Pular para o conteúdo principal

Deputado pastor propõe fura-fila da vacina contra Covid-19 para religiosos em SC

Deputado de Assembleia Legislativa de Santa Catarina Sérgio Motta (Republicanos) apresentou projeto de lei para que pastores e padres sejam incluídos na lista de prioridade para vacinação contra a Covid-19.  Motta também é bispo da Igreja Universal do Reino de Deus.

Ele argumenta que os religiosos precisam ser imunizados porque estão em contato direto com a população.

O deputado desconsiderou que há escassez de vacinas e, portanto, a concessão de prioridade aos religiosos significa o abandono de grupos tidos como mais prioritários por sanitaristas em um momento em que se intensifica o contágio do novo coronavírus.

O projeto de lei está sendo chamado por sites de Santa Catarina como "fura-fila" para beneficiar religiosos na vacinação.

Em março de 2020, Edir Macedo, líder da Universal, afirmou que o coronavírus era "inofensivo" e que todo o alarme que a imprensa estava causando se tratava de "tática de Satanás".

Naquele mesmo ano, em junho, a imprensa descobriu que Macedo fora internado com Covid-19 no hospital do seu grupo econômico, o Moriah, em São Paulo.

Em março de 2021, o líder religioso e sua mulher, Ester Bezerra, tomaram em Miami (EUA) a vacina Janssen.


Comentários

  1. Ué, mas as igrejas não estão fechadas? vai ver que não estão obedecendo.

    ResponderExcluir
  2. Essa é uma boa hora para testar o poder do rebanho dos evangélicos.
    Está provado que esse vírus não respeita credo, fator social, ricos, pobres, etnia, cor, poder político, etc. Onde fica "deus" numa hora dessas ?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Maioria dos católicos dos Estados Unidos apoia a pena de morte; ateus rejeitam

Religião atua para perpetuar os detentores do poder e domesticar as mulheres, diz romancista

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade