Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sábado, 26 de maio de 2012

Cemitério judaico em Belford Roxo se nega a sepultar neto perto de avô

cemitério judaico de Villar dos Teles, em Belford Roxo
Corpo foi transferido da ala A para C
 porque mãe do rapaz não era judia
O cemitério judaico de Villar dos Teles, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, se recusou a sepultar o corpo de Leonardo Laska, morto aos 29 anos em um acidente, perto do túmulo dos seus avós, na ala A.

A explicação da Associação Religiosa Israelita Chevra Kadisha do Rio de Janeiro, a administradora do cemitério, é que a mãe de Leonardo não era judia e que foi convertida por uma instituição “não ortodoxa”. O corpo foi enterrado na ala C.

O empresário Júlio Laska, o pai, está processando a associação reivindicado indenização por danos morais por causa da discriminação.

"O meu filho estudou em escola ortodoxa, chegou a morar em um kibutz em Israel e pertencia à Federação Israelita do Rio de Janeiro. Era muito religioso. E mesmo assim não deixaram ele ficar ao lado dos meus pais no cemitério."

José Roberto Castro Neves, advogado da associação, afirmou que se trata de uma “questão de respeito à tradição judaica”. "O cemitério tem outros locais onde o judeu que não é ortodoxo pode ser enterrado.”

Disse que todas as religiões têm tradições. "A Constituição diz que homens e mulheres são iguais, mas, na religião católica, só o homem pode rezar missa. Toda religião tem suas regras."

Com informação da Folha de S.Paulo.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...