800 sacerdotes, 2.500 seminaristas e 70 mil membros laicos. Além disso, administra 12 universidades.

> Karol Wojtyla sempre soube das sujeiras do padre Maciel.
janeiro de 2010

> Caso do padre Marcial Maciel, o devasso. 

Comentários

  1. Alceu Oliveira7/09/2010

    O arcebispo então vai limpar a ordem do padre devasso? Isso é quase um serviço para camareira de motel.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo8/09/2010

    Sei, mais uma vez, a raposa tomará conta do galinheiro...

    ResponderExcluir
  3. Anônimo8/22/2010

    Todos os animais são iguais..... mais alguns são mais iguais q outros heheheh EX-LC

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Gloria Perez defende a novela 'Salve Jorge' de críticas de religiosos