‘Resposta a um defensor dissimulado do monstro de jaleco’

por Teresa Cordioli, vítima do Abdelmassih, a propósito de
Caso Abdelmassih: a nova Escola Base?
por Gustavo Ioschpe em setembro de 2009


Teresa Cordioli, vítima de Roger Abdelmassih
Olá, Gustavo, meu nome é Teresa Cordioli. Sou vítima de Roger Abdelmassih. Veja: o seu texto fez com que eu saísse do anonimato, que mostrasse o meu rosto, em uma reação de quem teve uma ferida cutucada.

Não sou jovem como a maioria das vítimas. Tenho 58 anos. Sou viúva, formada em direito, escritora, cristã, temente a Deus – tenho uma fé inabalável. 

Sou mãe de três filhos e avó de duas meninas. Tenho uma família linda! Advogados e engenheiros bem sucedidos.

Com tudo isso, perguntou-lhe: por que eu inventaria que fui assediada pelo dr. Roger?

Para que eu seja abordada por pessoas que querem saber ’se tudo é verdade’?

Para me constranger (e também a minha família) diante da curiosidade pública, como se já não bastasse a violência que sofri?

Talvez você, Gustavo, nem sequer desconfie como  tem sido difícil para as vítimas levar adiante as acusações. Comparecer à Delegacia, ao Ministério Público e ao Conselho de Medicina. Ter de contar  episódios os quais gostaríamos de apagar da memória, porque doem. 

Ainda assim, quanto a mim, nada se compara aos dias de terror e humilhação pelos quais passei na década de 70 sob as mãos imundas do dr. Roger. Eu era adolescente e ingênua. Indefesa.

Vejo a sua foto, Gustavo, e noto que você tem uma cara bonitinha. Sorriso largo e olhar tranquilo. Você ainda é moço, tem 32 anos.

Tenho filhos de sua idade que, pela formação cristã deles, não se sujeitariam ao papel (dissimulado, é verdade) que você faz, o de defensor do monstro de jaleco. Um dia talvez se descubra o por quê.

Ao fazer uma comparação descabida entre o caso da Escola da Base com o do monstro, sem levar em conta as particularidades de cada um deles (não se deve comparar laranja com banana, menino!), você colocou sob suspeição mais de 60 mulheres, mantendo-nos no mesmo patamar do médico, que é, afinal, o acusado pela Polícia e pelo Ministério Público.

Quanta insensibilidade, Gustavo! Ou seria perversidade?

Você escreveu também que o número de mulheres supostamente molestadas é pequeno em relação ao total das pacientes do médico. Que é de 0,2%. 

Só mais uma perguntinha, Gustavo: para você, a partir de quanto o número de vítimas do médico deixaria de ser insignificante? 1% do total das pacientes? 10%? 99%?

É de se supor que, para as pessoas dignas, uma única vítima já seria muito, não é mesmo?

Mande meu abraço às mulheres de sua família.

> ‘Fui violentada pelo dr. Roger quando era eu menor, nos anos 70’.
agosto de 2008

> Caso Roger Abdelmassih.   > Posts de leitor.

Comentários

Anônimo disse…
Depois de ler este relato, tenho uma coisa a dizer:
Palmas, Bravo, Palmas,Bravo, Palmas, Bravo!!!!!
Obrigada por suas sábias palavras, Tereza e tbem pela resposta ao mestre em desenvolvimento economico, Gustavo. Helena Leardini
Grande!

Não sobrou mais nada a se dizer... não conheço o tal Gustavo... depois dessa, nem quero conhecer!

Minha sincera admiração a Teresa Cordioli!

