Governo prepara decreto que veta horário da TV às religiões

Programa religioso na TV
Emissoras faturam alto com religiões
sem investimento na programação 
O governo está elaborado um decreto que vai regulamentar o uso da radiofusão de modo a acabar com o mercado paralelo nesse setor de serviço de concessão pública. Na prática, o novo marco regulatório impedirá que as emissoras de TV e rádio aluguem horário para as denominações religiosas.

O uso das TVs para esse tipo de finalidade proporcionou nos últimos anos o crescimento de igrejas neopentecostais como a Mundial, de Valdemiro Santiago, e a Graças de Deus, de R.R. Soares.

E algumas emissoras vêm tendo bom faturamento sem que precisem investir na programação e disputar a audiência. Só a Bandeirantes, que vendeu seu horário nobre para Soares, deverá faturar R$ 280 milhões nos próximos 12 meses.

Bancada evangélica reage à proposta de restrição na TV
4 de junho de 2012

Das emissoras de sinal aberto com cobertura nacional, apenas duas — Globo e SBT — não lucram com programas religiosos. Pela atual legislação, as emissoras podem repassar a terceiros no máximo 25% de sua programação, o que nem sempre é respeitado e a fiscalização não funciona.

Antes de ser aprovado, o decreto será posto em discussão pública, informou Julio Wiziack, repórter da Folha de S.Paulo que teve acesso a uma minuta da regulamentação.

As emissoras não quiseram comentar a proposta da nova regulamentação. Quanto aos líderes religiosos, a expectativa é de que eles, principalmente os evangélicos, pressionem fortemente o governo neste ano de eleições para que o decreto não seja levado adiante.

A proposta do marco regulatório prevê, também, a comercialização pelas emissoras de serviços de transmissão de dados, impulsionando a TV digital e a oferta de sinais de internet.

Com informação da Folha de S.Paulo.

TV e rádio não podem estar a serviço de crenças religiosas
por Eugênio Bucci em abril de 2011

Petista quer disputar com líderes evangélicos a influência na classe C.
janeiro de 2012

Religião na TV.

Comentários

  1. É? Pelo jeito vai ser que nem o estado laico, só no papel porque na prática não existe.

    ResponderExcluir
  2. Sobre programas religiosos assiste quem quer.

    Os ateus se acham espertos né? No entando, todos os seus "pseudo-argumentos" usados em debates já fora refutados por teístas.
    Vejam o exemplo da página do medo que eles temem:
    http://teismo.net/quebrandoneoateismo/truques-neo-ateistas/

    Todos os truques que eles usam foram refutador e haverá mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você acha que falácias grotescas e sem-vergonhas são refutações, você precisa estudar mais.

      Excluir
    2. TV é conceção publica, e por ser publica os "donos" delas não podem fazer o que bem entendem, concordo que assiste quem quer. Mas isso não justifica derramar esse tipo de lixo nas casas das pessoas, já basta os reality shows. E outra, o estado é laico então pq a tv também não deveria ser ? se vai ter um programa de cristãos quero um da umbada do espiritismo, sem proselitismo para uma ou para outra.

      Excluir
    3. TV é business, negócio. Não tem a ver com "Estado laico", "igualdade" e demais expressões sonhadoras.

      Se o sujeito quer programa de umbanda ou espiritismo, ele o produz, aluga um horário na emissora e o exibe. Aliás isso já existe (programa espírita, por exemplo, eu já vi várias vezes).

      Quanto ao tão odiado "proselitismo", é claro que ele, naturalmente, tem de existir. Ninguém faz programa religioso que não seja proselitista.

      Um lembrete: quem quiser fazer programa de umbanda, candomblé ou qualquer outra crença tem de ser rápido e fazer logo, pois os dementes no poder querem proibir religião na TV.

      Excluir
    4. Anônimo é sobrenome que em latim significa "covarde". Portanto seu verme, nem merece resposta direta. Só vou esclarecer aos outros leitores. Não assiste quem quer. Não existe esse negócio de "livre-arbítrio". As pessoas são programadas pela genética, cultura e circustâncias imprevisíveis a fazer coisas até mesmo contra seu próprio interesse, inclusive sintonizar programas de nazistas que fazem apologia à morte de homossexuais e ateus. Tem que impedir esses vagabundos de usarem a televisão, tecnologia que não se aprende a fazer na bíblia que não ensina nada ou nada que presta, de usá-la para difundir o retorno à Idade Média. Seu piadista sem graça, "argumentos todos refutados por teístas". Seu palhaço. Escreva um longo texto explorando esse tema interessante. Adoro fantasia e imaginação extrema.
      Hal.

      Excluir
    5. "Adoro fantasia e imaginação extrema."

      Deu pra notar no seu comentário/xingatório delirante.

      Excluir
    6. mimimimimi, ateus são malvados, mimimimimi...
      Troca o disco, chorão.

      Excluir
    7. Baseando em sua própria teoria alucinada, um ateu maluco e furioso, como o Hal, é "programado pela genética, cultura e circustâncias imprevisíveis" a fazer o quê? Rosnar, dar coices, vociferar asneiras?

      Excluir
    8. Sou ateu e nenhum desses argumentos que vc disse convencem . Ou melhor convencem os que tem QI baixo ,assim como os 90% de teístas. Eu posso refutar todos, escolha... Sobre essa censura, tb sou contra, pois assiste quem quer, não cabe ao governo escolher

      Excluir
    9. Esse site teísmo.net é muito ridículo, pois eles "argumentam" em cima da falácia do espantalho, com o rótulo de neo-ateus, partindo do princípio de que todos os ateus [rotulados como neo-ateus] pensam de forma única, de que eles sempre irão agir de uma mesma maneira, e sempre darão as mesmas repostas. O site em si já é falacioso.

      Excluir
    10. Toda a resposta que ponho nos comentários contra eles, eles dizem que é falácia. Parece que eles tem uma listinha .....

      Excluir
    11. Ai que bonitinho, ele acha que sabe argumentar!

      Excluir
    12. "Sobre programas religiosos assiste quem quer"

      Sobre o ar poluído podemos dizer o mesmo. Respira quem quer.

      Excluir
    13. PSEUDO-ARGUMENTOS???? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
    14. Quanto à comparação bobinha com o "ar poluído", um esclarecimento:

      Respirar ar todo mundo respira e precisa respirar, não tem escolha.

      Já a TV, ASSISTE QUEM QUER. Ninguém é obrigado (pela natureza, pela lei, por nada) a ver TV, com programas religiosos ou não.

      Portanto, permanece a verdade simples e óbvia:

      Programas religiosos, assiste quem quer.

      Quem não gosta, tem o direito de mudar de canal, desligar a TV, ir dormir, ir pra uma boate gay, ir pra internet falar mal da religião, etc.

      Só não tem o direito de proibir só porque não gosta.

      Excluir
    15. o Senhor anônimo é tão corajoso de internet que a qual sequer publica o nome dele...

      Excluir
    16. Programas evangélicos já tem demais na TV, e todos induzem ao povo dar dinheiro à eles, que se enriquecem absurdamente. Estão promovendo desvios da verdadeira religiosidade e incutindo na mentalidade do povo preconceitos religiosos, homofóbicos, racistas e uma garantia de bençãos a quem dá muito dinheiro pra eles, usando assim o nome de Deus, e isso é grave.

      Excluir
  3. Sobre programas religiosos assiste quem quer.

    Os ateus se acham espertos né? No entando, todos os seus "pseudo-argumentos" usados em debates já fora refutados por teístas.
    Vejam o exemplo da página do medo que eles temem:
    http://teismo.net/quebrandoneoateismo/truques-neo-ateistas/

    Todos os truques que eles usam foram refutador e haverá mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, estou estupefacta! meditarei com carinho em cada um desses "truques neo-ateus" assim que o autor do referido blog aprender a escrver de forma intelegível. Mais um truque neo-teísta: "meu texto é de dificil leitura, logo eu tenho razão". Até o seculo XX a ICAr fazia isso orando em latim.

      Excluir
    2. Anônimo 3 de junho de 2012 04:13, visitei esse blog que você indicou e não vi refutação nenhuma, só as bobagens de sempre que os cristãos travestidos de intelectuais costumam usar.

      Excluir
    3. Ele não está dizendo que é certo ou errado, está dizendo o que será feito. Eu particularmente acho errado, para mim tinha que ficar a legislação atual porém com ela sendo posta em prática.

