‘Acho que o dr. Roger é culpado, mas não consigo odiá-lo’

de uma paciente de Roger Abdelmassih

‘Inicialmente eu não acreditei em nada. Achei que fosse complô, inveja, misturado com coisas reais, como alguns erros médicos, algum assédio e quem sabe até casos amorosos que não terminaram bem. Para mim foi muito difícil ver tudo isso na TV, nos jornais, nas revistas, nos comentários no ambiente de trabalho e até de supostas amigas que me ligavam meio que para espezinhar minha escolha médica.

drje Cada vez mais acho que ele é culpado e acredito nas denúncias. Mas eu não consigo odiar o dr. Roger. Não consigo. Da mesma forma que vocês sentem esse ódio tão intenso, e deve ser terrível olhar para os seus filhos e se lembrar dele, ter os filhos associados a tanto ódio, comigo ocorre o contrário. Eu não consigo olhar meu filho sem sentir-me grata por ele ter me ajudado a ser mãe.

Um momento eu acredito que é inocente, no momento seguinte, que é culpado. Vocês têm que respeitar esse processo difícil também. E até se alguém o defende, acredite, não será por pagamento somente. Algumas pessoas acreditam nele, ponto. Não como reverter isso no grito. É a esfera de intimidade de cada um.

Escrevi algumas vezes neste blog, sou a pessoa que desconfia do engenheiro químico, e entrei em contato com algumas pessoas que não acreditam que o doutor Roger seja um monstro.

Penso que cada um tem o direito de achar o que quiser, culpado ou inocente, doente e monstro, ou ser humano cheio de falhas que cometeu crimes, mas que também fez coisas boas.

Para ser um benfeitor tem que ser benfeitor o tempo todo. Para ser criminoso, basta um crime, não são necessários nem 56, nem 70, nem 1000. Mas da mesma forma que se ele fez 5.000 atos corretos e de benfeitoria, não serve para que ele se exima de um crime apenas, da mesma forma que os 70 crimes dele não invalidam o bem que ele também já fez a muita gente que o percebe assim: benfeitor.

Na minha experiência de vida ele foi bom. Me trouxe felicidade. Isso não me dá certamente o direito de achar que ele fez o bem a todos, mas explica a dificuldade em aceitar e acreditar nas denúncias e a busca por explicações.

É difícil aceitar certos fatos. A negação é parte da psicologia de todos nós, sobretudo quando envolve sentimentos tão fortes, que envolvem amor, ódio, vida, violência e vivências que se percebem como bênçãos.

Agora estou pensando: e se eu fosse uma vítima: com certeza sentiria ódio, repulsa, etc. Como mera expectadora de um escândalo desse porte, eu não teria dúvidas: me alinharia automaticamente às vítimas. Mas como o escândalo respinga em mim de forma pessoal, e tenho minha própria história de vida entrelaçada eternamente a esse escândalo, estou sofrendo também, me solidarizo com as vítimas, mas sou capaz de entender quem não acredita em nada.

É muito difícil mesmo acreditar, quando a nossa própria experiência pessoal contraria o que está sendo mostrado. Minha experiência foi de respeito, profissionalismo, sucesso. Com certeza há milhares de histórias assim, e milhares de pessoas perplexas, certamente.

Minha decisão é a seguinte: me reservo o direito de condenar qualquer crime, de me solidarizar com as vítimas, de me colocar no lugar delas e de pensar que se tivesse acontecido comigo ...teria sido o inferno.

Também me reservo o direito de continuar percebendo a minha história como uma boa e bela história. E os atores da minha história são quem são. Na minha história de vida um criminoso que me fez um bem. Isso não dá para apagar. Não se apagará o fato de que é um criminoso (se bem que não foi condenado ainda). E não se apagará fato de que me fez um bem.

A partir de agora, vou parar de acompanhar o caso aqui e em outros blogs, e seguir minha vida. Meu marido e familiares estão reclamando. Me querem de volta para eles. Me querem fora da internet e do assunto. Então, desejo boa sorte a todos e que a justiça seja feita.

Como já está tudo nas mãos da Justiça, parece que está no lugar certo.’

> ’Qualquer elogio ao dr. Roger soa estranho neste momento.’
setembro de setembro de 2009

> Caso Roger Abdelmassih.   > Posts de leitor.

Comentários

Anônimo disse…
Seu comentário é sincero, verdadeiro e, portanto, irretocável. Entendo e respeito seus sentimentos.

Eu estou do outro lado dessa fronteira!

Esse criminoso, que lhe fez tão bem, quase destruiu a minha vida e a da minha família. Acho desnecessário detalhar o que passei. Já o fiz nos meus depoimentos na polícia e no Ministério Público.

O ser humano realmente pode ser tudo: de anjo a demonio. No meu caso, infelizmente, ele não foi o anjo...

Hoje realizada, com o filho que tanto desejei, e com minha vida recuperada, sobra ainda uma ferida aberta, que teima em queimar.

Só a justiça será capaz de cicatrizá-la. Ela já está sendo feita, por sorte de todos nós que comhecemos o lado perverso e pouco luminoso desse médico.

Não tenho nenhuma pena dele. Tenho ódio sim, nojo, repugnância, revolta.

Ele receberá, como deve, o reconhecimento das pessoas que ajudou. Mas receberá também, a pá de cal de todas nós que tivemos a alma ferida e a dignidade humilhada, sem que ele pensasse nas consequências.

Só quero justiça. Só quero viver para o bem, como sempre vivi, e contribuir para que o mundo se livre da perversão criminosa de loucos como o Roger.

