Pular para o conteúdo principal

Ivanilde vai processar o médico Abdelmassih por abuso sexual

image

A empresária Ivanilde Vieira Serebrenic (foto), 43, está ajuntando documentos para processar o médico Roger Abdelmassih por danos morais. Ela é uma das cerca de 70 mulheres que acusam de abuso sexual o mais conhecido especialista de FIV (fertilização in vitro) do país.

Ivanilde foi a segunda mulher que saiu do anonimato para expor a sua acusação, e é dela a declaração mais contundente.

A jornais e emissoras de TV, disse que em 1999, ao acordar de uma sedação na clínica de Abdelmassih, viu que tinha na mão o pênis do médico.

As declarações da empresária encorajaram outras ex-pacientes – de vários Estados – a procurar a 1ª Delegacia da Mulher da cidade de São Paulo.

Agora, Ivanilde é a primeira a afirmar que vai à Justiça para exigir do médico uma indenização. Outras ex-pacientes deverão fazer o mesmo, mas elas não se pronunciaram ainda porque esperam o término do inquérito policial.

Uma delas informou que poderá ser criada uma associação de vítimas do Abdelmassih para coordenar o encaminhamento de ações judiciais.

“Agora estou na fase de documentação”, disse Ivanilde ao Cruzeiro do Sul, jornal da região de Sorocaba, onde ela mora. “Estou levantando cheques e recibos que ele [Abdelmassih] dificilmente dava.”

Falou que se sentiu intimidada por uma voz feminina  ao telefone que disse para ela providenciar “todas as provas e advogados porque seria processada” por causa das acusações.

A empresária está providenciando os documentos, mas será ela que vai processar o médico.

A polícia está investigando a origem da ligação telefônica, que seria da clínica de Abdelmassih.

A empresária, que é presidente do Sincopetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo), disse que a sua exposição na imprensa tem sido desgastante também porque “não é fácil ficar lembrando tudo que passou.”

Mas decidiu que vai até o fim.

Ivanilde acredita que na região de Sorocaba – cidade paulista de 577 mil habitantes que fica a 90 km da capital – haja mais mulheres que sofreram assédio do médico e ela se coloca à disposição para ajudar quem quiser formalizar as acusações às autoridades.

Por intermédio de seus advogados, Abdelmassih nega tudo. Ele já enumerou várias motivos para o fato de estar sendo acusado, como inveja de médicos concorrentes e alucinações sexuais de pacientes em decorrência de efeito colateral da anestesia.

> Caso Roger Abdelmassih.

> Justiça de MT condena médico por abusar de paciente. (fevereiro de 2009)

Comentários

  1. os médicos estão concorrendo com os padres.

    ResponderExcluir
  2. Acredito que o caminho seja mesmo este. Criminalmente ele deve pagar, é claro! Mas de quanto pode ser a pena dele? De 1 ano no caso de abuso sexual, ou um pouco mais se a acusação de estupro for julgada procedente? Havendo ainda a possibilidade de substituição da pena privativa de liberdade pela pena restritiva de direitos!? É muito pouco. Deve-se cobrar indenização SIM! Não sou uma das assediadas, mas mesmo assim apoio as mulheres que exigirem da justiça providências para serem indenizadas. O "poder" deste homem baseia-se no dinheiro que ele tem! Portanto, para que haja justiça ele deverá ser preso, TOMARA, e deverá também indenizar suas vítimas.
    Essas mulheres querem justiça. Será hipócrita quem duvidar disto.
    Interesse em dinheiro, quem tem é o "Dr." Roger e seu advogado!

    ResponderExcluir
  3. Não me surpreende essa noticia, alias acho que estava demorando para começarem com processo por danos morais. Afinal desde o inicio as denuncias tenderam a esse desfecho, o interesse final por dinheiro. É muita ingenuidade acreditar que o motivo das denuncias era SÓ exigir a responsabilidade criminal. Reparem no SÓ em caixa alta, para ressaltar que não duvido que possam haver ALGUMA vitimas de fato, porém é difícil acreditar que TODAS as 70 denunciantes realmente são vitimas. Parece-me haver uma maioria de aproveitadoras que diante da denuncia e da dificuldade de identificar quais realmente são verdadeiras, resolveram tentar recuperar o dinheiro gasto num tratamento infrutífero.

    ResponderExcluir
  4. Desculpe, mas quem vai decidir quem tem direito à indenização ou não é a Justiça. Se pedir indenização por danos morais fosse tão "imoral" como algumas pessoas colocam, a lei não iria prever esta possibilidade. Além do que, a indenização está sendo e pode ser cobrada por quem sofreu o abuso e não por conta do "tratamento infrutífero".
    E se você quer saber minha opinião(que não fiz o tratamento e nem sou uma das vítimas) eu acho que se um médico, que se diz um Deus da medicina, GARANTE às mulheres que elas VÂO engravidar, EMPURRA um pacote CARÍSSIMO de três tentativas que no final resulta em NADA, penso SIM que essas mulheres devem também ser indenizadas tal qual ocorre com as cirurgias plásticas, pois o que se procura, o que se "GARANTE" e o valor que se "COBRA" (pelo menos por parte deste "DR.") é pelo RESULTADO e não pelos meios de obtê-lo. TENHO DITO!

    ResponderExcluir
  5. Concordo em gênero, número e grau!!!

