Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Eleição de Haddad significará vitória contra religião, diz Chaui


Marilena Chaui
Marilena Chaui criticou o
apoio de Malafaia a Serra
A seis dias das eleições do segundo turno, a filósofa e professora Marilena Chaui (foto), da USP, disse ontem (23) que a eleição em São Paulo do petista Fernando Haddad representará a vitória da “política contra a religião”. Na pesquisa mais recente do Datafolha sobre intenção de votos, divulgada no dia 19, Haddad estava com 49% contra 32% do tucano José Serra.

Ao participar de um encontro de professores pró-Haddad, Chaui afirmou que o poder vem da política, e não da “escolha divina” de governantes. Ela criticou o apoio do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus do Rio, a Serra.

Malafaia tem feito campanha para o tucano pelo fato de o Haddad, quando esteve no Ministério da Educação, foi o mentor do frustrado programa escolar de combate à homofobia, o chamado kit gay.

Na campanha do primeiro turno, Haddad criticou a intromissão de pastores na política-partidária, mas agora ele tem procurado obter o apoio dos religiosos.

Malafaia, em seu site, o Verdade Gospel, diz que Haddad mentiu ao dizer que se reuniu com pastores a pedido deles, porque, segundo ele, foi a equipe do candidato que procurou os religiosos.

Ele afirmou também não ser verdade que o encontro tivesse atraído 200 líderes evangélicos. “Não tinha um líder evangélico de expressão em São Paulo”.

Malafaia tem dito que ele tem direito de falar de política tanto quanto qualquer profissional de outras áreas.

Com informação da Folha,  Verdade Gospel e deste blog.

Kit gay e Malafaia polarizam eleições de São Paulo.
outubro de 2012

Religião na política.



Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...