Eu sigo o meu caminho com a consciência tranquila. Tenho muito orgulho da atitude de denunciá-lo. Devia isso à mim mesma, à minha familia, às outras vítimas, e ao meu filho, que teve a sorte de nascer longe das mãos sujas desse bandido.
Roberto disse…
O depoimento deste post é sem dúvida alguma super legítimo, de uma mulher que foi atendida pelo Dr. Roger, pagou pelo tratamento e teve realizado o sonho de ser mãe. Alguém que, se não fossem as notícias atuais mostrando a outra face, perversa, errática e criminosa, da moeda (o Dr. Hyde do desenho), teria gratidão e admiração eterna por este profissional. Mas é claro, gente, que ele emanava competência, profissionalismo, diligência - e convencia seus clientes de que, com o tratamento que oferecia, teriam uma família construída e um sonho realizado. E fazia isso muitíssimo bem - temos que pensar que, mesmo exercendo a profissão médica de forma irregular, ilegal e criminosa durante não menos que 40 anos (desde a década de 70!), este sujeito chegou ao ápice de sua carreira no Brasil, tornando-se renomado, reconhecido, com uma clínica de proporções faraônicas e com clientes dos mais famosos. É claro que muitíssimos pacientes saíram felizes e satisfeitos de sua clínica.. O problema está no que tange as irregularidades: um inquérito foi aberto para investigação das denúncias de estupro, da conduta do Dr. Roger frente às pacientes, e outro inquérito aberto para a investigação da clínica, por denúncias de banco clandestino de óvulos e de espermatozóides, procedimentos técnicos irregulares (como o turbinamento citoplasmático de óvulos) visando aumentar a eficiência das fertilizações, banco clandestino de embriões e sonegação fiscal. Este é o outro lado da moeda, tão grave, que não podemos desconsiderar em hipótese alguma – que é retratado no primeiro comentário deste post. Alguém que tenha cometido tantos crimes e que tenha se aproveitado dos direitos conferidos pelo diploma médico, tem que ser punido com severidade e de forma exemplar. Alguém que tenha cometido estes crimes, hediondos, também não agia sozinho – é o autor principal, mas suas atividades ilícitas eram ignoradas e desconsideradas pelos outros profissionais de sua clínica. É muito inverossímil o depoimento de alguns integrantes do corpo profissional da clínica Abdelmassih quando dizem que nunca perceberam nada de errado. Estes que contribuíram para encobertar as atividades ilícitas do Dr. Roger agiram em formação de quadrilha e também devem ser punidos. Vamos fazer o nosso papel, assim como corajosamente fizeram as mulheres que foram à polícia, de não deixarmos nada disso passar impunemente. Somente assim contribuiremos de forma efetiva para um país mais decente, justo, em que os direitos humanos são preservados e em que as profissões são exercidas dentro das delimitações legais.
Roberto Santini disse…
O maior crime praticado contra o ser humano é o ultraje em sua dignidade, como o que foi praticado contra as mais de 60 mulheres, as quais foram ao encontro de um sonho e descobriram um pesadelo. A "Lei Divina", certamente virá ou já está vindo; mas a " Lei dos Homens " é extremamente necessária, sob pena de perdermos a confiança em uma profissão, de tão alta relevância Social , que é a Medicina. Os Conselhores Regionais de Medicina, de todo o País, devem ficar muito atentos a este e em muitos outros casos! Tenho a mais absoluta certeza de que, as mulheres que hoje, adentram em um consultário médico, Hospital ou uma Clínica, levam consigo uma grande dose de desconfiança! E confiança, na moral e competência, é fundamental em qualquer atividade Profissional, principalmente, nas que dizem respeito à Saúde.
Tenho por índole, respeitar todas as opiniões , embora critique as que agridem a inteligência e o bom senso. É do Estado de Direito as manifestações de forma Democrática onde, todos nós, temos um "nome e um rosto". Por isso entendo um serviço "inestimável" dessas mulheres que, visando o bem comum , imbuídas de Cidadania e Coragem, denunciaram os abusos a que foram submetidas, pelo Doutor Roger Abdelmassih.
Eu que tenho mãe e irmã, amigas, colegas de serviço, envio os meus sinceros respeito, solidariedade e admiração , às Senhoras Ivanilde Serebrenic e Vanuzia Leite Lopes, dentre tantas outras.
Obrigado, pela coragem e persistência, de todas vocês, em busca de Justiça!
Anônimo disse…
Sr. Roberto,

Informe-se melhor quanto à sua afirmação de "procedimentos técnicos irregulares (como o turbinamento citoplasmático de óvulos) visando aumentar a eficiência das fertilizações", já que ISSO NÃO É VERDADE, esse procedimento não é irregular (apesar de pouco utilizado). Qaunto ao "banco clandestino de embriões", isso NÃO ESTÁ COMPROVADO", são suposições de alguns. Não tente fazer parecer que tudo isso é FATO PORQUE NÃO É!
Anônimo disse…
Sr. Roberto (Ou Sr. "Certeza"):

como o Sr. pode afirmar que

"É muito inverossímil o depoimento de alguns integrantes do corpo profissional da clínica Abdelmassih quando dizem que nunca perceberam nada de errado. Estes que contribuíram para encobertar as atividades ilícitas do Dr. Roger agiram em formação de quadrilha e também devem ser punidos"? O que o Sr. sabe disto? O Sr. convive lá na Clínica? Acorde!!!!!!!!!!!!!!!!
Anônimo disse…
Anonimo das 15:55, eu não sei se o Sr. Roberto convive lá na clínica, pois não o conheço.

Mas se é você que convive, quem tem que acordar é você!!!

ACOOOOOOOOOOOOORDA cinderela!!!!!!!!!!!!

Seu médico está na cadeia!!!!!!!!!!!
Neila disse…
Tudo bem, só queria saber se ela teria coragem de fazer DNA nos filhos????
Anônimo disse…
Neila, eu e meu marido já decidimos isso. Nós não faremos, pois para nós, nesta altura da vida, não faz a menor diferença. Isso caberá a ele, que fará se quiser, e não vai alterar nada para nós, os pais. Para ele certamente será pertubador uma descoberta deste porte, se ocorrer. Mas se acaso for isto, saberemos cuidar de sermos ainda mais unidos e felizes. Mas acredito de fato que ele é nosso filho biológico, uma vez que meu problema era de obstrução tubária, e não de qualidade de óvulos ou de espermatozóide. O diagnóstico, aliás, foi feito na Clínica Genesis, em Brasília, e confirmado pela Clínica do Dr. Roger, onde optei pelo tratamento, uma vez que o preço não seria tão mais caro, e ainda me daria a oportunidade de três tentativas. Só utilizei a primeira tentativa e não tenho a menor intenção de pedri o dinheiro de volta. Para mim, o combinado não é caro, e o combinado foi o que recebi. Não queira transferir ódio para as pessoas. A Justiça quando bem feita, faz o contrário: diminui o ódio de quem sente ódio porque foi lesada. O bem que a Justiça poderá fazer às vítimas é esse. Não há outro, uma vez que a perda que tiveram já ocorreu e não há como deixar de se configurar como perda. Mas a perda pode ser compensada pelo senso de que se fez Justiça. E daí ocorre a redução do ódio, importante para a saude e a felicidade. Meu marido está me intimando a sair daqui.
Anônimo disse…
Não acho que a tecnica de turbinação de ovulos seja pouco utilizada.Ate porque foi proposta na minha primeira e unica consulta.O problema é se existe consentimento do casal ou não.Se algumas vitimas reclamam a concepção de filhos com DNA diferente dos genitores,vide o relato neste blog (cremesp......)de um anonimo,certamente não estão de brincadeira.Certamente já estão reivindicando JUSTIÇA ,junto ao Ministerio Publico.Nesse caso deve existir um termo de consentimento assinado pelo casal,uma ficha medica ,inclusive do anestesista,assim como a copia dos exames realizados na clinica.Afinal ,não estamos lidando com principiantes, mas sim,com o renomado DR ROGER ABDELMASSIH. Caso contrario,o procedimento foi no minimo ilegal.Comprovar estupro é complicado, atos libidinosos tambem.Mas certamente o MP esta apurando a veracidade das denuncias, da legalidade dos procedimentos executados,dos consentimentos obtidos etc... Só espero que não ocorra nenhum incendio ,na clinica.
Anônimo disse…
Às vitimas que ainda não prestaram depoimento sobre o assédio um recado:

"O mundo é um lugar perigoso para se viver, não exatamente por causa das pessoas que são más, mas por causa das pessoas que não fazem nada quanto a isso!" ( A. Einstein)

Pensem nisso mulheres e DENUNCIEM!!!!!
Anônimo disse…
Se você não consegue odiá-lo, nós conseguimos adiá-lo!!!!!
Anônimo disse…
O depoimento da anônima expressa "tão somente seus sentimentos com relação ao médico" e, em meu entendimento de credibilidade duvidosa, posto o anonimato.

O acusado desprezou todos os conceitos de ética, moral e dignidade, ou seja, fez tudo errado, ao final não se pode esperar que de tudo certo.

A mão que afaga é a mesma que apedreja!

São os sentimentos pessoais das vítimas que determinam opiniões e juízo de valores.

Não gaste sua vela com defunto ruim.
Viva sua vida!
Anônimo disse…
Não minha cara, a justiça não se dá só para a redução do ódio.

Ela se dá para segregar bandidos do nosso convívio. Isso é fundamental para preservarmos o nosso pacto civilizatório.

Você continua atenuando um criminoso com sofismas. Mas não conte com minha concordância. Acho desrespeitosa sua atitude para com quem passou por um abuso sexual sórdido. Respeite a dor que você não sentiu.

Vá ficar com sua família e ponha uma foto do Roger na sala. Nós vamos enfrentrar seu "anjo" na justiça, cara a cara.

