Nos EUA, pastor diz que ora pela morte prematura de comediante judia


O pastor Fannin não
 gostou de uma piada
 que Sarah fez na peça
 'Jesus é Mágico'

O pastor Adam Fannin (foto), da Stedfast Church, em Jacksonville, Florida, gravou um sermão [vídeo abaixo] onde diz que ora por Deus pela morte prematura da comediante Sarah Silverman (foto).

Em 2005, na peça “Jesus é Mágico”, Sarah disse com sarcasmo que, como judia, esperava que os judeus matassem Jesus de novo.

“Sarah é uma bruxa”, disse o pastor.

“Ela é uma Jezebel. Uma prostituta de sionismo que odeia Deus. Espero que Deus quebre seus dentes e ela morra. É uma pessoa má e ela é a representação perfeita do judaísmo religioso.”

No Brasil, quando Ricardo Boechat morreu em um acidente de helicóptero, alguns sites evangélicos insinuaram que foi um castigo de Deus por causa do bate-boca que houve entre o jornalista ateu e o pastor Silas Malafaia.





Padre acusa evangélicos de urinarem em Nossa Senhora

Pastor americano afirma que não existe muçulmano bom

Fanatismo evangélico ameaça a democracia no Brasil, diz reverendo

Evangélicos tentam impedir construção de igreja católica


Comentários