Jr.
Roberto Santini disse…
Teresa, parabéns pela honestidade, objetividade e dignidade da sua exposição, a respeito deste caso. Eu imagino o quanto é difícil , a luta interna destas oitenta mulheres que fizeram a denúncia dos abusos. É o constrangimento perante a sua família, amigos e colegas de trabalho! O Gustavo fala do percentual pequeno de mulheres que denunciaram o Doutor Roger Abdelmassih em relação ao número de atendimentos pela Clínica.
Teresa, tu sofreste abusos na década de 70, tenho a certeza que são milhares de mulheres nesta situação, que nem imaginam que foram abusada por estarem sedadas. Muitas delas "acordaram" em plena seção de abusos , constataram e repeliram o médico da sala, mas a vergonha as manteve caladas por muitos anos, incentivando o Dr. Roger Abdelmassih a continuar com os seus crimes hediondos. É um crime, tão nojento e asqueroso, que transcende qualquer limite de racionalidade humana. Espero que as mulheres hoje, esposas, mães e avós , prestem um serviço inestimável à Sociedade denunciando essa covardia e não apenas no Caso Roger Abdelmassih, pois muitos Médicos abusam, repetidamente, das suas pacientes. Os CRMs. sabem de milhares de Casos, mas os seus Conselhos de Ética são Corporativos e covardes, não há termo que melhor defina, estas Atitudes de negligência.
A Justiça Brasileira, está agindo na Forma da Lei, a Igreja Católica está punindo Padres e Sacerdotes Pedófilos. Está mais do que na hora, dos Conselhos Regionais de Medicina, abrirem as suas "Caixas Pretas".
Anônimo disse…
Prezada Teresa Cordioli,

Como diria o ditado: você lavou a minha alma!
Seu relato é comovente. Porque é simples, direto, verdadeiro, irretocável.

Uma lição de vida nesse pimpolho, pena de aluguel, como os advogados que o defendem. Eles são comprados em qualquer esquina. Fazem o trabalho sujo por grana. Alguns, por muita grana, outros por qualquer migalha ou por um minuto de exibição.

Quando dá vontade de jogar tudo para o alto, quando vemos um ex-ministro da justiça(????????) defender um estuprador contumás, vocês vítimas, nos resgatam. Nos dão uma lição de vida.

Não perca tempo com esse mauricinho com cara de bebê implume, querendo ditar suas bobagens desonestas, comparando banana com laranja.
Ele veio do anonimato e voltará para o limbo.

O que realmente importa é que mulheres, representada por vocês vítimas do Roger, estão acordando a sociedade contra a impunidade desses ex-intocáveis. Criminosos comuns que se escondiam atras do glamour vazio e superficial do mundo "Caras".

Nada é mais desonesto que comparar ou colocar sobre suspeição quase 80 vítimas, com um criminoso sórdido e bem conhecido pelos meios há tantos e tantos anos.
O que importa é que a justiça está prevalecendo. Enquanto o criminoso dorme na cadeia em Tremembé, seus súditos ladram inutilmente.

Parabéns pela coragem e lição de vida. Obrigado.
Anônimo disse…
Ele é apenas mestre em desenvolvimento econômico.... não cobrem tanto desse menino desconhecido. Um dia ele poderá ser mestre da vida, respeitando a dor alheia. E espero que sem que sua mãe, irmã ou esposa passem por nada desumano e doentio...

Num mundo em que os economistas erram tanto, vamos ter um pouco de paciência... Ele não sabe o que diz.
Anônimo disse…
Após ler seu sábio artigo, Teresa só tenho a acrescentar que minha admiração só aumenta por pessoas iluminadas como você, Helena e outras mulheres corajosas. Gostaria só de acrescentar que os crimes desse senhor vão além do assédio, abuso, estupro. Existe ainda os erros médicos, a máconduta médica, a sonegação fiscal, a associação com indústrias farmacêuticas, enfim uma série de delitos que desabonam a ele e sua clínica e equipe. Bravo!!!!! E copiando a Helena: obrigada por suas sábias palavras, Tereza e também pela resposta ao mestre em desenvolvimento economico, Gustavo. N Luz
Anônimo disse…
TERESA CORDIOLE

Parabéns pelas suas palavras.Elas com certeza foram assinadas por DEUS!.Como pode um papaz defender um monstro como esse "médico".Ele tem que estar na cadeia!Safado!
Anônimo disse…
Pessoas, a defesa do Roger, feita pelo Gustavo, beira ao ridículo, ao afirmar, entre muitas coisas, que as vítimas "só agora" estão a falar.
Mentira, e ele sabe disso muito bem.
Há denúncias de mais de DEZ ANOS perante o CRM, que NUNCA tomou providência alguma, coniventes que são ante inúmeros abusos e erros médicos.
Eu fui vítima de abuso sexual em consultório - não no consultório do Roger, mas em outro.
E acreditem: isso é MUITO comum.
Basta vagar pela internet para vermos que não é incomum isso.
Eu sempre digo às minhas amigas, ginecologista, só mulher e acompanhadas.
Eu sei que estou sendo injusta com médicos excelentes e de caráter.
Mas o problema é que NUNCA sabemos com quem estamos lidando, até acontecer o abuso.
Pois um abusador NÃO ABUSA de todas as pacientes, assim como um assassino NÃO MATA todas as pessoas com quem tem contato, assim como um ladrão NÃO FURTA todas as pessoas ao seu redor.
Mesmo com boas referências - COMO O ROGER TINHA!!!! - é possível que o médico abuse - e mesmo a médica, eu conheço casos de médicas que abusam - e, sendo assim,melhor ser injusta em silêncio (basta não ir ao médico homem, ele jamais saberá o motivo e basta ir à médica acompanhada) do que ser vítima em silêncio.
Pois o abuso, depois que ocorre, não tem mais volta.
Eu não consigo mais ir a consultas médicas - me é impossível - e olha que eu só ia quando era necessário, nem a consultas regulares eu ia - e hoje em dia, mesmo sendo necessário eu não consigo mais.
Minha vida virou um inferno por causa do abuso médico, e é por isso que eu NÃO ACONSELHO mulher alguma a ir sozinha em médico algum - sinto muito, mas é isso - depois do abuso, não adianta chorar o leite derramado.
Dito isso, quero deixar claro aos que estão a criticar o Thomaz Bastos de que é direito de todo acusado a defesa em Juízo - e que não o considero um pária por defender o Roger.
Todo acusado, repito, tem o direito de defesa, dentro da ética da Advocacia, e até agora o TB não saiu dessa ética.
Digo isso enquanto advogada que sou.
Não o condeno por defender o Roger, enquanto ele agir dentro da ética - e é o que ele está fazendo.
Não se esqueçam que podem haver acusações infundadas - não é esse o caso, porém, eu já vi muitos - e é exatamente por isso que a defesa deve haver, mesmo sendo pública e notória a culpa do acusado.
A Escola Base, citada aqui, serve de exemplo do quanto o direito de defesa é importante - naquele episódio em espefícico, não fosse o sagrado direito de defesa, eles hoje sequer poderiam processar o Estado pelos desmandos praticados.
Pensem nisso e concentrem suas forças na condenação do Roger - mas só critiquem seus advogados se eles saírem da ética.
Eu não denunciei a pessoa que me abusou, a exemplo de muitas mulheres.
Não denunciei por vergonha e mdo de não acreditarem em mim, e olha que sou advogada!!!!
Por isso acredito totalmente nas vítimas.
E me realizo com a prisão do Roger. Eu me vingo do abuso através da prisão do Roger.
Parabéns às vítimas pela coragem imensa demonstrada.
Acredito nessas vítimas porque ninguém em sã consciência iria acusar um médico graciosamente - para depois ser alvo da crítica e chacota pública, se ISSO NÃO FOSSE A MAIS ABSOLUTA VERDADE.
Pensem nisso tb, os defensores do indefensável...
Paula disse…
Mesmo ficando repetitivo, preciso parabenizá-la, Tereza. Seu texto foi no cume da questão, de maneira brilhante. O tal do Gustavo, bonitinho mas ordinário, não faz ideia do que está falando. O que ele faz é dar um pontapé, em nós vítimas, que já sofremos tanto. Com a sua carinha pueril, certamente não chegou a pensar nas consequencias das suas palavras compradas. Um nojo, tomara que cresça um pouco mais ao passar dos anos. Com 32, já deveria ter um pouco mais de discernimento e consciência.

IMPORTANTE:

