segunda-feira, 11 de abril de 2011

Instituto do Além atende milhares de pacientes por dia

Não há incisão, mas é feito curativo
Doentes de todas as regiões do país têm feito peregrinação a Franca (SP) em busca de cura por intermédio do médium João Berbel, 55, que criou o IMA (Instituto Medicina do Além). Franca tem 320 mil habitantes e fica a 400 km de São Paulo. 

O Instituto do Além possui 60 macas por onde passam por noite até 6.000 pacientes, que são submetidos a operação espiritual que dura segundos. Berbel afirma que incorpora o espírito do médico Ismael Alonsoy, morto em 1964.

Depois de 15 de operações espirituais, a fama de Berbel extrapolou as fronteiras do Brasil. Recentemente  esteve em Portugal e Espanha. Já atendeu na França, Itália e Estados Unidos.

No Brasil, ricos e famosos também têm procurado o médium. Os nomes são mantidos em sigilo, mas um deles vazou para a imprensa: o ator Reynaldo Gianecchini.

“Enfermeiros” passam iodo e fazem curativo nas regiões e órgãos “operados” dos doentes. Isto é para que as pessoas “acreditem que houve cirurgia, que houve uma intercessão espiritual”, disse o médium aos repórteres Leandro Martins e Renê Moreira, colaboradores da Folha.

Berbel percorre as macas vestido com um jaleco azul, igual de médico, com um instrumento na mão, uma espécie de bisturi. Ele explica as curas de suas operações espirituais com expressões genéricas, como “basta que tenha a vontade de se curar” e “as cirurgias são realizadas com as energias do amor” [veja vídeo]. Não faltam testemunhos de pessoas que se sentem curadas.

Em alguns casos, os pacientes saem do Instituto do Além com receitas de medicamentos fitoterápicos. O Conselho Regional de Farmácia de Franca informou que o IMA tem um farmacêutico responsável e está autorizados e fabricar esses medicamentos. O instituto vive de doações e da venda dessas substâncias.

Berbel afirmou que ninguém deve deixar de recorrer à medicina tradicional, da qual a medicina do além “é apenas um complemento”.

“Se os médicos estão na Terra, é porque nós precisamos deles", disse. "Até eu mesmo vou ao médico.”

"Milagre não existe"


Com informação da Folha.





Gilson teve cura divina, parou de tomar remédios e morreu
setembro de 2009

Os milagrentos.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...