Britânicos sem religião crescem em dez anos de 15% para 25%

Número de cristãos teve
um declínio acentuado
Os resultados do censo de 2011 da Inglaterra e País de Gales mostram que as pessoas não religiosas (incluindo ateus e agnósticos) aumentaram dez pontos percentuais (para 25%) em 10 anos, chegando a 14,1 milhões.

Em contrapartida, houve no período uma drástica redução no número de cristãos, de 72% para 59%. Se o declínio se mantiver nos próximos anos, em pouco tempo os dois países deixarão de ter população com maioria cristã.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, os muçulmanos compõem o segundo maior grupo religioso, com 4,8%, seguidos pelos hindus (1,5%), sikhs (0,8%) e judeus (0,5%).

Terry Sanderson, presidente da National Secular Society, disse que o rápido crescimento dos não religiosos e o acentuado declínio dos cristãos são uma “indicação da enorme revolta das pessoas em relação às religiões”, principalmente a Igreja da Inglaterra, que é hegemônica.

Afirmou que esse censo deve servir de alerta para as igrejas de que suas “atitudes cada vez mais conservadoras” estão sendo rejeitadas pela população.

Trata-se também, segundo ele, de um recado ao governo de que o processo de secularização da sociedade é irreversível. Ele fez referência à baronesa Sayeeda Warsi, ministra que tem acusado os secularistas de intolerantes.

O censo revelou ainda que a população da Grã-Bretanha está se tornando cada vez menos “branca”, em consequência dos imigrantes, principalmente oriundos Índia, Polônia e Paquistão.

Em dez anos, a população teve uma redução de 400 mil caucasianos, caindo de 87% em 2001 para 80% em 2011. Em Londres, apenas 45% são britânicos caucasianos. Há 10 anos, eles eram 58%.

Com informação do Censo (ver pdf), entre outras fontes.





Grã-Bretanha vai deixar de ser cristã em 2030, afirma estudo
março de 2012

Estatística das religiões    Secularismo

Comentários

  1. Religiosos nós vamos invadir a sua praia ,ou melhor nós já invadimos as suas praias ..Agora aguenta e durmam com este barulho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você mora no Reino Unido?

      Excluir
    2. por isto que esta afundando e virando um pais de quinto mundo como a COREIA DO NORTE.

      Excluir
  2. E se no Brasil, um policial ateu tiver que proteger um local de culto, conforme:
    Constituição Art. 5
    VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto
    e a suas liturgias


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E se um policial católico tiver que proteger um local de culto afro?

      E se um policial evangélico tiver que proteger um local de culto judeu?

      E se um policial espírita tiver que proteger um local de culto satanista?

      E se um policial hindu tiver que proteger um local de culto wicca?

      E se um policial muçulmano tiver que defender um local de culto cristão?

      E se um policial cristão tiver que proteger um local onde se reunem os membros da ATEA, da Liga Humanista, da Sociedade Racionalista no qual prestam culto à Ciência e à Razão?

      Excluir
    2. Ele não vai conseguir desempenhar muito bem essa função, fará por obrigação, de má vontade.

      Excluir
    3. Se ele não conseguir desempenhar a função que cabe a ele certamente será substituído por quem a faça.

      Excluir
    4. Pois é, aí fica melhor um policial evangélico proteger um local de culto evangélico, um policial muçulmano proteger um local de culto muçulmano e etc.

      Excluir
    5. Fica melhor um policial PROFISSIONAL cumprir com suas obrigações. Já os MAUS PROFISSIONAIS, esses devem ser demitidos!

      Excluir
    6. Anônimo11 de dezembro de 2012 20:30 vc falou tudo , o profissional deve ser profissional e , não levar ( e nem pode ) suas crenças religiosas para o seu trabalho .

      Excluir
  3. Criem vergonha na cara, bando de desocupados esses tals de religiosos.

    ResponderExcluir
  4. Espero que despenquem a ponta de se acabar...cristãos...e todos que acreditam na lenda do boi tatá...

    ResponderExcluir
  5. Nossa mesmo assim, os cristãos são muitos ainda. Não que ser crente seja o problema em si, mas sim os fundamentalistas que só sabem atrapalhar a vida dos outros. Espero que com o tempo devido a essa queda, eles não tentem começar a querer fazer muitas adaptações nos dogmas para adquirir mais fiéis. Já chega disso.

    ResponderExcluir
  6. Religião é opressão e medo. Ninguém gosta de passar a vida inteira sendo oprimido ou sentindo medo. A casa tá caindo para as religiões.

    Ruggero

    ResponderExcluir
  7. as religiões são um boeing estolado, é uma questão de tempo, tempo e conhecimento até que se espatife, e depois nossos filhos olharão pra trás e dirão: puta que pariu, nossos antepassados concorriam na estupidez cega, tomemos conhecimento de história pra não incorrermos nos mesmos erros que eles...

    ResponderExcluir
  8. Toda estupides vista de fora fica muito simples.
    Ao sair das algemas da religião o ser humano vera o tempo que perdeu.

    ResponderExcluir
  9. Paulo, uma pesquisa divulgada aqui no seu site dizia que, no comeco do ano, o numero dos sem religiao era de 50%. Agora, reporta-se 25%. Qual é a origem da discrepancia tao grande? Metodologias diferentes? Quantos desses sem religiao sao seguidores de movimentos Nova Era, Espiritualistas, e mesmo leitores de livros de Auto-Ajuda?

    http://www.paulopes.com.br/2012/02/metade-dos-britanicos-nao-tem-religiao.html#.UMz4WeRTzWg

    ResponderExcluir

Postar um comentário