Número de australianos sem religião cresce para 22,3%

Número de 
católicos caiu
para 61%
O censo de 2011 da Austrália revelou que o número de pessoas sem filiação religiosa correspondeu a 22,3% da população, com aumento de 3,6 pontos percentuais em relação a 2006. Em 2010, o país tinha 21,5 milhões de pessoas, de acordo com o Escritório Australiano de Estatísticas.

Pelos dados agora divulgados, o percentual de cristãos se apresentou em 61,1%, contra os 63,9% apurados em 2006. Houve, portanto, um declínio de quase 3 pontos percentuais.

Em 2011, do total dos cristãos 25,3% se identificaram como católicos, 17,1% como anglicanos, 5% como seguidores da Igreja Unida (união de três igrejas evangélicas) e 2,8% de presbiterianos.

Manteve-se a tendência de aumento dos adeptos de religiões orientais. Entre 1986 e 2006, o número de seguidores do hinduísmo cresceu sete vezes e o do budismo quintuplicou. Esse aumento é atribuído aos imigrantes, com destaque para os indianos.

Até o final do ano, o Escritório de Estatísticas divulgará dados mais detalhados sobre o censo. Em 2006, chamou a atenção o fato de 55.000 pessoas se declararem seguidoras de Jedi, uma crença fictícia de personagens da série de filmes "Guerras nas Estrelas", de George Lucas.





Com informação do Christian Today.
 
5 comentários