    ResponderExcluir
  6. Mauricio(18:07), seus comentários dão a entender que o abuso sexual, estupro, troca de óvulos, entre outros, tem PREÇO????? As mulheres devem simmmmm, buscar uma reparação pelos danos morais causados por este maníaco, não basta sua falência ética e moral, pois isto ja ocorreu, faltando apenas a falência comercial, que se aproxima. Um ser insignificante e mercenário como ele, só se importa com o dinheiro, de forma que, o valor pecuniário pelos danos morais, qualquer que seja, não pagará o sofrimento, todavia terá valor de vitória.
    Este seu comentário interesseiro de defesa, tem origem na clínica das taras, por isto, respondo:
    "Jus sperniandi ou Direito de Esperniar".
    A Ivanilde declarou para o Jornal Cruzeiro do Sul, que o nº do telefone da ligação anônima e intimidatória que recebeu, constava em um dos seus documentos da clínica. Ivanilde, sua decisão é corretissíma, as outras mulheres, que sigam oportunamente o mesmo caminho. Parabéns pela sua força interior, a qual deu coragem a muitas outras mulheres denunciarem. Boa sorte a todas.

    ResponderExcluir
  7. Ivanilde,
    Mesmo diante de tantas pedras, NÃO DESISTA. Nossa honra deve ser indenizada sim!!!, esse é um exercício de cidadania e quem tem confiança em si mesma, além de um desejo de manter a consiciência em paz fazendo um papel de ao menos tentar punir quem errou. A lei existe para isso.
    Nós que pagamos com o suor do nosso trabalho mais de 70 mil reais (como foi o meu caso) e ainda fomos submetidas a um horror temos que lutar para que a lei seja cumprida. Infelizmente, as nossas provas são frágeis, mas certamente a justiça tem meios de diferenciar os oportunistas das vítimas e apurar a verdade. EU SEI QUE É VERDADE. DEUS SABE QUE É VERDADE. DEUS TAMBÉM SABE O QUANTO SOFRI. Não se deixe abalar, as vítimas somos nós e não ele.
    Será que é justo pagar para ser abusada sexualmente e não fazer nada sob o manto de poder ser acusada de oportunista? Não, não vale, pois é exatamente isso o que ele quer, nos acusar de oportunistas para que ele seja a vítima.
    PESSOAL, pelo amor de Deus, esse homem nos molestou no momento mais frágil da natureza feminina e no momento mais sublime da vida, o momento da maternidade. É UMA COVARDIA!!!. Será que isso não é o bastante para que ele seja punido?

    ResponderExcluir
  8. Vixe....agora que o "véio" morre. Mexer no que ele tem de mais precioso...no seu bolso! Além de justo é muito irônico!

    ResponderExcluir
  9. Estava demorando mesmo, Mauricio! Elas tem todo o direito. A justiça que vai julgar, não você. Inclusive essa sua suspeita leviana se elas foram realmente vítimas. Tudo será avaliado pela justiça.

    Observem bem que todos que tentam defender esse criminoso, esse montro, não o fazem diretamente. Tentam agredir as denunciantes. Patético!

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente sou obrigado a concordar com o sr. Mauricio. Faz sentido...

    ResponderExcluir
  11. Maurício,
    Sua colocação é risível. Você, se não for da família do médico ou trabalhar em sua clínica, certamente vem de uma família em que as mulheres não se dão valor algum e portanto não merecem crédito. É de dar nojo a sua colocação. Quer dizer que em algumas vítimas você acreditaria e em outras não ?! Divertido isso. Realmente anda difícil dizer que não se acredita em nada dessa história e o que você fez foi dizer que "acredita mais ou menos", para não ser tão apedrejado. Veja que sua tática não deu certo. Só o anônimo das 14h38 (que provavelmente é você mesmo), concordou com sua maravilhosa colocação. Fica nítido o seu caráter - você NUNCA faria alguma coisa por justiça, somente por dinheiro. Isso chama transferência, meu caro. Não jogue na gente, que já se cansou de sofrer, essa sua personalidade repugnante e desonesta.

    ResponderExcluir
  12. Só podia ser um Mauricinho pra defender o Roger..

    Eles são engraçados. Temos que reconhecer, além de imorais, são humoristas. Dos bons.

    Mas acho que chegou a hora da verdade. Que tal uma campanha "FALA ROGER!"

    Até agora ele se escondeu no biombo armado pelos advogados. Covarde!

    Como um homem célebre, reconhecido internacionalmente, amigo dos "ilustres" e poderosos, diante dessas denúncias, silencia?

    Até agora ele agrediu as denunciantes, difamou-as, jogou dúvidas sobre suas honras e honestidade. Mas responder às denúncias.....nadinha de nada.

    FALA ROGER!, você é denunciado por abuso e assédio sexual, e sobre ISSO, o que vc tem a dizer?

    Um outro bom capítulo para registro na história do Brasil é gente divulgar para os quatro cantos, quem está segurando essas denúncia na Globo, no SBT e na Rede TV.. Ou seja, temos que dar os nomes dos seus amiguinhos e amiguinhas..

    ResponderExcluir
  13. O que FAZ SENTIDO realmente é que os poucos comentários questionando o direito de denúncia das vítimas, e sua justa reparação, partam da clínica.
    Isso é que faz sentido.