      Excluir
  4. Constitucionalmente impossível de ser aceito. é ate um absurdo, qualquer tentativa de vetar quaisquer ideia que seja! eu não acho a ideia crista algo bom, mas não acho certo proibi-la, assim como não acho certo alguém me proibir de propagar minha opnião caso não concorde com elas. mas legalmente falando: Art. 1º da Constituição [...] IV - é livre a manifestação do pensamento[...]
    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa (então se eu posso ter um programa de tv que fala do seicho no ie, o pastor terá o mesmo direito) ou de convicção filosófica ou política[...]
    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença
    Art. 220º A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo NÃO SOFRERAM QUALQUER RESTRIÇÃO, observado o disposto nesta Constituição.
    § 2º - É VETADA TODA E QUALQUER CENSURA DE NATUREZA, POLITICA, IDEOLÓGICA OU RELIGIOSA! Não quero que meus pensamentos sejam censurados então não concordo com a censura de outros pensamentos; Eu sou ateu, e o mesmo direito de dizer por ae, seja na internet ou na tv que sou ateu,acho que todos devem ter seja la qual for sua crença ou não crença.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As redes de rádio e TV no Brasil são concessões publicas, e como foi explicado acima, por lei já há um limite de 25% disponivel para venda. Se os religiosos, ou seja la´quem for, querem ter espço na midia que o faça de forma honesta dentro da lei. Sublocar um bem publico é crime.

      Excluir
    2. Também acho, sou pastor e tenho o meu direito resguardado por lei de pregar em nome do SENHOR em meios de comunicação em massa e converter o máximo de pessoas que eu puder. Dessa forma estamos tendo a graça de DEUS de controlar cada vez mais qualquer tipo de mídia para plantar a palavra. Nem mesmo os políticos podem contra o povo de DEUS que é maioria e os políticos são eleitos pela maioria.

      Excluir
    3. Anônimo 3 de junho de 2012 05:04
      Sua mensagem deixa transparecer a falta de ética dos pastores que acham que Deus é o escudo perfeito para adquirir dinheiro e poder, não necessariamente nessa ordem, tudo por baixo dos panos.

      Vocês pastores evangélicos são a escória da sociedade!

      TAXAÇÃO DAS IGREJAS JÁ!

      Excluir
    4. Certíssimo o comentário do Anônimo (3 de junho de 2012 04:30) acima, em defesa da liberdade de expressão e de comunicação.

      Excluir
    5. O que eles vão proibir é o aluguel de parte da programação das emissoras para terceiros - e isso inclui as seitas religiosas. Fique tranquilo, canais religiosos vão continuar a existir - você poderá sofrer a sua lavagem cerebral diária assistindo ao Edir Macedo na Record...

      Excluir
    6. Intromissão estatal indevida e autoritária, determinando o que as TVs podem ou não passar e quem pode ou não utilizar o espaço das emissoras.

      Excluir
    7. Rlxa,não vi nenhuma proibição a senhores malafaia,rr soares(q ja tem canais pagos a venda) e outros de possuirem tvs aos moldes da ICAR.Sem mais delongas,nenhum direito é absoluto e,neste caso,o que o legislador procura desvincilhar é o abuso monstruoso de determinadas empresas perante sua concessão publica,dando privilegio a um unico grupo religioso economico.Me parece sim inconstitucional,mas se a propria lei ja delimita uma taxa,essa questão pode vir a ser dada como constitucional pelo STF,apesar de que acho dificil que saia para votação

      Excluir
    8. Se você á ateu e tem tanta convicção a favor da disseminação de porcaria metafísica e exploradora das fraquezas humanas e que enriguecem bandidos, ladrões ordinários que roubam de pobres...porque você nem sequer põe seu nome e usa um "anônimo"? Ninguém pode acreditar que você seja realmente um ateu, assim.

      Excluir
    9. Se o colega Anônimo inventar um nome qualquer (e até acrescentar uma URL no nome) aí você passa a acreditar que ele é um ateu legítimo?

      Excluir
    10. J. Tadeu, pode pensar o que quiser! É DEUS que nos dá esse poder. Está na lei, temos esse direito e continuaremos usando para pregar a palavra do nosso senhor JESUS.

