Malafaia é intolerante, mas não prega ódio contra gays, afirma leitor

do leitor Luan Cunha (foto) a propósito de
Pregação anti-gay de Malafaia respinga na imagem da Avon

Luan Cunha
Olha, pra falar a verdade, essa guerrinha dos gays com o Malafaia já encheu o saco faz tempo. Sério mesmo, deixou de ser infantil para ser patético.

Vou dizer logo o que eu acho e espero deixar bem claro o que eu penso sobre o assunto de uma vez por todas.

Não acredito que o Malafaia seja homofóbico, ele é apenas um intolerante preconceituoso religioso. Ele faz o que manda a religião dele. Ele nunca pregou ódio ou violência contra os gays. Até aí é normal. E ele tem todo o direito de escrever o livro sobre o que quiser, por mais retógrado que seja. E lê quem quer. E nós temos todo o direito de se sentir ofendidos o quanto quisermos, de debater sobre isso, de escrever uma carta reclamando para a editora, até de escrever um livro sobre o assunto. Mas NÃO temos o direito de impedi-lo de escrever o livro. Assim como também temos o direito de escrever um livro que chama Jesus de salafrário, como fez Phillip Pullman, ou sobre qualquer coisa que seja uma ofensa aos crentes, e estes reclamarem e etc. Mas eles também não podem nos proibir de escrever tais livros.

Sou à favor da liberdade de expressão irrestrita. Não devemos proibir expressões homofóbicos, e sim contra-argumentar usando a razão e tentar desmover essas opiniões.

Mas, vejam bem, liberdade de expressão é uma coisa, pura incitação ao ódio é outra. Danos morais pra mim é frescura (a maioria nem sabe direito o que é isso).

Hoje em dia qualquer ofensa agora é motivo de processo. Tente colocar na Justiça um cara que te chamou de bicha e o juíz vai rir da sua cara, pois você está sendo tão idiota quanto o seu ofensor, ou até mais. Mas incitação de ódio, dizer que odeia homossexuais, que eles devem apanhar, que devem morrer e etc, como aquele blog "O perdedor mais foda do mundo" fazia, isso sim deveria ser motivo de processo e punição.

E liberdade de expressão é uma coisa e ações homofóbicas é outra. Uma pessoa dizer que não gosta de homossexuais passa, mas tratá-los com desrespeito e desigualdade, com discriminação, é outra bem diferente, e pra isso tem leis.

Há muito tempo que eu não olho aquele lixo de blog do Julio Severo. Há muito tempo deixei de levar a sério o que ele escreve. Me dei conta de que me sentir ofendido com aquelas besteiras era babaquice minha. Quem deveria ficar ofendido e sentir vergonha era ele, por ser tão reacionário em pleno século XXI! Ele é só um idiota, isso é fato. Por que eu ficaria ofendido com as idiotices de um idiota? Eu só seria mais idiota ainda.

Eu sei que o Malafaia muitas vezes amola a faca desses homofóbicos quando prega contra os homossexuais, mas isso é mais culpa dos homofóbicos mente fraca do que dele mesmo. Ele prega o que a religião dele manda, e as pessoas interpretam de formas diversas.

Por mim ele pode pregar essas porcarias o quanto quiser. Eu estou seguro das minhas convicções, e não será um pastor ignorante e berreiro que vai abalá-las.

Blogueiro de Veja escreve que gays querem censurar Malafaia.
abril de 2012

Silas Malafaia.     Posts de leitor.

Comentários

  1. esse cara vive em que sociedade. que ideias mais fansiosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fantasiosas e contraditórias

      ele conseguiu se contradizer em cada frase que escreveu....

      Excluir
    2. http://ativismodobemmaior.blogspot.com.br/

      Excluir
    3. Na sociedade dos sócios associados.

      Excluir
  2. Gostei de suas palavras Luan e também penso que devemos dar pouca importância para idiotas, ser seguro de si mesmo evita várias amolações. Não gosto de religiosos quererem impor sua visão do mundo, mas pessoas maduras e educadas não são facilmente influenciáveis. Precisamos exigir uma melhor educação para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o problema meu caro
      é que o público que ouve e é influenciado pelo Malafaia não é nem maduro, nem educado (no sentido completo do termo) muito menos lúcido...

      e quando o Malafaia vocifera contra os homos esses seus ouvintes aderem e vociferam junto - e alguns partem para agressão física

      é esse o ponto!

      Excluir
    2. Rita Candeu. Não tem nada de bom a oferecer? Há muito vejo teus comentários e nada de bom tem para oferecer, nem para ateus.

      Excluir
    3. concordo com você Rita.
      Ele vocifera as suas sandices e coloca lenha na fogueira dos fanáticos que o idolatram.
      Ele sabe muito bem, na cabeça dos fiéis seus argumentos serão levados ao extremo.
      Valdo

      Excluir
    4. Ola Rita, compreendo sua argumentação e também concordo que o Mala é um cara perigoso por ser dissimulado em seus ataques, mas me parece que o contra-ataque não tem sido bem dirigido e tem até favorecido o Malafaia.
      Creio que uma melhor educação tende a anular o eco de gente como daquela "Mala" da ignorância. Apesar de tudo que o Mala anda aprontando, penso que os movimentos gays poderiam ser menos beligerantes do que a imagem que andam criando ultimamente e dar ao Mala exemplo um de elegância diante de tantos insultos e perigos.

      Excluir
  3. "tem que meter o pau nesses gays", se isso não é pregar ódio ou violência...não sei o que é...
    talvez saiba..."meter o pau nos gays" se refere a uma orgia...mas ainda acho que é intolerância e incitação à violência...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. difícil entender como um intolerante - como diz o autor do texto - não prega ódio, se ele e o discurso dele é de intolerância...

      vai entender....

      Excluir
    2. Rita Candeu. Não tem nada de bom a oferecer? Há muito vejo teus comentários e nada de bom tem para oferecer, nem para ateus.

      Excluir
    3. maxcoelho está no mundo da lua, típico dos idiotas.

      Excluir
    4. Max Coelho tá certíssimo, o sujeito diz que os homossexuais são uma ameaça à preservação da espécie humana e isso não é pregar o ódio?

      Excluir
    5. Não, não é. Ele está apenas falando coisas idiotas e se comportando como um idiota, pois é um idiota que pensa idiotices. Simples assim.

      Excluir
    6. Bom depende de quem ouve e como interpreta.
      Freud diria que o Malafaya tem o desejo inconsciente de meter o pau (símbolo fálico)nos gays. É um "ato falho".
      Ainda que ele esteja se referindo a partir para a violência, ou simplesmente atacar o homossexualismo (sem agressão física contra homossexuais), trata-se de um ato falho.
      Valdo.

      Excluir
  4. Fazer campanha contra os direitos civis dos cidadãos homossexuais e vender um livro que diz que os gays ameçam a sociedade, não é ser homofóbico? Liberdade de expressão? Então, vamos permitir livros racistas, misóginos, que estimulem o preconceito contra os nordestinos, etc, etc. Se a questão é liberdade de expressão...! O brother autor do texto é um delirante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exatamente!!!!

      parece que esse povo não sabe raciocinar com um mínimo de lógica!

      Excluir
    2. Ser nordestino e negro não é condenado na Bíblia e não é pecado. A nossa luta é para que essa pratica pecaminosa não seja tida como normal pela sociedade uma vez que leva as pessoas para o inferno já aqui a terra como aconteceu em Sodoma e Gomorra.

      Excluir
    3. Quem ta transformando a vida das pessoas (não só homossexuais, mas ateus, não religiosos, praticantes de cadomblé e umbanda, budistas e etc...) é essa crentalhada dos infernos.
      Valdo

      Excluir
  5. Foi a comunidade LGBT que declarou uma guerra pessoal contra o Malafaia…

    É o movimento LGBT que convoca seus membros a pressionarem o STF e STJ para que o casamento do Malafaia com sua esposa deixe de ser reconhecido como entidade familiar…

    É o movimento LGBT que quer retirar a religião da lei anti-racismo só pra discriminar e humilhar o Malafaia e alegar: “estou usando a minha ilimitada liberdade de expressão” …

    É o movimento que faz um Marcha da Família pra tirar os direitos que o Malafaia tem - e que o movimento não tem - só pro Malafaia ser cidadão de segunda categoria como os LGBTs…

    É o movimento LGBT que rasga uma cópia da lei anti-racismo numa Marcha da Família, na Esplanada dos Ministérios, com 7 mil pessoas, e diz que lutará contra esse "lixo" de lei que torna religiosos cidadãos privilegiados, uma nova casta de cidadãos intocáveis...

    É o movimento LGBT que compra horários na tv e fala mentiras contra o Malafaia dia sim e no outro também, distorcendo informações a favor da cruzada de ódio contra o Malafaia…

    É o movimento LGBT que vai no Congresso Nacional e distribui pra todos os parlamentares os livros da estratégia do Malafaia pra dominar o mundo e pede para que os parlamentares não deixem que isso aconteça…

    É o movimento LGBT que usa seu proselitismo inconstitucional na tv pra dizer que nas editoriais dos jornais tá cheio de evangélicos manipuladores que dão mais destaque pra Marcha pra Jesus que pra Parada Gay e diz pra “descerem o pau” e “baixarem o porrete” nos caras da Marcha pra Jesus que ridícularizam o STF e os LGBTs ao dizerem que eles não são e nunca poderão formar uma família.

    Não bastasse tudo isso, agora esse movimento LGBT vem com essa atitude ridícula e infantil de querer que a Avon, reconhecida internacionalmente por ser pró-LGBT, interrompa a parceria com a Editora Central Gospel e pare de ajudar a dar dinheiro para o dono desta editora que usa parte do dinheiro que arrecada pra fazer o que religião dele manda, impedindo a igualdade de direitos e proteção aos LGBT.

    Eu tô morrendo de pena do Malafaia por estar sendo perseguido tão injustamente pelo movimento LGBT, o Malafaia só tá fazendo o que manda a religião dele, as ações e posicionamentos do Malafaia contra os direitos igualitários e contra a proteção de LGBTs não incita a discriminação, o ódio e a violência homofóbica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. somos 2

      morro de pena do Mala sem alça

      uha uha uha
      estou até enviando um e-mail pra elezinho

      Excluir
    2. essa postagem do Marcos bem que merecia ser promovida a postagem do blog....

      Excluir
    3. essa postagem do Marcos bem que merecia ser promovida a postagem do blog...(2)

      http://ativismodobemmaior.blogspot.com.br/

      Excluir
    4. Perfeita sua participação! Parabéns! Eu também acho que deveria ser promovida a postagem do blog!!!

      Excluir
    5. Ser nordestino e negro não é condenado na Bíblia e não é pecado. A nossa luta é para que essa pratica pecaminosa não seja tida como normal pela sociedade uma vez que leva as pessoas para o inferno já aqui na terra como aconteceu em Sodoma e Gomorra.(2)

      Excluir
    6. "Ser nordestino e negro não é condenado na Bíblia e não é pecado."

      -É óbvio que ser nordestino não é pecado, pois na época em que os nômades do deserto criaram seu deus, estes não faziam ideia do que seria o nordeste brasileiro. Mas se na bíblia estivesse escrito que nascer nordestino ou negro é pecado, você concordaria? Provavelmente sim, pois você sustenta sua fé cega com sua mente apedeuta, guiada por um livro presbiofrênico.

      Excluir
    7. "Filho de Abraão", agora explique de forma convincente porque: Ignorar muita coisa que tem na bíblia sobre restrições alimentares, não fazer a barba ou usar roupas de dois tecidos diferentes ou estrangeiras, sob o argumento de que "os tempos são outros" pode ser.
      E ignorar a homossexualidade, sob o argumento de que "os tempos são outros" não pode ser?

      Excluir
    8. É hilário como a biblia se molda à conveniência do pregador, o próprio autor do "comentário que virou post" se contradiz dizendo que Malafail só tá seguindo a bíblia, mas esquece essa informaçãozinha. Cadê esse pastor pregando contra o uso de roupas com 60% algodão e 40% poliéster?

      Excluir
    9. essa postagem do Marcos bem que merecia ser promovida a postagem do blog...3

      Excluir
    10. essa postagem do Marcos bem que merecia ser promovida a postagem do blog...3

      Excluir
    11. Já ouviu falar em Antigo e Novo testamento? Judeus Ortodoxos seguem o antigo testamento e não creem no messias Jesus. Estão presos as antigas leis. Nós seguimos o novo testamento de nosso Senhor Jesus Cristo, e neste o homossexualismo continua sendo pecado grave como no antigo. O que não se aplica a roupas e alimentos.

      Excluir
    12. Mas Jesus disse que não veio revogar a lei, e sim cumpri-la. E aí?

      Excluir
  6. Malafaia e seus congeneres precisam de um inimigo. Apenas e somente isso. Quando esgotam a fonte procuram outra. A esses escroques não serve um mundo harmonico. Disse e repito, dão a ameaça de graça para depois vender a proteção. Simples assim.
    Apenas manutenção de sua reserva de mercado, mantenodora.

    ResponderExcluir
  7. A 20 anos atrás se pensava que homossexualidade era doença, até a ONU dizer que não.

    O malafaia pensa como se estivéssemos a 20 anos atrás.

    ResponderExcluir
  8. Meu caro Luan (seria o Santana?) , por certo a religiao evangelica nao prega odio aos homossexuais ( prega ter pena), mas agora com o fato de que os evangelicos tem poder politico e estamos tendo confronto de interesses no Planalto, para o Brasil se tornar uma Irlanda, esta faltando so o primeiro tiro.

    ResponderExcluir
  9. Essa coisa de odiar a pratica e não o praticante é falácia, quem faz a pratica homossexual? o gay não é?

    Então parem de hipocrisia.

    ResponderExcluir
  10. Estou com Luan. É digo mais...devemos jogar na privada tudo que o sujeito do Malafaia diz.

    ResponderExcluir
  11. Você deveria então ler sobre isso:
    http://dezanove.pt/315328.html
    Existe diferência entre discurso de ódio e liberdade de expressão!

    ResponderExcluir
  12. Palmas para o Luan, assim se manifestam os homossexuais de verdade (pessoas com alto nível intelectual) e as "bixas lokas" (pessoas que pensam que ser homossexual é o mundo girar ao seu redor, e gostam mesmo é de um barraco)

    A estes digo, usem toda a sua intelectualidade direcionada a também escrever um livro em prol da sua causa, vão a luta...

    Usufruam dos mesmo direitos que possuem e respondam a altura Escrevam um livro sobre intolerância religiosa...

    Talvez um livro com uma série de comentários de vários autores, pessoas comuns que enfrentam tal preconceito no dia a dia, seria mais proveitoso do que ficar fazendo piadinhas e tirando sarro do Malafaia na blogosfera...

    ResponderExcluir
  13. Ah mais uma coisa para mim o Malafaia no que diz respeito a religião é um "estelionatário da fé", devia mais é estar atrás das grades!
    Pois a religião evangélica não apregoa os desmandos financeiros que ele faz, isso é coisa da cabeça gananciosa dele.
    Mas no assunto homossexualismo concordo com o Luan, realmente a religião evangélica que baseia-se nas escrituras bíblicas assim ensina.

    Obs: Fui igrejeiro e admirador de pastores, hoje nesse quesito volto a ser Marxista.

    A religião é o ópio do povo...

    ResponderExcluir
  14. A liberdade de expressão para os religiosos não existe. Não existe pelo simples fato de não existir liberdade para os religiosos. Religiosos não são livres; não são livres porque estão aprisionados aos conceitos e normas de suas religiões. São elas que ditam as regras que irão nortear as suas vidas. São elas que determinarão o que pensar, o que falar, o que defender e a quem atacar.

    Toda religião possui normas e mandamentos a serem seguidos; o Cristianismo não seria diferente. E o Cristianismo é bem claro e específico em seus conceitos e normas a respeito dos homossexuais, como podemos ver nesses versículos:

    Com varão te não deitarás, como se fosse mulher: abominação é; (Levítico 18:22)

    Quando também um homem se deitar com outro homem como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue é sobre eles. (Levítico 20:13)

    Não haverá trajo de homem na mulher, e não vestirá o homem veste de mulher; porque qualquer que faz isto abominação é ao SENHOR, teu Deus. (Deuteronômio 22:5)

    Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o Reino de Deus. (I Coríntios 6:10)


    Está claro que para o cristão os homossexuais são abominações, que devem morrer e que não irão ao encontro de Deus.

    A liberdade só existe em uma mente livre. Entretanto, isso não significa que “tudo pode”. Não. Nem tudo pode. O ser humano sabe que precisa de freios. Mas, esses freios devem ser encontrados em sua própria natureza, dentro de seu próprio ser; não em livros antigos que refletem o primitivismo de hábitos e idéias de povos ignorantes. Os freios humanos são as leis. E as leis devem refletir a sociedade que as utiliza. Ademais, devem se adequar às constantes mudanças naturais as sociedades humanas; as leis devem evoluir conforme a sociedade evolui.

    A liberdade só existe quando é possível dizer não. Dizer não ao preconceito; dizer não ao racismo; dizer não a homofobia; dizer não as idéias arcaicas que, há muito tempo, deixaram de fazer sentido para essa sociedade.

    Religiosos não são livres porque eles não podem dizer não. Se pudessem não seriam religiosos; seriam ateus e céticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belo texto WillPap.

      Cômico é o último trecho bíblico mostrado por você:

      "Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o Reino de Deus." (I Coríntios 6:10)

      Agora eu pergunto: Existem seres mais idólatras do que os católicos? Provavelmente não. Os católicos idolatram inúmeras imagens, idolatram até "imagens" que "aparecem" em vidros, em torradas, em bananas, etc. Além de constantemente "criarem" santos, para que novas imagens sejam idolatradas.

      Essa parte da bíblia é um tiro no pé dos católicos. Portanto católicos, não se preocupem, pois o inferno os espera. Mwahahahaahahahaha.

      Excluir
    2. A pior prisão é a do pecado, a qual todos os que lutam contra as palavras de Jesus sem dar um mínimo de atenção estão condenados até a morte eterna.

      "Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado". João 8:34

      Excluir
    3. Filho de Abraão

      O pecado existe para aqueles que acreditam nele. E os que acreditam nele, ou seja, os crentes, são os verdadeiros prisioneiros.

      Eu sou ateu. Não acredito em pecado. Sou livre.

      Excluir
    4. Filho de Abraão:

      A pior prisão é submeter-se a uma divindade que nega sua natureza, negando aquilo que é bom e que te dá prazer.

      "1. A vida é o grande prazer – a morte a grande abstinência. Assim sendo aproveite ao máximo a vida – AQUI E AGORA!" [Bíblia Satânica; O Livro De Satã; Cap.IV]

      Excluir
    5. Willpapp. Voce não crer na mentira, no roubo, no homicidio, no adultério que causa tanta tristeza ao próximo, nos que matam aos pais,(parricidas e matricidas) nos que matam os filhos, nos que destroem o próprio corpo com fumo, drogas , alcool, prostituição, pornografia etc...Então voce acredita no pecado.

      A verdade é que voce ama o pecado e dará a sua alma para permanecer nele pois está preso. O cego é aquele que não quer ver.

      Excluir
    6. Filho de Abraão

      Todas essas coisas são coisas humanas. E para todas essas coisas existem leis humanas para coibi-las e punir os infratores. A punição deve acontecer aqui mesmo.

      Sobre a minha pessoa eu lhe diria que sou "bem certinho". Não fumo, não uso drogas, quase não bebo, não saio com prostitutas, respeito a lei, sou educado, trabalhador, ajudo as pessoas, sou quase um santo. Só não acredito em Deus. Não, não amo o pecado. Não possa amar algo que eu não acredito que exista.

      Excluir
    7. Baphomet. "1. A vida é o grande prazer – a morte a grande abstinência. Assim sendo aproveite ao máximo a vida – AQUI E AGORA!" [Bíblia Satânica; O Livro De Satã; Cap.IV]"

      Siga em frente, siga estes conselhos e comerá dos seus frutos.

      "E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo..." Apocalipse 12:9

      "E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre." Apocalipse 20:10

      Excluir
    8. >>"Siga em frente, siga estes conselhos e comerá dos seus frutos."

      -Uma ameaça? Você acha que eu temo uma ameaça pífia como esta? Condenar-me a danação eterna através um deus mortiço não me assusta, muito pelo contrário, isto diverte-me. Gosto de ver como pessoas covardes como você submetem-se a uma divindade por puro medo, são submissas ao seu próprio medo, e controladas por ele. Pessoas como você fazem-me rir, seguido de um breve sentimento de pena.

      "14. A mentira que é conhecida como mentira está quase erradicada, mas a mentira que é aceita como verdade e até as pessoas inteligentes aceitam como um fato – a mentira que foi imposta a uma criança que repousa nos joelhos de sua mãe – é mais perigosa do que uma pestilência virulenta!" [Bíblia Satânica; Livro De Satã; Cap.II]

      Excluir
    9. Baphomet

      Voce é meu fã.

      Bela resposta ao fda.

      Excluir
  15. Mas deixar o discurso de ódio do Malafaia se perpetuar sem rebater ou ainda sem movimentos políticos práticos, é deixá-lo tomar o centro do palco da esfera-pública e assim deixá-lo formatar o senso comum: o de que os gays devem ser marginalizados e perseguidos.

    Mesmo o que ele afirma ser "linguagem figurada" acaba sendo depositado no inconsciente de seus fiéis, e na primeira oportunidade o "baixar porrete no gays" se transforma em outras formas de intolerância.

    Não é uma boa prática deixar ele "pregar essas porcarias o quanto quiser", pois enquanto você está seguro de suas convicções, ele cria a convicção do preconceito no seu rebanho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas deve-se sim rebatê-lo, não disse o contrário.

      Excluir
    2. Exatamente, Luan

      O Malasemalça tem todo o direito de se expressar, assim como nós temos o direito de rebate-lo.

      Isso se chama democracia.

      Estou contigo e não abro, nem fecho, nem.... bom vc entendeu.

      Excluir
  16. Eu acho o Luan Cunha um participante muito sensato deste blog (apesar dele se render facilmente aos trolls), mas achei muito infeliz o que ele disse agora.

    Homofobia, até onde eu sei, significa aversão aos homossexuais. A intolerância que o Silas Malafaia prega é uma intolerância social, ou seja, que tão somente pela condição de homossexual da pessoa esta não possa ser considerada igual pelo Estado e pela sociedade. Isso está compreendido no significado de aversão, sendo então uma modalidade de homofobia.

    Fazer o que a religião manda não é escusa da condição de homofóbico. Ainda mais no caso dele: é psicólogo. Ele possui grau de discernimento acima da média da sociedade, pois possui instrução e acesso às informações para tomar suas decisões. É ingenuidade achar que ele não é homofóbico, ou simples “pau mandado” de alguma religião! Mesmo que fosse, não estaria escapando da condição passiva de homofóbico.