Boa noite.
Anônimo disse…
Agradecemos por ter traduzido em palavras tão bem o que eu e meu marido sentimos.
E que a Justiça seja feita!
Anônimo disse…
Após todas estas denuncias, não tenho dúvidas de que o Dr Roger é culpado e que deve pagar por todos os atos.
Me solidarizo com as vitimas do Dr Roger, porque sei que se sentem mais aliviadas ao ve-lo preso e poderãO tocar suas vidas, embora jamais esquecerão o que passaram.
Porém, como consta no comentário postado acima, sou grata pela maravilhosa familia que ele me ajudou a construir e sempre que olho para minha unica filha e lembro dos dois dias mais felizes da minha vida : O que recebi o resultado da gravidez e o dia que olhei a carinha dela na maternidade, lamento que um desajuste sexual/ psicologico tire de cena aquele que foi a ultima esperança de tantos casais como eu e meu marido.
Após 04 tentativas frustradas com outros médicos, ele me deu a maior felicidade da vida.
Em todas as vezes que compareci a clinica e foram muitas pois fiz o procedimento duas vezes, jamais estive sozinha e sempre fui cordialmente tratada por ele e por sua equipe, obviamente não fui eleita como vitima sua e dou graças a Deus por isto
Gostaria de ressaltar que o CREMESP que hoje vai a publico condenando tecnicas por ele utilizadas em sua clinica não pode se dizer surpreso quando todos sabiam que ele utilizava procedimentos nada ortodoxos como sexagem e transferencia citoplasmatica.Tá no site, está nas revistas , nas entrevistas , nos casais famosos que muitas vezes foram buscar com ele a filha ou filho que queriam.
Não quero saber se ela tem nosso DNA ou não pois isto não muda nada, não acrescenta nada.
Confesso que sou alvo de conversas nas rodas de amigos chocados que sabem que nossa filha nasceu e o que era " grife" para alguns virou "duvida".
Não consigo odiálo e compreendo que muitas inumeras mulheres também sejam gratas , se ao médico ou a um mostro o tempo e a justiça vai dizer.
Anônimo disse…
Anônimo das 18:32 h: Eu NÃO CONVIVO NA CLÍNICA, MAS NÃO ESTOU FAZENDO AFIRMAÇÕES (COMO É O CASO DO SR. ROBERTO), em forma de ACUSAÇÕES, que são baseadas em SUPOSIÇÕES. Portanto, estou bem acordado, com os pés no chão. E ATENTO para as DIVULGAÇÕES de pessoas que acham que são os DONOS DA VERDADE, pessoas essas que muitas vezes querem esparramar o TERRORISMO ENTRE OS CASAIS QUE TIVERAM FILHOS NA CLÍNICA, o que além de calúnia, é uma MALDADE MUITO GRANDE!!!!!!!!
Anônimo disse…
Anônimo das 21:31 h: Parabéns a você e a seu marido, que apesar das divulgações infundadas (e muitas vezes aterrorizantes) conseguiram manter o equilíbrio, e conseguem expor os fatos com o discenimento necessário. Tenha a certeza, tudo vai ser esclarecido. Seu marido tem razão, não se atormente com suposições (repito, muitas vezes maldosas e aterrorizantes). Sejam muito felizes!!!
Roberto disse…
Ao Anônimo das 15:49:
Estou sim bem informado acerca do turbinamento de óvulos. Este procedimento está proibido pelo FDA, por indicação dos conselhos médicos americanos de vários estados, uma vez que entendem os efeitos colaterais associados a esta técnica. Esta técnica gera heterogeneidade mitocondrial no óvulo (mitocôndrias de 2 “mães” diferentes), invasão da célula mãe por uma miríade de proteínas externas a ela (“non self”) e pode também gerar contaminação do óvulo por DNA nuclear da célula doadora de citoplasma. As mitocôndrias são organelas celulares que abrigam DNA mitocondrial – e sabemos de uma lista de doenças que podem ser causadas por mutações em DNA mitocondrial. Pergunte a qualquer aluno de primeiro ano de Ciências Biológicas ou Biomédicas a respeito dos riscos deste procedimento e você verá a unanimidade de opiniões. No Brasil infelizmente a legislação que regulamenta procedimentos de fertilização in vitro é anterior ao surgimento desta técnica e NÃO ESTÁ ATUALIZADO. Por isso que afirmo que foi usada de forma irregular – e não ilegal. Isso abre uma brecha para que seja usada na clínica. Não há dúvidas de que aumenta efetivamente a eficiência de fertilização e implantação do óvulo – mas vêm com todos os possíveis efeitos colaterais. Por isso os progenitores devem ser cautelosamente informados, tanto dos efeitos positivos quanto dos efeitos negativos.
Quanto ao banco clandestino de células germinativas e de embriões, realmente não está comprovado (e eu não afirmei que esteja comprovado) – foi denunciado, o inquérito foi aberto e está sob investigação. A questão é que pelos depoimentos mostrados na mídia, em entrevistas com as mulheres que os denunciaram, tudo está indicando que este banco existia: existem relatos de pacientes que eram inférteis e que receberam proposta de implantar um outro óvulo, que não dela, com base apenas na foto da doadora, e relatos de pais que fizeram o teste de DNA no filho e a criança não é nem de um pai nem do outro.. Isto só seria possível com um banco clandestino
Anônimo disse…
Ao anônimo das 12:14 h: Também fiu paciente do Dr. Roger, e como você, também tive meu filho lá e não tenho dúvidas da não existência de qualquer irregularidade, pois a conversa conosco foi sempre muito franca. Também sou grata a ele pela família que me proprocionou. Como você, em todas as vezes em que compareci à clinica e fiz o procedimento, nunca estive sozinha e sempre fui cordialmente e respeitosamente tratada por ele e por sua equipe. Faço minhas as suas palavras quanto ao CREMESP.
Também não quero saber se nosso filho tem nosso DNA, pois eu TENHO CERTEZA disso, embora nós também estejamos percebendo as especulações em nosso convívio. Mas quanto a isso, estamos tentando manter o equilíbrio, apesar das divulgações terroristas que muitos têm feito, a nosso ver SEM FUNDAMENTOS. No nosso caso, não acreditamos nas acusações feitas ao Dr. Roger, pois estamos achando tudo isso meio estranho e contraditório. Mas quanto a isso, vamos aguardar o desfecho, pois ele ainda não foi julgado, ao contrário do que muitos tentam divulgar.
Agradeço-lhe, pois depois de sua mensagem é que tive coragem de me manifestar (ainda como Anônimo), pois a maior parte dos manifestantes é contra o Dr. Roger, e eu me acovardei com isso. Mais uma vez, agradeço-lhe!
Não consigo odiálo e compreendo que muitas inumeras mulheres também sejam gratas , se ao médico ou a um mostro o tempo e a justiça vai dizer.
Roberto disse…
Ao anônimo das 15:55

Não senhor – não convivo na clínica dele – assim como não conviveram o juiz que vai avaliar o caso, o procurador de justiça que o está acusando e os integrantes do júri popular, que contribuirão para o veredito. Mas estou atento para o que está acontecendo – como você também deveria estar. O assunto é seríssimo e acho que todos devemos encarar com bastante seriedade. Como disse o anônimo das 18:32, acho que quem deve acordar é o senhor(a).
Roberto. disse…
Ao Anônimo das 12:21:
Existe aqui um engano. Não estou fazendo afirmações em forma de acusações baseadas em suposições. Estou fazendo afirmações baseadas em acusações que foram provenientes de fatos. Os fatos são inquestionáveis: ou o Dr. Roger é culpado pelo que está sendo acusado ou as mais de 40 mulheres que o acusam estão agindo de má fé, em sincronia, com depoimentos absolutamente mentirosos e com consistência assustadora. O senhor(a) escutou ou leu algum dos depoimentos?? O senhor(a) está atento para as atitudes e depoimentos do Dr. Roger? Sinceramente, as respostas dele àquela entrevista da Veja não tem pé nem cabeça! Uma pessoa inocente diante de supostas acusações mentirosas estaria rebatendo de forma veemente, indo à mídia, dando também os seus depoimentos, se defendendo com todas as forças!
Não há a intenção aqui de fazer terrorismo nenhum entre os casais que usaram a clínica – os fatos estão dizendo por si próprios. Maldade, Sr. Anônimo, é o que o Dr. Roger fez durante mais de 40 anos.
Anônimo disse…
Terrorismo??? Você quer falar de terrorismo, Anônimo 12:21? Terrorismo é o que o Dr. Roger fazia com suas clientes / vítimas, que procuravam a sua cínica na busca de realizar um sonho, pagavam caríssimo em dinheiro por isso, eram abusadas sob anestesia, acordavam sendo abusadas, tinham que voltar para casa e esconder o que aconteceu do marido e da família, tinham que voltar à clínica porque o Roger estava com os seus óvulos, com o seu dinheiro e estavam sob tratamento, e voltavam às mãos do médico / monstro sem saber o que aconteceria. Isso sim é TERRORISMO! Todas as famílias que se trataram lá devem ficar preocupadíssimas - incluindo as esposas do Gugu, Tom Cavalcanti, Pelé, dentre outras celebridades que ajudaram a promover a imagem deste canalha.
Anônimo disse…
Que muitas mulheres são gratas ao Roger era mais que esperado. Afinal, são cerca de 7 mil bebês que foram gerados na clínica.

Mas isso não tem nada a ver com seus crimes, ok?

Se ao mesmo tempo ele realizou tantos sonhos, ele também cometeu com uma parte de suas pacientes, crimes hediondos. Por esses crimes que ele deve pagar. É isso o que importa.

Se ele teve uma atitude correta com a maioria, não fez mais que a sua obrigação profissional, afinal foi muito bem pago para isso.

Mas isso não o anistia do resto. Isso não anula em nada seus erros. Ele já deveria pagar se existisse uma única paciente vítima. Não importa.

Vocês que são gratas ao médico, fiquem em paz com suas famílias e toquem a vida. Mas entendam o direito legítimo de quem foi vítima dele. Ele tem que enfrentar seus erros como qualquer ser humano. Será julgado pelos seus crimes, independente da gratidão de muitos.

Se ao mesmo tempo deve-se respeitar essas gratidões, deve-se respeitar igualmente a dor de quem conheceu seu lado criminoso. Isso aqui não é uma disputa de quem tem razão. São posições diferentes e que uma não deve tentar anular a outra.

Que ele receba a gratidão pelos êxitos, mas que pague na justiça pelos seus crimes. Que ele colha tudo que plantou.
Anônimo disse…
Não entrava nesse blog há alguns dias e fiquei espantada. Isso virou uma guerra entre abusadas pelo Abdelmassih e protetoras, felizes por terem conseguido o seu rebento através da mesma pessoa.

Para mim é bastante simples: quem teve um filho nessa clínica, tem gratidão ao médico, pois nossos filhos são nossos filhos e pronto. Agora, duvidar de 60 depoimentos, já é querer realmente tapar o sol com a peneira. Senhoras, vamos acordar! Fico imensamente feliz pelos seus filhos, acho que o DNA não deve ser feito pois o amor pelos filhos deve ser incondicional, mas não sejam cegas. Não sejam tão ingênuas e crédulas.

Esse estuprador está na ativa há mais que 40 anos e o que não faltam são relatos no MP confirmando isso. Eles vêm embasados com BO's de décadas atrás, entre outros documentos.

Simplesmente não há como negar. É por isso mesmo que as pessoas têm se referido ao Roger como "O médico e o monstro". É exatamente isso que ele é. Médico para algumas, monstro para outras. São duas verdades absolutas e uma não nega a outra. A questão é que no lado "monstro", estão crimes que merecem punição absoluta em qualquer parte do mundo, em qualquer momento da história.

E esta punição já começou, graças a estas heroínas que deram as suas caras a bater.
Anônimo disse…
A "Turbinagem de Óvulos", como diz o doutor, é um procedimento proibido na Europa e nos Estados Unidos e sem legisação aqui no Brasil (os processos de fertilização não têm legislação em nosso país). Quem quiser saber porque são proibidos, basta fazer uma busca na Internet. Há material sobre o assunto.

Esse cidadão é um demônio, que nunca se preocupou com a vida das pessoas que colocasse no mundo ou com seus familiares. Como se não bastasse, violentou esse número absurdo de mulheres.

Se alguém é capaz de não odiar um cidadão desses, é realmente de não entender.
Anônimo disse…
Enquanto isto no cóvil da quadrilha universal:

"Graças a deus que apareceu este Roger, só assim o Paulo Me esquece"
turma tá na hora de depenafr mais otários na fogueira santa.

