Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

domingo, 9 de dezembro de 2012

Papa diz que violência ‘em nome de Deus’ não é culpa da religião

Caricatura do Bento 16
"Causa da violência é o
esquecimento de Deus"
Bento 16 (na caricatura ao lado) disse que as religiões monoteístas não podem ser responsabilizadas pela violência desencadeada supostamente por motivos religiosos

Para ele, o fato de ter havido e continuar a existir violência “perpetradas em nome de Deus” se deve às “causas históricas, principalmente aos erros dos homens”, e não “ao monoteísmo [religioso]”.

Na sexta-feira (7), ao falar na assembleia plenária da Comissão Teológica Internacional, que reuniu emissários de vários países, Bento 16 criticou o discurso relativista que, segundo ele, tem promovido nas sociedades “o esquecimento de Deus”. E essa é, de acordo com ele, a verdadeira causa dos conflitos.

O papa rebateu as acusações de que as religiões monoteístas são “intrinsecamente portadoras de violência”.

Disse que “alguns sustentam que só o ‘politeísmo de valores’ garantiriam a tolerância e a paz civil e seria conforme ao espírito de uma sociedade democrática plural”. Mas, acrescentou, a violência surge “quando se nega a possibilidade para todos de se referir a uma verdade objetiva”.

A percepção de que as religiões monoteístas são geradoras de conflitos por não admitir a diversidade de pensamento e de crença tem sido detectada por pesquisa como a feita em 2011 na Grã-Bretanha. Para 79% das pessoas entrevistadas na época, as crenças religiosas são a causa de muitas guerras e miséria no mundo.

Com informação da Agência Ecclesia.

Religião é origem de conflitos, afirma maioria dos britânicos
outubro de 2011

Politeísmo dá saudades, porque não se matava por religião
por por Helio Schwartsman em setembro de 2012

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...