    E mais: não há necessidade de se pregar explicitamente violência contra qualquer pessoa para que isso se torne realidade. A nossa mídia, por exemplo, em momento algum prega que os seus espectadores vão para a porta de uma delegacia linchar um acusado de um crime. Ela, ao fazer repetição ad nauseam de determinado fato, imputando-lhe condição extremamente repulsiva e hedionda, faz com que o falso senso de justiça e de autotutela do cidadão mais ignorante e/ou menos instruído vá querer uma solução imediata e violenta. E assim ocorrem as ofensas, o linchamento, a demonstração de ódio. A mesmíssima coisa faz o Silas Malafaia: ao se reportar aos homossexuais como uma das coisas mais erradas que existe na sociedade, faz com que seus ouvintes tenham tanta repulsa para cometer atos de violência física ou moral contra estes. O Silas Malafaia, ao pregar que homossexuais são cidadãos de segunda categoria, assim como faz a Klu Klux Klan em relação aos negros, está sim pregando o ódio, e, indiretamente, a violência!

    Quanto à liberdade de expressão irrestrita, isso é qualificá-la como bem jurídico mais importante de uma democracia (acima da vida, da dignidade da pessoa humana e etc.). Ou melhor: nem de uma democracia seria, pois irrestrito significa prevalência de poder em relação a outro, e isso tende a uma tirania – em oposição a uma democracia. Defender liberdade de expressão irrestrita achando ser algo democrático ou republicano é ingenuidade!

    Por fim, não creio que nossa sociedade perdeu tanto tempo no século passado discutindo sobre nossa moral interior que desmereça esse instituto. Todos sabem que o sentimento pode afetar – e muito – à vida de qualquer ser humano. O bullying, por exemplo, pode acontecer somente no campo da ofensa moral (sem violência física nenhuma), e muita às vezes acaba ceifando vidas, seja da vítima da implicância, seja da vida de terceiros. Não podemos viver numa idéia de que tudo pode ser reparado posteriormente, ou que os sentimentos podem ser superados com mera intelectualidade – o que é uma grande mentira! Achar que é bobeira combater pessoas intolerantes é o mesmo que, de certa forma, corroborar com suas práticas, mesmo que não concorde com a finalidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lua, traidor da causa gay!

      hahahaha

      Excluir
    2. Não sou mais ativista gay, até fechei meu blog sobre isso. Sou apenas um formador de opinião.

      Excluir
  17. Como sempre Luan muito bom^^
    Não posso acrescentar mais nada do que concordar contigo.

    ResponderExcluir
  18. “... Não acredito que o Malafaia seja homofóbico, ele é apenas um intolerante preconceituoso religioso, ele nunca pregou ódio ou violência contra os gays... ”.

    “...Eu sei que o Malafaia muitas vezes amola a faca desses homofóbicos quando prega contra os homossexuais, mas isso é mais culpa dos homofóbicos mente fraca do que dele mesmo... “.
    Entrou em contradição!?


    Sou heterossexual, mais venho dizer meu ponto de vista quanto a esse assunto, se o Malafaia prega o que a religião dele manda, logo ele é sim preconceituoso, se ele não fosse não pregaria contra os gays e sim contra suas más atitudes comuns, antes de os gays serem gays, são gente como eu e você.
    Alias, se os religiosos respeitassem as pessoas, não usaria a bíblia para justificar suas atrocidades contra a vida humana, muito ao contrario, repudiariam o tal livro sagrado... Teriam fé em deus e não teriam religião. A bondade, respeito, humildade... Não é religião que ensina isso, faz parte do caráter de cada um de nós.

    Religiosos são hipócritas, preconceituosos, burros, imbecis e intolerantes. Eles dançam conforme a música. Se um dia os religiosos veem que os gays vão dar um bom lucro R$ a eles, logo apoiaram o movimento gay.

    Somos seres humanos mais o que esta faltando muito nas pessoas é se humano, onde está o respeito pela liberdade de expressão e ao nosso livre árbitro de cidadão? Por tanto, se os religiosos respeitassem a crença dos outros ou a falda dela, agente se que precisaria está falando sobre isso aqui!

    Ass.: Pensador Racional.

    ResponderExcluir
  19. “... Não acredito que o Malafaia seja homofóbico, ele é apenas um intolerante preconceituoso religioso, ele nunca pregou ódio ou violência contra os gays... ”.

    “...Eu sei que o Malafaia muitas vezes amola a faca desses homofóbicos quando prega contra os homossexuais, mas isso é mais culpa dos homofóbicos mente fraca do que dele mesmo... “.
    Entrou em contradição!?


    Sou heterossexual, mais venho dizer meu ponto de vista quanto a esse assunto, se o Malafaia prega o que a religião dele manda, logo ele é sim preconceituoso, se ele não fosse não pregaria contra os gays e sim contra suas más atitudes comuns, antes de os gays serem gays, são gente como eu e você.
    Alias, se os religiosos respeitassem as pessoas, não usaria a bíblia para justificar suas atrocidades contra a vida humana, muito ao contrario, repudiariam o tal livro sagrado... Teriam fé em deus e não teriam religião. A bondade, respeito, humildade... Não é religião que ensina isso, faz parte do caráter de cada um de nós.

    Religiosos são hipócritas, preconceituosos, burros, imbecis e intolerantes. Eles dançam conforme a música. Se um dia os religiosos veem que os gays vão dar um bom lucro R$ a eles, logo apoiaram o movimento gay.

    Somos seres humanos mais o que esta faltando muito nas pessoas é se humano, onde está o respeito pela liberdade de expressão e ao nosso livre árbitro de cidadão? Por tanto, se os religiosos respeitassem a crença dos outros ou a falda dela, agente se que precisaria está falando sobre isso aqui!

    Ass.: Pensador Racional.

    ResponderExcluir
  20. Daqui a pouco teremos religiosos lutando pelo direito de apedrejar pessoas . Da mesma maneira que os religiosos estão lutando pelo direito de "apedrejar" os homossexuais hoje. Tudo porque seus livros dizem que deve ser assim. E não devemos esquecer que foi graças ao secularismo que hoje não estamos sob uma teocracia onde hereges estariam sendo queimados em praça pública. E o secularismo tem que destruir este ódio religioso contra os homossexuais e dizer que aqui todos tem direitos iguais e ninguém tem o direito de humilhar quem quer que seja por o que quer que seja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais também não podemos chegar ao ridículo que uma piada de gay ser motivo de processo porque senão o que diria os gaúchos os portugueses. Mais agora uma pessoa escrever um livro dizendo que homossexuais é uma ameaça para humanidade para a família e etc já é outra coisa totalmente diferente que não pode se aceitar de jeito nenhum dentro de uma humanidade que aspira por paz.

      Excluir
  21. Eu sou o tipo do cara que procuro como diz a BIBLIA examinar tudo e reter o que é bom. Quanto ao texto do Luan achei coisas boas. Meu desejo sincero é que Deus o abençoe, pois quem não quer ser feliz? Sendo assim a glória é de Deus por abençoar.

    "Porque quem não é contra nós, é por nós." Marcos 9:40

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou meu cavalinho possuido

      Ass: Exú

      Excluir
    2. Não seria Ass: Pomba Gira?

      Excluir
    3. Não,você é o tipo do cara que examina e bíblia e retem tudo o que TE INTERESSA. E esse seu tom condescendente com o Luan agora não engana ninguém.

      Excluir
    4. Não, apenas um lampejo de esperança me dominou, de que uma alma valoisa possa ser salva.

      Excluir
    5. Não, apenas um lampejo de esperança me dominou. O de que uma alma valiosa poderia ser salva.

      Excluir
    6. Vai sonhando, Filho de Abraão. Não estou defendendo o Malafaia nem os pensamentos retógrados dele, e nunca vou.

      Excluir
    7. Agora só falta o Luan deixar de ser gay...

      Excluir
    8. Eu sou o tipo do cara que procuro como diz a BIBLIA examinar tudo e reter o que é bom.

      Filho de Abraão, Faça o favor e examine a parte boa disso:

      Isaias 13:15-18 “Todo o que for achado será traspassado e, todo o que for apanhado, cairá à espada.
      E suas crianças serão despedaçadas perante os seus olhos; as suas casas serão saqueadas, e a mulher de cada um, violada.
      Eis que eu despertarei contra eles os medos, que não farão caso da prata, nem tampouco desejarão ouro.
      E os seus arcos despedaçarão os jovens, e não se compadecerão do fruto do ventre; o seu olho não poupará os filhos.”

      Excluir
    9. http://jeovanaoeopai.blogspot.com.br/

      Excluir
    10. "Agora só falta o Luan deixar de ser gay..."

      - Nuuuuuuunquinha!

      Excluir
    11. Luan, já tem a data marcada para vc se Ex-Gay?

      Excluir
    12. Gabriel, na boa, vai te ferrar, seu troll. --'

      Excluir
    13. Eitá Luan, eu não sou troll e por isto assino o meu nome :), mas venha cá. Já assistir esta novela de ficar contra o movimento gay sendo ex-gay e depois ex-ex-gay e ex-ex-ex-gay... até completar um Zilhão de vezes exs.

      É não me xinga, pois apensar de não te conhecer pessoalmente, sempre apoiava as suas respostas as crentalhas e acredito que isto seja uma fase malvada em que vc esteja passando. :)

      Excluir
    14. Cara, presta atenção no que estou falando. EU NÃO QUERO ME TORNAR UM EX-GAY! Isso nem passou pela minha cabeça ao escrever meu comentário! Nem estou contra o movimento gay, só acho irracional aceitar qualquer bobagem que eles fazem.

      Excluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ficar montado na tuas costas até você morrer o nome de jesus não tem poder tuas sessões de orações e exorcismos me faz rir e me diverte muito.

      Ass:Exú o Terrível

      Excluir
  23. Acho exagero tirar o livro do catálogo da Avon. Compra quem quer comprar. Eu tenho certeza que Malafaia ao pregar contra os gays não sabe o quanto sofrimento faz aos gays. Seria ótimo que cada um cuidasse de sua vida. Quanto ao Júlio Severíssimo, bem, aí já é um casa para psiquiatria. Não a intolerância.

    ResponderExcluir
  24. Ser nordestino e negro não é condenado na Bíblia e não é pecado. A nossa luta é para que essa pratica pecaminosa não seja tida como normal pela sociedade uma vez que leva as pessoas para o inferno já aqui na terra como aconteceu em Sodoma e Gomorra.(3)

    ResponderExcluir
  25. Sem a
    Religião, você pode esperar que
    pessoas boas façam coisas boas,
    e pessoas más façam coisas más;
    para que pessoas boas façam
    coisas más, é preciso RELIGIÃO.
    Bertrand Russell

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AnônimoApr 22, 2012 09:43 AM

      Na verdade essa frase é do Steven Weinberg nobel da física de 1979 e não do Russell.

      Excluir
    2. Da na mesma o importante é que alguém disse eu não costumo copiar e colar e não tenho uma memória excepcional. Boa tarde passar bem obrigado pela correção.

      Excluir
  26. Quem faz a pratica do homossexualismo é os gays, então ele odeia os gays, e ainda tem gay que quer se juntar a Merda da religião.

    ResponderExcluir
  27. O autor esquece que não se trata apenas de "deixa esse louco falar sozinho", não estamos falando de uma daquelas figuras exóticas que a gente encontra nas praças e cruzamentos que falam coisas sem sentido o dia inteiro sem parar.

    Malafaia é uma pessoa pública e (infelizmente) um formador de opiniões. Tem milhões de pessoas que seguem piamente o que ele diz que é certo ou errado, como se fosse ele o deus da religião que seguem, e se ele diz que é certo segregar e tratar homossexuais como inferiores e uma ameaça à preservação da espécie humana, pode apostar que estas pessoas vão passar a agir e pensar assim. O sujeito é uma ameaça, simples assim.

    ResponderExcluir
  28. Interessante que parece que eles se dirigem diretamente sobre o homossexualismo masculino . Parece se fosse homossexualismo feminino eles nem se importariam.

    Acredito mesmo que eles são homofóbicos.

    ResponderExcluir
  29. Malafaia influencia as pessoas ao ódio aos gays se todo mundo ouvisse as besteiras que ele diz e tivesse o Filtro(separar o bom do ruim) não teria problema, mas acomtece que não é assim, Malacaia é visto como senhor absoluto da verdade e as pessoas não tem senso-critico ao ouvilo.

    ResponderExcluir
  30. Luan, concordo com você em diversos pontos, mas discordo totalmente em outros.
    Por exemplo, eu não entendo como você pode achar que um sujeito que prega contra os homossexuais terem direitos que não interferem em nada a vida dele, como o casamento, não é homofóbico. Por que diabos ele é contra o casamento gay? O que isso interfere na vida dele? E ele vem com bizarrices como "preservação da espécie", "Deus fez macho e fêmea" e outras loucuras bíblicas em outdoors. Isso não seria pregar contra os gays?
    Além de que, como foi dito mais acima, aqueles que o seguem não têm discernimento para saber entender certas mensagens. Se ele disser "homossexualismo não é legal", a grande maioria de seus seguidores descerebrados vai entender "espanquem os gays".
    Pode até ser que ele não seja homofóbico de verdade e só se faça porque o discurso homofóbico agrada o povão crente. Aí ele usa esse discurso para ganhar aprovação da crentalhada. Mas isso não muda o fato dele estar fazendo discursos contra gente que não fez nada para ele. Se os ativistas gays agora não saem do pé dele, é porque ele começou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Israel, entendo sua posição. Mas o Malafaia é contra o casamento gay por justamente por causa da fé dele, e não necessariamente porque odeia os gays. Pode ser um bode expiatório? Talvez, mas até agora ele não mostrou um ato sequer realmente homofóbico. Então não posso dizer que ele seja homofóbico.

      Se tem pessoas homofóbicas que ouvem ele e interpretam de forma errônea o que ele diz e usa como justificativa para seus crimes, o problema está neles e não no Malafaia.

      Excluir
    2. Sinceramente Luan, estou em dúvidas sobre a sua sanidade mental.

      Excluir
    3. Estou bastante lúdido, obrigado. Se ter uma opinião contrária a sua é questão de falta de sanidade mental, o problema está em você e não em mim.

      Excluir
  31. O texto é bem interessante, as pessoas deveriam não se importar com que o Malafaia diz, quando eu assisto programas do nível do Malafaia, só me resta rir e perceber que a única espécie animal da natureza que não consegue conviver normalmente com o próximo somos nós os humanos (pessimista? Não eu diria realista), o problema está em querer achar que tudo é ofensa, nos meus tempos de nove aos treze anos (ainda hoje na verdade) falar mal e colocar apelidos nós colegas de classe era tão comum e ninguém chama isso de bullying, eu não vi ninguém morrer por causa de um apelido e mesmo assim com xingamentos e apelidos nós fazíamos amizades poderiam durar uma vida inteira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *que poderiam durar uma vida inteira.

      Excluir
    2. Verdade Shiroyasha. Na minha época também não existia o infame bullying, apelidos eram comuns, e amigos de verdade não eram aqueles que se irritavam com uma ofensa ou apelido, mas aqueles que retribuíam as ofensas à altura.

      E caso problemas surgissem resolvíamos com os punhos, nada dessa viadagem de entrar com um processo para resolver os problemas, na minha época éramos nós que nos defendíamos e resolvíamos nossos problemas. Essa atual geração está muito fraca, psicologicamente falando.

      Excluir
    3. Agradeça aos psicopedagogos.

      Excluir
    4. Imagina agora uma psicopedagoga discipula de Macedo como a Lagartixa Salamandra Gouveia?

      Excluir
  32. O casamento civil de gays, foi aprovado a muito tempo, quantos heteros morreram por serem heteros? de lá pra ca?

    Porque deus não taco fogo no brasil por aprovar a união civil de gays?

    ResponderExcluir
  33. Nossa, acabo de acordar e vejo minha foto e um post com meu nome. Nunca pensei que um comentário meu um dia iria virar algo desse tamanho, estou espantado aqui. O.O

    Mas vou complementar o que eu disse, porque algumas pessoas não entenderam meu ponto (ou insistem em não entenderam) ou interpretaram de forma errada. E essa postagem pode ficar um pouquinho longa, mas leiam, é importante.

    Pra quem não sabe, ou se esqueceu, eu sou homossexual e ateu. Por isso sou uma pessoa que lida diretamente com preconceito e burrice alheia.

    Agora vamos primeiro definir o que é homofobia.

    O termo homofobia foi criado para significar tão somente medo, aversão e ódio à pessoa homossexual. Com o passar do tempo passou a significar quaisquer atos de discriminação contra o homossexual ou contra a homossexualidade.

    O que o Malafaia faz é puro proselitismo religioso, ele faz o que a religião dele manda. Lembrando que o país existe livre liberdade de crença, e a crença que o Malafaia é que homossexualidade é pecado. Eu nunca vi o Malafaia, em suas pregações, dizer que homossexuais devem apanhar, devem morrer e outras manifestações de ódio, mas ele sempre diz que homossexualidade é pecado, que deus condena, e que devem se arrepender e toda aquele falácia cristã. Eu sei que a ideia de mandar pessoas pro inferno pode parecer odiosa para muita gente, e isso inclui a mim, mas é a fé dele e não é a minha. Por que eu vou me incomodar com uma crença da qual não compartilho?

    Quando ele disse que se deve "baixar o porrete" e "entrar de pau" nos gays, qualquer pessoa que tenha um pingo de racionalidade e queira usá-la vai perceber que ele não disse isso de forma literal e sim figurativa. Alguns aí dizem que o que ele diz "amola a faca" dos homofóbicos (e isso muitas vezes é verdade), mas estão agindo igualmente a esses homofóbicos, distorcendo os fatos e as ideias para parecer o que mais lhes convém. O problema real está nessas pessoas de mente perturbada, reais homofóbicos, que encontram qualquer justificativa para sua doença e crime, e não no Malafaia em si, entenderam? A culpa é de quem ouve determinada coisa, a distorce e interpreta de forma totalmente equivocada e errônea e usa isso para atingir as outras pessoas.

    Quando eu usei a expressão "intolerante", eu quis dizer que ele é intransigente. Ele é rígido, austero e severo com a suas convicções religiosas e não abre mão delas. Intolerante nem sempre quer dizer uma pessoa que odeia ou tem aversão a determinada coisa.

    Então não me venham dizer que ele faz pregações de ódio porque é mentira. Se posicionar contra uma coisa nem sempre é expressão de ódio, e sim de expressar a opinião dele sobre o assunto, apesar dessa ser uma opinião baseada em preconceitos.

    Eu não estou querendo defender o Malafaia e a sua burrice lendária, o que estou querendo que vocês entendam é que ele tem o direito de expressar a opinião dele sobre homossexualidade, e nós temos o direito de contra-argumentar se quisermos ou de protestar se quisermos ou seja o que for. Mas ninguém tem o direito de tolhir a liberdade de expressão de ninguém só porque "fere seus sentimentos".

    (continua)

    ResponderExcluir
  34. Minha posição é o seguinte e a expressão que vou usar pode incomodar muita gente, mas é o que eu penso: MORDAÇA não combate preconceito!

    O que estou tentando fazer aqui é promover a razão. Disse e eu repito, eu defendo a liberdade de expressão irrestrita. As pessoas devem dizer sim o que pensam, até as coisas mais abomináveis que se possa imaginar. Nós não deveriamos proibir opiniões ditas homofóbicas, racistas, misógenas, anti-semitas, ou o que quer que seja, e sim usar a razão e contra-argumentar essas opiniões e tentar desmovê-las. É isso que uma pessoa dita racional faria.

    Mas vou colocar uma ressalva aqui. Liberdade de expressão é uma coisa, homofobia pura e insitação ao ódio é outra bem diferente.

    Pra quem insiste em não querer entender, vou usar como exemplo esses dois discursos hipotéticos abaixo.

    Discurso 1: O homossexualismo deve ser proibido, visto que é anti-natural e contra a moral e os bons costumes. Como qualquer doença, deve ser tratada em boas clínicas especializadas. Nossos filhos devem ser educados a não ter relações com essas pessoas ou serão vítimas de doença, ou ainda pior, podem elas se tornarem homossexuais.

    Discurso 2: O homossexualismo é impuro, uma ofensa aos olhos de Deus. Os homossexuais devem MORRER! É de tamanha vileza essas abominações que sequer deveriam se discutidas.

    Na minha opinião, o primeiro discurso poderia sim ser publicado e exibido na mídia, e ser discutido e criticado. Pode ser uma opinião extremamente preconceituosa, retógrada, burra, mas é uma opinião que tenta argumentar, ainda que esses argumentos sejam falhos. Por que eu deveria ficar ofendido com isso? Quem deveria ficar ofendida consigo mesmo e sentir vergonha é essa pessoa que em pleno século XXI ainda possui pensamentos tão reacionários.

    Se ofender com idiotices de idiotas só te torna ainda mais idiota. Se você fica ofendido com algo assim, o problema está todo em você. Pessoas idiotas sempre vão existir.

    Mas o segundo discurso é pura insitação de ódio, não tem nenhum argumento, a única coisa que essa pessoa disse foi "eu odeio homossexuais e eles devem morrer". Isso sim deveria ter implicações legais.

    (continua)

    ResponderExcluir
  35. O problema é que muitas pessoas confundem e acham que qualquer coisa falada contra a homossexualidade é movida por homofobia e ódio, e isso não é verdade. Isso é posição de uma pessoa que acha que ninguém pode lhes insultar ou dizer qualquer coisa contra você, pois é difamação, calúnia e injúria. Pra mim, isso é frescura de quem deseja controlar o pensamento dos outros.

    Outra ressalva que quero fazer é que, liberdade de expressão é uma coisa, discriminação é outra. Por exemplo, uma pessoa dizer que não gosta de homossexuais é uma coisa, pagar um funcionário a menos porque é homossexual ou impedir manifestações de carinhos (falo beijo e abraços) de pessoas do mesmo sexo onde é permitido entre um homem e uma mulher ou qualquer ato que possa tolhir a liberdade de outro por questões de orientação sexual, isso sim é discriminação e deve ser previsto em lei.

    Esse vitimismo exagerado me irrita. As pessoas nem sabem direito o que é discriminação e ficam de choradeira porque alguém te chamou de viado filho da p* e te mandou tomar no c*, parecem até que estão querendo serem discriminadas. Rebata, nem que seja pra xingá-lo e mandá-lo tomar naquele lugar também!

    Outra coisa é o bullying. Qualquer coisa hoje em dia vira motivo de bullying, parece que virou moda, mas quase ninguém sabe o que isso significa realmente. Bullying são atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos causando dor e angústia em quem é incapaz de se defender, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder. É um tipo de violência que causa graves consequências e pode até destruir a sua vida, e não é te criticar ou falar mal de você.

    Por isso eu peço, se você for homossexual e alguém vier com uma opinião homofóbica, não se ofenda. Rebata, contra-argumente, use a sua razão. Não vá ao tribunal e fazer um alvoroço porque alguém feriu seus sentimentos, porque, além de sair com uma mão na frente e outra atrás, o juíz vai rir da sua cara. Estará sendo tão ou mais idiota que seu ofensor.

    Mas eu respeito a opinião de quem acha que pode haver liberdade de expressão desde que não fira o seu orgulho.

    E por favor, assistam esses videos do Daniel Fraga, um vloguer ateu, que eu achei bem pertinente para o debate:

    http://www.youtube.com/watch?v=MKz07_aZYlY

    http://www.youtube.com/watch?v=dcTjEbnV_XA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz sentido o que você esta dizendo me preocupa esta sociedade que esta se vitimizando por tudo até por coisas banais. Do tipo assoviar para uma mulher

      Excluir
  36. Continua sem nexo.

    Repito: como um sujeito que espalha que tem que descer o pau em homossexuais, que homossexuais são uma ameaça à continuidade da espécie humana e escreve um livro em que defende que os homossexuais são obscuros e pretendem dominar o mundo, não está pregando o ódio contra eles?

    Se fosse um qualquer, um ninguém, eu concordaria que é pra deixar falando sozinho e não dar atenção, mas é um formador de opinião, uma figura a quem uma boa parte da população dá ouvidos seriamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu pai é um leitor deste super palhaço e só hoje fui entender da onde tinha vindo as ideias malucas dele de que a mulher deve tomar cuidado quando diz que fulano é seu amigo, sendo este gay, pois o gay quer ser mulher e por conta disso a ultima coisa que ele irá querer é ser amigo de um ser que, digamos, está ocupando um lugar que deveria ser o dele. Ele diz que gays são pessoas sem caráter e que não se deve confiar em seres assim, só por que está escrito na bíblia.

      Pode até ocorrer casos de gays sem caráter ou gays que tem inveja de mulheres, assim como podem haver heterossexuais que também não valem nada, mas meu pai e com certeza muitos outros evangélicos que leiam este cara aplicam isso ao HOMOSSEXUAL, como se fosse uma característica de uma determinada espécie ou sei lá o que.

      Agora este rapaz vem com este discurso aí.

      Acho que ele deve viver em um mundo de algodão doce ao algo assim.

      Excluir
    2. Com todo o respeito, seu pai é um ignorante preconceituoso, eu diria até que burro. Já ele ser homofóbico, não tenho certeza.

      São coisas distintas.

      Excluir
    3. Concordo com o Monstro Nerd.[2]

      Excluir
    4. Monstro Nerd, acho que você não entendeu, ou finge que não entendeu.

      Não quero defender o Malafaia de forma alguma, mas aonde que ele diz queos gays "são uma ameaça à continuidade da espécie humana" e escreveu um livro em que defende "que os homossexuais são obscuros e pretendem dominar o mundo"? Nunca li um livro dele, mas se for verdade isso, ele é no mínimo um delirante. E nas pregações dele, nunca vi ele dizer isso. Quanto ao episódio de "descer o pau", você sabe muito bem que ele usou uma metáfora. Se alguém interpretou que se deve espancar os gays, o problema está nessa pessoa que entendeu erroneamente o que ele disse. Então não posso dizer que ele é homofóbico, muito menos prega o ódio contra os gays.

      Há uma grande diferença entre um idiota que fala idiotices e um idiota que bate na cara dos outros com uma lâmpada florescente por ser gay. É esse o ponto. Homofobia é uma patologia, e não simplesmente se posicionar contra.

      Vou repetir: Malafaia é um preconceituoso, ignorante e retógrado. Mas não posso ainda chamá-lo de homofóbico.

      Excluir
    5. Luan:

      >>"Há uma grande diferença entre um idiota que fala idiotices e um idiota que bate na cara dos outros com uma lâmpada florescente por ser gay."

      -O problema é que esse primeiro idiota pode inspirar ou transformar os demais idiotas no segundo idiota, apresentado por você. O Monstro Nerd quis dizer que, tal idiota não excreta suas asneiras para as paredes, mas sim para milhões de pessoas, ou seja, ele pode influenciá-las, e sabemos muito bem como essas marionetes reagem. Esse é o ponto.

      Excluir
    6. Tá, mas quantos exemplos de crimes homofóbicos aconteceram por causa do discurso do Malafaia?

      Excluir
    7. Luan:

      -De fato não sei se crimes foram causados indiretamente pelo Silas, fiz apenas uma suposição baseada no fato de que a Tv pode moldar o comportamento de alguém, e que neste caso possa afetar as pessoas de forma negativa. Foi apenas uma suposição, não possuo dados que corroboram com tal suposição.

      Excluir
    8. Então, não temos certeza que tais crimes sejam motivados pelo discurso do Malafaia ou de quem quer que seja. Homofóbicos nem sempre precisam de uma motivação para cometer seus crimes, basta eles sentirem ódio.

      Então não posso ainda ter a certeza que o Malafaia seja um homofóbico. No melhor das hipóteses, continua sendo um ignorante preconceituoso.

      Excluir
    9. Concordo com o Monstro Nerd.[3]

      Excluir
  37. Por mais toscos e sem sentidos que sejam seus discursos, eles se tornam o discurso de centenas de milhares ou alguns de milhões de pessoas, simplesmente por ele estar onde está e ter a projeção que tem.

    ResponderExcluir
  38. Monstro Nerd, vou tentar te explicar o que o Luan quis dizer (se o Luan permite): O que o Silas Malafaia diz está de acordo com sua religião, e ele tem o direito de dizer as idiotices que ele quiser. Quando ele diz "baixar o porrete" ou "descer o pau", ele está sendo metafórico, o que qualquer pessoa inteligente, e entre elas incluo você, poderia perceber. Se alguém encontra nestas expressões motivos para agredir fisicamente os gays, a culpa é deste demente, que não sabe discernir informações, e não do Silas. Se o Silas está influenciando os homofóbicos, está influenciando indiretamente. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  39. Ok, muito bonito. Mas agora vamos por isso em prática em um mundo onde a espécie dominante é a mais selvagem possível.

    Liberdade de expressão em um mundo que rejeita tudo que é diferente.
    Liberdade de expressão em um mundo teme aquilo que é diferente.
    Liberdade de expressão em um mundo que odeia tudo aquilo que teme.
    Liberdade de expressão em um mundo que quer eliminar tudo aquilo que a ele represente algum perigo.

    Não podemos nos esquecer do mundo em que vivemos e como as coisas ainda funcionam por aqui. Em tempo mais antigos as pessoas não viam problema algum em assassinar alguém só por que um outro alguém acusou este alguém de alguma coisa que no tempo eles consideravam como punível com a morte.

    Vivemos em um mundo PRIMITIVO que contem pessoas com pensamentos primitivos, PRECONCEITUOSOS e odeia tudo que não entende, que não para ele represente uma ameaça e que seja deferente.

    Vivemos em um MUNDO CRISTÃO, as pessoas acreditam veemente na história e a seguem com devoção. Quando eu digo que por ser cristão não posso "concordar com atitudes" que entram em conflitos com os dizeres da minha religião, não há problema.

    Quando eu digo que eu não aceito PARA MIM este ou aquele tipo de atitude, no caso a homossexualidade, também não há problema. Esta é sua opinião!

    Agora quando eu digo para um mundo cristão que uma coisa está completamente errada, indo contra os princípios bíblicos e que os indivíduos praticantes desta determinada heresia pretendem acabar com as famílias e dominar o mundo, bom, aí sim temos um problema. Não sei quem é este rapaz ou o motivo pelo qual a opinião dele veio parar aqui, mas os argumentos dele se aplicam a uma certa situação que nem de longo se assemelha a que nós temos vivido.

    Isso é perfeitamente claro! Não se trata de uma simples opinião!

    Uma coisa é eu dizer que eu não gosto do Paulo, dono de um blog ateu (Paulopes.com.br), pelo motivo de que ele fica a difamar o meio cristão e eu não acho isso uma atitude correta, mesmo que todos os fatos expostos em seu blog sejam a mais pura verdade a respeito de minha religião.

    Outra coisa é eu dizer que além do Paulo estar possuído pelo capeta e completamente errado em sua atitudes, devemos dar um jeito de encerrar seu blog e pô-lo na cadeia sem direito algum, pois seu abjetivo não é simplesmente expor aquelo que vê, mas destruir a sociedade, destruir as famílias pregando mentiras que causam discórdias dentro das mesmas e que, como se não fosse o bastante, ainda quer dominar o mundo para erguer seu império de maldade.

    Bom está aqui minha opinião!

    ResponderExcluir
  40. Mais uma coisa.
    "Malafaia é intolerante, mas não prega ódio contra gays, afirma leitor"

    lendo o título da postagem acho que quase dá para ouvir o Paulo dando risadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não rio de coisas sérias, meu caro. No mais, só para deixar claro meu ponto de vista, discordo do Luan quando ele diz que Malafaia não é homofóbico, mas concordo quando defende a irrestrita liberdade de expressão, exceto nos casos em que há claramente um objetivo de incitação à violência. Também concordo quando afirma que mordaça não acaba com preconceito. Não acaba mesmo e abre o perigoso precedente da censura.

      Excluir
    2. Também concordo, só não vejo onde isso se encaixa na situação atual das coisas!

      Excluir
    3. Mas não se encaixa! É como eu acho que deveria ser.

      Excluir
  41. Se alguém escrever um livro falando que ser negro é errado, seria um livro racista. Então se alguém escreve um livro falando que ser gay é errado, será um livro homofóbico.

    Então se tanto racismo por cor e homofobia são crimes. Ambos os livros deveriam ser proibidos de ser publicados?

    ResponderExcluir
  42. "Deviam descer o pau na judeuzada"
    "Sentem o porrete nesses negros"
    "Pretos fornicando com brancos é uma ameaça para a espécie humana"
    "Deviam surrar as vadias de útero furado"

    Se essas frases não são exemplos de incitação ao ódio contra minorias, então o que seriam? O que é incitar o ódio?
    Quando são minorias cujo o consenso geral já integra as suas proteções, a identificação do discurso de ódio fica evidente de forma automaticamente. Observemos abaixo:
    "Te desso a chibata, criolo fedido", parece sensivelmente racista... "Te dou um cacete, baitola" é o que? Uma mera piada?
    Talvez Magno Malta e companheiros estejam certíssimos quando afirmam: Não existe homofobia no Brasil.
    Certos estão, pelo simples fato de não haver consentimento de que homofobia não é só ofensa direta, não é só agressão física. Enquanto no imaginário da maioria dos brasileiros homofobia for, tão somente, identificada como violência direta, é como se ela não existisse, não tivesse toda sua substancia qualitativa.
    Homofobia, racismo, misoginia não são meros atos de agressão. São o cultivo e constante atualização das representações simbólicas que validam tais atos, justificando-os no imaginário daqueles que os praticam.

    Malafaia faz discurso de ódio sim. Combater seu discurso não é meramente uma defesa dos LGBT para com as minorias por esta organização representadas. Tal combate é uma trava necessária para este mesmo discurso não expandir em poder e influência. Não gerar um perigoso consenso que, a despeito das leis da federação, destituem humanos de seus direitos à dignidade.
    Não estamos falando do pastorzinho da esquina, S.M. é um líder cujas identidades mesclam diversas representações de qualidades fascistas e ocupam um espaço significativo em diversos nichos culturais da sociedade brasileira contemporânea. Também é importante considerar Sila Malafaia não como um "ponto", mas como uma teia de influências sociais e validações simbólicas. Validações estas, utilizadas por um numero assustador de seguidores que sentem-se orgulhosos de pregar a misoginia, a homofobia e a submissão completa à figura do líder sagrado. Mas que orgulho, os pronunciamentos deste líder dão significado simbólico às práticas anti-minorias. Estas, nas mentes dos das comunidades que o seguem, deixam de ser puras práticas para se tornarem um dever. Quando Silas fala em "descer o cassete", não é apenas uma opinião que ele lança em rede nacional, é um comando claro para aqueles que o tem como um mediador enviado por Deus. O comando, traduzido para uma linguagem mais formal e palatável, é: "Você que 'sabe' que sou um servo de Deus, você que é um cristão de verdade, LGBTs são seus inimigos e devem ser combatidos".
    São figuras emblemáticas como a desse pastor que corroboram para a manutenção das ações opressivas vivenciadas não só por LGBTs, mas também vividas por membros de grupos socioculturais minoritários: como os praticantes de religiões afro-brasileiras, ateus, judeus, ciganos, laicistas etc. Portanto, a baila da discriminação de S.M. se volta, com mais enfase, contra os LGBT por mera consequência do momento histórico que estas minorias vivem em meio às politicas brasileiras atais, pois, em diversos momentos este pastor já deixou claro que é fóbico a diversas outras minorias, não restringindo sua aversão às de orientação sexual e de gênero. E tudo que ele faz, na ralidade imaginada por seus seguidores, é informar a real vontade de Deus.

    ResponderExcluir
  43. Entendi sua posição desde antes Luan. Ela funciona bem na teoria, mas na prática é ruim.

    Esse discurso violento é assimilado por pessoas de educação problemática, que, seguindo os conceitos do Malafaia, geram situações de intolerância que podem levar homossexuais ao suicídio ou sofrerem agressão. Como quebrar essa cadeia de eventos?

    Sim, quem perpetra essas agressões são pessoas influenciáveis que foram levadas a crer que a homosexualidade é uma coisa ruim. Como.quebrar essa influência ruim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usando a razão. Eu sei que uma sociedade racional é utópica, mas a melhor forma de desmover esses preconceitos é usando a razão, e não com mordaça.

      Excluir
    2. Para mim você continua tentando tapar o sol com peneira.

      Não se trata de por mordaça em ninguém, ou talvez, não somente isso.

      Por favor, vai me dizer que as coisas que ele diz são simplesmente opiniões as quais não influenciariam em nada em relação a violência e discriminação contra homossexuais?

      Uma coisa é não concordar, ou totalmente diferente é combater, que é exatamente o que ele e iguais a ele fazem e vêem incitando seus leitores, telespectadores e ouvintes a fazer o mesmo!

      Ele quer acabar com a homossexualidade como se fosse um tipo de praga e não simplesmente discordar!

      Seu argumento não se encaixa meu amigo, não se encaixa. E isso está longe de ser resolvido com uma simples conversa. Pelo menos não antes das coisas piorarem demais para poderem ser desfeitas.

      Excluir
    3. Quem simplesmente discorda de algo não cria outdoors para expressar sua discordância. Malafaia acha que homossexualismo deve ser combatido, e é o que ele faz.

      Excluir
    4. Israel, nós ateus também fazemos a mesma coisa. Fazemos outdoors se posicionando contra as religiões e criticando-as. Isso para você seria liberdade de expressão ou simplesmente birra infantil (e isso vale pros dois lados)?

      Excluir
  44. Luan Cunha. Vejo uma luz em voce.(comentários sem palavrões)Oh! Mas os ataques que o Silas Malafaia recebe não são de homossexuais como voce, estes são apenas influenciados por ativistas gays poderosos que são por sua vez influenciados diretamente por Satanás.

    Quem sabe voce passará de Saulo de Tarso para Paulo de Tarso.

    "E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu.
    E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?
    E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.
    E ele, tremendo e atônito, disse: Senhor, que queres que eu faça? E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer.
    E os homens, que iam com ele, pararam espantados, ouvindo a voz, mas não vendo ninguém.
    E Saulo levantou-se da terra, e, abrindo os olhos, não via a ninguém. E, guiando-o pela mão, o conduziram a Damasco.
    E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu.
    Atos 9:3-9


    "E Deus pelas mãos de Paulo fazia maravilhas extraordinárias." Atos 19:11

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem vem que não tem, Filho de Abraão.

      Excluir
    2. Valeu Luan. A esperança não morre.

      Excluir
    3. Cara, pense o que quiser, mas acho inútil alimentar falsas esperanças. Não se engane, estou anos luz de ser igual a você ou o Malafaia (vixi!).

      Excluir
    4. Já era Lua Cunha, a força está com você segundo o Jedi ai encima! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

      rir muito!

      Excluir
    5. Você é um troll, não é? --'

      Excluir
    6. E verdade. Mas para Deus não há impossíveis.

      Excluir
    7. Filho de Abraão, Deus pode voltar no tempo e impedir que Adão e Eva comam o fruto. Deus pode refazer a história, mas não refaz porque não quer.

      Excluir
    8. A única coisa impossível pro deus cristão é existir.

      Excluir
  45. Dizer que todos tem liberdade de expressão só por causa de um livro é errado, porque se esse livro vai pregar o racismo e entre outras coisas como é que fica?

    Ai usam uma bíblia pra justificar o preconceito contra ateus(incrédulos) e outras religiões, por não compactuarem coma bíblia.

    E isso não é liberdade de expressão.

    ResponderExcluir
  46. “BÍBLIA SAGRADA” O PERIGO EMINENTE!
    Sou ateu e heterossexual e telho uma opinião sobre religião:
    Já que neste país existe liberdade de crença e os religiosos fazem praticamente o que querem baseados na bíblia cristã, sem que seus crimes sejam necessariamente crime previsto na lei, uma vez que tudo que um religioso faz teoricamente é a religião que manda, nossa sociedade está em constante perigo. Sabe por quê?

    Posso ate está enganado, mas vejam este exemplo:
    Se um grupo de pessoas funda uma seita religiosa ou uma nova religião baseada nos princípios bíblicos, com novas “regras e orientações” aos seus fieis seguidores, logo quem não crer naqueles princípios desta nova seita, será considerado ateu e quem não seguir os tais princípios será considerado pecador.

    Baseado nestes princípios, os membros desta seita poderá cometer novamente as maiores atrocidades contra o ser humano... Como matar, por exemplo, qualquer cidadão somente baseado nas passagens bíblicas. Sim, pois, caso sofram interferências, será considerada perseguição religiosa!
    É logico que isso e só uma apótese, mesmo porque estamos no século 21... Mas nunca podemos baixa a guarda si não... As ovelhas alienadas transformaram este nosso Brasil em um seleiro.

    Ass.: Pensador Racional.

    ResponderExcluir
  47. Maniacos que deturpam tudo e não sabem interpretar nada existem. E fácil, estes sejam julgados segundo os seus crimes previstos em lei.

    Se fizerem o bem não serão julgados. Mas se fizerem o bem e mesmo assim forem julgados se alegrarão por sofrer por Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu cavalinho favorito o nome de jesus na tua boca não tem poder nenhum contra mim e estou montado na tua costa vai tentando vai.

      Ass:Exú aquele que esmagou a cabeça de jesus no mundo espiritual e reduziu ele a um lixo insignificante.

      Excluir
    2. Alguem ai pode traduzir essa sandice?

      Excluir
  48. Parabéns, Luan. Primeiro por contrariar a opinião do poderoso movimento gay e seus inocentes úteis e, segundo, por expressar o que pensa sem recorrer aos palavrões. Viu, como você consegue?

    ResponderExcluir
  49. http://g1.globo.com/brasil/noticia/2012/04/morre-ator-que-se-enforcou-por-acidente.html

    ResponderExcluir
  50. Homofobia = intolerância contra homossexuais. Se o fato de alguém mobilizar multidões para restringir politicamente direitos alheios não for considerado intolerância, não sei o que é. Certamente não é mera idiotice, como afirmou o autor do cometário. Há um grande abismo entre não gostar de homossexuais (quem é capaz de controlar os próprios gostos?) e dedicar-se quase integralmente a uma cruzada anti-gays.
    Concordo com o Luan num ponto: Malafaia é um idiota superestimado, suas opiniões ganham muito mais repercussão que merecem.

    ResponderExcluir
  51. Será que o problema aqui é puramente lingüístico? Pois parece que a palavra "homofobia" ganhou diferentes interpretações ao longo do tempo, e, o que pro Luan não é homofobia, para os outros pode ser, por uma livre questão de interpretação. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o problema deve ser linguístico mesmo.

      Homofobia é uma patologia que leva a manifestações violentas e odiosas contra os homossexuais, não é simplesmente preconceito contra homossexuais ou opiniões opostas à homossexualidade. Todos nós temos preconceitos, então somos doentes?

      Uma pessoa que diz que homossexuais são promiscuos, que são doentes, que faz piadinhas e toda aquela conversa que já estamos cansados de ouvir, ela não é considerada homofóbica, mas sim preconceituosa, ignorante e burra, em suma um idiota. Nós temos a razão e podemos rebater isso. Mas uma pessoa que espanca, maltrata, mata homossexuais, alguém que discrimina alguém por questões de orientação sexual é sim uma pessoa homofóbica, e pra isso deve haver implicações legais.

      Malafaia pode ser um intolerante por se posiciona contra a homossexualidade e os direitos civis dos gays, mas ele tenta argumentar, mesmo que seus argumentos sejam falhos, e o que nós deveriamos fazer é utilizar a nossa razão para rebatê-lo. Acho que essa é a melhor forma de lidar com preconceituosos, e não simplesmente colocando uma mordaça neles.

      Excluir
    2. Você está certo, não se acaba com preconceito através da censura ou interdito. Este termo "mordaça" inclusive, está muito "afinado" com o discurso do eminente e autoevidente homofóbico Malafaia. Quanto aos objetivos daquilo que ele chama "mordaça", veja bem, ele ataca de modo universal e irrestrito a Lei anti-homofobia, que visa não "acabar com o preconceito"; mas com a perseguição, segregação, discriminação e exclusão dos homossexuais dos caminhos sociais donde são alijados, - no caso óbvio das homossexualidades visíveis, esteticamente ou padronalmente rejeitadas de imediato, repuganantes ao senso estético comum-; o que finda por levá-los à prostituição, à marginalidade e até à delinquência. Você sabe o que é ser homossexual efeminado, com trejeitos, num meio social pobre, culturalmente desprovido de informação e conhecimento, e ser bolinado, estapeado, cuspido, escarrado, esbofeteado? Sabe o que é ser um menino pobre que desde a hora que acorda até a hora que vai dormir (se é que dorme!) ser chamado de "filho do capeta", "encosto de pomba-gira", "viadinho", "mulherzinha"; ser vaiado na favela, nos corredores-da-morte dos colégios públicos, nos banheiros; ser perseguido, ser xingado, ser apupado, vaiado e currado? Talvez literariamente sim, mas vivencialmente não. Eis aí a diferença. Compreendo suas ilações de universitário, de futuro diletante acadêmico, mas compreenda que sua problemática gay não passa nem perto do que É o que o povão vive e a homossexualidade carente deste país SOFRE como homofobia. SEI exatamente o momento que os gays que pensam em restringir os "excessos" de afirmação inclusiva estão atravessando; você já ouviu falar de homofobia internalizada? Ela se manifesta de muitos modos e maneiras, sugiro que dê uma leitura imparcial em todas elas. Quanto ao Malafaia, convenhamos, ele é mais do que homofóbico, sim. E fôssemos um país sério, esse seu diploma fajuto de psicólogo já teria sido cassado. Não por questões de gênero, ou homofobia ou teológicas. Por pura irracionalidade e anticientificidade de suas maquiavélicas posições.

      Excluir
    3. Concí Sales, eu sou homossexual, lido diretamente com o preconceito e estupidez alheia, eu sei muito bem o que é isso. Tudo que você descreveu são claramente manifestações homofóbicas.

      Concordo contigo.

      Excluir
  52. Parece que o pessoal daqui estão atribuindo todo e qualquer ataque homofóbico ao discurso do Malafaia, um pensamento equivocado. Como vocês sabem que este ou aquele ataque homofóbico foi motivado por algum discurso do Malafaia?

    Vajamos, se não for o Malafaia será outro. Mesmo se ele parar de pregar contra a homossexualidade, os homofóbicos vão encontrar em qualquer um ou em qualquer coisa alguma justificativa para seus atos. Homofóbicos sempre vão existir.

    Nem todo opinião contrária à homossexualidade é homofobia. Sempre vai ter gente que vai se posicionar contra. O que devemos é aprender a separar uma crítica ou um argumento preconceituoso, ignorante e retógrado com discriminação, insitações de ódio e homofobia, para aí sim rebatê-las usando a razão.

    Todos nós temos preconceitos, pessoal, lembrem-se disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Numa coisa eu tenho que te dar toda razão: "nem toda opinião contrária à homossexualidade é homofobia". Vejo que ultimamente o movimento LGBT nem sempre tem demonstrado esse entendimento, alguns taxam qualquer crítica como homofobia.
      Se Malafaia é homofóbico de fato ou não eu não sei (o discurso dele com certeza é), pra mim essa perseguição aos homossexuais que ele transformou num palco se trata de mais uma forma de conseguir a grana dos fiéis e conquistar apoio de setores que mais conservadores que não simpatizavam com o movimento neo-pentecostal (pronuncie o nome Silas Malafaia nas forças armadas hoje e veja se cai da mesma maneira que há 3 anos), até católicos mostram simpatia a ele depois disso.
      Longe de querer defender, mas o discurso do Malafaia vai muito além da homofobia.

      Excluir
    2. Proibir vocês de servir as forças armadas ou a polícia é preconceito?. Mulheres podem servir o exército e a polícia.

      Excluir
    3. Não, é discriminação, e isso tem lei. E quem disse que gays não podem servir?

      Excluir
    4. Eu que vi uma vez um casal homo que foi expulso do exército quando descobriram que eles eram gays.

      Excluir
    5. Então, isso é discriminação, estão tolhindo a liberdade deste casal, é crime. Deve-se recorrer.

      Excluir
    6. Não é crime não Luan. Seria se fosse com um religioso, mas com um homossexual não é. Se fosse, não havia necessidade do PLC 122.

      Aliás, o Código Penal Militar é bem claro quanto aos homossexuais:

      Pederastia ou outro ato de libidinagem
      Art. 235. Praticar, ou permitir o militar que com êle se pratique ato libidinoso, homossexual ou não, em lugar sujeito a administração militar:
      Pena - detenção, de seis meses a um ano.


      Cuidado para não cair no discurso dos apoiadores da homofobia...

      Excluir
  53. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  54. uando morei nos Estados Unidos, justamente para superar a crise de violência homofóbica que vitimou meu filho, durante oito longos anos não fiz outra coisa senão frequentar institutos de pesquisa, laboratórios de estudos de subjetividade de Universidades e departamentos de Igrejas que buscavam uma aproximação da questão chamada por eles de Teologia Inclusiva. Minha própria leitura da Bíblia mostrou-se obsoleta, embora as evidências dos originais neotestamentários estivessem sempre diante de mim; eu tive de reconhecer, após a demonstração irrefutável dos exegetas hodiernos, após a Revisão Livre das Versões Tradicionais de Jerônimo e dos Santos Padres; que todas as traduções e versões da Bíblia eram homofóbicas. Os termos atribuíveis a Paulo como referentes aos pecadores sexuais, neologismos inéditos para a teologia judaica e incipiente cristã da época; referiam-se a tipologias da cultura ROMANA e PAGÃ de matriz GREGA, não a comportamentos sexuais dos seres humanos universalmente compreendidos como tais. Em outras palavras, o que os textos aludiam eram aos abusadores, homens que se infiltravam no seio das assembléias cristãs, para seduzirem rapazinhos, mocinhas; algo que a sociedade de então definia como amantes de prostitutos masculinos, e é claro, aos que se ofereciam a esse tipo de abuso remunerado, os garotos de programa de então. O abuso, numa visão teológica clássica, É SEMPRE ODIOSO. Não importa se é hetero ou homossexual. O que consistia portanto na essência do chamado "clamantia coeli"(pecado que brada aos céus e pede a vingança de Deus) é O ATO DE VIOLAR A INTIMIDADE DA PESSOA HUMANA E DEPOIS JOGÁ-LA FORA, DESCARTÁ-LA(donde o termo ab+usare, deixar de usar); pois O SER HUMANO INDEPENDENTE DE SER HOMEM OU MULHER, HETEROSSEXUAL OU GAY, É IMAGEM DE DEUS. Uma teologia, uma interpretação da Biblia, que é proposital e intencionalmente veiculadora e disseminadora da idéia falsa que O HOMOSSEXUAL POR SI PRÓPRIO É UM ABUSADOR E UM VIOLADOR DA IMAGEM DE DEUS, UM ABOMINÁVEL; é e merece ser chamada pelo termo de homofóbica. Pois distorce a VERDADE do que é o pecado - supondo que ele exista para a consciência que nele crê - reduzindo-o ao afeto, ao sentimento natural, espontâneo que brota da pessoa homossexual pelo mesmo sexo E QUE NÃO É ABSOLUTAMENTE NEM PODE SER EVIDENTEMENTE, CONSIDERADO PECADO. As Igrejas clássicas ou históricas SABEM disso, os pastores mais estudiosos SABEM também; e o senhor Malafaia, também sabedor e violando os fatos escriturísticos sob o apego invencível ao erro histórico do passado; É EMINENTEMENTE (E MERECE SER DENOMINADO) HOMOFÓBICO. Sob nenhum pretexto, nem da liberdade religiosa, nem da liberdade de imprensa, nem sob pressão de alguma crise existencial de identidade ou de conflito ante à própria sexualidade; se deva admitir dizer que este senhor não é o que representa e encarna: O FUNDAMENTALISMO CRISTÃO HOMOFÓBICO E DA PIOR ESPÉCIE. A menos que se queira trair a própria noção ocidental consagrada de VERDADE, que é a concordância entre o nome e a coisa representada ou significada. Como diz a própria Biblia no Grego original: “NADA PODEMOS CONTRA a verdade, senão a favor da própria verdade”.(OU GAR DUNAMEQA TI KATA THV ALHQEIAV ALL UPER THV ALHQEIAV). Aletheia, aliás, verdade em grego, é o que não pode ser esquecido, pois mergulhado em Letes, o esquecimento, não se deixou submergir. Homofobia é crime que não podemos esquecer, portanto não devemos perdoar.

    Concebida Sales Batista

    ResponderExcluir
  55. Lendo todos esses comentários opostos aos meus, estou começando a repensar minha opinião sobre o Malafaia ser homofóbico ou não.

    De fato, a religião dele já foi justificativa para crimes terríveis, e a bíblia possui diversos trechos odiosos, até nojentos, contra os homossexuais e a homossexualidade. Se o Malafaia usa isso como sua base moral e sua justificativa para se posicionar tão severamente contra a homossexualidade, seria ele, então, um homofóbico? Mesmo que ele não fosse homofóbico, muita coisa que ele diz amola a faca dos homofóbicos, isso é verdade. Mas isso é culpa do Malafaia ou dos homofóbicos de cabeça perturbada?

    Mas ainda mantenho minha posição à liberdade de expressão irrestrita. Mesmo que o Malafaia seja homofóbico, não devemos proibi-lo de dizer o que pensa e sim combatê-lo usando a razão, e não com mordaça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luan:

      >>"Mesmo que ele não fosse homofóbico, muita coisa que ele diz amola a faca dos homofóbicos, isso é verdade. Mas isso é culpa do Malafaia ou dos homofóbicos de cabeça perturbada?"

      -Exato! Creio que a culpa seja de todos, pois aquele que controla é tão culpado quanto os controlados.

      Excluir
    2. Lendo os primeiros parágrafos de seu texto já percebi que:

      1- Você não sabe o que é homofobia.

      2- Você não sabe o que é um boicote e confunde isso com restrição de liberdade de expressão.

      Excluir
    3. Eu sei sim o que é homofobia, sou homossexual assumido e lido com isso todos os dias.

      Agora me explique você o que seria um boicote e como isso se difere da restrição de liberdade de expressão?

      Excluir
    4. Rss, paradoxal.

      No boicote as pessoas se utilizam de seu livre direito de escolha, de comprar ou não um produto. Ninguém é obrigado à nada.
      Se eu não quiser mais comprar produtos da avon porque ela vende dvds da xuxa o problema é meu, sou livre para escolher o que compro ou não. E ainda assim avon será totalmente livre pra decidir se vende ou não os dvds da xuxa, mesmo que milhões de pessoas adiram ao boicote. Não há restrição de liberdade aí.

      Excluir
    5. Ah, então é paradoxal eu ser homossexual e você dizer que eu não sei o que é homofobia? Pois eu sei, eu sinto isso na pele. Muito fácil você achar que sabe quando tá com sua bunda na cadeira na frente de um computador e ninguém te fere ou denigre você. Então pense primeiro antes de me julgar. Reveja seus conceitos.

      Agora, vamos reler o primeiro parágrafo da notícia anterior:

      "Ativistas gays e simpatizantes estão fazendo nas redes sociais e em blogs uma campanha para que a Avon deixe de vender livros da editora de Silas Malafaia".

      Isso te parece um boicote ou uma tentativa de censura?

      A Avon quer vender os livros do Malafaia e os ativistas gays querem proibi-la de vender. Acha que o pessoal da Avon é tão tapado a ponto de não saber o conteúdo desses livros? Duvido muito.

      Excluir
    6. Achei paradoxal vc dizer que sabe o que é homofobia e não achar o discurso do malafaia homofóbico.

      Mas aonde está escrito que os ativistas querer PROIBIR a avon de vender os livros do malafaia? Eles estão fazendo uma campanha para boicotar a avon que, como expliquei, nada tem a ver com proibição.

      Excluir
    7. Então eu que entendimal. Desculpa. --'

      Excluir
  56. Todo crente devia pegar seus livros sagrados rasgar e dizer se existe um criador portanto tudo o que existe só pode ter sido criado por ele seja mal ou seja bem portanto somos inocentes até o fim porque não somos geradores de nossos sentimentos se somos assim é porque nos fez assim ou permitiu que nos tornassemos assim e nos colocar pra lutar contra o que quer que seja é covardia . O homem se tornou estúpido confabulou um deus igual a nos mais que não comete erros e se não comete erros como que existe erros ,dizer que o erro existe por nossa culpa é outra covardia que erro temos nos. Que erro teria um programa que você programou a não ser por falha sua ou por vontade sua. Se existe erro só pode ter sido por dois motivos ou deus errou ou deus fez de propósito ou ele é um criador negligente.

    Mais fica evidente que deus nenhum existe o homem fez deus sua imagem e semelhança o homem tem que parar de se culpar porque se existisse deus ele seria o culpado por tudo a menos que você seja muito desonesto intelectualmente pra negar isto.

    ResponderExcluir
  57. Essa questão do Malafaia ser ou não homofóbico está se mostrando muito complicada. Já apontei uma provável causa lingüística pra isso, que é o que eu ainda acredito ser a opção certa, mas, sem dúvida, a religião de onde ele se norteia, tem repulsas claras aos homossexuais, o que colocaria em xeque sua posição de simples preconceituoso idiota. Juntando a isto, sabe-se que a lingüística permite, como já disse, que certas palavras mudem seu significado de época em época. Neste caso, fazendo valer a atual definição de "homofobia", Malafaia seria, sem dúvida, um homofóbico, e eu mudaria também minha opinião. Mas, ainda neste caso, se deve fazer um parâmetro de seu comportamento com a antiga ou nova definição (leia-se popular com nova)? Esta é a questão crucial! Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  58. Finalmente um comentário promovido ein Luan? Parabéns, é muito sensata e racional a sua colocação e argumentos.

    ResponderExcluir
  59. Luan, o cara tem curso superior em psicologia, sabe o poder das suas palavras, baseadas no que muitas pessoas reconhecem como verdade e age fora de si, com gestos agressivos quando dirige sua palestra. Por tanto lhe pergunto, ele não é homofobico? Ele deseja apenas ensinar passando a mensagem de uma forma comum? Liberdade de expressão é daquela forma? Cara não é necessário ensinar gesticulando o corpo, face e palavras daquela forma. Veja novamente algum vídeo do Silas no youtube e feche os olhos, para somente o ouvir.

    Abraços

    ResponderExcluir
  60. 1) Não ele não é homofóbico, ele só é o criador do "meter o pau " e "Baixar o porrete" metafóricos, só falta ensinar a esses jovens que costumam espancar gays o que é metáfora.

    2) Se eu promover um boicote à rede globo, convocando a todos que não vejam sua programação, estarei tirando a liberdade da dita?

    ResponderExcluir
  61. Oh, realmente Malafaia não prega ódio contra os gays. Só age ativamente no sentido de cercear seus direitos civis, reduzí-los a cidadãos de segunda classe.impedí-los de manifestar sua afeição em público, associá-los com a pedofilia, etc. Mas tudo com muito carinho e amor no coração. Entenderam agora? :D

    É cada uma...

    ResponderExcluir
  62. Luan vc deu um tiro no pé, alimentando os trolls com esta perola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E por que isso é problema seu?

      Eu atraio trolls, é como uma maldita sina. Foda-se a opinião idiota deles. Adivinha quem tem dois polegares e não dá a mínima?

      Excluir
    2. Luan, por que vc é grosseiro com quem é e não é grosseiro com vc? É necessário responder alguém com grosseria? Meu caro, não me leve a mal, mas ao meu ver vc é uma pessoa frustada.

      Excluir
    3. Querido, essa é a regra, você fala o que quer, vai ouvir o que não quer. Se não gostou da minha resposta ou se sentiu ofendido, problema é seu.

      Nos seus comentários anteriores, você praticamente me persegue. Está agindo como um troll, e detesto de trolls.

      Excluir
  63. Estou vendo que um pessoal dito racional aqui estão insistindo em não entender e fazer afirmações sem fundamento.

    Não se esqueçam que meu comentário promovido foi postado na notícia da Avon. Neste caso, os militantes gays estão errados. A Avon não deve proibir de vender os livros do Malafaia. Se ela quer vender, que venda, e ela sabe muito do conteúdo desses livros, e compra e lê quem quer.

    De novo, não quero defender o Malafaia, mas sou racional o suficiente para ouvir o que ele tem a dizer e rebatê-lo. Tenho certeza que se eu for num debate pessoal ele vai me receber cordialmente (já eu não posso garantir nada). Eu não gosto do Malafaia, se ele morrer amanhã, não vai fazer falta nenhuma, eu o considero uma pessoal extremamente retógrada e reacionária, mas ele tem o direito de expressar a opinião dele sobre homossexualidade, mesmo utilizando de falácias e argumentos falhos.

    As pessoas continuam atribuindo os crimes homofóbicos ao discurso dele. Não em entendam mal, mas como cético vou ter que perguntar: Vocês tem a dados, evidências ou depoimentos? Isso são afirmações sem respaldo nenhum. Não se enganem, homofóbicos vão continuar existindo e continuar matando, com ou sem o Malafaia. Eu sei que as pessoas são facilmente influenciadas pelos meios midiáticos, mas muito desse ódio que os homofóbicos possuem muitas vezes não vem da televisão, e sim da educaçãp que eles receberam em casa e também na rua. Eu digo isso por experiência própria.

    Nem toda posição contrária à homossexualidade é movida por homofobia e ódio. Tem a ignorância e o preconceito também, temos que aprender a separar as coisas, pois são coisas distintas. Se tem pessoas que acham que homossexuais não podem casar, não podem adotar filhos, que a maioria é promíscua, que não devem se beijar em público e etc, essas posições são movidas por preconceito e ignorância, falta de conhecimentos mesmo, e nós temos o poder de rebater essas afirmações preconceituosas de forma racional e desmovê-las, porque a razão está do nosso lado. Se essas pessoas querem ir às ruas protestar contra o casamento gay e outros direitos civis, nós também podemos sair às ruas e protestar contra o preconceito, dois pesos e duas medidas, não é somente elas que tem voz.

    É como o Winston disse, o problema maior aqui é mais linguístico mesmo. Minha interpretação é que homofobia é aversão e ódio irracional e doentio contra homossexuais. Mais muitos interpretam como sendo qualquer tipo de discriminação contra os homossexuais. Mas eu vejo essa interpretação de vocês de forma negativa. Parece-me que, ao atribuir qualquer pensamento ou opiniões preconceituosas contra os homossexuais como crime, há um desejo de controlar o pensamento das pessoas, ou invés de rebatê-las racionalmente. Não sei se vocês leram "1984" do George Orwell, mas lá tem um termo chamado "polícia do pensamento", que é a polícia secreta lá do mundo utópico do livro, que investiga e fiscaliza o pensamento das pessoas, e punem os "crimes de pensamento". Em outras palavras, no livro, se você pensou contra o governo vigente, você é considerado um criminoso.

    É mais ou menos isso que eu penso sobre isso, parece que as pessoas querem proibir as outras pessoas de pensarem o que querem e de falar o que pensam a hora que quiserem. Por mim, podem pensar o que quiserem de mim, que eu sou isso e aquilo, não estou nem aí, contando que não machuquem as outras pessoas ou tentar cercear a liberdade delas. E, é claro, podem falar o que quiserem de mim, desde que não promova a violência e o ódio, e eu, como ser racional, vou rebater cada argumento. Se você acha que ninguém tem o direito de te dizer algo contra você, bom, aí o problema está em você, porque é você que está SE ofendendo.

    De novo, peço que assistam esses dois videos do Daniel Fraga, são bastante pertinentes:

    http://www.youtube.com/watch?v=MKz07_aZYlY

    http://www.youtube.com/watch?v=dcTjEbnV_XA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok Luan, nós entendemos seu ponto perfeitamente. Porém, em minha modesta opinião, separar os preconceituosos dos homofóbicos é um equívoco, pois pessoas que possuem preconceitos contra homossexuais, intrinsecamente, são homofóbicas.

      Definição do dicionário:
      Homofobia
      (homo- + fobia)
      s. f.
      Repulsa ou preconceito contra a homossexualidade ou os homossexuais.

      Claro que você sabe o que é homofobia, porém mostro isso, pois hoje o termo homofobia designa qualquer tipo de aversão a homossexuais. Por isso tal palavra carrega o termo Fobia, que significa qualquer medo ou aversão irracional de algo.

      Excluir
    2. E sobre a campanha dos gays contra Malafaia, os gays estão organizando um boicote - Alguns militantes gays querem que haja um boicote aos produtos da Avon. - ou seja, estão usando sua liberdade de expressão para não comprar os produtos da Avon.

      Porém como eu já havia dito nessa reportagem da Avon:
      "...eu creio que tal boicote seja inútil, pois esse boicote representa uma pequena parcela dos lucros da Avon. O problema mais grave que pode atingir a Avon é um nome um pouco manchado, apenas isso. Além do mais a Avon pode recuperar sua imagem, pois gasta fortunas em propagandas televisivas. Sugiro que os gays mudem de tática, pois essa não irá surtir efeito."

      Excluir
    3. Pois é, fui eu que entendi errado, foi mal. --'

      Mas concordo contigo. Boicote, neste caso, não vai funcionar.

      Excluir
  64. apesar dos erros de gramatica no seu texto, to admirado.
    os homossexuais, os defensores do aborto, e outros que dizem ser minorias defendem é o policiamento da expressao das pessoas.nos paises ateus foi e é assim, quem fala mal do governo vai preso e ate morto.o engraçado, é que vejo comentarios e mais comentarios de pessoas xingando e desejando a morte dos crentes, imagino essas pessoas assumindo o poder e botando a maquina estatal pra perseguir todos que nao pregam ou nao admitem suas ideologias.enfim os seres ceticos que se dizem mais racionais que os religiosos sao os primeiros a pregarem o mal para os que creem e pensam diferente.desejar que o estado domine cada espaço de nossas vidas policiando-as, é nominimo reacionalismo doente.todos nós sabemos que quando o estado quis impor ideologias que se diziam boas a todos, em nome de um estado laico, milhares de pessoas morreram na URSS.o laicismo nao pode estar acima das pessoas que habitam a terra, nem acima das crenças das pessoas, pois esse mesmo laicismo se torna segregacionista e perseguidor pra se cumprir uma ideologia que poucos acham que é o certo.num estado democratico tem que se haver o policiamento daquilo que traz o mal a tudo e todos,nao sei que mal uma cruz ou uma igreja pode trazer a sociedade.
    em nome do comunismo pessoas morreram inocentemente, pois nao foram perguntadas se queriam ou nao um sistema que pune quem pensa diferente dos poderosos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, Izaque, pare de vitimismo, que saco! Aonde que você viu gente desejando a morte de crentes aqui?

      Sério, você é um doido de pedra!

      Excluir
    2. Hahahahahahahaha. Pergunta: Quem é você para julgar os erros gramaticais de alguém?

      >>"em nome de um estado laico, milhares de pessoas morreram na URSS"

      -Creio que seu cérebro, intelectualmente falando, seja um lugar ermo. Sempre regurgitando suas ignorâncias por aqui. Milhares de pessoas não morreram na URSS, foram milhões, e não foram em nome do estado laico, mas sim em nome do estado comunista, do ideal comunista deturpado por Lênin.

      Excluir
    3. É impressionante o tamanho da desonestidade desse Izaque...
      SEMPRE quer falar de comunismo como se fosse o mesmo que ateismo, inventou que ta cheio de ateu querendo morte de crentes, aponta erros de portugues dos outros sendo que escreve mal e porcamente...
      Toma vergonha nessa cara, rapaz!

      Excluir
  65. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  66. Que bom que meu comentário promovido causou todo esse debate saudável, estou feliz. Eu estou aprendendo muito aqui, ouvindo as opiniões opostas e repensando meus conceitos. Não estou sempre certo.

    É assim que deve ser! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato! Que bom que pensa assim, ao contrário de muitos Olog-Hai's, que mesmo com argumentos que desfavorecerem suas posições, persistem no erro por pura teimosia.

      Excluir
  67. A crença equivocada na ''liberdade de expressão'' irrestrita é exportação da direita americana,e baseia-se na rica tradição daquele país em proteger o discurso de ódio.
    Trata-se de uma prática de hipocrisia institucionalizada.
    Alguém lembra do escândalo dos wikileaks e das persistentes tentativas do governo americano para censurar as informações vazadas?Bradley Manning,um suspeito de passar informações para o wikileaks,foi preso e mantido em confinamento solitário.Cadê a tão decantada ''liberdade americana de livre expressão irrestrita''?O que os EUA defendem é a proteção dos discursos de ódio,desde a época dos caçadores de bruxas.Mesmo no Brasil a lei impõe limites ao uso irresponsável da liberdade de expressão;a apologia ao crime,por exemplo,um modo sutil de incentivar a violência,é criminalizada na forma da lei.O vocalista da banda Planet Hemp foi preso apenas por cantar uma canção em que pedia a legalização da maconha.A propaganda racista,antisemita ou bairrista é proibida,e livros revisiosistas sobre o Holocausto são apreendidos.Até uma imagem do buda já foi confiscada por ostentar uma simples suástica.Religiosos não tem o ''direito'' de fazer o que bem entenderem de acordo com suas crenças.Este é outro equívoco do autor do post.O limite está na lei,fixado na própria constituição federal.O discurso de ódio homofóbico não se restringe à chamadas inequívocas para a violência contra gays.É muita alienação desconhecer a escala de alport,onde constam os níveis diversos do problema da homofobia.Difamação(por exemplo,declarar que os gays querem impor uma ditadura,ou que os gays são pedófilos,ou que os gays querem ensinar as crianças a se tornarem gays)é um crime que pode trazer as mais graves consequencias contra a população LGBT a curto e longo prazo,sob a forma de violência,discriminação civil e auto estima baixa,o que contribui para o suicídio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre caso Bradley Manning, existem leis rigorosas que os militares devem seguir, por exemplo: não divulgar informações confidenciais, desobedecer é um crime grave. Não sei quais foram suas reais intenções, penso que ele foi muito corajoso. Além do que, qualquer um pode falar sobre direitos humanos, agora se realmente cumpre é outra história.

      Excluir

Postar um comentário