Primeiro-ministro de Israel quer mandar uma Bíblia impressa para a Lua

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, de Israel, disse durante um encontro com jovens que a próxima nave do país que for à Lua deixará uma Bíblia impressa lá.

Uma entidade israelense sem fins lucrativos, a Spacell, tentou mandar uma Bíblia para a Lua, na sonda Beresheet (Gênesis), em abril de 2019.

A sonda se espatifou no solo lunar.

O nome dela deveria ser Apocalipse ou Armagedom.

Para justificar o envio de uma Bíblia para a Lula, o primeiro-ministro leu Salmos 8:3: “Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que ali firmaste.”

Netanyahu e a Spacell querem usar a Lua para proselitismo religioso. Almejam que o satélite se transforme em um luminoso da anunciação de Jeová.

Mesmo para isso, eles vão depender de investimentos na ciência, não de milagres.

Sonda Beresheet se
chocou com solo lunar

Com informação do The Times Of Israel e de outras fontes.





90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Bíblia tem mais de 2,5 milhões de mortes em nome de Deus

Nove trechos da Bíblia que fazem apologia da tortura

Dez imoralidades da Bíblia não questionadas por cristãos



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários

  1. Como proposta, solicito que investiguem o significado e caracterização do termo bagulho grafoenergético. E como vários ensinamentos (não apenas bíblicos) caracterizam justamente tal conceito. Quem aqui concorda com tais descrições? (1) artigo de idolatria (2) escrita de opinião maliciosa; (3) bilhete de recado com anotações incompletas, desvirtuando a mensagem; (4) bilhete ameaçador; (5) carta de cobrança com ameaça ao devedor; (6) chantagem escrita; (7) cheque adulterado; (8) contrato unilateral, impositivo, com cláusulas exorbitantes, aproveitando-se da fragilidade da parte mais frágil; (8) documento falsificado; (9) etiqueta adulterada, por exemplo, do prazo de validade de um produto; (10) informe publicitário falacioso, visando à promoção de determinado produto; (11) livro de estória de terror; (12) livro de rituais satânicos; (13) placa de trânsito adulterada, desviando o motorista do destino almejado; (14) plágio camuflado; (15) psicografia de guias-cegos; (16) publicação pseudo-científica; (17) tradução com erros, desvirtuando o sentido do texto original: http://pt.conscienciopedia.org/index.php/Bagulho_grafo-energético

    ResponderExcluir

Postar um comentário

EDITOR DESTE SITE



Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado.
Trabalhou no jornal centenário abolicionista
Diário Popular, Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras publicações.