Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

domingo, 24 de junho de 2012

Muçulmano pega 11 anos de prisão por ameaçar South Park

Jesse Curtis Morton
Morton não gostou de ver no sitcom
 Maomé com fantasia de urso 
A Justiça de Nova Iorque condenou o muçulmano Jesse Curtis Morton (foto), 33, a 11 anos e meio de prisão por ameaçar de morte os criadores do sitcom “South Park”.

Em 2010, Curtis considerou como uma ofensa o sitcom ter mostrado Maomé fantasiado de urso [ver vídeo abaixo] e escreveu na internet que os seus criadores — Trey Parker e Matt Stone — “acabariam como Theo Van Gogh”, cineasta assassinado por muçulmanos em 2004 por filmar a violência praticada contra as mulheres em países islâmicos.

Por causa da ameaça, South Park substituiu Maomé por Papai Noel fantasiado de urso e incluiu um bip para encobrir o som quando era mencionado o nome do profeta, aparecendo a legenda “censurado”.

Morton e Zachary Chesser foram os criadores do Revolution Muslim, site através do qual ocorreu a ameaça de morte. Morton foi preso em 2011 em Marrocos, para onde fugiu após a condenação de 25 anos de prisão de Chesser.

Antes de ser anunciada a sentença, Morton pediu desculpas por ter recorrido à violência para fomentar “um embate de civilizações”. “Eu justificava atrocidades feitas por muçulmanos simplesmente porque elas eram feitas pelos fracos contra os poderosos”, disse.

Ele também publicou a revista Inspire (do grupo terrorista Al-Qaida), onde pediu que se matasse um cartunista de Seattle que criou “Dia para todos desenharem Maomé”, que ocorre anualmente. Também publicou na revista um artigo que ensina “como fazer uma bomba na cozinha da sua mãe”.

James Hundley, advogado de Morton, admitiu que seu cliente, no Revolution Muslim, usou a liberdade de expressão para defender a violência, mas achou que a condenação foi severa demais. Ele acreditava que a sentença fosse de cinco anos de prisão, no máximo.

O juiz Liam O'Grady disse que Morton contribuiu para insuflar os fanáticos mais perigosos do mundo e lembrou que deve haver tolerância religiosa e também liberdade de expressão, referindo-se ao South Park.

Humor versus fanatismo religioso
 

Com informação das agências.





Muçulmanos tentam matar autor do Maomé com cabeça de cão
março de 2010

Fanatismo islâmico.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...