Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Americanos processam clube por discriminação a Dawkins

cientista e militante ateu Richard Dawkins
Dawkins estava nos EUA lançando
o livro A Magia da Realidade
O Centro de Investigação Transnational (CFI, na sigla em inglês) entrou com uma ação na sexta-feira (27) contra a direção do Clube de Campo Wyndgate, em Rochester Hills, em Michigan (EUA), por ter cancelado um evento em suas instalações com o cientista britânico Richard Dawkins (foto).

O CFI, que é uma entidade de ateus, humanistas e cientistas, tinha assinado com o clube um contrato para a realização de um jantar no dia 12 de outubro de 2011, quando o britânico falaria sobre o seu novo livro, “A Magia da Realidade”. Cem pessoas tinham aderido ao evento. Cada uma delas desembolsou US$ 95 (R$ 180).

Ao tomar conhecimento pela TV de que Dawkins era um ateu famoso, Larry Winget, dono do clube, cancelou o contrato, e o jantar teve de ser transferido para outro local.

O centro pede indenização — cujo valor será fixado pela Justiça — por quebra de contrato e por discriminação por motivos religiosos. Winget teria dito que não queria “associar-se a certos indivíduos ou filosofias”.

Jeffrey Seaver, diretor da seção de Michigan do CFI, afirmou que discriminar uma pessoa por causa de crença religiosa ou por falta dela equivale ao preconceito contra raça. Afirmou que a atitude da direção do clube ilustra o preconceito e intolerância dos quais os descrentes são vítimas com frequência.

O CFI informou que não aceita acordo com o clube porque quer que o caso seja levado ao júri.





Com informação M Live.

Clube cancela palestra de Dawkins ao saber que se trata de ateu
outubro de 2011

Dawkins.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...