Conheço 6 (seis) vítimas que simplesmente decidiram não denunciar o monstro para não se expor ou pq não chegaram a mencionar o assunto para seus maridos, tamanho o trauma que viveram. Seis, garoto, seis. Se eu conheço 6, imagina quantas existem na realidade, que não fizeram seu depoimento ? Menciono este fato para responder a sua pergunta, mas concordo 100% com as colocações da Teresa. Quando um crime passa a ser crime ? 10% das clientes abusadas ? 50% delas ? Uma delas já é um crime bizarro, camarada. Pois somos nós, seres humanos sonhadores, amorosos e éticos. Deite-se em sua cama e fique por 10 mínutos, ínfimos 10 minutos, imaginando o monstro abusando de sua mãe, sua esposa ou sua filha. Pois é o que não tem saído da nossa cabeça por anos e anos seguidos. Das cabeças dos nossos pais, dos nossos maridos, das nossas mães. Uma dor que você jamais imaginará a intensidade.
Paula disse…
Teresa,
Você chegou a madar seu texto para a Folha ? Acho que cabe a sua resposta em alto e bom tom, assim como veio o texto do garotão.
A Lilian Christofoletti pode te ajudar nisso: lilian.christofoletti@grupofolha.com.br
wirton disse…
Senhora Teresa Cordioli, não tenho mais muito a dizer porque todos que me precederam nos comentários já disseram tudo que eu gostaria de ter dito. Faço minhas as palavras deles e delas. Apenas receba meu respeito pela sua coragem,pela sua dignidade; minha solidariedade a você e a todas as mulheres que tem enfrentado isso com cara, garra e coragem! A justiça já está sendo feita e espero que assim continue sendo.
Anônimo disse…
E o mestre em desenvolvimento econômico achou que poderia enganar a todos com sua tese sórdida, dissimulada.

Esse caso do Roger está se transformando num inusitado exemplo de dignidade, cidadania e coragem. Parabéns vítimas pela postura. Vocês estão deixando um exemplo admirável para nossos filhos.
Anônimo disse…
PARABENS Tereza.Faço minhas e talvez de todas as vitimas as suas palavras.Quem sabe o jovem advogado aprenda um pouco com a vida.Para o amadurecimento ,necessitamos de confrontos,perdas e vitorias.No momento o rapaz esta buscando um pouco de prestigio.Tem que viver mais,para com sabedoria saber separar o joio do trigo.UM forte abraço.
Tereza disse…
Tereza, uma grande mulher!

Belo texto! Parabéns
abs
Célia de Lima disse…
Teresa, ainda me lembro de quando me confidenciou essa passagem da sua vida; de como mais tarde tentou falar por telefone com a emissora de TV que levava, um dia, ao ar os grandes feitos dele, recebendo só descrédito. Algum tempo depois, tudo vem à tona, como não poderia deixar de ser. Conheço seu coração bondoso, e sei que tudo isso lhe faz muito mal... Como tb sei que seu senso de justiça, de decência, de vida, tb te impulsionam. Meu abraço, amiga, minha constante admiração. E minha solidariedade a todas essas mulheres.
Adriana disse…
Conheço Teresa Cordioli a mais de 20 anos e tenho muito orgulho de ser sua amiga e confidente.A algum tempo eu já sabia sobre esta passagem horrorosa de sua vida.Sei q muitas pessoas tentaram dissuadí-la de falar sobre isso,mas como a conheço sabia q isso seria inútil,pois sua honra estaria acima de qqr coisa!
Fico imaginando como é q alguns "homens" vêem o corpo de uma mulher.Deveria ser visto como algo inviolável,pois é lá q se geram vidas!
Inclusive a deles!
Dizem q nós somos seres humanos e racionais pq pensamos.Ora já q é realmente assim,então o crime de violação do corpo de uma mulher é ainda pior,pq q eu saiba entre os "animais chamados irracionais" não se ouve falar nesse tipo de violência,nem com as fêmeas nem contra filhotes!
Acredito ser este um dos piores crimes q se pode cometer contra alguém.
Teresa,estamos com vc e com todas as vítimas desse ou de qqr monstro q tenha feito algo contra o corpo e a alma de uma mulher!
Parabéns pela sua garra!
Joaquim Sustelo disse…
Amiga Terezinha

Conheço a tua alma através dos teus escritos e das conversas que temos mantido já vão alguns anos.

Imagino o quanto terá doído a confissão que aqui fazes!

Um médico deveria ser um anjo de bata branca, como aliás muitos são conhecidos por fazerem o bem aos doentes, curando-os, e não um estuprador, um pedófilo sem qualquer espécie de vergonha ou de ressentimento.

Depois ainda vêm esses jovens também sem vergonha defender tais monstros, como se não fossem crimes repugnantes os que eles cometeram.

Estou contigo! Solidário com a tua dor.

Um forte abraço.

Joaquim Sustelo
Crystiane disse…
Tereza,
Muito obrigado por lavar a minha alma. Era tudo o que eu gostaria de ter dito e feito. Registo minha solidariedade e minha gratidão.
Ass: Crystiane,uma vítima que compõe o 0,2% das pacientes abusadas.
Anônimo disse…
Fiquei muito comovido com a união de todos que estão a busca a anos de justiça sei bem o que é isso , isso aconteceu na minha familia que mudou de rumo fui buscar paz e trouxe um inferno astral , sei que isso e muito verdadeiro pois nao e um conto de artigo é uma vida sofrida uma verdade da alma !

PARABÉNS a vc e as demais pessoas do bem e da verdade , ele vai ter que arrumar outras estratégicas , não tá colando mais fácil!
Anônimo disse…
Tereza Cordioli!

Vc foi iluminada ao escrever, ao dar o seu depoimento. Tb era td o que eu gostaria de ter dito e vc o fez por mim e por tantas outras!

Deus te abençoe
J. disse…
Paulo, vc continua o mesmo....so publica um lado da historia....Que nojo!
Anônimo disse…
Tereza, Parabéns pela coragem que vc teve, em mostrar o rosto, em denunciar esse monstro,admiro sua coragem, pois passei por situaçao parecida, mas na época, eu tive que calar, com medo. Admiro sua coragem, pois pode ter certeza que voce essa sua coragem valeu por muita e muitas mulheres q foram vitima do monstro.
nelma disse…
Teresa,
Você chegou a madar seu texto para a Folha ? Acho que cabe a sua resposta em alto e bom tom, assim como veio o texto do garotão.
A Lilian Christofoletti pode te ajudar nisso: lilian.christofoletti@grupofolha.com.br


(Repetindo o texto da Paula)
Anônimo disse…
Gente, o Gustavo tá certo. A gente tem que esperar o resultado da investigação não dá pra tacar pedra antes.
Anônimo disse…
Não sei se o tal doutor é inocente ou culpado. A policia e a justica tão aí pra isso, é verdade o que o autor desse texto disse. A tal Ivanilde foi presa e ela é umas das mulheres que acusam o Roger. Tá com um cheiro muito ruim essa historia.
Anônimo disse…
Ao anonimo das 15:20, Eu não estou aqui tacando pedras em ninguem moço(a), até porque quem sou eu para fazer isso não é mesmo?

Apenas relatei um epsódio triste de minha vida onde derramei lágrimas e perdi muito...(não perdi dinheiro e sim minha juventude a qual ninguem e indenização nenhuma me devolve.)

A ti eu peço, se não quiser me respeitar, silencie por favor...
Teresa.
Anônimo disse…
Ao anonimo das 15:20, No meu caso ele é culpado, isso eu garanto.

Não estou aqui dizendo que Ivanilde seja inocente quanto a história da propina, até porque esse texto não discute isso, e sim o que aconteceu comigo... o caso dela discuta lá na pagina dela...

Quanto ao cheiro ruim, bem não estou do seu lado para saber do que se trata...olhe-se.

Aqui esta bem obrigada...

Teresa
Anônimo disse…
Pobre Sr. Gustavo Ioschpe!!! Não deve ter família...

Eduardo Miranda de Carvalho - Campinas-SP

(Eduardo Miranda de Carvalho, 45, Administrador de Empresas, é filho de uma mulher de 69, casado com uma mulher de 42 e pai de uma mulher de 20 anos)
Anônimo disse…
Perfeito relato Tereza..simples, direto..Digno de uma criatura como vc!! Tereza guerreira (NÃO A BATISTA CANSADA DE GUERRA, MAS A PRONTA PRÁ toda GUERRA...)..Vá em frente portanto, sem esmorecer jamais...muita força, saúde e toda a paz que vc merece!! O BRASIL TODO LHE APOIA!! Afetuoso Abraço, Silvia.
Anônimo disse…
Tereza, existe dois lados, e como eu tb fiz tratamento na clinica e tive o melhor tratamento q um ser humando poderia dar a outro, na dedicação, no carinho , no respeito, enfim...
ñ posso ser tão mal agradecida, e vir aqui falar mal da clinica ou do Dr.Roger, também sou cristã, e coloco nas mãos de Deus todas a coisas, e q a justiça seja feita na vida de todos!!
Anônimo disse…
Para a anônima 09/10/09 11:20

respondo AMEM!

Acredito em você querida, até porque um estuprador não sai molestando todas as mulheres que passam por ele e um ladrão não rouba todos que encontram...

Sorte teve você... diferente de nós... abraços.
Angela Leal disse…
Teresa, maravilhosa mulher, que mesmo tendo sua juventude roubada, furtada, por aquele que deveria estar exercendo uma função de socorrista, de médico, conseguiu se manter lúcida, com fé, formou seus sonhos, e não deixou de lado seu grande censo de justiça, que ela seja um exemplo para aquelas que não querem denunciar esse homem, miserável que acabou com a vida de tantas famílias. NÃO TENHAM MEDO: DENUNCIEM!!!!
Anônimo disse…
Gustvo, quanto te pagaram para escrever uma matéria dessa?

Isso é matéria paga sem dúvida nenhuma, conselho: continue a escrever seus livrinhos bobos, que não servem para nada, com títulos interessantes e conteúdo hostil.
Anônimo disse…
Infeliz Gustavo
Voce realmente nao entende nada de estupradores...volte p/ a area de economia e repense o que seria 0,2% de sua mulher, mae, irma, amiga estuprada por um medico. O medico-monstro tem direito sim a defesa, mas se vc nao tiver nada de bom p/ dizer, entao nao diga nada. Vc perdeu muito em comparar o caso com outros onde os acusados eram inocentes. Este Roger nao e inocente! E muito duro se expor. Parabens Tereza!
Anônimo disse…
Senhora Teresa,

Uma mulher como a senhora merece todo o nosso respeito. Já pensou em se candidatar a um cargo público? Teria o meu voto.
Espero que, apesar de ter passado todo esse sofrimento, não tenha - em algum momento - deixado de realizar seus sonhos, incluindo os de natureza amorosa.
Às vezes, as pessoas páram suas vidas e ficam eternamente feridas com casos assim. Há mulheres que nem conseguem amar direito ou passam a não confiar em homem nenhum.
Pelo que relata, a senhora é uma vencedora e tem todos os méritos e o mais importante a senhora já tem: a fé em Deus. Deus sabe com certeza que a senhora não fez nada de errado. Fique sossegada. O paraíso é para os que merecem!
* Quanto ao Sr. Gustavo, lamentável.Infelizmente, tenho ouvido muitos homens defendendo esse "médico". Pudera, estamos num país machista. Um homem defende o outro.
Só com denúncia isso acabará.
Anônimo disse…
Gustavinho sem nocao!!!
Por nao respeitar a tamanha dor alheia, pode ter certeza absoluta do que te digo, vc vai viver esta experiencia na pele, com algum dos teus, e ai, vai se lembrar do Montro que vc foi, em fazer um comentario tao maldoso, que mostra total pacto com o "deus" que vc serve! Demoniaco vc Gugu!
Menino mau! Gugu menino muito mau!!!
Anônimo disse…
A senhora Teresa merece louvor sobretudo pela paciência, pela resignação, pela conformidade com a Vontade Divina, que conduz os acontecimentos num tempo diverso do nosso, diferente da nossa lógica que pretende resolver tudo em dez ou vinte anos.
Quis a Providência em sua liberalidade conceder TEMPO ao monstro para recuperar-se, para emendar-se, para reparar seus erros, mas ele, obstinado, contumaz , converteu em perda própria o alongar-se da Justiça Divina, a qual sabemos, tarda, mas não falha jamais. Deus é paciente, porque é eterno, misericordioso, porém justo: depois do tempo da paciência virá o da eternidade que , para o monstro, fatalmente será o da infinidade das penas. Pois não se arrepende, não pede perdão por seus erros, não faz a devida reparação, não doa seus bens aos pobres, não indeniza as vítimas...NÃO FAZ NADA QUE UMA PESSOA REALMENTE TOCADA PELO ESPÍRITO SANTO E POR MARIA, a quem blasfema quando invoca, FARIA SE ESTIVESSE ARREPENDIDA. É triste, é lamentável, é deplorável que assim pareça, mas como diz o Padre António Vieira, a árvore CAI PARA O LADO QUE ELA PENDE, e a figueira amaldiçoada do monstro cairá para o lado sinistro e aí ficará por toda a eternidade.
Teresa Cordioli disse…
Paulo Lopes, vc foi o responsável pelo sucesso das nossas denuncias, foi o primeiro a acreditar em nós e abrir seu blog para todas as vitimas...
Gratidão eterna..
Teresa Cordioli