      Excluir
  5. seria um sonho. se tirassem todas essas porcarias religiosas e colasse material educativo como o discorvere

    ResponderExcluir
  6. Mais uma palhaçada autoritária típica de petistas, ateístas, gayzistas, laicínicos e esquerdopatas em geral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olavinho nos deu o desprazer de sua presença aqui? ;P

      Excluir
    2. Petistas ateístas!?!?!

      Eu ri daqui.

      Excluir
    3. Vai comentar no blog do Tio Rei ou no programa do The OC.

      Excluir
    4. Eu acho que não é o olavinho não, deve ser o robertinho cavalcantinho, o palhacinho sociopata que está com medo de ser preso por se associar a pedófilos e racistas.

      Excluir
    5. Depois deste comentário me convenci, fim a qualquer programação religiosa. Queria ver um babaca destes dizer isto na cara, só escondido mesmo, deve ser um daqueles babacas que não pega nada nem ninguém.

      Excluir
    6. pipipipipipi... cristãos são honestos e puros, perseguidos pelos ateus malvadões... pipipipipipi...

      Excluir
    7. Esse Anônimo 3 de junho de 2012 06:28 deve ser um escroto no pior sentido da palavra.

      Excluir
    8. Quanto drama e indignação por causa de um singelo e sincero comentário.

      Excluir
    9. Tiete Olavete detected

      Excluir
    10. Esse camarada só sabe regurgitar o discursinho pronto do Olavo.

      Excluir
  7. Estou para assistir esse atual governo aprovando isso!!!! Um governo que assumiu compromissos tão fortes com os religiosos.... Ah como seria bom se este fosse um governo mesmo "de esquerda"....

    ResponderExcluir
  8. Nossa, Paulo Lopes, seu blog eh tão legal. Uma pena ser trollado por tantos bitolados q sempre achei q soh liam a VEJA....

    ResponderExcluir
  9. Como sempre, blogs tendenciosos divulgam notícias de forma tendenciosa.

    O novo marco regulatório propõe o fim da subconcessão das transmissões de tv. Ou seja, proíbe que as concessionárias faturem com a venda de horários seja para polishop, ultrafarma, joalherias ou igrejas. Não é censura, pois os canais poderão continuar exibindo conteúdo religioso se assim desejarem. É uma discussão muito mais ampla!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante. De qualquer forma, seria ainda mais interessante ver o Marco Regulatório do Governo proibindo PROPAGANDA DE POLÍTICOS na TV.

      Excluir
  10. O brasil precisa de mais cultura na televisão e menos proselitismo religioso , nos vivemos num estado laico que se entende que religião é uma coisa à parte de cada cidadão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A solução é proibir os programas religiosos, e aumentar os horários de exibição de programas como o Big Brother Brasil, já que o BBB não ofende o tão querido "Estado laico", além de ter grande valor cultural.

      Excluir
    2. O BBB pode não prestar,mas dar audiência e faturamento,mas o que dizer dos programecos crentes que só dão traço?Só sobrevivem porque os pastores televangelistas "injetam" fortunas,dinheiro lavado ou "tomado" dos miseráveis, diga-se de passagem, nas emissoras comerciais.Valor cultural deve ter ensinar preceitos imbecis e retrógrados da idade do bronze ou ensinar preconceitos,né?

      Excluir
    3. Temos que proibir todos os programas cristãos da TV aberta (pois ofendem o Estado laico), e assim aumentaremos o tempo de exibição de todo a restante da programação idiota costumeira (que não ofende o Estado laico).

      Excluir
  11. Por quê deturpar a notícia?
    A manchete da folha não é esta, e ainda fala sobre a ultrafama e o polishop.
    Não há divulgação de valores.
    Até os canais pagos tem propaganda, se já são pagos não deviam ter.
    É a lei do mercado da sobrevivência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O post não é uma reprodução da notícia da Folha, mas um texto que usa informação do jornal, entre outras de fontes diversas. Se houve ou não deturpação, essa é uma avaliação subjetiva de cada leitor.

      Excluir
  12. É tolo achar que não há censura na televisão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que há censura. E o governo quer mais, como mostra a notícia.

      Excluir
  13. Alguém sabe da existêcia de programação ubandista, budista, ateísta nas redes de tv aberta do país? Eu pelo menos desconheço. E se um dia tiver...com certeza os crentes vão combater. O que não é justo e feriria a laicidade do estado. Aqui onde trabalho confinado católicos e envagélicos tem espaços cedidos para realizar seus rituais mas para minoria não tem. E outra questão é que se chegarem a proibir a exibição de programação religiosa na tv aberta, eles irão fundar suas próprias emissoras como as que já existem nas transmissões fechadas. Se bem que saindo das redes abertas já é algo a se comemorar. Na minha opinião. Pq sobria mais espaço para programação de conteúdo intelectual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. corra antes que proibam3 de junho de 2012 14:03

      Se os umbandistas, budistas e ateístas quiserem programa na TV basta produzirem o próprio e alugarem um horário (pelo menos por enquanto, já que a petralhada quer proibir).

      Atualmente, temos na TV programas não só de evangélicos e católicos, mas também de espíritas, seicho-no-iê e outras religiões.

      Excluir
    2. tomara que proibam essas porcarias3 de junho de 2012 18:00

      Só se a crentalhada estiver pagando para os outros.Coisa meio difícil.

      Excluir
    3. Se os cristofóbicos desinformados que não sabem que existem programas de outras religiões (espíritas, inclusive) na TV, paciência.

      Continuem exibindo sua raivinha, exigindo proibições e censura, e permaneçam felizes com a própria ignorância.

      Excluir
    4. Desinformado está você anônimo das 22:38 pois espiritismo não é religião .

      Excluir
  14. Isso é prá mostrar ao povo Brasileiro o resultado da guerra entre Edir Macedo dono da "IURD" e Record vs Valdomiro Santigo dono da Mundial. Eis aí o poder, não de Deus. Mas do Demonio que delega no govero do PT. Edir macedo. Hora; porque então que não fecham as brechas para coibir a lavagem de Dinheiro praticadas por essas igrejas? Evidentemente que não, pois afetaria Edir Macedo e consequentemente não poderia investir Rede Record! Isso tudo é para favorecer única e exclusivamente o Edir Macedo e seu ex-cunhado R.R. Soares.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uma mão lava a outra3 de junho de 2012 22:53

      Como a IURD do Edir Macedo tem sua própria emissora (Record), ela não precisa comprar horários, e portanto não será atingida pela tal proibição idiota do Marco Regulatório do Governo Federal.

      A proibição vai afetar outras igrejas e religiões e não a IURD/Record, que, aliás, ficará feliz com as outras igrejas perdendo espaço na TV. Eliminação da concorrência.

      Mais um motivo para o Edir Macedo e a turma da Record-IURD continuarem apoiando o governo e o PT, como já fazem, com muita dedicação, desde os tempos de Lula.

      Vai ver que a tal proibição (ataque a outras igrejas/religiões) já é um agradinho do Governo à Record e à IURD, em retribuição aos serviços prestados.

      Excluir
  15. E programa de Judaísmo, Islamismo, Budismo, Hinduísmo e tantas outras?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Serão todos proibidos.

      Excluir
    2. Nem precisaria.Afinal,esses não tem dinheiro para comprar horários na TV.Só os crentelhos podem porque desviam até verba pública para isso via emendas de deputados da bancada calotei... ops evangélica.

      Excluir
  16. Domingo, Junho 03, 2012

    VEJA DÁ ESPAÇO NOBRE
    A TELEVIGARISTA

    http://cristaldo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Sobre programas religiosos assiste quem quer?

    Então libera o pornô em qualquer horário! Vê quem quer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A idéia até que é boa, mas tem uma coisa chamada "classificação indicativa", determinada pelo Ministério da Justiça, que estabelece em quais horários podem ser exibidos os programas, de acordo com as faixas etárias do público.

      Reclame com o governo.

      Excluir
  18. Depois reclamam da falta de opção pela tarde só o SBT e a mtv que não passa programa religioso, durante a madrugada então? só esses mesmos 2 canais, não existe opção pra publico jovem, só pra publico burro que não quer cultura ou qualquer outra coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem quer cultura ou entretenimento de qualidade tem que pagar tv a cabo, a anos não assisto tv aberta, e não sinto falta nenhuma.

      Excluir
    2. TV a cabo é 95% lixo.

      MTV é 100% lixo.

      Excluir
    3. "TV a cabo é 95% lixo."

