Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Cadastro de Cidadão de Barueri não tinha 'ateu' nem 'agnóstico'

Ateu foi obrigado a se
 cadastrar assinalando
 "outras religiões" 
A prefeitura de Barueri (SP) atendeu a reclamação de um morador e incluiu no cadastro do cartão de cidadão, no campo referente a crenças religiosas, as classificações “ateu” e “agnóstico”.

A cidade fica na Grande São Paulo e tem cerca de 250 mil habitantes. O atual prefeito é Gil Arantes (DEM).

O “Cartão Barueri”, ainda na fase de cadastramento, foi criado para “facilitar” o acesso dos moradores da cidade aos serviços municipais nas áreas de saúde, educação, transporte, cultura e esporte.

Entre os moradores, há reclamação de que o serviço de saúde, por exemplo, está sendo "invadido" por pessoas de cidades vizinhas, principalmente de Carapicuíba.

O cartão, então, seria uma solução da administração pública para garantir o atendimento prioritário aos moradores da cidade. A prefeitura de Barueri diz gastar mais em saúde do que as cidades vizinhas.

O ateu que reclamou à prefeitura foi cadastrado como seguidor de “outras religiões” — a única opção que lhe sobrou no sistema.

O cadastramento começou em agosto de 2013, o que significa que, daquela época e até recentemente, não foi possível assinalar no formulário eletrônico a “descrença” no campo de “religião”. Assim, ao menos nesse quesito, o valor estatístico do formulário é nulo.

De acordo com o censo do IBGE de 2010, os brasileiros sem religião são 15,3 milhões — nesse total estão inclusos 615, 1 mil ateus e 124,4 mil agnósticos.

Com informação deste site e foto de divulgação.





Professora expulsa da classe ateu que se recusou a rezar
abril de 2012

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...