Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Justiça manda blog deletar que 'pastor da Universal vai roubar'

No texto de denúncia contra  Marcelo Crivella,
bloqueiro afirmou que tudo ia acabar em pizza
Por maioria de votos, o TJ (Tribunal de Justiça) do Rio determinou que José Danilo Silvestre Fernandes Filho, editor do blog evangélico Genizah Virtural, retire do ar o texto onde, referindo a Marcelo Crivella, diz que “prever que um pastor da Iurd vai roubar é como prever que o Vasco vai terminar em vice”. O voto discordante foi da desembargadora Ana Sardas, a relatora do caso. Para ela, o assunto não deveria chegar ao Tribunal.

O texto de Fernandes foi publicado em maio de 2013, quando o pastor licenciado da Universal era ministro da Pesca. Fernandes escreveu que Crivella estava usando dinheiro público para beneficiar uma ong ligada à Universal.

Assinada pelo desembargador André Ribeiro, a sentença acolheu a sustentação de advogados da União de que Fernandes ofendeu Crivella. O argumento deles é de que a liberdade de expressão, prevista na Constituição, não pode ser usada para macular a honra e a imagem de pessoas.

Fernandes escreveu sobre Crivella com base em uma reportagem da Istoé segundo a qual a ONG Fazenda Nova Canaã — ligada à Universal — estava recebendo apoio do Ministério da Pesca em projeto de um criadouro de tilápias na Bahia.

A Justiça fixou multa diária de R$ 1.000 para o caso de a sentença ser descumprida. No Genizah, Fernandes informou que não vai recorrer da decisão e que, antes de ser notificado, retirou o texto do ar.

Mesmo assim, para ele, “receber um processo do líder da seita Universal e ainda ministro de Estado do governo do PT é um galardão que o Senhor me permite antecipar ainda nesta vida”.

No começo de 2012, quando assumiu o Ministério da Pesca, Crivella admitiu não entender nada de peixe, “nem colocar uma minhoca no anzol”.

Durante a sua gestão, Crivella manteve contato com pastores de várias denominações, embora a pesca não tenha a ver com religião.

No dia 5 de abril de 2013, o então ministro, em uma viagem de Brasília a Campo Grande (MS), deu carona em um jatinho da FAB ao pastor Wilton Acosta, presidente da Fenasp (Fórum Cristão Nacional de Ação Social e Político). [Ver vídeo abaixo]. Se tivesse de viajar por uma companhia área comercial, o pastor teria de pagar entre R$ 2.400 e R$ 3.500.

O decreto presidencial 4.244/2002 estabelece que somente autoridades como presidente da República, vice, ministros do governo, ministros de Justiça e parlamentares podem usar jatinhos da FAB. 

No caso da carona ao pastor Acosta, há o agravante de que a laicidade do Estado impede que qualquer instância de governo financie ou assuma custos de religiosos ou templos.

Em março de 2014, Crivella, que é senador pelo PRB, deixou o ministério porque pretende concorrer como candidato a governador do Rio de Janeiro. Ele foi substituído na pasta da Pesca pelo seu suplente no Senado, Eduardo Benedito Lopes, que também é pastor da Universal.

Crivella dá carona a pastor em jato da FAB

video
Pastor é o primeiro a sair do avião

Com informação da íntegra da sentença e do Genizah.





Crivella diz que Lula ajudou a Universal a se expandir na África 
setembro de 2012


Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...