Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Dawkins mostra na TV como a razão pode substituir a religião

Richard Dawkins
O cientista gravou o documentário em um subúrbio de Londres
Se a religião for extinta, ela não fará falta porque poderá ser substituída com vantagens pela razão e pela ciência. É o que o cientista e militante ateu Richard Dawkins (foto) tenta demonstrar no documentário “Sexos, Morte e Sentido da Vida” que estreou na semana passada no Canal 4 do Reino Unido.

Dawkins é tido como um ateu radical porque, conforme diz com frequência, gostaria que a humanidade ficasse livre das crenças religiosas. Para ele, isso talvez seja possível em um futuro não muito distante, pelo menos em relação às grandes religiões organizadas.

Ele apresenta o documentário tendo como cenário o subúrbio de Londres e uma cidade do sul dos Estados Unidos, onde pega exemplos de como “os códigos morais da religião absolutista apenas alimentam as mentiras e a culpa”.

O autor do best-seller “Deus — um delírio” aborda questões como: “A ciência é capaz de nos trazer consolo diante da morte, ela nos ajudar a distinguir entre certo e o errado, ou revelar o sentido da vida?” A resposta é sim, segundo ele.

Dawkins abre o documento dizendo que tem aumentado o número de pessoas que tomam consciência de que não existe um deus e que, mesmo assim, a religião continua exercendo grande poder sobre todos. “Idéias como a de que somos santos ou pecadores e a da existência do céu e inferno ainda moldam o nosso pensamento”, disse. “Eu gostaria de oferecer uma alternativa científica.”

Ele informou que o documentário não aborda se Deus existe ou não, mas algo mais complicado, um desafio: “O que vai nos guiar e inspirar em mundo sem deuses?”

Seguem os três episódios do documentário.

Primeira parte do documentário


Habilite da tradução da legenda para o português

Segunda parte


Terceira parte







Fonte: Channel 4.

Dawkins fala à Playboy sobre seu combate ao dogmatismo religioso
agosto de 2012

Dawkins.   Ateísmo


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...