Edir pata do cramulhão
Anônimo disse…
O depoimento da paciente agradecida só deixou claro o que eu tenho percebido ultimamente: até as pessoas que amam o roger já estão convictas de que ele é culpado.
Anônimo disse…
Pessoall,
Um assassino não mata todas as pessoas com as quais se relaciona.
Um ladrão não rouba todas as pessoas que conhece.
Um estuprador não violenta todas as mulheres que se relaciona, mas o fato de não estuprar a todas não faz dele um homem sem crimes e merecedor de inocência!!!
Os estupradores e "abusadores" também tem filhos, mulher, amigas, "pacientes" e namorada e com elas ele pode ter sido bom, no entanto isso não o isenta de ter cometido crime com outras.
Felizmente um bom comportamento não apaga os ruins (péssimos). Pagamos por cada ato que cometemos, ser bom é uma obrigação moral que não deve ser recompensada, pois é OBRIGAÇÃO.
Por favor, respeitem as vítimas que estão falando a verdade (sei disso tanto quanto Deus) e respeitem aquelas que tem gratidão por terem conseguido atingir seu objetivo sem maiores danos. Sorte a delas e espero que estejam muito felizes. Agradeçam a Deus a proteção que receberam, mas isso não é motivo para não acreditar nas vítimas. Pensem que um "estuprador" não violenta todas as mulheres que ele encontra e nem por isso ele deixa de ser um criminoso.
Sejam felizes!!!
Anônimo disse…
"Manipuladores, destituidos de compaixão, culpa ou remorso.Estes são os psicopatas, e, qdo pensamos neles logo imaginamos um sujeito violento, com aparência de assassino ou louco e que pode ser reconhecido em qualquer lugar. Estes passam por pessoas comuns. Utilizam-se de seu charme e de sua inteligência para impressionar, seduzir e enganar quem atravessa seu caminho. Estão camuflados de executivos bem sucedidos, bons amigos, ótimos médicos e excelentes advogados, pais e mães de família e não costumam levantar suspeitas sobre quem realmente são. Eles sabem exatamente o que estão fazendo e não sofrem nem um pouco com isso. Ás vezes seus atos são tão chocantes que nos recusamos instintivamente a reconhecer sua existência.
É impressionante, apesar de não se surpreendente, a reação apresentada pelo psicopata severo frente a situaçõs que envolvam violência física, intimidação ou provocações. Eles sempre demonstram um misto de satiisfação, prazer, sensação de poder e indiferença. No entanto, são incapazes de sentir qualquer tipo de arrependimento perante o mal que causaram ás suas vítimas.
No caso específico da violência sexual praticada por psicopatas, a situação chega a ser assustadora. Tudo indica que os estupradores em série (isso te lembra alguém?) em sua grande maioria, são psicopatas severos. Seus atos são o resultado de uma combinação muito perigosa: a expressão totalmente desinibida de seus desejos e fantasias sexuais, seu anseio por controle e poder e a percepção de que suas vítimas são meros objetos destinados a lhe proporcionar prazer e satisfação imediata. Puro exercício de luxúria grotesca!
OS PSICOPATAS NÃO VÃO AO TRABALHO, VÃO À CAÇA!!!!!

(Trecho retirado do livro Mentes Perigosas de Ana Beatriz Silva)
Anônimo disse…
Tive minhas filhas com o doutor Roger,sou muito grata a ele mas,isso não tira a culpa dele,acho q deve sim pagar pelos seus atos,mas agora estou cansada de piadas fora de hora e dizem q minhas filhas podem não serem minhas!!!!
Nunca tive duvida quanto a isso!!!!È muito dolorido ouvir isso das pessoas!!!
Quer esquecer esse caso,mas não posso deixar de agradeçer minhas filhas!!!
Anônimo disse…
Quero que as vítimas do Roger saibam que estamos dando todo o apoio e estamos totalmente com vocês. Além de apoio, temos muita admiração por mulheres tão corajosas como vocês, que romperam o silêncio e enfrentaram de frente seus medos, os estigmas sociais e o poder e renome de alguém como o Roger e de sua clínica de horrores.
É natural que esteja demorando para cair a ficha dos antigos admiradores do Doutor Estuprador, afinal vender sua imagem e a de sua clínica é o que ele melhor fazia. A carcaça covarde, podre e criminosa desta pessoa foi revelada ao público geral com esta enxurrada de depoimentos assustadores. Com a apuração das investigações e com os julgamentos que estão por vir, a justiça será feita: espero que este marginal fique atrás das grades pelo resto de sua vida, isolado do convívio social e da prática da medicina, que sua clínica seja interditada com aqueles blocos de granito enormes, que as mulheres sejam indenizadas ( mesmo que nenhum dinheiro no mundo pague estes atos, devemos insistir por indenização, exercendo plenamente o direito conferido pela justiça) e que isto jamais seja esquecido, servindo como caso emblemático do que é possível acontecer com o monitoramento precário, errado e não efetivo desta profissão pelo CRM.
Zel disse…
Moro no Rio de janeiro mas em 2001 procurei a clínica a procura da FIV. Paguei por um pacote de 3 tentativas e, em nenhuma vez fui atendida sozinha por ele ou por outro médico de sua clínica. Estive por quase 4 meses em tratamento. Nada tenho a reclamar do atendimento daqueles profissionais! Só tenho elogios a fazer! Por várias vezes o Dr Pedro, que é um dos médicos da clínica, me ligou para saber como eu estava reagindo a medicação ou para me informar o resultado do exame.
Como precisei estar lá por várias semanas, presenciei Dr Roger atender de pé, no corredor da clínicade -juntamente com sua equipe, as pascientes que já estavam em tratamento e, como eu, estavam lá para rever ou mudar o remédio da semana. Apenas uma vez estivemos sozinhos com ele, foi justamente no dia de fixarmos o valor do tratamento. Nas outras vezes, sempre que estive com ele, havia uma atendente sua (Eliane), que carregava uma prancheta anotando todo o medicamento a ser tomado, além de revisar meu exame de sangue feito naquele dia mesmo.
Indiquei Dr Roger a várias pessoas e, nunca recebí reclamações, apenas elogios ao profissional e, lógico, a satisfação das mesmas ao obterem resultados!
Eu só tenho a agradecer ao Dr e a sua equipe! Hoje tenho meus 3 filhos e, sei que são meus pq todos eles têm marcas físicas identicas aos da minha família e os 3 são parecidíssimos com meu marido, inclusive o andar e maneira de dormir! Com certeza sinto muito por tudo o que está acontecendo a ele e, às pacientes -que por ventura realmente tenham passado por essas situações.
Não estou julgando aqui quem foi ou não foi molestado por ele, apenas estou registrando minha experiência como paciente do Dr Roger, ok?
Para mim ficou na lembrança uma pessoa amiga que me ajudou muito no momento que muito precisei e sofria.
Se eu precisasse de um novo tratamento, com certeza voltaria a procurar a clínica e todos os profissionais que lá atuam.
Não posso julgar pelo que outros passaram, mas posso informar que fui muito bem atendida e respeitada - mesmo só tendo por três vezes o meu marido presente em minhas estadias à clinica!
Analu disse…
Você pode não odiar, mas eu tenho o direito de odiar com todas as minhas forças!!!
Mateus disse…
Parabéns Zel - e considere que você teve sorte, de ter tido 3 filhos nesta clínica e de ter passado despercebida pelos olhos malévolos e pelo julgamento transviado de um criminoso serial, de nada ter acontecido a você. Este muito infelizmente não é o caso de um bom tanto de mulheres, que tiveram sua privacidade invadida, seu sonho despedaçado, sua tranquilidade devastada e que viveram um verdadeiro inferno nas mãos deste senhor. Entendo que você não está julgando quem foi ou não molestado por ele - este trabalho vai caber ao juiz de direito, que não fará uma avaliação com base em apenas uma experiência, pessoal, mas sim com base nos relatos que foram juntados desde o início das denúncias pela procuradoria. Fico feliz que seja assim, e torço com todas as forças para que este caso seja apurado de forma justa e que todos os envolvidos sejam punidos.
Anônimo disse…
O que essa mulheres com a Zel estão falando? O que está por traz dessa obviedade cansativa de dizer, no MEU caso ele foi um verdadeiro anjinho?

Isso é uma forma sacana de defender esse monstro dos crimes que cometeu. Se com vocês ele não fez nada (a razão eu posso até imaginar...)parabéns.

Agora, o que se trata aqui são dos seus crimes. Isso é o que realmente importa para a sociedade perplexa com essas denúncias. Ele foi indiciado pela polícia, o ministério público baixou denúncia que foi aceita pela justiça. Alem disso, ele segue prezo em Tremembé...

As provas são contundentes. O depoimento de tantas mulheres que não se conhecem não pode ser desconsiderado como uma simples suposição.

Ele será solto em breve, mas enfrentará o processo e todas as vítimas que aguardam muito esse momento. Justiça!!!

O que está em discussão são seus crimes!!! E não o que NÂO fez com vocês que são gratas a ele.

Isso pra mim não tem nenhum merecimento especial. É o que se espera de qualquer médico e de qualquer clínica. Não me venham atenuar a ação desse criminoso.
Anônimo disse…
Exatamente, concordo plenamente com o anônimo das 22:57. O que está em questão aqui é a ilegalidade dos atos, o comportamento criminoso desempenhado pelo Dr. Estuprador, a atitude mentirosa incorporada por ele, a carapuça desonesta, deslavada e decrépita, a inclinação fora da lei, a destruição de vidas, o desmantelamento de valores, os atos repudiantes levados a cabo pelo médico/monstro, o exercício irregular da profissão, a vergonha que desmoraliza toda a classe médica, a injúria causada nas vítimas, a discórdia instalada nas famílias, o destroçamento dos sonhos das vítimas, os atentados explícitos ao pudor das pacientes, a invasão da intimidade das vítimas, o erro irreparável que o CRM cometeu ao não monitorar adequadamente a atividade deste profissional e da clínica dos horrores! Isto é o que vem a tona. Acho excelente que no caso de muitas ele tenha sido um verdadeiro anjinho, não mostrando sua dentição reptiliana, suas entranhas verminosas e não gerando devastação de proporção mastodôntica em suas vidas. Mas a verdade é que em muitos outros casos não foi assim - temos meia centena de relatos. O CREMESP desde 1989 teve 53 acusações de médicos exercendo mal a profissão e, em apenas 1 dia, em apenas 1 caso, dobrou esta quantidade. Realmente as senhoras que tiveram a sorte ( ou que não se deram conta ainda) e não sofreram nas garras deste crápula, tiveram muita sorte!
Anônimo disse…
Lamentável esta ironia do anônimo das 22:57... daqui a pouco, todas as mulheres que lá se consultaram, terão que dizer que foram abusadas... "Oh, por que não fui abusada? Será que não sou desejável?!?" Ah, faça-me o favor, seu cretino das 22h57. Pense antes de colocar suas ironias no blog.
Ana Flávia disse…
Depois de ler o relato acima, me sinto até mais tranquila, pois tenho tentado nesse blog a semanas dizer a todos o que sente uma mulher que teve seu sonho realizado e não foi vítima de assédio,e me perguntava: Onde estão as outras mulheres que são gratas por terem tido seus filhos e podem garantir que houve seriedade no tratamento. Uffa!! apareceram!
Gostaria de dizer a todos que de uma forma ou outra também somos vítimas... somos vítimas do constrangimento, dos comentários curéis das pessoas que hoje, fazem piada a cerca da possibilidade de nossos filhos não serem nossos!! sofremos tentando proteger nossos filhos das piadinhas sem graça, sofremos tentando passar por cima do sofrimento e constrangimento de nossos maridos que na rotina do trabalho também são alvo de comentários, enfim somos vitimas de tudo que está acontecendo, sendo o médico culpado ou inocente. Mas continuo dizendo que n~]ao fui alvo de abuso sexual, ainda espero pela justiça, e também sou grata pela vida do meu tão sonhado filho que pretendo proteger de tudo isso custe o que custar! Espero sinceramente que tudo isso se resolva mais rapido possivel. TAMBÉM SOMOS VITIMAS, MAS VITIMAS DOS COMENTARIOS CUEIS FEITOS PELAS PESSOAS QUE VEM AO BLOG PARA DIZER QUE SOMOS CONIVENTES!!
cleciana disse…
Peço que algumas dessas pessoas que odeiam o Dr Roger para que respeitem pelo menos as pessoas que passaram por lá e realizaram o sonho de ser mãe, pois a elas ele foi bom então respeitem a opinião alheia e não fiquem colocando chifre na cabeça do boi. Por favor cada um tem o direito de criticar e de defender, só respeitem a opinião do proximo.
Anônimo disse…
A maioria das mulheres que postaram seus comentarios tem receio de se submeter a prova de maternidade/paternidade. Por mais que amem os seus filhos e filhas, oriundas de fertilização na Clinica do Doutor Roger Abdelmassih, devem fazer o teste, para ver se seus filhos são , realmente seus ou , não quero criar alarme, ou são filhos do Doutor Roger ou de quem sabe quem! É horrível, maquiavélico, sim, mas as verdades devem ser ditas, para que as dúvidas não pairem e num determinado momento da maturidade destes filhos eles não venham a sofrer. Sei que é difícil, mas todas as mulheres submetidas à fertilização devem ter as suas dúvidas esclarecidas. Estou falando de coração aberto, para o bem dessas milhares de mulheres e seus maridos.
Anônimo disse…
Sou a autora do texto postado pelo Paulo, e lá escrevi que uma hora acho que ele é inocente, outra hora acho que é culpado. O tipo de comentário acima (das 14:24) é o típico comentário que me faz achar que ele pode ser inocente, ou que pelo menos há muito exagero na história.
Anônimo disse…
Eu sou vítima do Roger e, também pelo fato de ter sido assediada e fugido de lá imediatamente, sem terminar o tratamento, este não resultou em filhos.

