terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Conselho adverte de novo a 'psicóloga cristã' Marisa Lobo

Marisa Lobo
Lobo disse que vai processar
o Conselho por danos morais
O CRP (Conselho Regional de Psicologia) do Paraná notificou de novo Marisa Lobo (foto), que diz ser “psicóloga cristã”, para que pare de misturar em seu site (psicologiacrista.com.br) religião com psicologia. O órgão também pediu, desta vez, que a profissional se retrate de “declarações discriminatórias e infundadas” em relação a psicólogos.

A informação é da própria Lobo, que postou no Youtube quatro vídeos acusando o CRP de perseguição, em conlúbio com a comunidade gay e a “mídia subversiva”.

Lobo não citou as declarações sobre as quais o CRP pede retratação, admitindo apenas que afirmou que há uma corrente de psicólogos estrangeiros para os quais a pedofilia é uma orientação sexual. A afirmação foi tida como uma provocação por psicólogos que se queixaram ao conselho.

A primeira advertência do CRP ocorreu no começo de 2012. À época, Lobo disse que manteria as referências a Deus e a Jesus em seus sites e perfis da rede sociais porque a Constituição lhe garante a liberdade de crença.

Agora, ela reafirmou que não abdica de sua fé e a acusou o conselho de usar de “artimanhas” para taxá-la de homofóbica com base em denúncias feitas pela internet cujos autores são fakes.

Disse que em seu consultório nunca tratou da homossexualidade como doença e que, sobre isso, não há nenhuma denúncia de paciente. Acrescentou que, além de psicóloga, é teóloga, missionária e conselheira pastoral e, por conta dessa formação religiosa, pode dar aconselhamento cristão aos homossexuais que lhe procuram.

A psicóloga argumentou que, se fosse homofóbica, não teria levado para sua casa um homossexual com Aids, do qual tratou durante 7 meses, até que morresse. “Ele ficou junto com meus filhos.”

Afirmou que vai abrir uma ação civil criminal contra o Conselho por querer acabar com a sua bem sucedida carreira de 15 anos. “Vocês [diretores do Conselho] vão ter de me pagar uma indenização por danos morais”.

Ela disse que o Conselho quer sua cabeça em uma bandeja, já que não conseguirá cassar o registro do pastor Silas Malafaia, que também é acusado de fazer afirmações homofóbicas.

Falou que o "Conselho de Psicologia tem problema sério", e que seus diretores "estão precisando de tratamento psicológico".






Com informação do vídeo de Marisa Lobo.

Psicóloga cristã afirma que tolerância religiosa é falta de fé
fevereiro de 2013

Caso Marisa Lobo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...