    ResponderExcluir
  14. Ah, bom! Depois que forem pagas, a honra, a dor de cotovelo, o trauma, a raiva...tudo fica acertado... humm... A trilha sonora de Cabaret (money makes the world go around...) cai bem para esta história tão sujinha. O que não haverá por baixo desse tapete...ai ai...

    ResponderExcluir
  15. Como disse um anônimo acima, "mexer no bolso" - é aí que dói. Vai ver que foi no bolso onde sempre doeu.

    ResponderExcluir
  16. Agora o Maurício dança Cabaret...

    É bom você começar a estudar um pouco para se informar como funciona a justiça, como funcionam os processos, como funciona o Direito. Pois a dor, o trauma e a raiva nunca terão fim. Mas um culpado precisa pagar de todas as formas pelo que fez. Se estorquiu a mulherada além de abusá-las sexualmente, deve pagar sim. Chama-se "pagar na mesma moeda". Aliás, para pagar na mesma moeda, faltaria ele ser preso e de fato "pagar" lá na cadeia, como é costume nesse tipo de caso de assédio, abuso e estupro. Mas não sou tão ingênua e sei que preso ele não vai. Mas bem que devia.

    Gostei da ideia do anônimo das 22:57...... FALA ROGER......FALA!

    ResponderExcluir
  17. Prezada Ivanilde, imagino a coragem que tu tens para se submeter a esta exposição , na Mídia, num caso tão sério e constrangedor. Mas a tua coragem fez Eco; agora são mais de 70 mulheres. Lendo o teu depoimento , eu como homem, sinto vergonha da atitude deste profissional. Recomendo ler o texto do "Fórum das Promotoras Legais Populares do Distrito Federal", assinada pela Doutora Soraya Fleischer. Esta Doutora Antropóloga discorre de maneira inteligente e clara, a respeito desse assunto. A tua determinação e coragem vai servir para que as mulheres, de todo o Brasil, não sofram caladas, enquanto "abusadores" continuam com as suas investidas. Desejo de coração que tenhas todo o sucesso, nesta Ação Jurídica e que os nossos Magistrados , livres de pressões , façam o seu veredito, com consciência e rigidez, nos termos do Código Penal Brasileiro.
    Um abraço e boa tarde!

    ResponderExcluir
  18. médicos, quando acusados injustamente, não costumam propor a reconvenção, apenas contestam o pedido, o que não traz maior responsabilidade ao paciente e assim, esse se sente livre para pedir somas absurdas. Acredita-se que a falta de reconvenção é motivada pelo fato de que esse tipo de fundamento legal não era previsto expressamente no Código Civil de 1916.

    Algumas iniciativas de médicos contra pacientes que exorbitaram em seu direito já deram bons resultados. A divulgação pela mídia de condenações de pacientes que agem de forma ilícita, abusando do seu direito de ação, ao certo implicará maior responsabilidade nos pedidos judiciais, dar-se-á, dessa forma, o respaldo reclamado pelos bons profissionais da área da Saúde.
    Acredito, que sem provas concretas vai ser dificil incriminar o médico, por tantas vezes tivemos casos que foram provados por cameras escondidas, porque não fizeram a coisa certa para pegar no flagrante a ação deste médico, se o cara é tão tarado como estão espondo eu acredito que estas mulheres deveriam ter armado uma prova bem contundente para poder incriminar, isso pode dar bote contrario, cobra pica quando acuada , não estou defendendo ninguem só estou observando algo que eu acredito estar sendo mal programado e feito meio sem medo de sair ferido , pensem bem

    ResponderExcluir
  19. Anônimo de 18:48
    Você pode estar certo. Tentar buscar uma prova ou gravar a ocorrência me levaria a ter que me submeter a olhar a cara desse monstro novamente e correr o risco de ser abusada no caso de não conseguir me defender, por isso não o fiz. Mas, ao contrário do que imaginamos, a prova mais forte consiste no depoimento quase idêntico de 70 mulheres. Veja: não são duas ou dez, são 70 com detalhes quase idênticos, esse é um indício muito forte. Continuo clamando:
    IVANILDE, mesmo diante de tantas pedras NÃO DESISTA! A Justiça tem como apurar.

    ResponderExcluir
  20. Concordo com essas mulheres que estão denunciando esse médico, não desistam. Espero que isso vire moda, e médicos e outros profissionais que assediam suas pacientes, clientes, sejam proibidos de continuarem em suas proffissões. Com tudo que tenho visto na impressa, ficou uma dúvida, porque essas mulheres demoraram tanto tempo para denunciar?

    ResponderExcluir
  21. Anônimo das 18:48, os comentários dos advogados do tarado e outros interessados da clínica estão melhorando um pouco neste blog.Intimidação LIGHT.
    A palavra do maníaco tem mais valor que as das 70 mulheres? O exercicio da advocacia é feito de meios e não de resultados, por isto não subestime o profissionalismo dos delegados e promotores encarregados do caso. Estão tratando do assunto "muito adequadamente".
    Este seu "pensem bem" deveria ser dirigido ao cumplíces da clínica. A casa caiu.

    ResponderExcluir
  22. Ele acha que falando "chiquezimamente" em advoguês,vai intimidar alguém. Acorda, camarada! Seu cliente não tem escapatória. Terá que pagar pelo que fez. Força para a Ivanilde e demais vítimas, que já passam de 70.

    ResponderExcluir
  23. 19:59 não sou advogado, o pensem bem eu me referi a falta de provas concretas, oque temos é depoimentos de 70 ou mais mulheres com muita semelhança , detalhes iguais, isso prova oque? me perdoe mas eu estou sendo realista, prova tem de ser concreta , e o promotor , delegado , juiz sabem disso isto vai acabar em nada, porque estas mulheres nao fizeram a coisa certa, era só mandar uma lindona lá bem preparada com uma camerazinha e pronto , tem um monte de gente capaz disso, a moça la em cima disse que jamais faria isto para nao ficar com mais trauma, pessoal pensem bem e deixem de fazer bobagem, se este médico fez mesmo oque fez , eu tenho certeza que vai sair pela tangencia, e se fez mesmo oque fez , vai ser burro assim la longe, com o dinheiro que ele tem ele teria mulheres muil vezes mais bonitas doque estas coitadas que estao se espondo aqui

    ResponderExcluir
  24. Anônimo das 20:29,

    É sempre o mesmo discurso agredindo as vítimas, agora são chamadas de "coitadas e que o tarado teria mulheres muito mais bonitas".
    Estes comentários são de interessados na defesa do maníaco, mas lembro que, o médico não é burro ele é TARADO.
    Agressão barata as vítimas só pode vir de alguém sem caráter e a serviço do Dr. Tarado.

    ResponderExcluir
  25. Falou bobagem o sr. jurisdicês verborrájico.

    Claro que uma gravação seria melhor para provar esse tipo de crime. Mas a prova testemunhal é completamente legítima e amplamente aceita quanto é o único meio de provar os fatos. Os tribunais estão abarrotados de sentenças condenatórias com provas testemunhais. No caso do médico, a coisa não pode ser invertida. Ele é o acusado. As provas são testemunhais e categóricas sobre o "modus operandi" do crime. Ele é que tem que provar que não fez o que aparece em todos os depoimentos. Problema: não é uma palavra contra uma palavra. Se fosse isso, ele tiraria de letra. Mas são muitas mulheres contra o tarado do jaleco. Nesse caso a prova testemunhal é devastadora. Incontestável.

    Como disse o Roberto Santini (12;57), "que os nossos Magistrados, livres de pressões , façam o seu veredito, com consciência e rigidez, nos termos do Código Penal Brasileiro."

    O resto é recadinho bobo, babaca, intimidatório e pueril. Ou a manifestação mais baixa, nojenta e desrespeitosa conta a honra das mulheres que foram vítimas, como aparece no anônimo das 20;29.

    Sua visão é um primor de cínismo e escárnio. Esse, acha bonito que o dinhero compre 'mulheres mais bonitas' do que ele tem em casa. Nem dá pra perder muito tempo. Sua moral é a da sarjeta.

    Parabéns Ivanilde.

    ResponderExcluir
  26. Uma pergunta. Tb passei pela mesma situacao destas mulheres, no primeiro dia, tive que me abri com alguem, pois nao acreditava no que estava acontecendo, entao em prantos procurei minha chefe que foi maravilhosa e me encaminhou a um terapeuta, so ele me ajudou a superar. Vcs acham que este terapeuta seria uma prova para td isso?

    ResponderExcluir
  27. Anônima das 00:18,
    Com certeza seu terapeuta pode ajudar no processo. Ele é testemunha do que você viveu. Há várias outras vítimas com relações de vínculo semelhantes a este, que serão ouvidas na hora certa. O ideal seria você já avisá-lo que colocará seu nome a dipor da justiça, a fim de testemunhar a seu favor. Aliás, todas as vítimas deveriam relembrar a época do assédio / abuso, para levantar que pessoas poderiam assumir este mesmo papel de testemunha. E.mails que por ventura falem no assunto e tenham sido trocados na época, também têm validade.

    ResponderExcluir
  28. Ué, anônimo, o que aconteceu com o seu "advoguês" ? Dessa vez não usou o dicionário para ajudá-lo a redigir ? Use pelo menos o corretor ortográfico...
    Quanto às provas, o médico é louco e não burro. Ele ataca as vítimas em seu próprio espaço, obviamente não deixa espaço para provas, né, Mané ?

    ResponderExcluir
  29. Aos ANÔNIMOS que se indignam com aqueles que tem uma opinião imparcial acerca dos fatos, que não fazem um pré-julgamento simplesmente baseado em testemunhos e que não se deixam levar pela pura e simples emoção na hora de emitir um julgamento ou comentário, gostaria de destacar um fato recente que esta se desenrolando de forma inusitada na Suíça. Alguns de vocês devem estar acompanhando o caso da brasileira Paula Oliveira, que no inicio da semana declarou ter sido atacada por Skinheads e devido ao ataque ter sofrido 1 aborto de gêmeos. Assim que o fato tornou-se publico a grande maioria das pessoas, brasileiros e estrangeiros, tomaram uma posição de ataque a Suíça e aos supostos afiliados ao partido político nacionalista. Contudo o caso esta tomando outros rumos, não significando a inexistência dos fatos pois a investigação ainda não foi concluída, mas os que outrora atacaram os acusados sem pensar duas vezes, devido ao grande apelo emocional da denunciante, agora se vêem órfãos de razão.

    Esse é apenas um exemplo de como um julgamento precipitado e carente de razão, uma irresponsabilidade e uma demonstração de ignorância cabal.

    Portanto é muita ignorância crer que APENAS, por se tratar de mulheres que buscavam auxilio medico para engravidar, e por serem mais de 70 pessoas, TODOS os seus testemunhos são TOTALMENTE IDÔNEOS.

    Segue uma citação sobre o assunto;


    " O testemunho é um meio de prova disciplinado pelos arts. 202 a 225 do CPP. O Juiz, tendo em vista o sistema de apreciação de provas do livre convencimento, pode valorá-lo livremente à luz das demais provas produzidas. No antigo sistema da certeza legal ou da prova legal prevalecia o brocardo testis unus, testis nullus (voix d’un, voix de nul, para os franceses), onde uma só testemunha não valia como prova. Hoje se admite até uma condenação com base em um único testemunho, desde que corroborado com os demais meios probatórios colacionados aos autos. POR OUTRO LADO, MUITAS VEZES VÁRIOS TESTEMUNHOS NÃO SÃO SUFICIENTES PARA UMA SENTENÇA CONDENATÓRIA. PORTANTO, O QUE IMPORTA NÃO É O NÚMERO DE TESTEMUNHAS, MAS A CREDIBILIDADE DO RESPECTIVO DEPOIMENTO E O CRITÉRIO COM QUE O JULGADOR O AFERIRÁ. "

    FONTE: http://br.monografias.com/trabalhos/prova-testemunhal-processo-penal/prova-testemunhal-processo-penal.shtml

    ResponderExcluir
  30. Confundir o caso Roger com o caso da brasileira Paula Oliveira é ver o galo cantar sem saber onde. Talvez má fé. Essa discussão cansou. Agora chegou a hora da justiça se posicionar, livre de pressões. A credibilidade dos depoimentos independe de vontades, infelizmente, para quem põe todas essas mulheres em dúvida.
    Vamos ver o que acontece daqui pra frennte.
    As mulheres cumpriram seu papel, formalizando a denúncia. Papel admirável, por sinal.
    Não adianta jogar areia nos olhos de ninguém. É conversa fiada demais.
    O médico cometeu crimes, vai pagar por eles. Assim será. Independente dessa masturbação jurídica completamente inútil e imbecil. Que o processo Roger avance o mais rápido possível. Esse é o meu desejo.

    ResponderExcluir
  31. Entendi!!
    Finalmente entendi.
    O casal paga uma grana pesada por um tratamento doloroso, acreditando que o médico é uma espécie de Deus. Joga todas as suas fichas, toda sua esperança pra realizar o sonho de gravidêz. Confia. Confia cegamente. Na retirada dos óvulos, a mulher é abusada sexualmente enquanto acorda da anestesia. Esse casal, especialmente a mulher, "se deixam levar pela pura e simples emoção na hora de emitir um julgamento". Mesmo quando aparecem denúncias espalhadas pelo país todo, relatando os mesmos fatos. Fatos relatados com detalhes na Delegacia da Mulher, no Ministério Público e no Conselho de Medicina. Mulheres que passaram por isso há pelo menos 30 anos. Algumas, sofreram dessa violência nos últimos meses. Mas, segundo o novo bobo da corte do blog, essas mulheres são carentes de razão.
    Puxa. Que comentário mais isento.... Completamente imparcial.
    Ainda bem que temos esses travestidos de razão, para dizer às mulheres que foram atacadas pelo médico que a credibilidade dos seus testemunhos pode estar sob suspeita. Afinal, pra ele, palavra de mulher pode bem ser desprezível. Principalmente quando relatam um crime em grupo. Afinal, para esse parvo, testemunho de mulher é suspeito.


    Vejam que continuam as agressões sórdidas contra as vítimas. Essa é a única tática da turminha do Roger, na falta absoluta de defesa?

    Que parco argumento heim, seu truão babado.

    ResponderExcluir
  32. Desculpe anônimo 10:58, mas não é "confusão", mas é analogia o que o sr. Mauricio refere no seu post das 6:50. Confusão, e das muito burras, é dizer que a lei escrita é "masturbação jurídica". Tenha dó...

    ResponderExcluir
  33. O Anônimo das 6:50 clareou bastante os trâmites jurídicos. Eu achava que testemunho, por si só, não era prova. Agora vejo que é. Acho que para o médico escapar desta, só se houver muita, mas muuuuuita maracutaia.

    ResponderExcluir
  34. De fato, pelo menos nisso o Sr Mauricinho ajudou. Está mais claro do que nunca, a validade enorme destes 70 depoimentos.

    Detalhe - várias das anônimas que postam aqui, são vítimas, caro Maurício. Eis o porquê de tanta certeza no que afirmam.

    ResponderExcluir
  35. Anônimo das 16:08

    Tenho dó sim, quando é o caso. Se é analogia, pior. Analogia sem sentido qualquer. Poupo e dispenso o meu tempo com isso. E já que vc não entendeu, explico bem devagar: masturbação jurídica não se refere à lei, certo? Se refere à teses estapafurdias que nos fazem correr atrás do rabo.

    Antes da justiça ouvir as vítimas e medir toda a credibilidade dos depoimentos, essa credibilidade é questionada do nada, usando a suspeita como instrumento de análise. Isso é desonesto. As mulheres merecem respeito. O médico terá ampla possibilidade de defesa. Deixem a justiça julgar.
    Sobre esse assunto juridicês, não falo mais. Perda de tempo. Conversa pra boi dormir.
    A justiça vai dizer quem tem razão. E só vc ter um pouco de paciencia e esperar um pouquinho mais. Quem comete um crime desse porte, tem que pagar.
    Quer goste ou não. Problema é seu. E do médico.....

    ResponderExcluir
  36. Aos defensores do Tarado,

    Advogados, Funcionários, Amigos, Conhecidos,
    Comentaristas Parciais ou Imparciais, Radicais,
    Morais ou Imorais,Interessados ou Desinteressados
    Intelectuais ou não, lhes digo:

    "Quem não compreende o caráter humano, tampouco compreenderá o fato e/ou longas explicações, afinal, o importante é defender o maníaco a qualquer preço"

    Queiram ou não, as consequência estão ocorrendo de forma progressiva. Falência ética e moral em andamento. Comercial o tempo dirá. Provávelmente em breve.

    Defensores,façam uma reserva de argumentos, pois irão precisar. E muito.

    Vítimas, o resultado pode não ser o que esperamos, todavia será bem próximo.

    Continuem de cabeça erguida.

    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  37. Incrível o pega prá capá que tá virando isso aqui. É uma análise interessante. De um lado, quem foi abusada pelo médico e quem acredita nessas vítimas. De outro, pessoas que não se dizem como "amigos" do médico, mas que agem como. Está claro que são dois lados completamente distintos e antagônicos. Não sou vítima, mas não é de hoje que ouço falar mal desse profissional. É dito como um "fazedor de gols", custe o que custar (e só as suas clientes sabem o que exatamente envolvem estes custos). Não consigo, no entanto, deixar de me colocar de algum lado. Para mim não dá prá ser imparcial numa estória em que há um acusado de um lado e 70 vítimas de outro. Acho de uma ingenuidade muito grande, pôr em questão as palavras de 70 vítimas. Será que existem mesmo pessoas tão ingênuas, ou será que estas colocações favoráveis ao médico partem lá da clínica e de seus familiares ? Não consigo imaginar outro ponto de vista. Honestamente não há outra resposta. Letrados não seriam tão tolos. Tomara que a justiça realmente coloque todos os pingos nos devidos "is", pois tenho pena dos casais que além de passarem por uma situação tão absurda, ainda precisam ficar se defendendo em debates estéreis como estes.

    ResponderExcluir
  38. "Não consigo imaginar outro ponto de vista. Honestamente não há outra resposta. Letrados não seriam tão tolos."

    Caro Alex essa declaração sua e que é uma analise extremamente interessante. É o pensamento reinante dentre as pessoas que postam aqui. Simplesmente a grande maioria das pessoas não admitem ponto de vista contrários, e acusam as pessoas que tem de ser "cumplices" ou estar "defendendo".

    Então vamos por partes:

    1 - Até agora o ministério público não ingressou com uma ação contra o acusado (basta consultar no site do TJ-SP), o que significa que ele não tem provas ou indícios o suficiente para tal. Portanto não há como uma pessoa aparte dos fatos pode afirmar que o acusado realmente fez o que lhe é atribuído. Aliás como muitos aqui dizem, porém não esperam, é preciso esperar a manifestação da justiça.

    “...Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória..."

    Artigo 5º da constituição


    2 - A cerca de 1 ano e meio havia um blog na internet com denuncias contra o médico, onde constava declarações de supostas vítimas, novamente falo na condicional, pois ainda não foi provado. O médico inclusive entrou com um recurso contra o Google, proprietário e responsável pelo blog, pedindo sua retirada. O pedido foi julgado improcedente, e o médico condenado a pagar 500 reais (valor simbólico).

    No final do ano passado, a notícia das acusações vieram a tona na imprensa. As denuncias eram no início cerca de 10 a 15 (se eu não me engano), após a divulgação esse número saltou para mais de 70, em questão de 2 meses. Antes que o intransigentes reclamem, é obvio que após a divulgação pública muitas pessoas que foram possíveis vítimas, se sintam seguras e façam seu depoimento. Contudo, da mesma forma que pessoas idôneas lêem notícias, pessoas de caracter dúbio também lêem. Portanto não é impossível que alguém que se sentiu lesado por ter pago e feito um tratamento para engravidar e não ter obtido êxito, tenha se sentido encorajado a também se declarar vítima. Diante própria declaração do Procurador responsável pelo caso, todos os depoimentos possuem conteúdo muito parecidos, desde o momento até o "modus operandi". Essa similaridade entre os depoimentos tanto pode indicar um grande número de vítimas de uma mesma pessoas, assim como pode indicar que alguns ou muitos depoimentos são falsos, mera adaptações dos outros. Tal possibilidade, baseia-se no fato de que assim como ocorre aqui, outros diversos blogs, inclusive o que o médico tentou reitirar do ar a 1 ano, mostram relatos detalhado das possíveis vítimas. Qualquer pessoa que lê, pode simplesmente personificar-se na história e "criar" outro incidente.

    Possivelmente a essa altura, após ler o que coloquei, muitas das possíveis vítimas devem estar revoltadas com essa possibilidade, por isso pergunto;

    Partindo do principio de que nenhuma de vocês se conheciam antes desse episódio, vocês colocam sua mão no fogo por cada uma das depoentes quanto a veracidade dos depoimentos?

    ResponderExcluir
  39. Mauricio,

    Sua defesa nos interesses do Tarado não tem limite. A clínica da Taras deve estar lhe pagando muito bem, ou vc é familiar ou cumplíce. Vc quer ser sempre o último comentarista deste blog. Quer contestar cada argumento, cada depoente, cada comentarista, enfim, contestar, constestar, contestar sempre, senão o Roger não paga.
    Bom negócio para vc, que fez do sofrimento destas vítimas, uma fonte de renda extra.
    Afinal, o que importa o sofrimento destas mulheres, o negócio é faturar.
    Caráter pra que! Não paga suas dívidas.
    Uma dica. Ao receber não faça recibo, o Roger também não dá, e nem contrato. Tente receber em espécie, pois o Roger não é confiável.
    Procure não ficar a sós com o médico, e se acaso vc sentir algo diferente. Cuidado, não é um sonho! Não tenha receio, ele é muito carinhoso. No final um selinho. Faz parte!
    Bons negócios!

    ResponderExcluir
  40. Só uma coisa vale a pena responder ao Mauricio Abdelmassih: Até agora o ministério público não ingressou com uma ação contra o acusado, porque está esperando a conclusão da Delegacia da Mulher, caminho que a justiça escolheu, ao receber a denúncia pela primeira vez. Isso NÃO significa que ele "não tem provas ou indícios o suficiente para tal." Ao contrário, está apenas seguindo tecnicamente o caminho da justiça. Tão logo receba o inquérito da delegacia, o MP ingressa novamente com a denúncia, pois as provas são muitas. O MP e a Delegacia já ouviram essas mulheres. Portanto não há mistério. Eles vão apresentar a denúncia, convencidos que o médico deve ser julgado. Espere você a manifestação da justiça. Juro que será interessante.
    Você está completamente mal informado. Não sabe o que fala. Seu chefe vai ficar bravo. Não vai te dar mais selinho.
    E profissionalmente eu não coloco a mão no fogo por você.

    ResponderExcluir
  41. Pessoal,
    permitam que faça um alerta pra quem está postando aqui:

    Está claro que a defesa do Roger está usando este blog pra testar defesas, intimidar, confundir opiniões e desmoralizar as vítimas. Usam esse espaço, ao meu ver, até pra mandar recados para quem vai julgar esse caso. Essa estratégia é nítida até para um poste.
    Vocês estão cometendo um erro em responder. Não respondam. Deixem que os vassalos do Roger preguem no deserto. Esperem as novas notícias do processo judicial. Elas não vão demorar. Não percam tempo. A justiça já vem.....

    ResponderExcluir
  42. Mauricioooooooooooooo,
    Como é que ve sabe que " O médico inclusive entrou com um recurso contra o Google, proprietário e responsável pelo blog, pedindo sua retirada. O pedido foi julgado improcedente, e o médico condenado a pagar 500 reais (valor simbólico). "

    Interessante. Isso não saiu na imprensa. Como vc sabe disso??!! Você é lá da cozinha do montro, não é mesmo? heim?

    ResponderExcluir
  43. Eu fui vítima do assédio e sei muito bem do que estou falando. O Roger também sabe. Nunca entrei em Blog, Orkut ou qualquer coisa dessas em que o Maurício costumava entrar para ler e se inspirar.
    Como vítima, coloco sim minha mão no fogo por qualquer uma destas mulheres que estão denunciando o assédio. Ninguém, mas ninguém mesmo vai lá na polícia e Ministério Público passar pelo constrangimento de expor fato tão terrível se não for verdade. Também acho que nossos órgãos de justiça teriam discernimento suficiente para separar uma farsa de um relato da verdade.

    ResponderExcluir
  44. Obrigado Mauricio e demais vassalos do Roger. Vocês estao dando uma oportunidade unica pra gente desopilar o figado. Só espero nao me decepcionaar com vocês. Penso em voces como familiarer do Roger ou como seus advogados. Assim é divertido. Mas se voces forem esses bobocas que entram em discussoes sem saber de nada, entram so por entrar, so porque sao chatos, solitarios e recalcados- vou ficaar muito puto de perder tempo de ler seus comentarios. Nao em decepcionem. Ler o que voces escrevem é o melhor humor que eu tenho disponivel hoje, sobre esse crime.
    Afinal, ate nos crimes mais sordidos como esse, tem hora que a gente tem que rir um pouco, pra poder levar a vida.

    ResponderExcluir
  45. Maurício, sei que você já apanhou bastante, mas não consigo me calar. Só duas coisas para completar:

    1) Você está completamente por fora do que está acontecendo no processo - Ministério Público /Delegacia da Mulher. Trate de se informar.

    2) Por outro lado, está muitíssimo bem informado sobre tuuuuudo que aconteceu com o Doutor, inclusive o valor da multa que teve que pagar.

    Para quem tinha alguma dúvida, fica clara a sua relação com o Doutor.

