Pular para o conteúdo principal

Mundial pede remoção do texto sobre feijão milagroso por 'prejudicar imagem de Valdemiro'

Advogados da Igreja Mundial notificaram este site para que seja removido de imediato o texto “Valdemiro Santiago vende por até R$ 1.000 caroço de feijão para curar coronavírus”.

Alegam que “informações e comentários” do texto “causam prejuízos” à imagem do líder da Igreja.

Segue a íntegra da notificação:

Prezado PR. Lopes,

Considerando que:

- Representamos a Igreja Mundial do Poder de Deus;

- Diferentemente do divulgado pela impressa, a campanha do mês de maio “sê tu uma benção” representado pela semente do feijão, não se refere a venda de uma “promessa de cura”, mas sim o início de um propósito com Deus, representado por um símbolo bíblico (a semente) que tem como princípio o início de uma colheita conforme a vontade de Deus;

- Em relação a promessa de cura vinculada diretamente a semente, tem-se que foi amplamente esclarecido em todos os vídeos que toda cura vem de Deus e que a semente é uma figura de linguagem, amplamente mencionada nos textos bíblicos, para materializar o propósito com Deus;

- No vídeo não há menção de nenhuma venda, o que rechaçamos veemente, haja vista que trata-se de uma sugestão de oferta espontânea, não tendo nenhuma correlação com venda de quaisquer espécies.

- Esclarecemos, ainda, que a instituição, ao longo de todos esses anos tem o único e exclusivo propósito de propagação da fé cristã, onde todas as nossas atitudes se baseiam nos princípios bíblicos, na ética e na legalidade.

- Foi publicado em sua página informações e comentários que causam prejuízos à imagem de nossa cliente.

- A matéria distorce a fala, levando o leitor a conclusões inverossímeis.

Diante do exposto venho através desta NOTIFICÁ-LO do que segue:

1. Solicitamos, cordialmente, a imediata remoção da publicação disponível na URL:

https://www.paulopes.com.br/2020/05/coronavirus-valdemiro-feijao-milagroso.html#.XrmzoNaSmrx

Certos de que seremos atendidos neste cordial pedido, me despeço com votos de elevada estima.



O Ministério Público de São Paulo está analisando pedido (notícia-crime) do procurador Wellington Saraiva para que acuse Valdemiro Santiago à Justiça por suposta prática de estelionato.

Na denúncia-crime, o procurador registra, entre outros, o link da matéria deste site que a Igreja Mundial quer remover.

Saraiva argumenta que “caso tivesse desejo sincero de curar ou imunizar seu rebanho e pudesse interceder perante divindades para auxiliar seus fiéis, não precisaria fazê-lo mediante pagamento, o que é próprio de charlatões e estelionatários, não de líderes religiosos honestos”.

Após investigações, o Ministério Público de São Paulo decidirá se acata o pedido do promotor, mas o MP federal já solicitou ao Google que retire do YouTube o vídeo onde Valdemiro  pede um "propósito" de até R$ 1.000 pelo feijão milagroso.

Íntegra da queixa-crime.   (site do MPF, texto em PDF) 

NO VÍDEO, VALDEMIRO NÃO
DIZ QUE SUA SEMENTE BÍBLICA
É DE FEIJÃO, MAS AS IMAGENS
NÃO DEIXAM DÚVIDAS

Com informação da Igreja Universal e do Ministério Público.





Valdemiro Santiago pede aos fiéis R$ 2,4 milhões para nadar no rio Jordão

Valdemiro sugere a fiéis que não paguem conta de luz para doar R$ 100 à Mundial

Deus quer 30% do ganho deste mês dos fiéis, afirma Valdemiro

Por que Edir, Silas, Soares e Valdemiro não estão em hospitais curando doentes da Covid-19?



Posts mais acessados na semana

Dona Religião é casada com sr. Atraso e têm vários filhos

Bolsonaro fica irritado com aprovação da CoronaVac que vai salvar vidas

Aprovação da CoronaVac significa duro golpe no bolsonarismo

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Bolsonaro compra a novela 'Os dez mandamentos' da Record para a TV Brasil