Pular para o conteúdo principal

Comissão Inter-religiosa pede proibição global das terapias de cura gay

Mais de 370 sacerdotes das principais religiões do mundo assinaram um documento que pede a proibição global de terapias de conversão de gays, as quais consideram a homossexualidade como anormal, uma doença.

Os religiosos pedem também o fim da violência e da criminalização de homossexuais e lésbicas.

Publicado em meados de dezembro de 2020, o documento marca a criação da Comissão Inter-religiosa Global sobre Vidas LGBT+, com o apoio de personalidades de 35 países, como o arcebispo Desmond Tutu, o ex-rabino-chefe da Irlanda David Rosen e a ex-presidente da Irlanda Mary McAleese.

Embora reprovadas por associações médicas, como a dos Estados Unidos e Reino Unido, a cura gay é autorizada em pelo menos 69 países, incluindo a Grã-Bretanha. Há promessa do primeiro-ministro Boris Johnson de que o procedimento seja proibido em 2021.

O reverendo Paul Bayes, bispo de Liverpool, afirmou que os ensinamentos religiosos foram por muito tempo "mal utilizados e ainda continuam sendo, causando profunda dor e ofensa àqueles que são lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e intersexuais".

O documento pede perdão pelos danos que alguns ensinamentos religiosos têm causado e faz um apelo para que todos celebrem a inclusão e a diversidade.

A comissão lançou um vídeo com declarações de sacerdotes de várias religiões.






Comentários

  1. Muito bom, já era a hora das religiões se unirem pra combater um problema que eles mesmos causaram. Paulo Lopes, te recomendo a leitura do livro O Mau Exemplo de Cameron Post, sobre os danos que as terapias de "cura gay" podem causar.

    ResponderExcluir
  2. Falar é facil, fazer um documento é fácil .. mas mudar a cabeça de fanáticos alienados ... Isso é impossível ...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Dona Religião é casada com sr. Atraso e têm vários filhos

Igreja Católica da Alemanha admite que freiras forneciam crianças a padres pedófilos

Bolsonaro compra a novela 'Os dez mandamentos' da Record para a TV Brasil

Papa Francisco confirma que lugar da mulher na Igreja é na cozinha

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade