Justiça manda blog deletar que 'pastor da Universal vai roubar'

No texto de denúncia contra  Marcelo Crivella,
bloqueiro afirmou que tudo ia acabar em pizza
Por maioria de votos, o TJ (Tribunal de Justiça) do Rio determinou que José Danilo Silvestre Fernandes Filho, editor do blog evangélico Genizah Virtural, retire do ar o texto onde, referindo a Marcelo Crivella, diz que “prever que um pastor da Iurd vai roubar é como prever que o Vasco vai terminar em vice”. O voto discordante foi da desembargadora Ana Sardas, a relatora do caso. Para ela, o assunto não deveria chegar ao Tribunal.

O texto de Fernandes foi publicado em maio de 2013, quando o pastor licenciado da Universal era ministro da Pesca. Fernandes escreveu que Crivella estava usando dinheiro público para beneficiar uma ong ligada à Universal.

Assinada pelo desembargador André Ribeiro, a sentença acolheu a sustentação de advogados da União de que Fernandes ofendeu Crivella. O argumento deles é de que a liberdade de expressão, prevista na Constituição, não pode ser usada para macular a honra e a imagem de pessoas.

Fernandes escreveu sobre Crivella com base em uma reportagem da Istoé segundo a qual a ONG Fazenda Nova Canaã — ligada à Universal — estava recebendo apoio do Ministério da Pesca em projeto de um criadouro de tilápias na Bahia.

A Justiça fixou multa diária de R$ 1.000 para o caso de a sentença ser descumprida. No Genizah, Fernandes informou que não vai recorrer da decisão e que, antes de ser notificado, retirou o texto do ar.

Mesmo assim, para ele, “receber um processo do líder da seita Universal e ainda ministro de Estado do governo do PT é um galardão que o Senhor me permite antecipar ainda nesta vida”.

No começo de 2012, quando assumiu o Ministério da Pesca, Crivella admitiu não entender nada de peixe, “nem colocar uma minhoca no anzol”.

Durante a sua gestão, Crivella manteve contato com pastores de várias denominações, embora a pesca não tenha a ver com religião.

No dia 5 de abril de 2013, o então ministro, em uma viagem de Brasília a Campo Grande (MS), deu carona em um jatinho da FAB ao pastor Wilton Acosta, presidente da Fenasp (Fórum Cristão Nacional de Ação Social e Político). [Ver vídeo abaixo]. Se tivesse de viajar por uma companhia área comercial, o pastor teria de pagar entre R$ 2.400 e R$ 3.500.

O decreto presidencial 4.244/2002 estabelece que somente autoridades como presidente da República, vice, ministros do governo, ministros de Justiça e parlamentares podem usar jatinhos da FAB. 

No caso da carona ao pastor Acosta, há o agravante de que a laicidade do Estado impede que qualquer instância de governo financie ou assuma custos de religiosos ou templos.

Em março de 2014, Crivella, que é senador pelo PRB, deixou o ministério porque pretende concorrer como candidato a governador do Rio de Janeiro. Ele foi substituído na pasta da Pesca pelo seu suplente no Senado, Eduardo Benedito Lopes, que também é pastor da Universal.

Crivella dá carona a pastor em jato da FAB

video
Pastor é o primeiro a sair do avião

Com informação da íntegra da sentença e do Genizah.





Crivella diz que Lula ajudou a Universal a se expandir na África 
setembro de 2012


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog