Católicos argentinos acusam artista de zombar de Maria

O provocativo Ferrari 
está com 92 anos
Católicos argentinos, tendo a frente Martin Viano, diretor da organização cívica Para Hacerse Oír-Hablemos Claro, querem suspender a exposição Brailles y Relecturas de la Biblia, porque, dizem, nela o artista León Ferrari (foto) zomba da Virgem Maria e de referências cristãs. 

A exposição apresentada pelo Museu de Arte Latino-americano de Buenos Aires contém 70 colagens que o artista produziu entre 80 e 90. Ela se encerra no dia 2 de julho.

Nessas colagens, Ferrari relaciona ícones de diferentes religiões a guerras, morte e sexo. Em algumas delas, há inscrições provocativas em braille. De acordo com o artista, as colagens são alegorias contra a violência.

Viano emitiu nota conclamando os fiéis a protestarem contra a falta de respeito para com as crenças religiosas, com o uso, inclusive, da pornografia, que no museu, argumentou, pode ser vista por crianças.

Ele afirmou, como exemplo, que é de causar mal-estar uma colagem que mostra uma relação homossexual explícita perto da cabeça da Virgem Maria.

Ferrari nasceu em Buenos Aires em 1920. É pintor, gravador, escultor e artista multimídia. Trabalhou na Itália como escultor e na década de 70 morou alguns anos em São Paulo.

O New York Times o considera como um dos mais provocativos e talentosos artistas da atualidade.

Algumas colagens da Releitura da Bíblia










Com informação da imprensa argentina.

Rússia proíbe pintura que mostra Mickey Mouse como Jesus
agosto de 2011

Comentários

  1. Arte apenas arte, mimimi religioso...

    ResponderExcluir
  2. pergunta que não quer calar20 de junho de 2012 18:44

    O artista retardado tem todo o direito de fazer suas obras, e outros retardados tem todo o direito de achar lindo.

    Mas permanece a pergunta que não quer calar sobre mais esse artista provocativo, talentoso, valente e ousado, que ganha seu dinheirinho e seus segundos de fama atacando religião:

    - Cadê o Maomé e o Alcorão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mimimi religioso começando em 3,2,1

      Excluir
    2. mimimi ateísta começando em 2,1..

      Excluir
    3. Se ele fizer isso com maome ele sera perseguido e morto,por isso nao faz. Qual o seu ponto? Cristaos devem regredir ao que JA FORAM no passado e começar a fazer cruzadas contra os blasfemadores denovo, olavete?

      Excluir
    4. Que se f* o Maomé e o Alcorão, eles dominam no oriente, ficam no canto deles, oprimindo o povo deles! Jesus e Bíblia dominam no ocidente, nosso lado do mundo. É o cristianismo que oprime o ocidente, não o islamismo.

      Quer que eu desenhe?

      Excluir
    5. Acho que nem desenhando o corajoso anônimo que entende tudo de dar a cara a tapa vai entender. O livrinho mágico dele já corroeu toda a parte que permitia que ele pensasse.

      Excluir
    6. chorando de barriga cheia22 de junho de 2012 21:59

      Aos de cérebro corroído pelo próprio fanatismo anti-cristão, só nos resta lembrar que a matéria diz que o artista retardado "relaciona ícones de diferentes religiões a guerras, morte e sexo".

      Mas... cadê as "diferentes religiões", islamismo inclusive, atacadas na obra do boçal provocativo?

      Pelo que se vê, o sujeito SÓ ataca o cristianismo, e não é porque "é o cristianismo que oprime o ocidente", mas exatamente o contrário:

      É porque o tão malvado cristianismo opressor deixa os que o odeiam, como o "artista" e tantos comentaristas ateus por aí, à vontade para se manifestar, e, principalmente, reclamar de barriga cheia.

      Excluir
  3. "Colagens de Ferrari relacionam religião com sexo, morte e guerra." é, nada a ver isso ae... rsrs

    ResponderExcluir
  4. jesus esta coçando o saco lá no céu,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e assistindo tv.

      Excluir
    2. Descansando de tanto dar o...

      Excluir
  5. Eu vejo mimimi de católicos hahahahahaahahaha

    ResponderExcluir
  6. As igrejas e as religiões têm que tomar consciência que os tempos de escuridão da Idade Média acabaram. O mundo não deve mais satisfação a qualquer religião ou igreja. A Arte é livre, e pode dizer o que quiser, quando quiser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço minhas suas palavras amigo Anônimo..^^

      Excluir
    2. "A Arte é livre, e pode dizer o que quiser, quando quiser."

      Desde que não incomode gays e ateus, claro.

      Excluir
    3. O respeito tem que existir para com as pessoas, não suas ideias, posicionamentos: políticos, ideológicos, de crença ou não crença, seu argumento #fail.
      Ideias são debatíveis e passiveis de ataques.

      Excluir
    4. Idéias e crenças de gays e de ateus sobre si mesmos e sobre o mundo não são passíveis de ataque.

      Pois gays e ateus se sentem pessoalmente "ofendidos", processam, exigem censura e punição.

      Excluir
    5. O.o, quem na matéria acima está querendo censurar ????

      Parabéns.

      Excluir
    6. Não se faça de besta. A questão não se resume apenas à matéria acima.

      Você deve saber muito bem o quanto gays e ateus se empenham em censurar tudo que lhes desagrada.

      Excluir
    7. mimimi ad hominem....ñ vou perder meu tempo.

      Excluir
    8. Fazer mimimi alegando sofrer 'ad homiminem' é sempre uma boa saída.

      Excluir
    9. E boa entrada é fazer generalizaçoes apelativas como a sua

      Excluir
    10. Esses ad hominems e fugas do tema do homo-obcecado anônimo covarde já estão me enchendo a paciência, se continuar assim vou pro Bule Voador!

      Excluir
    11. O anônimo crentroll é tão esperto que está cada vez mais se afundando mais na própria ignorância.

      Eu adoraria ouvir sobre o caso em que ateus protestaram contra uma obra de arte. Ilumine-nos com sua grande sabedoria e mostre-nos alguns desses casos.

      Excluir
    12. Eles sentem-se alijados do poder que tinham até bem pouco tempo...Censuravam tudo. Vocês não eram nascidos, mas eu vi tudo. Eles censuravam saias curtas, mini-saias eram objeto de looooongas defesas da saia longa, isso, em (?) sermões de seus cultos e missas dominicais! Censuravam biquinis, que se vocês tivessem uma idéia como eram(comparados com o fio-dental de agora) comportados, não julgariam as moças do meu tempo como eles, como se fossem prostitutas. Pois eram carmelitas, se as pusermos diante das de hoje. E sem falar que eu mesma, fui proibida de ter amizade com a menina mais inteligente de minha turma, porque a "mãe era desquitada"...Não vamos nem falar como eles perseguiam, difamavam, escorraçavam uma pobre mãe-solteira. Porque aí seria covardia. Homossexuais eram (por incrível que pareça) até mais "tolerados"(não havia o escancaramento de agora, por isso era mais "suportável"), que uma mulher "perdida", a destruidora da família, a violadora da santidade do lar...Lar muitas vezes destruído pela falsa moral de uma união interesseira, onde a mulher era geralmente (devido à doutrinação deles...dos religiosos) cheia de culpas em relação a sexo, frígida, neurótica, estressada e mal-amada. Aparecia uma mulher que dava carinho e sexo ao homem, este "endoidava", como se diz...E os censuradores (geralmente um bando de hipócritas, que tinham também suas amásias e concubinas, mas não abandonavam a "legítima"); tudo faziam para prejudicar a parte mais fraca, no caso, sempre a mulher. Protegiam a esposa, porque era o álibi de suas perversões inconfessas. E além do que, enquanto as mulheres eram mantidas na tutela de pastores e padres, diminuiam as chances deles serem cornos e humilhados, caso aparecesse um homem com talento sexual ou desempenho melhor que o deles...Geralmente uns péssimos amantes com as mulheres em casa e ótimos capachos do sadismo das amantes. São os mesmos de agora, os censuradores e repressores da sexualidade, não se enganem, vocês que nem eram nascidos naquela época. Eles querem e farão tudo para voltar ao poder de CENSURAR. E ainda vêm com esse (falso) mimimi (como vocês dizem) de que são vitimizados...pelos gays e ateus. Justamente os que não se dobram a eles, nem aceitam a mentira coletiva imposta por eles.

      Excluir
    13. Ao mesmo em que buscam no passado suas "justificativas", quem agora se empenha em perseguir e censurar as pessoas que os contrariam são os "oprimidos" gays e ateus.
      Que, pelo visto, continuam a se fazer de bestas e inocentes, e dizer que os censuradores e perseguidores são os outros.

      Excluir
    14. Corrigindo: "Ao mesmo tempo em que..."

      Excluir
  7. Ué, é só uma obra de arte. Não curto muito. Mas tem quem agrade.

    E quem disse que não ofendemos os muçulmanos? Temos até o dia da caricatura de Maomé!

    Internet defende a livre expressão com Dia da Caricatura de Maomé


    Entidade promove dia da blasfêmia em defesa da livre expressão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aliás, os monoteístas (judeus, cristãos e muçulmanos) choram e esperneiam por pouco. Por que se agarrar tanto a símbolos, imagens, pinturas. Isso é fraqueza! Se eu fosse seguidor de alguns desses profetas ou messias, tentaria seguir aquilo de bom que eles deixaram. Não vejo ofensa.

      Para vocês verem como outras civilizações são mais avançadas. Os japoneses vivem tirando sarro das suas religiões (xintoísmo e budismo). No jogo The King of Fighters, os japoneses colocaram um personagem que nada mais é que o Yamata no Orochi, um dos deuses do xintoísmo. No animê Naruto também já aconteceu algo do tipo. Outros deuses também já foram retratados em jogos eletrônicos e desenhos animados do Japão. Os gregos antigos e romanos desenhavam e faziam esculturas de seus deuses nus e ninguém pirava...

      Excluir
    2. Pô, lembrei do jogo Ōkami, do Play 2. Verdadeira obra de arte dos videojogos!

      Excluir
    3. A arte não ofende ninguém, Maria não era virgem, o sexo é bom, a bíblia só atrocidades, qual o problema?

      Excluir
  8. Quando a escola de samba Viradouro quis abordar o "holocausto" num desfile de carnaval no Rio, uma associação israelita mandou um juiz censurar. Era uso indevido das imagens do holocausto judeu, disseram.

    Mas o tal artista argentino usa tranquilo as imagens do holocausto, para atacar católicos.

    Neste caso, curiosamente, não vemos judeus reclamando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, eu entendo. Sou ateu e não me enredaria por essa questão de magoar a fé das pessoas. Não tenho essa pretensão. Mas também não julgo que faça isso. E lamento que a justiça às vezes toma partido de um grupo; hoje, essa questão do holocausto é quase um tabu.

      De qualquer forma, para quem gosta de artistas que ofendem os islâmicos, há uma artista britânica chamada Sarah Maple (ela mesma, uma ex-muçulmana e atualmente é agnóstica) em que ela faz fotografias e pinturas retratando a mulher no islamismo. Dê uma olha aqui.

      Abraços.

      Excluir
  9. Ainda prefiro os estudos sobre o Papa do pintor Francis Bacon:

    http://obviousmag.org/archives/2008/06/os_papas.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhuma outra representação do deus cristão será tão épica.

      http://genzoman.deviantart.com/art/The-Creation-192174006

      Excluir
    2. Muito otaku pro meu gosto :-P
      Prefiro essa, de William Blake:

      http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/ae/Blake_ancient_of_days.jpg

      Excluir
    3. http://we-found-god.tumblr.com/

      Excluir
    4. "Muito otaku pro meu gosto :-P"
      pffffff, não que eu seja otaku, mas admita é épica.
      O.O oooohh my Holy Jesus, gostei da representação, serio é muito fod@

      Excluir
    5. [epifania mode on]

      Excluir
  10. A Arte é livre, bebês chorões do catolicismo. Vivam com isso!

    ResponderExcluir
  11. O artista plastico é humorista. A mensagem que a obra tras é de que as religiões são ridiculas, e seus desvelos em nada mudam a natureza humana.

    ResponderExcluir
  12. Como a livre expressão não tem limites, corre-se sempre o risco de ofender pessoas. Como ateu, livre pensador e humanista não enxergo objetivos produtivos nessa forma de expressão.
    Até que ponto não aceitar dogmas e crenças de uma pessoa nos dá o direito de desrespeita-las?
    Qual a validade desse tipo de manifestação?
    Sou a favor da livre expressão e muitos artistas que o fazem de forma mais sutil e inteligente conseguem, uma expressão maior e despertar maior reflexão. Não sei se é o caso de citado artista.

    ResponderExcluir
  13. http://we-found-god.tumblr.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, exatamente o exemplo que eu esperava. Inteligente sem ser ofensivo. Perfeitamente possível. Bom anônimo de 22:02.

      Excluir
    2. http://24.media.tumblr.com/tumblr_loli09pbVx1qlwuxno1_r1_1280.jpg

      A melhor de todas!

      Excluir
    3. Sem ser ofensivo? Em uma delas o deus cristão está numa sex shop segurando uma boneca inflável.
      Se eles se ofendem com Jesus dizendo que estava andando sobre pedras numa propaganda, imagine isso aí...
      Esse pessoal é bitolado demais, não precisa nem dizer algo contra para ser extremamente ofensivo (na cabeça deles); basta não concordar.

      Excluir
  14. Religião é piada pronta. Só foi preciso o artista colocar uma coisa aqui, outra ali. Não duvido nada que a pornografia tenha origem na repressão sexual promovida pelo catolicismo. Aliás, estou atrás de uma pequisa antropológica que trabalhe com esta questão: a relação da religião com a pornografia no ocidente. Quem souber, me avise.

    E quanto às guerras, não temos dúvida: basta pegar um bom livro de História para se informar sobre o show da fé que são as guerras. Não vejo nada de errado no trabalho do artista. Pelo contrário, se pegarmos o período em que ele criou as obras (anos 80/90), o neo-ateísmo ainda não tinha dados as caras na América do Sul, o que faz dele quase um herói.

    ResponderExcluir
  15. Esse senhor Ferrari é um pândego da pior espécie. Tudo poderia ser muito engraçado, se não fosse a extrema falta de respeito com que ele trata o cristianismo e seus seguidores. Mas é assim mesmo, pessoas desprovidas de qualquer valor moral agem desta forma mesmo. Bravo! Cotinue assim, Ferrari até chegar o dia de sua morte; já que sua idade já é bem avançada. Mas um dia, queira ou não, o senhor junto com todos aqueles que um dia negaram ao Deus Autíssmio, terão de baixar oa seus jelhos ao chão e reverenciar ao Serhor Todo Poderoso; a criatura terá que prestar reverêcia ao seu Criador.

    Israel Chaves

    >>"Eu adoraria ouvir sobre o caso em que ateus
    protestaram contra uma obra de arte.(...)"

    Mas por que ateus iriam protestar contra alguma obra de arte o que quer que seja? Pode ser o que for, pode ser o que vier, vocês não se importam mesmo, o bom mesmo é a baderna e ponto final.

    E essa sua cara de nazista,heim! Parece um tanto desmiolado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roberto ...

      Eu entendo a sua preocupação. Suas palavras deixam transparecer o que o cristianismo (e outras religiões) tem de mais poderoso para seu poder desmesurado: o medo. Medo da morte, medo da solidão, medo da impunidade. Medos que se transmutam em ódio. Eu lhe entendo.

      E preste atenção ao rotular todos os que criticam a mitologia cristã de "ateus". E também tachar outros de "desmiolado" ou "pândego". A ofensa pode virar contra o ofensor, ou em termos bíblicos, "não julgue para não ser julgado" (algo assim).

      E a cara dele lembra a do Ferreira Gullar:
      http://files.linguaportuguesaemacao.webnode.com.br/200000010-14b3d15adb/ferreira-gullar.jpg

      Excluir
  16. Mas não é assim mesmo, J. Tadeu, todos têm o direito de expressarem-se livremente; iclusive você com essa sua ironia dirigida a mim. Entendo: o medo que vira ódio -- na sua versão, não é assim?

    >>"E a cara dele lembra a do Ferreira Gullar:"

    Eu não estava dizedo do Ferrari, mas do Israel Chaves. Compreendeu!

    ResponderExcluir
  17. Next step: Façamos uma cena de Gang-Bang com tal da "Virgem Maria"

    ResponderExcluir
  18. Se o tal artista fizesse um desenho ridicularizando um gay,iriam dizer que ele é homofóbico.

    ResponderExcluir

Postar um comentário