Mas há várias mulheres que tiveram lá seu sonho realizado (serem mães) e além disso sofreram abusos sexuais.

Há, como os relatos acima, as que tiveram seu sonho realizado e não sofreram abusos, mas que agora sofrem com o estigma que seus filhos carregarão.

Cada uma com seu ponto de vista muito bem definido sobre o criminoso (o que é típico em casos em que se lida com um sociopata - vide texto colocado pelo anônimo acima).

Mas, o que precisa ficar claro, é que, de uma maneira ou de outra, fomos todos vítimas deste engodo chamado roger. Não temos que nos agredir, temos que, agora, tentar minimizar as conseqüencias dos males sofridos.

Para proteger novas vítimas de assédio, é preciso fazer o que estamos fazendo: denunciar e cobrar resultados da Justiça.

Não acho que quem teve filho deve fazer exame de DNA, acho que a estas alturas, para a família, pouco faz diferença (e o roger sabia e trabalhou bem com essa possibilidade). Não importa, se for preciso mintam, digam que os filhos foram feitos em outro lugar, abafem o caso, protejam as futuras gerações.

É provável que, por causa dos assédios, ele nunca mais possa atuar como médico, e com isso estaremos protegendo também as novas famílias da dúvida do DNA.
Informo que não tenho como comprovar que a anônima das 15:35 seja a autora do texto deste post.
Anônimo disse…
Ana Flávia, solidarizamo-nos com Você e seu marido! Temos passado pelos mesmos constrangimentos, mesmo que na forma de brincadeiras. Aliás, que brincadeira de mau-gosto, não? Mas tudo isto irá passar e esperamos que seja logo, pois a Justiça que tarda, falha.
Anônimo disse…
Tenho uma amiga que teve sua única filhinha por meio de tratamento nessa clínica. Ela reclamou de que somente após uma primeira tentativa de FIV caríssima e malsucedida o tal Dr. Abdelmassih cogitou a possibilidade de a infertilidade do casal ser fruto de incompatibilidade de RH.Guardo até hoje na memória a cara estranha que a minha amiga fêz, antes da eclosão do escândalo, quando perguntei o que ela havia achado do tratamento que recebeu nessa clínica.Tomara que ela não tenha sido uma das vítimas...
Anônimo disse…
Anônimo de 01/09/09 - 15:35: Penso do mesmo modo que você, e tenha certeza, muitas pessoas também pensam, embora MUITOS DESTE BLOG NÃO ACREDITAM NISSO (OU FAZEM DE CONTA).
Anônimo disse…
Eu não tinha entrado neste blog até o momento. Vi várias opiniões e sentimentos, muitos dos quais refletem os meus sentimentos e as minhas opiniões. O que essa pessoa (roger) fez não tem como avaliar. São coisas subjetivas. O que não pode acontecer é pessoas que tiveram seus filhos e, por sorte, não passaram por tudo o que estas pacientes passaram, ficarem glorificando um monstro como esse. Eu vivi tudo isso. Passei mais de 04 meses entre idas e vindas áquela clínica. Na 2ª consulta realizada com minha mulher, ela me contou que esse idiota tentou agarrá-la e tentou enfiar a língua na boca dela, ainda me descrevendo, e pude constatar depois numa conversa próxima, o mau hálito que aquele podre tem. Tenho certeza que minha mulher não sofreu nenhum tipo de abuso, fora esse primeiro, pois não a deixei um minuto sequer sozinha com ele. Tive vontade de entrar na sua sala e de socá-lo, mas minha mulher não permitiu. Respeitei o seu desejo, pois ela tinha medo que depois de minha atitude, como esse velho asqueroso não tem excrúpulos, não desse certo o tratamento. Felizmente deu, temos nosso filho querido e amado. Mas isto não o exime de culpa. Aliás, a justiça deve investigar melhor a postura de todos na clínica, não no que se refere à postura ética, mas com relação a saberem ou não das atrocidades que esse caduco praticava. Tenho certeza que eles sabiam. Estava estampado nos seus rostos. Certa vez presenciamos uma mulher que desceu as escadas chorando e correndo. Perguntamos a uma médica o que havia acontecido. Ela ficou extremamente constrangida e não conseguiu explicar. Todos os funcionários ficaram se entreolhando e comentando entre si, mas para os pacientes limitaram a dizer que ela estava muito nervosa com o tratamento que não estava dando certo. Tenho quase certeza que não era só isso. E todos ali sabiam. Esse velho maltratava todos os seus funcionários, inclusive os médicos. A sua clínica parecia um SUS. Você chegava às 08:00 horas (hora marcada) e era atendido às 16 ou 19:00 horas, como aconteceu várias vezes conosco. Ele só pensava no dinheiro e nada mais. Tenho certeza que algumas mulheres nem precisavam fazer todo o tratamento, bastava tomar a vacina que é feita com o próprio sangue da paciente e do marido, pois depois de um determinado tempo o corpo da mulher não reconhece o óvulo fecundado como um corpo estranho, o que é necessário para a fixação do óvulo no útero. E isto é muito comum de acontecer, só que nós leigos não sabemos dessas coisas. Isto também deve ser investigado.´Até sócio de uma fornecedora de medicamentos receitados ele era. Assim ele fechava o ciclo. Tomara que esse sociopata não escape da Lei, pois ele merece tudo isso que está acontecendo e muito mais.