      Pare de ver Glee e peça pra incluir no seu pacote de tv a cabo Discovery, History Channel, Telecine Cult, NatGeo e outros.

      Excluir
  19. Concordo com esse marco regulatório.Na verdade,eu a muito já esperava que isso fosse acontecer,visto a quantidade de porcaria que nos é dada como entretenimento.Gostaria também que essa marco abrangesse outros meios de comunicação(vide o radio)e outros conteúdos televisivos a exemplo de BBB,fazenda,entre outros.Eu penso que,como concessão estatal,a Tv deveria ter um espaço maior para a educação mas acho que isso seria pedir demais,pois sabemos que é exatamente o contrario que nossos "pulíticos"querem .

    ResponderExcluir
  20. Os pastores têm direito sim de pregar a palavra de deus na TV, contanto que não seja em TVs de concessão pública, pois a laicidade deve ser respeitada. Que se pregue, então, em TVs de concessão privada, como fazem alguns nos canais a cabo, e paga e assiste quem quer. Simples assim... Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vamos todos assistir BBB tranquilos, felizes para sempre, sem programas religiosos que ofendem nosso querido Estado laico.

      Excluir
    2. BBB e programas religiosos são lixo!!! assiste quem quer!

      Excluir
    3. Exatamente ,Winston.Se querem programas na TV aberta,então que não sejam em emissoras de concessão pública não-religiosa.Quer pregar?Preguem nas suas próprias emissoras.E não usem o espaço de proselitismo para politicagem barata!.

      Excluir
    4. Tem que tirar todos os programas cristãos da TV aberta (pois ofendem o Estado laico), e assim aumentaremos o tempo de exibição de toda a programação idiota costumeira (que não ofende o Estado laico)

      Excluir
    5. Mas para um ateu, os programas religiosos também são idiotas. Seria como um programa sobre Papai Noel ou o Coelhinho da Páscoa. Desculpe, mas essa veio quicando.

      Excluir
  21. Claro claro, vamos deixar que o SBT a mtv virem programas religiosos, e não deixando nenhuma outra opção ai quero ver o "assiste quem quer"

    ResponderExcluir
  22. BBB (e similares) é (são) uma desgraça , que defeca na tv. é uma vergonha , um insulto; pior que isso só aqueles milagres fajutos de r r $oares e do vadioMiro $antiago e a sua bisca frankestéia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Belzeboss:
      Voce esqueceu de outro verme. Edir Marcego. O dono da tv record. Este verme ainda vai causar um conflito religioso muito sério neste País. Edir Macedo. Tão verme quanto uma palavra conhecida neste País chamada "justiça". Que infelizmente se tornou política.

      Excluir
  23. No meu ponto de vista o executivo, esta dando o troco aos chantagistas que na ultima eleição para presidente humilharam os candidatos.
    Evidente que as negociações e trocas de apoios estarão no balcão.
    Essa troca toda, é a verdadeira democracia brasileira. Nada de Estado Laico ou qualquer outra coisa. E nos tolos do populacho discutindo entre si e desviando o foco da bandalheira ja instalada.

    ResponderExcluir
  24. INVERSÃO
    O Ministério das Comunicações não
    quis comentar as mudanças e
    informou que o “novo marco” ainda
    será colocado em consulta pública.
    Caso o decreto seja sancionado
    como está, obrigará as emissoras a
    comprar os programas produzidos
    por terceiros -ao invés de receber
    pelo aluguel, como hoje.
    Consultadas, as principais redes não
    se pronunciaram.
    Apesar dos avanços, o governo não
    define os mecanismos que serão
    criados para fiscalizar a prática de
    eventuais irregularidades.
    CONTRAPARTIDA
    Ao acabar com o “mercado
    paralelo”, o governo cortará uma
    importante fonte de receita, mas,
    em troca, permitirá que as
    emissoras prestem serviços de
    dados -atividade restrita às
    empresas de telecomunicações.
    Hoje, as emissoras só podem fazer
    caixa com a venda de espaço
    publicitário -que pode ocupar, no
    máximo, 25% da programação.
    Ao permitir a comercialização do
    serviço de dados, o governo sinaliza
    para a expansão da TV digital no
    país e do sistema de interatividade
    que conecta a TV à internet.
    Esse serviço permitirá ao
    telespectador comprar produtos
    anunciados durante a programação
    clicando diretamente na TV. É essa
    conexão que poderá ser cobrada.

    FONTE: ODIARIO.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que eu entendi os canais que quiserem transmitir programas evangélicos ou qualquer ou outro produzido por terceiros é a tv que tera que pagar pelo programa e não podera receber mais por aluguel de horários.Por exemplo hoje a band recebe milhões de silas e rr soares e outros , se houver a mudança a band que tera que pagar a eles pra poder transmitir o programa produzido por eles.

      Excluir
  25. Tenho visto programas de pastores no SBT, sim...fiquei até surpresa, mas que tem, tem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que o ratinho arregou pra toalhinha do Valdomiro, não duvido de mais nada.

      Excluir
  26. Jênio Laico, eu sei que tem muitos programas de baixa qualidade na TV aberta, e entre eles se destacam os cristãos e, é claro, o BBB (pra não parecer injusto e tendencioso de minha parte), e é por isso que tenho lido cada vez mais livros e visto menos TV. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  27. Na televisão tem muita coisa boa assim como têm muita coisa ruim, devemos manter a laicidade do Estado e proibir todo o tipo de proselitismo religiosos via radio e tv porque esses programas televangelistas ensinan preconceito, intolerancia, arrogancia entre outras MERDAS, os estado deve respeitar ao maximo a laicidade,mas tirando os telegivaristas de lado temos as porcarinhas e merdinhas na tv e ai vai-Video Show(lixo)BBB(lixo)A Fazenda(lixo)Buzão do Brasil(Lixo),Super Pop (lixo), A tarde é sua(Lixo),Gugu(Lixo), Hebe Camargo e seus Amigos do Celibato(Lixo), Xuxa e seus amigos Celibatários(Lixo), fiquem longe dessas drogas crianças,conto com vocêis.

    ResponderExcluir
  28. Eu gosto do programa da amaury júnior.

    ResponderExcluir
  29. Ou se fazem de tosco ou são, sabem que não funciona assim, quer cultura então vai paga?

    então nem deveria existir biblioteca,seguindo essa logica da tv aberta.

    ResponderExcluir
  30. Muito bom, as emissoras usam um veículo público, o ar, e este veículo pode sim ser regulamentado pelo o estado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estado Onipresente e Onipotente4 de junho de 2012 03:01

      Certíssimo.

      O Estado é laico, onipotente, onipresente e onisciente, e deve regular o ar, determinar quais pássaros podem ou não voar, que cores devem ter as pipas que as crianças empinam, e também cobrar impostos sobre o ar que respiramos.

      Excluir
    2. A biblioteca é publica gostaria de ver um padre fazendo missa lá?

      Excluir
    3. Dá pra ver que vc é um protestante. Daqueles que tem berço. Berço do "nazismo". onde naceu e viveu um tal de lutero.

      Excluir
  31. Antes tarde, que nunca.
    Parabéns Dilma.
    Varra das TVs esse lixo.
    Instrua a PF e o MP para investigar e tipificar esses criminosos, estelionatários, charlatões, malditos, crápulas travestidos de pastores, bispos, apóstolos.
    Cadeia neles, já.
    Quem sabe com esses criminosos atrás das grades esse povinho evanjeguista realmente se liberta e vai estudar, cuidar da casa, dos filhos, e de outras coisitas básicas.

    ResponderExcluir
  32. Isso pode fazer parte da salvação para o povo deste país: as TVs pararem de transmitir a porcalhada evangélica, juntamente com a porcalhada dos reality shows, Faustão, Gugu, Ratinho e CIA, especiais da Xuxa e começarem a passar programas culturais e educativos, pra ver se melhora o nível cultural do nosso povão tão sofrido e ignorante.

    ResponderExcluir
  33. Pergunta: será que não podíamos ajudar o governo a aprovar esse decreto? Tipo, com um abaixo-assinado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Wickedman!

      Excluir
  34. Ótima proposta! Entretanto, para contemplar a Constituição, o governo deve proibir o aluguel de horários para todos os tipos de grupos existentes, não só os religiosos. Deve-se proibir o aluguel de horários para programas científicos, educacionais, políticos e também os religiosos. A Constituição diz que todos os grupos são iguais, portanto, não pode haver privilégios e nem perseguições a grupos específicos, sejam evangélicos ou não.

    Tomara que aprovem!

    ResponderExcluir
  35. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  36. Antes de julgar um comentário ou pessoa devemos agir pela lógica. E esse conceito DEUS é falido. Existe seres superiores a nós na terra e fora desta. Acreditar que há somente vida neste pedaço flutuante do espaço chamado terra é o mesmo pensamento dos navegantes da idade média, que criam no limite do horizonte, onde haveria um abismo. Estavam relativamente certos,o abismo estava em suas idéias. Querer impor algo é o primeiro sinal de ignorância. Não aceitar as diferenças entre seres é afirmar a fragilidade do seu próprio eu, que ,com medo de ser igual ao que tem medo de ser ,o ataca.

    A Bíblia, uma referência para os que crêem, a ciência para os que estudam e a inteligência para os que observam com sabedoria.

    Na própria bíblia tem um código oculto que diz," se vocÊ crÊ ou não crê, de qualquer forma vocÊ esta certo."

    Olhe a sua volta em 360 graus e pergunte para si mesmo, onde está o centro do universo? verás que o poder está em suas mãos, mas o mundo é infinito.

    ResponderExcluir
  37. Parabenizo o idealizador deste sítio na web por permitir a publicação de nossos devaneios. COntinue firme nas publicações que são de utilidade pública. É assim que o homem será livre daqueles que, com esperteza tentam subjulgar os que vivem na escuridão da falta de informação.

    ResponderExcluir
  38. No lugar desses programas religiosos podiam colocar o Filme do Pelé.

    ResponderExcluir
  39. Concordo com a proibição de aluguel de programas evangélicos na TV!
    Têm que acabar mesmo com os profissionais da fé!
    Quem quiser terceirizar a religião -”evangélica” ou não - use TV pela internet ou –sugestão ao congresso- espaços para as denominações pela TV acabo.
    Além do mais, os programas não são de interesse público, apenas dos grupos. Fora a “teoria hipodérmica” da ilusão do povo!
    Uso exemplo de um amigo que trabalhar para a RIT (REDE INTERNACIONAL DE TELEVISÃO) do R.R. Soares e seu filho, Vereador David Soares (PSD), aonde aproximadamente 500 funcionários, desde 2009 não recebem VR! O sindicato da categoria ganhou ação coletiva de retroativo de R$ 18.000,00 mil para cada funcionário e atualização de VR e até o momento não foi pago!
    O “efeito da injeção” mostrar na Band – aluguel de aproximadamente R$ 4 Milhões - a animação do mega-templo da Igreja Internacional da Graça de Deus (mais milhões), investindo no interesse próprio, sem se importar com o mau exemplo, caráter e profissionalismo. E o povo? Dá glória a Deus!

    Fonte:

    http://www.radialistasp.org.br/site/noticias.asp?id_noticia=93556771

    ResponderExcluir
  40. Pq esses religiosos não compram um canal próprio só pra isso? Afinal, tem tanto "ingênuo" ajudando nas receitas da igreja..

    ResponderExcluir
  41. Pessoal á questão ñ é programação religiosa esta só é uma cortina de fumaça das reais intenções q/ é fazer com que os canais ñ tenha como se sustentar passando a depender do governo,onde este por sua vez os ajuda e em troca as emissoras são controladas não mostrando oque passa nas CPI e mensalão não postando nada sobre os acusados ou quando postar pegar leve.ACORDA BRASIL..!!vamos mostrar p/eles que ñ somos um povo omisso e otário q/ eles pensam já controlam o poder legislativo fazendo suas próprias leis q/ só os beneficias agora até e liberdade de imprensa q/ é tão pouca neste país de aproveitadores quer calar ... ACORDA BRASIL>>!!

    ResponderExcluir
  42. Infelizmente, o que se vê aqui é mais um daqueles casos de generalização... Se está estipulado uma quantidade de 25% do horário televisivo para terceiros, que seja esse ateu, cristão, budista, tanto faz... O problema é que o negócio sai de controle, 25 se torna 80%, aí todo mundo quer dar opinião, seja ateu ou não. Eu não sou contra programas evangélicos, como já foi dito, assiste quem quer, apesar de achar que algumas coisas ditas ali são desnecessárias.

    ResponderExcluir

Postar um comentário