Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 9 de março de 2012

Deputado quer isentar música de culto de direitos autorais

Feliciano elaborou projeto
que o favorece diretamente 
Embora as igrejas pentecostais estejam com os cofres cheios, de onde saem milhões para compra de horário na TV e de aviões e para a construção de megatemplos, Marco Feliciano (foto), do PSC-SP, está tentando cavar mais uma isenção de taxa às denominações.

O deputado protocolou um projeto de lei que, se aprovado, isentará as músicas tocadas em cultos e em festas de casamento religioso dos direitos autorais cobrados pelo ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição).

Trata-se, inclusive, de um projeto que atende aos interesses do próprio Feliciano, que é pastor, cantor e líder do Ministério Tempo de Avivamento, uma igreja pentecostal.

Ele argumentou que a cobrança do ECAD tem causado constrangimento às igrejas, mas não revelou quanto o escritório tem obtido com as músicas que embalam os cultos, evitando-se, assim, que se tenha uma ideia desse valor em relação à prosperidade das igrejas. Provavelmente o que o ECAD arrecada é irrisório.

Parece não haver exceção entre os deputados evangélicos: todos eles atuam para que as suas denominações de origem e as demais (e não necessariamente os fiéis) obtenham vantagens e privilégios do Estado (custeados, portanto, por todos os brasileiros) ou seja lá de quem for. Trata-se da versão religiosa da Lei de Gerson.





Com informação do site do Feliciano.

Deputado quer liberar o FGTS para construção de templos
janeiro de 2012

Marco Feliciano   Isenções fiscais da Igreja.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...