Pular para o conteúdo principal

Número de pessoas com coronavírus em cruzeiro no Japão sobe para 61

Diamond Princess está
 de quarenta ancorado no
porto de Yokohama


por RTP 
Emissora pública de televisão de Portugal

As autoridades japonesas detectaram 41 novos casos de infeção por coronavírus a bordo do cruzeiro Diamond Princess que está sob quarentena no porto de Yokohama, no Japão. 

Com isso, sobe para 61 os casos confirmados a bordo, sem contar com o residente de Hong Kong que saiu do navio na região administrativa especial chinesa. 

O número total de pessoas infectadas no Japão é de 86.

O ministro da Saúde do Japão, Katsunobu Kato, informou, em conferência de imprensa, que 21 dos 41 novos casos confirmados são japoneses. Dentre os demais infectados estão oito norte-americanos, cinco australianos, cinco canadenses, além de um britânico e um argentino, que vem a ser o primeiro caso de infecção em nacionalidade latino-americana.

Os demais 20 casos a bordo do Diamond Princess tinham sido detectados no início da semana e os infectados foram encaminhados para centros médicos de Tóquio e de outras localidades próximas, onde estão sendo tratados. 


As autoridades sanitárias continuam a realizar exames médicos em passageiros e tripulantes do cruzeiro, com 3,7 mil pessoas a bordo. O navio está sob quarentena desde o ida 3 de fevereiro de 2020 e por um período de duas semanas.

O navio, que na quarta-feira (5) se afastou da costa para limpezas, vai voltar a ficar ancorado no porto de Yokohoma, ao sul de Tóquio, para aprovisionamento, enquanto os infectados serão levados para centros médicos na região.

No dia 6, o governo japonês decidiu não autorizar a entrada no país de outro cruzeiro, o Westerdam, proveniente de Hong Kong, após a confirmação de um caso de coronavírus. Este cruzeiro zarpou no sábado (1), atracou em um porto de Taiwan e seguia a rota com destino ao Japão.

Em coletiva de imprensa diária, o ministro porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga, informou ter chegado nesta manhã ao Japão um quarto avião com 198 pessoas que viviam na cidade chinesa de Wuhan, o epicentro do surto do novo coronavírus, e tinham pedido para regressar ao país.

Ao todo, foram já repatriados de Wuhan 763 pessoas de nacionalidade japonesa ou familiares de outras origens.



Sintomas do coronavírus são semelhantes aos da gripe, informa Drauzio Varella

Pastor americano diz que Deus enviou o coronavírus para 'eliminar' pecadores

Laboratório americano promete vacina contra coronavírus para junho

Corpo humano abriga trilhões de vírus, muito mais do que células




Comentários

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos