Pular para o conteúdo principal

Número de brasileiros suspeitos de ter coronavírus aumenta para 12

Novas suspeitas surgem
 em São Paulo e em
 Santa Catarina

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira (31 de janeiro de 2020) que o número de casos suspeitos de coronavírus no país passaram de nove para 12. Até agora nenhuma infecção foi confirmada no país.

Cinco novas suspeitas foram registradas em São Paulo e uma em Santa Catarina. Além disso, outros três casos que estavam sendo investigados foram descartados, inclusive a primeira suspeita registrada em Minas Gerais. O teste para o vírus deu negativo.

Atualmente, sete suspeitas estão investigadas em São Paulo, duas no Rio Grande do Sul e uma cada um dos estados de Santa Catarina, Paraná e Ceará. O ministério afirmou que, além de Minas Gerais, um caso suspeito no Rio de Janeiro e outro em São Paulo já foram descartados.


Após exames deram negativo para infecções de influenza ou de outra gripe, cinco pacientes passarão pelo teste para o coronavírus, que atualmente é realizado somente pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro.

O ministério disse que em breve o teste poderá ser feito pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará.

Os outros pacientes estão aguardando o resultado de exames que indicam infecções por vírus respiratórios mais comuns. Somente se esses exames derem negativo, será feito o teste para o coronavírus.

O novo coronavírus já deixou 213 mortos e mais de 9,6 mil doentes.

A maioria dos casos foi registrada na China. As primeiras infecções do vírus, batizado de 2019-nCoV, foram detectadas na cidade chinesa de Wuhan no final do ano passado e remontam a um mercado de animais selvagens e peixes, que agora foi fechado.

O vírus pode ter sido transmitido através do contato direto entre humanos e animais, ou simplesmente através do ar.

Além da China, há casos confirmados ao menos 19 países, incluindo Alemanha, Japão, Estados Unidos e Vietnã, onde casos de transmissão interna foram registrados.

Com informação e texto da Deutsche Welle, que é uma emissora da Alemanha que produz jornalismo em 30 idiomas.



Sintomas do coronavírus são semelhantes aos da gripe, informa Drauzio Varella

Pastor americano diz que Deus enviou o coronavírus para 'eliminar' pecadores

Laboratório americano promete vacina contra coronavírus para junho

Corpo humano abriga trilhões de vírus, muito mais do que células




Comentários

13.02.2020
O FANTÁSTICO DOUTOR LI WENLIANG CONTRA A ESTUPIDEZ E A IMBECILIDADE DOS POLÍTICOS QUE GOVERNAM O MUNDO. O transmissor do coronavirus de Wuhan (COVID-19) poderá ser serpente, morcego, pangolim, ou nenhum deles! Se as vítimas do coronavirus não pararem de surgir na cidade de Wuhan é porque o vírus está incubado em um inocente cidadão, transmissor etiológico, super transmissor humano número 1. Ele não apresenta nenhum sintoma da doença, febre normal. Esse hipotético, mas possível, transmissor original da epidemia ignora totalmente ser possuidor do vírus e está se sentindo ótimo, bem disposto. Para encontrá-lo, o governo chinês terá de examinar o sangue de toda a população da cidade, torcendo para que esse primeiro transmissor ainda esteja por lá. O termômetro digital infravermelho não terá validade alguma nesse caso. Até mesmo o exame de saliva não seja eficaz para detectar o vírus. Espero que este não seja o caso. Se os comunistas autoritários, sensores, inimigos da liberdade de expressão, tivessem ouvido os avisos prévios do médico chinês Li Wenliang, sobre o coronavírus não teria morrido tantas pessoas. Li Wenliang foi um médico inteligente e competente com mentalidade de cientista. Por isso eu vou morrer dizendo que somente os cientistas têm inteligência e competência de governar/administrar as nações e os povos. Acredite se quiser! Observação, daqui em diante, a utilização do termômetro digital infravermelho em todos os rincões do planeta será uma questão de vida ou morte para evitar epidemias e pandemias, até mesmo aquelas que poderão exterminar centenas de milhões de seres humanos. Mas somente o termômetro não bastará, medidas com transatlânticos hospitais com milhares de leitos devem ficar de prontidão eterna. Vacinação em massa para atenuar vírus modificados semelhantes que possam surgir, e assim por diante. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos

Morre de Covid-19 o segundo pastor bolsonarista da Assembleia de Deus

Bispo Edir Macedo é internado com suspeita de estar com Covid-19