    ResponderExcluir
  46. Fui uma das vitimas desse psicopata.
    Nao moro no Brasil e em 2005 empreendi viagem a SP procurando o maior medico brasileiro na area de reproducao humana. Quem sabe um dos maiores do mundo. Sou uma mulher bem sucedida, empresaria com 3 filhos. Casei-me com a pessoa da minha vida nos meus "late 30,s". E decidimos q teriamos mais um filho. A ultima coisa q sou eh uma coitada e muito menos uma mulher q passa desapercebida facilmente. Por azar meu, neste caso. Lembro de um comentario como este vindo do Dr.Maniaco. Mas, q cabia no contexto da consulta. "apesar de ser linda e parecer muito mais jovem os meus ovulos tinham a minha idade, etc..." como nao sou tolinha nao vou ficar aqui relatando todos os detalhes pq nao quero esgotar meus argumentos ou alimentar a linha de defesa do maniaco. Estou disposta a ir ao Brasil e testemuhar e mais... vou assinar um documento aonde vou afirmar q nao quero nenhuma indenizacao. Quem sabe assim mostra o caracter e seriedade do merito para quem nao acredita. Desisti na primeira tentativa apesar de ter pago 3 tentativas e deixado la alguns muitos mil reais. Cai por terra o argumento de que as mulheres voltavam la mesmo depois de terem sido molestadas. O maior erro deste Pulia eh q ele estava lidando com uma elite. Alguem aqui lembra de algum figurao nas cadeias brasileiras? Meu pesar foi q na epoca as coisas nao foram claras. Nao acordei de anestesia. Gracas a Deus. Mas, fui beijada por esse elemento nojento. Mas, tambem nao tive certeza pq ainda acreditava q poderia ter sido acidente e poderia mesmo...Somente agora juntando tudo e ouvindo relatos exatamente iguais ao q se passou comigo tenho certeza. Foi verdade. Roger uma coisa para vc... Vc vai passar desta para outra um dia como todos nos e entao encontrara o inferno. Disso vc nao pode fugir. Vc vai encontrar o julgamento daquele verdadeiramente todo poderoso. E vai ver entao q vc nao passou de um vermezinho pestinhento. Vermizinho. Outra coisa... Vc mais parece um papai noel de filme de terror. Velhinho e caquetico.

    ResponderExcluir
  47. Agradeço em primeiro lugar ao Roberto Santini a demonstração de solidariedade e força para com minha esposa- Ivanilde - para continuar a luta.Luta esta, que embora talvez tenha se iniciado um pouco tarde, acreditamos no seu sucesso. Agradeço também aos demais, vitimas ou não, que compreendem este triste episódio. Dinheiro nenhum repara dor e sofrimento, pois eu e minha esposa tinhamos desistido de ter filhos após este lamentável caso, não sómente pelos ataques do "doutor", mas incluindo-se aí os métodos do tratamento doloridos e duvidosos, quando então cerca de um ano após, pelas mãos de um amigo, mandado por Deus, nos enviou para uma clinica séria e competente, onde sem nenhum tipo de sofrimento, nos deu os trigemeos, hoje com sete anos e graças a Deus com saúde.
    Avaliem,por causa deste "doutor" teríamos renunciado a felicidade de ter os nossos filhos, se não fosse a intervenção divina através da mão amiga desta pessoa.Por favor, reflitam aqueles que lançam duvidas e querem a desmoralização dos testemunhos, para que pelo menos aqui neste espaço não venha a prevalecer a injustiça.
    Vamos em frente e como bem foi comentado o processo está em curso e o "doutor" será julgado.

    ResponderExcluir
  48. Ao Sr. celso.

    Se vcs pretendiam desistir de ter filhos por causa dos abusos que sua mulher afirma ter sofrido, realmente vc NÃO deveriam ter tido filhos.
    Que ensinamento vcs iram transmitir a ele: Desistir diante de um problema? Procurar sempre um culpado para seus erros ou limitações? Sempre se fazer de vitima, utilizando-se de um discurso piedoso para conseguir o que quer? ou Calar-se diante de um abuso ou agressão? Desculpe, mas e muita inocencia e inconsistencia (talvez por isso o MP ainda não tenha entrado com a ação, por ter poucos subsidios legais para tal que podem em apenas 1 argumento ser desmontados pela defesa), acreditar que 60 ou mais mulheres de posses, com educação, ficaram caladas diante de um suposto abuso simplesmente "POR ESTAR FRAGILIZADA E COM SONHO DE TER FILHOS".

    Se isso ocorreu com essas 60 denunciantes, realmente elas NUNCA deveriam ter tido filhos, pois não tem a minima estrutura psicologica e noção de auto-preservação para transmitir a seus filhos.

    ResponderExcluir
  49. IVANILDE VIEIRA SEREBRENIC24 de julho de 2009 00:17

    O Anonimo que escreveu para o sr: CELSO NAO SBE NEM O QUE ESTA FALANDO.....

    ResponderExcluir
  50. Justiça seja feita e...Cadeia !!!

    ResponderExcluir
  51. mauricio vc que defende tanto esse "médico" então manda lá a sua mãe,sua esposa se for casado ou sua irmã , ou talvez vá vc mesmo.é uma vergonha ainda ter pessoas que defendam um monstro que aproveita de sonhos, que ele fique na cadeia , aliás é pouco pra pessoas como ele .

    ResponderExcluir
  52. espero que nenhum famoso que a mulher passou por ele queira defende-lo, eu iria investigar os fatos . afinal ele agia com a paciente anestesiada, esse covarde

    ResponderExcluir

Postar um comentário

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Romualdo Panceiro cria a Igreja das Nações para concorrer com a Universal

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário

Pastor diz que máscara é ‘frescurite’; fiel idosa e marido morrem de Covid-19







EDITOR DESTE SITE
Paulo Lopes é jornalista.Trabalhou
no jornal abolicionista Diario Popular,
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e outras publicações.

Contato