Pastores de Angola acusam Universal de forçá-los à vasectomia

Pastores não sabiam
que programa de
 planejamento os
deixariam estéreis

por Voz da América

Uma equipe de advogados angolanos remeteu recentemente à Procuradoria-Geral da República um processo-crime contra a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), por submeter os seus pastores a vasectomias.

Os advogados dizem que as vasectomias são feitas sob coação [áudio abaixo].

Francisco Sousa Augusto, advogado de um dos pastores que alegadamente foi submetido a uma vasectomia, a Universal incorre nos crimes de ofensas corporais graves e de associação de malfeitores:

O advogado afirma que são vários os homens nessa situação e que a maioria foi enganada com a alegação de que participariam de programa de planeamento familiar.

A Voz da América tentou entrar em contato com a Universal, mas sem sucesso.


A Voz da América é um serviço de notícias financiado pelos Estados Unidos. É transmitido por rádio em 44 idiomas e em 24 pela televisão, além da internet.




Angola notifica Mundial por envio ilegal de dinheiro ao Brasil

Mundial demite em Angola pastores que acusam brasileiros de desfalque

Angolano diz que invasão de seitas ameaça cultura do país

16 pessoas morrem em culto da Igreja Universal em Luanda



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários