Pular para o conteúdo principal

Por que sou ateu: 'Prefiro sentir a emoção do mistério a tentar extingui-lo com fábulas'

'Não gosto daqueles que dizem saber a Verdade porque acreditam em Deus; eles são tão ignorantes como eu'


Carlo Rovelli
professor do Centro de Física Teórica na Universidade de Marseille, França

Várias pessoas me perguntam por que digo que não acredito em Deus. Aqui está a minha resposta.

Eu não gosto daqueles que se comportam bem por medo de acabar no inferno. Prefiro aqueles que se comportam bem porque gostam de se comportar bem. Não gosto daqueles que são bons para agradar a Deus. Prefiro aqueles que são bons porque são bons. Não gosto de respeitar os meus semelhantes porque são filhos de Deus. Gosto de respeitá-los porque são seres que sentem e que sofrem.

Não gosto de quem se dedica ao próximo e cultiva a justiça, pensando assim agradar a Deus. Gosto de quem se dedica ao próximo porque sente amor e compaixão pelas pessoas.

Não gosto de me sentir em comunhão com um grupo de pessoas ficando calado em uma igreja ouvindo um sermão. Gosto de me sentir em comunhão com um grupo de pessoas olhando os meus amigos nos olhos, conversando com eles e olhando o seu sorriso. 

Não gosto de me consolar com a morte pensando que Deus me acolherá. Gosto de encarar a limitação da nossa vida e aprender a sorrir com afeto para a irmã morte. Não gosto de me fechar em silêncio e orar a Deus. Gosto de me fechar em silêncio e ouvir as profundezas infinitas de silêncio. Não gosto de agradecer a Deus: gosto de acordar de manhã olhando o mar e agradecer ao vento, às ondas, ao céu e ao perfume das plantas, à vida que me faz viver, e ao sol que se levanta.

'Não gosto de me emocionar
com a natureza porque Deus
a criou linda. Gosto de me
emocionar porque é tão linda'

Não gosto daqueles que me explicam que Deus criou o mundo, porque acho que nenhum de nós sabe de onde vem o mundo; acho que quem diz sabê-lo está se iludindo; prefiro olhar o mistério de frente, sentir sua tremenda emoção, a tentar extingui-lo com fábulas. 

Não gosto daqueles que acreditam em Deus e por isso acham onde está a Verdade, porque acredito que eles são tão ignorantes quanto eu. Acredito que o mundo ainda é para nós um infinito mistério. Não gosto daqueles que conhecem as respostas. Gosto mais daqueles que procuram as respostas e dizem “não sei”.

Não gosto de quem diz que sabe o que é bem e o que é mal, porque está numa igreja que tem o monopólio de Deus, e não vê quantas igrejas diferentes existem no mundo. Quantas morais diferentes, e cada uma sincera, existem no mundo. 

Não gosto de quem diz a todo mundo o que todo mundo deve fazer, porque se sente forte graças ao seu Deus. Gosto de quem me dá sugestões moderadas, de quem vive de uma forma que me maravilha e admiro, quem faz escolhas que me emocionam e me fazem pensar.

Gosto de conversar com os amigos, de tentar consolá-los caso estejam sofrendo. Gosto de falar com as plantas, dar-lhes de beber se sentem sede. Gosto de amar. 

Gosto de olhar para o céu em silêncio. Gosto das estrelas. Gosto infinitamente das estrelas. Não gosto de quem se refugia nos braços de uma religião quando está perdido, quando sofre; prefiro quem aceita o vento da vida, e sabe que os pássaros do céu têm o seu ninho, mas o filho do homem não tem onde reclinar sua cabeça.

E já que gostaria de ser semelhante às pessoas de quem gosto, e não àquelas de quem não gosto, não acredito em Deus.

> Esse texto foi publicado originalmente com o título Perchè sono ateo no blog Leggere i segni dei tempi, do capelão nas paróquias de Visitazione, Regina Pacis, Tre Santi e Sacra Famiglia, na Itália. A tradução é de Luisa Rabolini para IHU Online.

Comentários

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Cientistas brasileiros e mexicanos descobrem pequena espécie de morcego

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Um em cada 4 brasileiros não tem acesso à coleta de esgoto, mostra IBGE

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Quatro séculos tentando provar a existência de Deus. E fica cada vez mais difícil

Igrejas católicas alemãs estão sendo derrubadas. É a demolição da própria religião

Contar o número de deuses é difícil porque são muitos, dezenas de milhares, milhões

Padre autor do mosaico de Aparecida é acusado de invocar a Trindade para ter sexo a três

Ministro 'terrivelmente' evangélico decide que financiar monumento religioso é constitucional