Americano zomba da vacina, diz ter a proteção de Deus e morre de Covid

O americano Stephen Harmon, 34, escreveu em junho deste ano que não ia se imunizar contra o coronavírus.

“Tenho 99 problemas, mas a vacina não é um deles”, afirmou, na linha de zombar do imunizante conforme vinha fazendo nas redes sociais.

Harmon contraiu o vírus, teve sintomas de Covid e pegou pneumonia. Mesmo internado ele se recusava se vacinar.

Do hospital ele postou que o respirador devia ser mantido no inferno, longe o quarto de UTI dele, porque tenha certeza de que Deus ia lhe curar.

“Não há espaço aqui [UTI] para medo ou falta de fé.”

Ele morreu na quarta-feira (21) em um hospital perto de Los Angeles.

Harmon era fiel da Igreja Hillsong, cujo pastor disse que aconselha os fiéis a seguirem as recomendações médicas, mas ele não foi firme em defender a vacina. 

O pastor falou que a vacinação é uma decisão pessoal, quando é também moral, porque quem se imuniza contribui para que o coronavírus não se espalhe na sociedade.

Se tivesse lido e dado credibilidade à teoria da seleção natural, de Darwin, Harmon teria se vacinado (nos EUA há imunizantes de sobra) e se salvado.

Darwin provou que quem não se adapta a mudanças morre. Muitas espécies foram extintas por causa disso.

Fotos que
Harmon postou
do hospital

> Com informação da BBC News e de outras fontes e foto da rede social.