Pular para o conteúdo principal

Bispo metodista defende exclusão dos fiéis homossexuais da igreja

Em uma live com pastores, o bispo Roberto Alves de Souza, presidente da 4ª Região Eclesiástica da Igreja Metodista (Minas Gerais e Espírito Santo), defendeu a exclusão dos homossexuais da denominação.

Quando um pastor falou que o movimento LGBT estava se preparando para apresentar uma proposta ao Conselho Geral da Metodista, o bispo comentou: “Tem de excluir eles da igreja, isso sim”.


E acrescentou: “Tem que fazer isso enquanto tempo, né, porque senão depois [inaudível] cresce na briga e só Jesus”.

O trecho da live em que o bispo Souza expõe sua homofobia viralizou na internet.

Mais de cem metodistas de diversas congregações se manifestaram a favor do acolhimento dos fiéis LGBTs. 


'Sou a Teresa, fui pastora da Metodista e agora sou ateia'

Brasil já tem pelo menos dez igrejas dedicadas aos gays

Pastor americano que não acredita em Deus se assume como ateu

Protestantes históricos estão em extinção nos Estados Unidos

Comentários

Anônimo disse…
Esse bispo tem voz de alguém que reprime sua própria sexualidade, não vejo mal algum em acolher pessoas na igreja, nem sabia que atualmente os gays eram segregados e impedidos de entrar.

Posts + acessados hoje

Antes de dizer em live 'aceitem a paz do Senhor', pastor xinga sua mulher

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Ateus tentam impedir gasto de R$ 80 mi em centro evangélico disfarçado de museu